Gazeta Esportiva

Frequentemente temos notícias de lesões do Tendão de Aquiles ou Tendão Calcâneo nos mais variados tipos de esportes e em atletas de diversos tipos de desempenho, sejam de elite ou de “final de semana”.

O tendão é a estrutura que conecta a musculatura da parte posterior da perna ao osso calcâneo, estando este já localizado no pé.

Ao contrair essa musculatura somos capazes de ficar na ponta dos pés, andar, correr ou saltar. A cada uma dessas contrações o Aquiles é utilizado e realiza sua função. Dependendo do esforço ele pode ser submetido a forças de até 12 vezes o peso da pessoa. Nenhum outro tendão do corpo possui essa demanda. Além disso, o tendão de Aquiles possui baixa irrigação sanguínea em relação a outros do corpo, levando-o a sofrer um grande número de lesões.

Os problemas mais comuns são a ruptura aguda do tendão, em geral durante a prática de esportes, e as tendinoses caracterizadas por dores crônicas na região.

Existem várias causas para essas doenças e estas precisam ser determinadas para o sucesso de um tratamento preventivo ou terapêutico. As causas podem ser sobrecarga, mau alinhamento dos membros, tabagismo, uso de calçados inadequados, efeitos colaterais de alguns medicamentos, doenças como diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto, ácido úrico elevado.

Nos casos de ruptura aguda a pessoa relata a chamada “Síndrome da Pedrada”, pois invariavelmente a primeira reação é olhar para trás a procura de um agressor, que não pode ser visto. A lesão ocorre espontaneamente após uma contração da musculatura da perna e a dor pode ser bastante intensa, sendo necessária uma imobilização precoce para aliviar os sintomas.

Hoje em dia, o tratamento definitivo de preferência é o cirúrgico que apresenta como principal vantagem a diminuição dos riscos de uma nova ruptura.

Nos casos de tendinose, processos crônicos de degeneração ou microrupturas do tendão, não existe esse evento traumático agudo. As dores tem caráter crônico e com piora progressiva. A pessoa está sendo avisada constantemente pela dor que algo está errado e que necessita um tratamento. Nesses casos a cirurgia acaba sendo muito menos indicada, pois através da fisioterapia, modificações de hábitos e tratamento de doenças pré-existentes já mencionadas é possível superar a maioria desses problemas.

Não existe um calçado específico para evitar problemas deste tendão. O que existe hoje são palmilhas, órteses e calçados para cada tipo de diferente pisada ou postura anormal do pé que quando bem indicados por um especialista podem ajudar na melhora dos sintomas.

Essas patologias (doenças) do Tendão Calcâneo possuem tantas particularidades que hoje em dia existe um grupo de estudos mundial que pesquisa e debate apenas esse tema, um problema que acomete desde atletas de elite até indivíduos sedentários.

Ao menor sinal de dor ou incômodo, o melhor a fazer é se prevenir, consultando um especialista no assunto.

Dr. Mauro Dinato

Ortopedista do Instituto Vita

Especialista em Cirurgia do Pé e Tornozelo e em Medicina do Esporte





RSS feed | Trackback URI

13 Comentários »

Comentário by ROBERTO GUIMARÃES
2011-06-29 12:34:08

Com a postagem entendo que a lesão tendão de Aquiles é bem comum. Sou Ex. Triatleta de Long Distance (Ironman) durante uma corrida longa varias dores (falando da região da perna comentada) aparecem durante a competição como: Queimação nos musculos das pernas, dores que ” vão e vem ” e etc.
A pergunta é qual o primeiro sintoma de que o tendão de aquiles está sendo penalizado?
Dores apenas durante o exercicio? Fisgadas? Queimação no local? dificuldade de locomoção? Quais alimentos precisamos dar mais prioridades? Tipos de Alongamentos?
Abraços
RG

Comentário by cienciadoesporte
2011-06-29 19:48:59

Roberto,

As dores nas pernas são inespecíficas. Podem até ser algo proveniente do tendão, mas é incomum. A dor do tendão é bem localizada e pontual e o aumento de volume da região pode ser um indicativo do início da doença. Dores tendíneas têm característica de ser pior no início da atividade e após a atividade. Conforme o problema piora, a dor permanece durante o exercício. Cuidado com os alongamentos, pois existe um problema específico do tendão de Aquiles que pode piorar com eles.

