Gazeta Esportiva

Com o aumento no número de participantes em esportes competitivos, cresceu também o interesse pelo estudo epidemiológico de lesões e suas características. O número de lesões que os atletas sofrem durante a vida esportiva é influenciado por diversas variáveis, como gênero e características mecânicas do esporte. Os dados epidemiológicos encontrados na literatura sugerem também que fatores como volume de treino, tempo no esporte e a estrutura técnica da equipe podem determinar a frequência de lesões. No entanto, os estudos epidemiológicos, além de esparsos, oferecem achados inconsistentes. Por esse motivo, o objetivo desse trabalho é avaliar o impacto de variáveis físicas, psicossociais e relacionadas ao treino especifico de atletas de alto rendimento em diversas modalidades, no aparecimento de lesões. Para isso, mais de 270 atletas do Esporte Clube Pinheiros, representando 12 modalidades esportivas responderão a questionários que registrarão dados pessoais e informações retrospectivas das lesões sofridas por eles durante toda a sua carreira. O índice e a natureza das lesões serão então correlacionados com diversas variáveis consideradas relevantes na literatura e pela nossa equipe de treinadores, ortopedistas, fisioterapeutas e psicólogos. A nossa hipótese é que atletas do sexo feminino e os que praticam esportes de alto impacto apresentarão mais lesões. Os resultados deste trabalho contribuirão para o melhor entendimento dos fatores de risco para o desenvolvimento de lesões e poderão servir como base para elaboração de programas de prevenção.

Carla Prisco Arnoni

Professora de Educação Física

Instituto Vita

 





RSS feed | Trackback URI

Comentários »

Nenhum comentário ainda.

Nome (obrigatório)
Email (required - never shown publicly)
URI
Seu comentário (smaller size | larger size)