Protegido por Lula, Sanchez só deixa CBF se quiser

Djalma Vassão/Gazeta Press

Djalma Vassão/Gazeta Press

Depois da queda do técnico Mano Menezes, ficou bem claro um cenário: Ricardo Teixeira e todos que estavam com ele estão fora dos planos da presidenta Dilma. Embora a CBF seja uma entidade privada, está com um “interventor” sim. Afinal, José Maria Marin é extamente o que? Sem dúvida, o porta-voz do Planalto Central.

O vice-presidente da República, Michel Temer, é o responsável pela realização da Copa 2014. Dilma não quer mais escândalos. Pegou mal para o País o envolvimento de João Havelange e Ricardo Teixeira em trambiques internacionais entre CBF e Fifa. Além disso, obras de estádios e de infraestrutura estavam atrasadas. Como ficam os compromissos assumidos por Lula há quase cinco anos atrás?

Mano caiu, mas por trás dele tem um edifício gigante desabando também. Andrés Sanchez, o gerente de futebol, porém, pode ser mantido. Afinal, quem se arrisca a desafiar o nosso querido Lula, o dono do Brasil?

E tenho dito!

4 comentários em “Protegido por Lula, Sanchez só deixa CBF se quiser

  1. Quem manda é a Dilma e não o LULA, e de maneira acertada o Andres sai de um cargo que apenas era figura decorativa, acabou a era Teixeira de tantos escandalos. e tenho dito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>