Dr. Mauro Dinato

 
 
Comentário by cienciadoesporte
2011-09-23 20:28:51

Antes de mais nada, meus parabéns pela força de vontade para entrar em forma.Todos sabem que nao é nada facil.
Em relaçao ao seu problema a primeira coisa é ter um diagnóstico correto e perfeito . Tenha certeza que se trata de uma tendinite , pois no passado era um termo genérico para dores na parte posterior do tornozelo.
Sendo esse o diagnóstico realmente o seu sacrifício nos campeonatos de futebol não farão bem a sua saúde. Se você não parar e tratar adequadamente pode ter um problema mais grave no futuro , inclusive com possibilidade de cirurgia. Injeções locais não são adequadas para patologia do tendão de aquiles , pois podem inclusive enfraquecer o mesmo. Você não precisa parar de fazer esportes mas trocar temporariamente o futebol por esportes sem impacto como natação ,para manter o peso, enquanto trata o problema. Não faça o que tem feito pois o prejuízo pode ser maior.
Se cuide !
Dr. Mauro Dinato

 
Comentário by Graziela
2012-01-18 18:17:25

Ola,descobri que tenho tendinite no tendao de aquiles,estou começando a fazer fisioterapias mas nao esta adiantando,pois trabalho 8 horas em pe depois faço as fisioterapias,a minha pergunta e,vai melhorar, se eu continuar trabalhando em pe e depois fazer a fisioterapia?sera que e isso que nao esta melhorando com as dores.aguardo respostas.

Comentário by cienciadoesporte
2012-01-27 10:00:40

Graziela
Provavelmente este excesso de sobrecarga que não esta permitindo que você melhore. No entanto, existem casos em que a lesão já é grande o suficiente
para ser obrigatória uma cirurgia, sendo que não adiantaria todo repouso do mundo e fisioterapia. Mas pode ser tambem que ainda não tenha dado tempo para melhorar com o tratamento. Esses casos demoram pelo menos 3 meses fazendo fortalecimento. Mas como falei, depende do grau da lesão. Procure seu ortopedista para que uma melhor avaliação possa ser feita.

 
 
Comentário by agnaldo
2012-03-01 22:36:39

acabei de operar do aquilis e estou sentido dor no outro tendão ok fazer para evitar nova lesão.

Comentário by cienciadoesporte
2012-03-05 13:02:32

A primeira medida seria uma avaliaçao clínica para saber sobre suas condições em relação a seu colesterol, ácido úrico, glicemia , pressão alta , sobrepeso entre outros pois são problemas bastante relacionados com as patologias do tendão de Aquiles.
A outra frente a ser abordada seria a parte mecânica do tornozelo , ao se avaliar o equilíbrio muscular , flexibilidade e tipo de pisada , atuando posteriormente para corrigir esses fatores que, quando equilibrados, ajudam a prevenir nova lesão.

 
 
Comentário by Heitor Siller
2012-07-07 00:29:07

Meu músculo solear direito é bastante hipertrofiado e quando faço musculação para a panturrilha, a

esquerda sadia “pega” normalmente, mas na perna direita sinto pegar pouco nas panturrilhas e muito no

solear.

Minha pisada com a perna direita é certamente “errada”, e isso faz com que eu instintivamente coloque mais

peso do lado esquerdo do corpo como compensação. O problema é que isso me traz dores em várias partes do

corpo, já que meu corpo não fica corretamente equilibrado, principalmente quando pratico esportes

(basquete e corrida).

