Sobre a surra que a Lusa deu no Alvinegro

Gazeta Press

Gazeta Press

A Lusa deu uma surra no Corinthians. Dizem que lá no Canindé o nome do momento é Gilberto. Já há quem fale que ele é mais um futuro ex-jogador da Portuguesa. Pode ser que ele vá defender outra equipe. Mas gostaria que ele e outros bons valores continuassem no time por um bom tempo.

O tempo suficiente não apenas para livrar a equipe do rebaixamento este ano, mas para fazê-la novamente disputar títulos importantes.

É verdade que a Portuguesa sempre revelou valores e o Corinthians, por coincidência, foi um dos clubes que mais benefícios obteve com esta situação.

Quem não se lembra de Zé Maria, reserva de Carlos Alberto na seleção do tri, no México-1970? Zé Maria em 1974 foi titular na Copa da Alemanha e tornou-se um dos símbolos do Alvinegro… Antes, porém, outros “lusos” foram brilhar no Parque São Jorge. Ditão e Nair, em 1965, e Ivair, em 1969. Eles foram três dos craques do esquadrão que disputou até o último jogo o título do Campeonato Paulista com o Santos, de Pelé.

Mas outras equipes foram buscar craques na Lusa. O que dizer do Palmeiras, que recebeu os grandes Djalma Santos, Julinho Botelho e Servílio de Jesus Filho. Depois teve Leivinha, titular no Verdão na primeira metade dos anos 1970. O São Paulo levou o lateral Edilson, craque da década de 1970. O Fluminense levou o goleiro Felix, titular na Copa-1970.

Mais recentemente o atacante Ricardo Oliveira deixou o Canindé pela Vila Belmiro, fazendo o mesmo percurso do zagueiro Marinho Perez, 20 anos antes. Claro que nem todos foram formados na Lusa. Zé Maria, por exemplo, começou na Ferroviária de Botucatu. Mas foi no Canindé que se projetou como jogador da Seleção, o que lhe abriu as portas do Corinthians.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>