Luis Fabiano e o fracasso tricolor na Copa do Brasil

A queda do São Paulo na Copa do Brasil deixa algumas lições aos comandantes tricolores – caso queiram olhar o que me parece óbvio:

1. Luis Fabiano foi punido com uma multa alta em seu salário. O que adiantou? Falo sempre sobre esta questão dos fatores financeiros no campo motivacional dos atletas e demais profissões: “a presença do dinheiro não motiva. A ausência, necessariamente desmotiva”. Luis Fabiano está triste, fora de foco e pessimamente enquadrado no clube e time. Por que será que na Espanha ele não se comportou desta forma? Cultura? Administração? Limites? Que tal pensarmos?

2. No jogo contra o Coritiba, o atleta entrou mudo e saiu calado. Aliás, esqueceu de jogar futebol também. O jogador é apenas um sintoma (grave) de que as coisas não andam nada bem na equipe e instituição. Fabiano não é a causa principal de nada que acontece no time nem no clube. Ele denuncia a gravidade e o amadorismo com que o clube vem sendo trabalhado ultimamente.

3. Leão – muito provavelmente -  deverá deixar o comando da equipe. Com um altíssimo índice de rejeição – o treinador do São Paulo falhou no Paulistão e na Copa do Brasil. De quebra, detém a antipatia de boa parte do elenco. Seis meses é o prazo de validade do treinador e isso, pelo visto, já virou regra! Ainda que tenha mudado um pouco seu jeito autoritário (até porque não teria a menor moral para ditar regras) Leão está desatualizado no mundo do futebol. E não venham reclamar. Eu avisei 5 meses atrás e pedi que me cobrassem! Por outro lado, não me surpreenderia se a direção do clube bancasse o treinador por mais alguns jogos no Brasileirão por pura falta de opção no mercado. Será?

4. Para se executar uma tarefa em alto rendimento e com qualidade, todos nós precisamos de uma quantidade de energia de ativação. O que foi feita com a energia do “Fabuloso”? Em vez de trabalhar o equilíbrio emocional de Luis Fabiano, a cúpula tricolor optou por fazer uma visita num lar de crianças carentes para “motivar” o grupo. Nada contra, caso as crianças tenham ficado felizes, já que os atletas, pelo visto, nem viajaram à Curitiba.

5. O São Paulo está, hoje (e há muito tempo), nas mãos de Juvenal Juvêncio. O presidente já ajudou – de forma positiva e atuante – na conquista de vários títulos do time. Falta  tranquilidade, humildade e coerência para passar o bastão a um novo dirigentes que possa mudar os ares tricolores. Do contrário, entrará Leão, sairá Adilson Batista, cogitará Cuca, entrará Dunga e assim por diante. O resto do imbróglio todos já conhecem! Enquanto isso, deixam um psiquiatra aplicando testes e “performando” o trabalho de um psicólogo do esporte.

Lamentável!

24 comentários em “Luis Fabiano e o fracasso tricolor na Copa do Brasil

  1. Com este timinho sem espírito de Vencedor e este treinador de jogo de botão,o São Paulo não ganha nem campeonato de castanha,cadê o Tri Campeão da Libertadores e Mundial? e cadê um Telê Santana.

    • Elaízio, para treinar time de botão é preciso maior capacidade! rs
      Tempos vitoriosos do SP viltarão qdo esta diretoria cair fora.
      O perigo é a outra que se aproxima com cara de renovação, mas com os mesmos conceitos!
      abs, Cozac

  2. Caro Cozac:

    Sou testemunha do que você escreveu há alguns meses; o técnico Leão realmente precisa se reciclar profissionalmente, do contrário amargará fracassos após fracassos…

    Abraços,

    José Fernando

    • Pois é, José.
      O pessoal que me atacou na época, sumiu!
      Obrigado por sua mensagem. Não é questão de ter razão nas coisas que escrevo,
      mas sim, poder ter um diálogo aberto com os amigos leitores.
      Abrs, Cozac

