Tá chato, Neymar!!

O craque Neymar Jr. precisa entender o que ele é e o que representa para o futebol brasileiro.
Embora seja admirado, ainda não é respeitado. Seja pelo futebol ou pelas atitudes, o jovem talento está sempre ocupando espaço no noticiário esportivo e social.
Independentemente da condição financeira, quando Neymar Jr. adquirir o respeito do adversário, que também o admira, não será qualquer jogador que vai lhe colocar  a mão na cara.
Em Campinas,  a Ponte Preta sempre será um adversário forte, principalmente liderando uma competição, como ocorre atualmente no Paulistão.
A vitória sobre o Santos foi merecida, mesmo se beneficiando imensamente com as expulsões de Neymar Jr. e Arthur.
A situação poderia se complicar se o árbitro Luiz Flávio de Oliveira tivesse coragem de expulsar o zagueiro Kleber, da Ponte, um dos melhores do campeonato.
Como o Santos não está jogando nada há algunsjogos, sem o seu principal jogador as coisas ficaram mais faceis para a Macaca meter 3 a 1.
Não foi só a arbitragem que deu uma mãozinha para a Ponte, o goleiro fez questão de colaborar em dois gols. No primeiro, fica plantado na área como um poste.
No terceiro se joga para enganar a arbitragem. Se ferrou e consagrou o ex-companheiro Alemão.
Árbitro de futebol não pode agir como o de basquete. No futebol, enquanto a bola está no alto, fique de olho em baixo.
Lá em cima nada acontecerá, só no momento dela ser disputada. Como pode Luiz Flávio não ter visto nada do que aconteceu entre Neymar Jr. e Arthur e a agressão de Kleber em Neymar Jr. Tá de brincadeira!
O leitor deve estar querendo saber qual é o critéiro para a escolha do substitudo do árbitro quando ele se ausenta ou, por qualquer motivo, não consegue completar sua atuação em um jogo.
Antigamente as coisas eram mais claras. O torcedor ia pra campo sabendo que o Auxiliar com a bandeira vermelha seria o substituto.
Posteriormente o auxiliar número 1. Depois, o quarto árbitro passou a ser o substituto oficial no impedimento do árbitro.
Por economia, dificilmente o quatro árbitro é neutro em determinado jogos, ou experiente tanto quanto quem está comandando o jogo, as entidades responsáveis pelo evento define, diante da situação, quem irá substituir o árbitro.
Em Campinas, quando da contusão muscular do Luiz Flávio, o escolhido pelo representante da Comissão de Arbitragem presente no jogo foi o mais competente e experiente que compunha a equipe, Rodrigo Bragheto, que já havia participado efetivamente da expulsão dos briguentos. Foi ele quem viu e informou.
Interessante. Depois de expulsos, Neymar Jr. e Arthur se uniram para demover Bragheto da punição. Porque não pensaram um pouquinho mais para não fazerem a besteira que fez.
Agora, se o futebol tá ficando chato como diz Neymar Jr.. Devo perguntar como seria a bola sem alguns ou como seria alguns sem a bola?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>