O Damião carioca

Foto: Mowa Press

Foto: Mowa Press

Ele chamou muito a atenção. Primeiro pelo cabelão, mais esquisito do que o do Ronaldinho e depois pelo futebol solto. Bruno Cortês foi o jogador da noite no Pará. E não faltaram perguntas, fora do Rio, é claro, afinal sobre quem era esse cara ? Esse cara ainda andava de trem no começo do ano. Jogou na terceira divisão do Rio, pouco mais que uma várzea. Saiu rapidinho para o Catar e voltou mais rápido ainda. Aí conseguiu um lugar no Nova Iguaçú, minúsculo time de subúrbio, no Campeonato Carioca desse ano de 2011. Ia treinar de trem, ganhava uma miséria, mas conseguiu se destacar. Foi o melhor lateral esquerdo da competição. Emprestado ao Botafogo, destacou-se e pela absoluta ausencia de craques na posição, acabou recebendo uma chance de Mano Menezes nessa Copa Roca. Nem televisão para ver a convocação ele tinha. Soube por um amigo e jogou-se no chão chorando e lembrando de tudo que vivera até chegar a esse momento. Aí resolveu casar-se e começar vida nova. A festa foi num Habbib’s da Zona Norte do Rio para 60 amigos. Agora já pensa em comprar um carro. Está até na auto escola. Finalmente vai aposentar o trem. Sofrido, aprendiz dos campos da vida, começou com certa tensão no jogo de ontem, mas terminou vendo que ali era bem mais seguro e fácil do que nos campinhos ruins e perigosos onde jogara até então. Benvindo, varzeano Cortês. Voce é a essencia do nosso futebol. Que venham outros como voce e o Leandro Damião. Foi sempre assim que surgiram os maiores nomes nos nossos estádios. Dos toscos campinhos suburbanos e das festas nas casas de esfihas.

Ainda bem

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Quando descobri que São Paulo e Corinthians iriam jogar no meio de semana fiquei louco da vida. Esse é o principal jogo para o futebol paulista e, para nós do Mesa Redonda, um evento especial.  Mas, no momento que escrevo esse post estou bem feliz. O jogo foi ruim demais. Não teve nada. Nem bom futebol, nem lances discutíveis, nem gols e nem polêmica. Como fazer um programa com uma tranqueira dessas ?. Foi o mal que veio para bem. Por pior que seja domingo, Corinthians e Bahia, duvido que terá  menos atrativos do que esse pseudo-clássico. Ainda bem que foi na quarta feira.

Os exames de Neymar

Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

É verdade,sim. Neymar fez exames médicos, a pedido do Real Madrid, na última sexta feira em São Paulo. Sempre que um clube europeu contrata ou está contratando um jogador, pede a uma seguradora de saúde, que lhe dê aval da condição do profissional. O Real Madrid encomendou os exames e Neymar compareceu e fez. São exames específicos para atletas e também laboratoriais. Isso não quer dizer, que ele tenha sido negociado e menos ainda que vá logo para Madrid. Só confirma que eles estão negociando e que as coisas estão bem avançadas. Lamento. Gostaria que Neymar não saisse do Brasil. Não acho que isso seja necessário para que alguém fique melhor ou pior no mundo da bola, passar pela Europa, mais ainda nos dias de hoje. Porém, notícia é notícia e apesar das negativas dos médicos do Santos, os exames médicos aconteceram, sim senhor.

Finalmente um clássico digno

Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Até pela necessidade de vitória dos dois, o jogo entre Corinthians e Santos no Pacaembú, foi muito bom. Teve de tudo e a vitória do melhor time da América, o Santos, que começou perdendo. O Corinthians se matou em campo e ninguém pode ser culpado pela derrota,  já que o adversário tem mais qualidades e estava num dia bom. Quando voce joga contra um time superior tem que contar com dois fatores,  não basta atuar bem, como fez o Corinthians, é preciso que o outro esteja em jornada ruim, o que não foi o caso do Santos. Lamentável, apenas, ver, novamente,  a polícia apanhando da torcida uniformizada. Dessa vez os agressores foram os santistas. Não é a toa, que não vou mesmo aos estádios. Lá os donos são esses bandos, e a polícia, se tentar fazer algo, apanha e não pode faz  nada, sei lá porque. O que mostra como é insegura essa simples operação de se ver um jogo de futebol.

Horrível

Foto: AFP

Foto: AFP

Já vi muitos jogos entre Argentina e Brasil, mas feio como esse de Córdoba, não consigo lembrar. Com exceção das duas bolas na trave do Leandro Damião, uma numa bela jogada do Neymar e a outra na linda lambretinha dele, não houve mais nada a se elogiar. O Mano Menezes, que falou em renovação, escalou pelo lado esquerdo Kleber, Ronaldinho Gaúcho e Renato Abreu, quase cem anos somando os três. E nenhum deles fez nada de útil. Creio que o treinador brasileiro perdeu a chance de fazer uma base com o time do Santos, o melhor da América, onde ganharia entrosamento e andaria mais na direção de 2014. O zero a zero foi mais que lógico, porque a Argentina também é uma das piores de todos os tempos. Não é a toa que o Uruguai é a melhor seleção da América no momento. Argentina e Brasil mostraram porque.

