Caxirolas e pedhuás

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O brasileiro não gosta de futebol, gosta de festinha. Quando os times estão bem, ou fazem algum jogo decisivo, aparece um monte de gente querendo aparecer e até fingir forte emoção, se for preciso. E não há limite para isso.

Fico imaginando como será o Mundial em 2014. Primeiro mulatas de bundas de fora, identificando a mulher brasileira e índios com penachos coloridos, representando o homem brasileiro. É sempre essa imagem que passam do nosso povo.

Aí aparecerá a bola, que se refere ao Brasil com z, a tal da brazuca e um tatú bola com nome esquisito. E para finalizar, as caxirolas e os pedhuás, instrumentos inventados recentemente, com aval do Ministério dos Esportes, para captarem verbas a serem descontadas de impostos, que deveriam ser usados para hospitais, escolas ou segurança, por exemplo. Continuaremos vergonhosos nesses ítens vitais, porém os estádios brasileiros, durante a Copa do Mundo, terão caxirolas e pedhuás. Quando tudo acabar, ficarão várias arenas fantasmas, construídas com super faturamento por todo Brasil e algumas poucas realmente úteis.

O tão falado legado da Copa, claramente, não virá. Farão alguns puxadinhos, fecharão vias importantes, para a circulação de veículos oficiais nos dias de jogos e na sequência os mesmos problemas de sempre. A idéia de se organizar um evento desse porte, e depois a Olimpíada de 2016, sempre teve o objetivo de enriquecer espertalhões.

Onde está o dinheiro da iniciativa privada, que falaram, viria à rodo? Cadê as melhorias perenes na infra estrutura do país? Nem precisamos esperar mais dois anos para termos certeza da irresponsabilidade dos gastos. Se ainda havia alguma dúvida, a esse respeito, as caxirolas e pedhuás, acabaram com ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>