Importância e responsabilidade da mídia

É preciso tratar com muito cuidado os jovens atletas. Um atleta que demonstre talento na categoria sub 18 deve ser apoiado. Mas seus mentores devem tomar todo o cuidado do mundo. Primeiro, para reconhecer se tal atleta tem realmente potencial. Depois, para não superestimar suas qualidades. Por fim, para guardá-lo dos exageros, que vêm de toda parte. Vez por outra vejo reportagens sobre novas revelações nos vários esportes olímpicos. Divulgar o trabalho e mostrar os resultados é bom para o atleta e para os que o acompanham. Mas é bom pisar no chão. Antes de falar que um jovem valor é “esperança do Brasil para a Olimpíada do Rio-2016” veja se há fundamento. Fale com o treinador, fale com outros especialistas naquela prova. Compare os resultados no plano internacional. Afinal, está se falando de Jogos Olímpicos! O exagero agora pode não incomodar o autor da reportagem. Depois de algum tempo, nem o editor vai lembrar o que publicou. Mas o estrago pode ser ruim para o atleta, à medida que o tempo passa e os resultados muitas vezes não aparecem… Há atletas que aparecem cedo, mas seus feitos terminam nas categorias de base. Outros aparecem apenas já na maturidade, após os 20 anos. A mídia tem um papel importante no acompanhamento das coisas do esporte. Ela divulga os eventos, mostra os resultados, as conquistas dos atletas e equipes. Mas é preciso responsabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>