Brasileirão pega fogo

Rodada interessante essa. O Fluminense perdeu em casa para o lanterna Atlético-GO, o galo preferiu continuar em segundo ao ser sonolento contra o Naútico perdendo por 1
a 0, gol do ex-palmeirense Souza, cobrando falta “a lá”Ronaldinho Gaúcho.

O São Paulo fez o dever de casa batendo a Portuguesa por 3 a 1 com uma bela exibição de Jadson.
O Coritiba permitiu a virada do Neymar FC ao perder em casa para o Santos por 2 a 1.
Adivinha quem marcou os gols praianos?
Flamengo e Gremio ficaram com medo de perder, advinha no que deu, 1 a 1 e o rubro-negro segue com sua série invicta sem vitórias.
O Internacional escapou de ser goleado no Beira-Rio pelo Sport que virou ganhando de 2 a 0 e permitiu o empate no segundo tempo.
Parece que o relacionamento do técnico Fernandão com o grupo está “azedando”.
Fernandão chutou o balde. O único 0 a 0 foi em Campinas entre Ponte e Botafogo.
Tivemos 3 vitórias dos mandantes, 3 dos visitantes e 4 empates. Isso mostra o equilíbrio da competição, tanto em cima como em baixo.

Nessa rodada, o Cruzeiro começou pagar a perda de seis mandos imposta pelo STJD, por tudo o que a sua torcida fez no jogo contra o Atlético-MG. Será que a atitude de alguns “torcedores” que
atiraram objetos para dentro do campo no Pacaembu também será punida pelo STJD?

Violência nessa hora não ajuda em nada, só piora. Haja vista o que fez Luan, expulso com 25 minutos de jogo. Equilíbrio emocional é mais importante do que força, principalmente, porque o líder era o técnico.

Na rodada em que o assistente Emerson Augusto de Carvalho, aquele do
jogo Santos x Corinthians, voltou as escalas da Série A, seu colega de pré-Copa do Mundo, Alessandro Matos errou feio.

No jogo Cruzeiro x Vasco ele marcou impedimento de Tenório, que recebeu a bola do
adversário Tinga, anulando um gol legitimo do Vasco.
Esse assistente é daqueles que quando erra, é um baita erro!

E no jogo do Bahia x Figueirense, não foi falta no goleiro no segundo gol do Bahia? Para felicidade do time comandado pelo técnico Jorginho o árbitro pernambucano Nielson Dias, entendeu que tudo foi legal e validou o gol da vitória baiana de virada. Axé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>