Palmeiras à beira do abismo

Sergio Barzaghi - Gazeta Press

O respeito mútuo que falta entre torcedores rivais das grande equipes sobrou entre os jogadores do São Paulo e Palmeiras.

Literalmente o Palmeiras poderia ter caído de quatro para o Tricolor. Depois da vantagem de 3 a 0, os são-paulinos tiraram visivelmente o pé e diminuiram o ritmo ao verem o adversário com dois jogadores a menos em campo.

Artur tinha sido expulso e Valdivia deixou o campo contundido, sendo que o técnico Gilson Kleina já havia feito as três substituições.

A situação palmeirense é desesperadora mas, ainda, dentro da expectativa projetada pelos calculistas. Dos nove pontos disputados, esperava que o Palmeiras ganharia apenas três. Ganhou seis. Perdeu para um adversário que não está disputando o mesmo campeonato que o Verdão.

Os adversários a serem batidos são outros.

Principalmente o da próxima quinta-feira, o Coritiba, em Araraquara. Nem empate pode ser considerado bom resultado para os palmeirenses.

Sergio Barzaghi - Gazeta Press

Muito feio e desnecessário o comportamento do Luiz Fabiano, simulando ter sido atingido com mais gravidade do que a realidade. Atitude passível de punição pelo árbitro ou pelo STJD.

LF9 é ídolo e consagrado, não precisa disso. É respeitado e admirado até pelos adversários.

O árbitro Paulo Cesar Oliveira deu a resposta dentro do campo aos irresponsáveis diretores do Palmeiras que criaram um clima hostil e desnecessário antes do jogo com declarações burras, pra não dizer ou escrever imbecis. Talvez, dê para entender porque o Palmeiras está nessa situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>