Gazeta Esportiva

A gestão da carreira esportiva no Brasil é tema que requer mais atenção e estudo já que apresenta características distintas das outras profissões. O futebol de campo, que oferece visibilidade e retorno financeiro, mas que antagonicamente possui pouca estrutura extra campo, talvez seja um dos esportes onde o atleta esteja menos preparado para enfrentar a aposentadoria. Considerando a identidade atlética e suas múltiplas implicações, dois projetos em andamento desde Fevereiro de 2012 estudam a transição de carreira dos ex-atletas de futebol participantes de Copa do Mundo.  Ex-jogadores de futebol de campo que tenham participado de uma ou mais Copas do Mundo representando o Brasil vêm sendo entrevistados por uma equipe de treinadores e psicólogos do Instituto Vita e do Vita Care, em colaboração com uma equipe de psicólogos da Faculdade de Educação Física da USP. Os projetos têm por finalidade estabelecer uma visão geral da qualidade de vida do ex-jogador, considerando a saúde física, psicológica, nível de independência, relações sociais e meio em que vive.  A partir das histórias de vida pretende-se analisar aspectos que possam embasar estratégias de enfrentamento e suscitar discussões para elaboração de documento referencial. Os projetos de pesquisa em desenvolvimento são financiados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Estado de São Paulo e contam com o apoio de empresas como: Adidas, Deca, Duraflor, Duratex e  3M.





RSS feed | Trackback URI

Comentários »

Nenhum comentário ainda.

Nome (obrigatório)
Email (required - never shown publicly)
URI
Seu comentário (smaller size | larger size)