    • Claudio, peço desculpas publicamente por não ter citado a garra e a maravilhosa partida do Coxa.
      Vc está pleno de razões.
      Abrs, Cozac

  3. O Dr. Juvenal não é o problema dos erros cometidos pela equipe de futebol do são paulo, ele é ótimo administrador, compra todos os atletas que a comissão tecnica pede, e paga em dias aos seus funcionarios, porém o que estamos vendo é uma equipe preguissoza, sem a menhor vontade de cumprir os seus deveres profissionais, pois gol como o Luiz Fabiano, vem deixando de fazer, é pura irreponsabilidade do atleta, mas a grosseira imprensa brasileira abusa da sua falta de bom senço para vergonhosamente colocar toda a responsabilidade no dirigente supremo do clube, poderiamos pensar mais antes de fazer esta bobagem, pois estamos formando opinião de uma população não muito esclarecida, quanto ao time do são paulo que vem jogando estes últimos jogos, é um time de pessíma qualidade profissional, é muito ruim, sem identificação dentro de campo, sem conjunto e sem vontade de venver, preguissozo e ruim de bola.

    • Respeito sua opinião, Francisco. Mas não concordo.
      Reforço o que disse: acho o JJ ultrapassado, cercado por pessoas vaidosas e pouco capacitadas.
      Incluo aqui o Leão – que nunca honrou a história do clube (lembra da dívida de gratidão que ele foi pagar no Japão, deixando o time na mão?) e boa parte do seu conselho administrativo.
      Abs, Cozac

  4. Montar um time,não é só comprar jogadores,mas é colocar na cabeça de cada um a importância que tem em defender aquela equipe,a derrota do S.Paulo não foi ontem,ela começou domingo com a expulsão do Luis Fabiano,quando o capitão do time,faz o que ele fez,como ficam o resto?mas a gota d”agua começou mesmo com o afastamento do Paulo Miranda,é certo que ele é ruim demais,mas,é preferivel dispensar,do que castigar por um jogo onde todos são culpados,ontem contra o Coritiba,não tivemos o Paulo Miranda em Campo,mas o seu substituto,ainda é pior que ele,estamos roubados com essa defesa,Juvenal,agora é tempo de repensar,o técnico já é uma pessoa ultrapassada,mas os jogares,são indiferentes,não tem espirito vencedor,ou melhor deveriam estar voltando a varzea,para jogar num time grande como o S.paulo,não é só ser bom jogador,mas tem que ter raça,aprenda Juvenal,com o Corintians,tenha a humildade do Andrés Sanches,que disse:quando fui Presidente,copiei do S.Paulo,o que eles tinham de bom,agora é você Juvenal,que tem que copiar do Corintias,ou então vai continuar fazendo a tristeza dos torcedores Sãopaulinos,por muitos anos ainda.

    • Ótima análise, Sérgio.
      Para ser dirigente de futebol (esporte que sabemos como funciona), é preciso opiniões, críticas, posicionamentos muuiito diferentes
      aos do JJ.
      Costumamos dizer que as mudanças vem de cima para baixo.
      O time é só um reflexo da diretora e do treinador. Um sintoma, como comentei no texto. Nada mais.
      A doença está instalada e o preocupante para a torcida é que não há bons prognósticos.
      Abs, Cozac

  5. Concordo plenamente! o Tricolor tem um ótimo elenco, mas a diretoria não está sabendo usá-la ao seu favor!

    Lamentável, igual ao comentário acima.

    • É isso aí Guilherme.
      Time, para jogar, precisa de diretoria competente, treinador atualizado e mentalidade vencedora.
      O Luis Fabiano é apenas o sintoma maior de que as coisas não andam nada bem no Morumbi.
      Ou muda tudo – ou o JJ conseguirá o pior para o clube – assim como fez Dualib no Corinthians e Mustafá no Palmeiras.
      Abrs, Cozac