Corinthians foi bem melhor

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Nada mais justa do que a vitória do Corinthians contra o Flamengo. O time do Tite foi melhor o tempo todo.Tomou um gol por vacilo em bola parada, mas em nenhum momento perdeu o controle do jogo. Não consigo entender porque tanta badalação em cima do Ronaldinho. Ele jogou muito contra o Santos e só. Na bola parada segue ótimo, mas erra passes, não ajuda na marcação e foi engolido, ontem, pelo Alessandro. Aliás, o Flamengo entrou numa fria por causa dele. Num jogo do Carioca, ele foi marcado pelo horrível zagueiro Gustavo do Boavista. Perdeu o duelo e o Flamengo contratou o beque grandalhão. Ontem vimos como ele é ruim. Aliás, agrediu o Liedson sem bola. Pode ser punido pelo STJD pelas imagens, mas seria muito bom para os adversários, que ele não fosse punido. Do jeito que ele é grosso é muito bom que ele esteja em campo. É o zagueiro ideal para ser enfrentado.

Goleiro nota 1000

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Rogério Ceni é muito especial. Além de ser um dos maiores goleiros da história do nosso futebol, ter a fidelidade a uma camisa como marca, coisa fora de moda, infelizmente, é o principal jogador da história do São Paulo e ganhou tudo que poderia ser vencido. Com todas essas credenciais já valeria a festa que foi feita para ele, porém, Rogério tem algo mais. É o único goleiro a fazer mais de cem gols. E nesse aspecto não creio que apareça outro. Eu dou minha reverência a esse grande campeão. Até porque sempre esteve aqui. Sujeitando-se aos elogios e críticas durante mais de duas décadas. Ele vale bem mais do que outros, que também tem seu brilho e história no futebol, porém feita há muitos quilometros de nós, com oceanos de distância.

Rodada do São Paulo

Parece que o São Paulo encomendou a rodada do final de semana no Brasileiro. Tudo funcionou. Ganhou fora de casa, como quase sempre, e contou com derrotas do Corinthians, Vasco, Flamengo, além do empate que segurou Palmeiras e Cruzeiro. E teve ainda a ausencia do Botafogo, pelo adiamento do jogo contra o Santos. Então agora o Adilson Batista voltou a ser o “técnico ideal” e o Tite está novamente “ameaçado”. O Felipão quase voltou a ser o “cara certo”, mas o penalti perdido pelo melhor jogador do time, o Marcos Assunção, impediu que isso ocorresse. E aí haverá alguma fumaça pelo Palestra durante mais alguns dias. Faz parte do roteiro desse campeonato, que tem se repetido quase sempre, semana após semana. O Corinthians é o time dos meios, São Paulo e Palmeiras funcionam mais  nos finais de semana. E aí tem sempre um barulho entre os grandões.

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

* Falando em coisas que se repetem, nesse final de semana o Neymar foi “vendido” para o Barcelona. Desde o começo do ano, ele já deve ter assinado um 30 prés-contratos, mas está sempre no Santos. Acho ótimo, também dá boas polêmicas. Imaginem na hora que ele for sair de verdade.

* A Seleção Brasileira vai jogar com Gana. Faz parte do projeto da CBF de tentar recuperar a imagem do nosso futebol, perdida com os últimos vexames. E aí ficaram com medo de encarar a Espanha e a Itália preferindo pegar equipes menos cotadas. O Brasil chega cheio de marra, com quatro atacantes. Desse jeito corre risco até contra Gana, que até não tem mau time, desde que jogue com a equipe principal, o que creio que não será o caso nesse momento, já que até Gana tem coisa mais importante a fazer, quer dizer jogar as eliminatórias da Copa da Africa, do que pegar o pessoal do Ricardo Teixeira.

Parabéns, Corinthians

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Não poderia ser melhor o aniversário do Corinthians. Lider e contando com resultados favoráveis a ele, dos adversários mais diretos. Além de derrotas de São Paulo e Palmeiras. Perfeito para quem torce pelo time. Nós, jornalistas do futebol, temos que agradecer a essa grande agremiação. Nada agita mais o futebol paulista do que o Corinthians. Pelo bem ou pelo mal. Parabéns, a todos que amam essa nação.

São Paulo sofre muito no Morumbi. Enquanto não tiver uma referência ofensiva vai ficar cada dia mais difícil. O jeito é esperar que um dia o Luiz Fabiano estreie. Ou que Willian José ou Henrique se acertem no setor.

O Palmeiras é brincadeira. Ganha daquele jeito do Corinthians e perde como perdeu do Botafogo. E não venham culpar o Fernandão. Ele fez bem a parte dele na estreia. Todo dia não dá.

O Santos tem lampejos de brilho e depois some. Mas nos momentos de brilho é uma beleza. Que assim seja no jogo contra o Barcelona em dezembro.

E o Flamengo, senhores. Será que vai ficar pelo caminho? Já foi mais regular. Aliás, regularidade tem sido a marca do Vasco e do Botafogo nas últimas rodadas.