Boa sorte, Presidente!

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Desconfiado antes de examinar a documentação, Paulo Nobre, agora, vê confirmados seus temores. E segue ostentando o mesmo ar de serenidade, coisa típica de quem entende que, para enfrentar grandes problemas, nada melhor que respirar fundo e sair jogando aberto.

É o que faz o Presidente. Embora a realidade seja chocante, declara com firmeza que vai encarar. Confirma que o buraco é grande, mas promete que, pelo menos, não deve crescer nos próximos tempos. Transparente, sinaliza  com extrema sinceridade ao dar conta do momento dificil. É muito importante que seus conselheiros e a galera torcedora entendam o recado.

Mais uma vez constatamos que futebol, no Brasil, é isso aí. Para governar um clube grande um recém-eleito encara com certeza dois inevitaveis problemas – finanças combalidas e pesadas cobranças da torcida que exige vitórias, se possível, títulos.

Essa dupla tarefa inicial é o que outros administradores, em diferentes clubes de alto prestígio vem, há anos, enfrentando, na maioria das vezes, sem sucesso. Grandes associações esportivas têm lutado contra  balanços no vermelho, ações trabalhistas que se acumulam, dívidas crescentes com fornecedores e, lógico, a pressão que desce das arquibancadas contra todos, dos cartolas aos boleiros.

No caso do Verdão, o peso das dificuldades administrativas é só um dos grandes problemas. Pois a nova diretoria sabe que precisa, acima de tudo e sem caixa,  montar uma equipe capaz de tirar o clube da segunda divisão no Brasileirão. Haja apôio e compreensão.

Desejar boa sorte a Paulo Nobre é o mínimo que os palmeirenses precisam fazer. Procurar apoia-lo na duríssima tarefa, com certeza é indispensável. Para que ele possa realizar tudo que o clube precisa, na medida do seu enorme amor ao Palmeiras e da sua inegável disposição de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>