Não sou médico, mas pesquisando sobre a anatomia e apalpando meu tornozelo, parece que o que ocorre é que

meu tendão de aquiles está parcialmente rompido longitudinalmente, isto é, a parte final do tendão ligado

ao solear se separou da parte do tendão ligada às panturrilhas.

Seria isso possível? Se sim, há casos semelhantes reportados? Há cirurgia reparadora para esse tipo de

caso?

Só esclarecendo, tenho 33 anos e pela minha memória ocorreu um trauma há cerca de 20 anos, e a partir daí

comecei a sentir os sintomas que só hoje começo a ter noção do que os provocou.

Obrigado, qualquer orientação será muito bem vinda!

Heitor

Comentário by cienciadoesporte
2012-07-11 11:20:02

Caro Heitor,
É improvável que você tenha uma lesão do tendão de Aquiles que dissocie o solear do gastrocnemio. As lesões longitudinais do Aquiles são frequentes, mas na sua idade dificilmente acometem porcentagens expressivas do tendão, ou seja, dificilmente causam roturas maiores. De qualquer forma, um exame de ressonancia magnetica trará maiores informações. A base do tratamento da maioria dessas lesões é o fortalecimento excêntrico da panturrilha, estando o tratamento cirúrgico indicado em lesões maiores ou que não responderam ao tratamento clínico.
Dr Freitas

 
 
Comentário by Fernando
2012-07-29 12:23:42

Operei do tendão de aquiles a 8 semanas e estou utilizando a Robofoot sem apoiar o pé no chão,durante a noite retiro a mesma para dormir, e em uma das noites me descuidei e apoiei o pé no chão e senti além de dores no calcanhar senti a região arder, isto é normal? Corre o risco de ter rompido a sutura feita na cirurgia?
Desde ja agradeço e fico no aguardo de uma resposta,pois estou muito preocupado

Comentário by cienciadoesporte
2012-08-01 17:19:27

Caro Fernando,
Com 8 semanas de pós-operatório já há uma cicatrizarão inicial do tendão, sendo improvável que você tenha tido uma nova rotura, apesar da dor.
Dr Freitas

 
 
Comentário by Fernando Silva
2012-09-06 15:11:52

Acabo de fazer uma cirurgia no tendão de aquiles, o tendão foi reconstruído, tive uma ruptura parcial.
Agora na minha recuperação sindo dores no calcanhar, meu pé lateja quando ando de muleta, e sinto dores do lado de fora onde houve também uma incisão.
Minha pergunta, quanto tempo em médias as dores cessam? lembrando que as dores são totalmente toleráveis e não senti dor alguma pós operatória, sinto umas fisgadas, principalemte agora que o médico tirou a tala.
Sinto certa dormencia no pé operado, principalmente á noite, é normal?
Quanto tempo leva pra voltar a andar? A perca muscular é muito grande? Qual o tempo médio para estar 100% apta para as minhas atividades?

Gostei muito deste site!

Comentário by cienciadoesporte
2012-09-16 00:56:06

Caro Fernando, As dores e o inchaço após uma cirurgia no tendão de Aquiles podem durar entre 6 a 12 meses. Claro que esses sintomas têm que melhorar progressivamente a partir do primeiro mês. A dormência tende a melhorar com a diminuição do inchaço e inicio da mobilização do pé. Em media, isso pode variar dependendo da gravidade da lesão, o paciente é liberado para pisar com bota em 15 dias e começa a mobilizar o tornozelo com 3 semanas. Há importante perda da massa muscular da perna, que se recupera depois de meses de fortalecimento. Considera-se 6 meses um tempo médio para retorno às atividades esportivas ( futebol, tênis,etc)
Dr Freitas

 
 
Nome (obrigatório)
Email (required - never shown publicly)
URI
Seu comentário (smaller size | larger size)