  6. Seu comentário, como sempre, carece de informações e fundamentos.
    1.”A presença de dinheiro não motiva”. De onde você tirou esta informação? Talvez não motive você, mas com certeza motiva a maioria das pessoas que trabalham honestamente.
    2.”Leão – muito provavelmente – deverá deixar o comando da equipe”. Não foi isto que se lê na imprensa e nas manifestações da diretoria e do próprio Leão. Ao mesmo tempo, você se contradiz ao afirmar que não se supreenderia se ele ficasse,por falta de opção no mercado. Então, ele sai ou fica?
    3.”Leão detém a antipatia de boa parte do elenco”. De onde tirou esta informação? Não li nada a este respeito na imprensa especializada.
    4.A visita ao lar de criancinhas não tem nada a ver com motivar o elenco. É uma atitude que o São Paulo já vem adotando a algum tendo com a finalidade de benemerência. Já fez isto em outras oportunidades, como quando foi a Goiânia jogar com o Goiás.
    Lamentável!!!!

  7. Cozac, vão me taxar de defensor do Juvenal, mas eu penso que as criticas em cima dele são mais por causa da falta de títulos e da perda do Morumbi como sede da copa do qualquer coisa. Todos o criticam por ele ter demitido o Muricy, mas o próprio Muricy disse que não tinha mais clima para ele no São Paulo e que o Juvenal já tinha segurado muito a peteca dele no clube. Na troca de tecnicos foram apostas que não deram certo, se bem que ele deveria ter segurado o Ricardo Gomes no cargo e não ter dado trela ao Leco, esse sim é o cancer do São Paulo, foi ele quem fez a caveira do Muricy junto aos conselheiros que pressionaram o Juvenal a mandar o mesmo embora… sobre a derrota de ontem, o Leão vem me descepcionando, mexeu mau de novo.. ontem logo no segundo tempo ele deveria ter colocado o Douglas no lugar do Casemiro fazendo o Rodrigo Caio jogar no meio campo, deveria ter tirado o Cícero e não o Jadson para a entrada do Maicon, e não deveria ter colocado o Fernandinho… Mesmo assim Cozac, trocar de tecnico não adiantaria, pois quem viria?? O Cuca?? Mesmo sendo ele um dos responsáveis pelos títulos de 2005, acho que não seria uma boa… o Paulo Autuori?? Esse por mim não viria, afinal o São Paulo foi montado pelo Cuca, lapidado pelo Leão e até com um interino seria campeão em 2005… Caso viesse, eu contrataria o Nei Franco. Cá entre nós Cozac, agora que o RT não é mais presidente da CBF, essa contratação não estaria mais viavel?? E me diz uma coisa, o que pode ser feito para que o São Paulo melhore?? Abraços caro Cozac.

  8. Muito bom João;
    Brilhante,irretocável.
    Deixo mais uma sugestão;
    Que tal estudar formas alternativas de cobrança também dos técnicos e suas respectivas comissões.
    O esquema engessado da forma que está,onde a regra é dar corda pros caras se enforcarem escancara a falta de comprometimento da”cúpula”, o que por si só me afasta cada vez mais do mundo do futebol e me aproxima agora do mundo do basquete.
    Meu filho joga nas categorias de base do Pinheiros e é fascinate encontrar pessoas com objetivos em comum,comprometidas com princípios e verdadeiramente profissionais,cada galho com seu macaco,onde sabemos quem é quem dentro da estrutura,sem esse papo de gerente prá cá,diretor prá lá,em um jogo de passar a batata quente pro zé ruela da direita.
    Bom,gracias pelo ouvido..tava precisando vomitar.
    Aceite meu chapéu mais uma vez!

    Abs

    • Muito obrigado, Pablo!
      Achei fantástica sua linha de pensamento institucional.
      Realmente o JJe cia ilimitada da cúpula tricolor tem esta mania: eles dão corda até o sujeito morrer – ou seja, morrem fritos na própria gordura. Lamentável!
      O basquete é diferente. Especialmente no Pinheiros. Conheço bem a estrutura. Atendo em minha clínica atletas daquele clube e posso dizer que a idéia de esporte é bem diferente.
      Apareça sempre!
      Abrs, Cozac

  9. Saudações Cozac.
    Quando vi o jogo do São Paulo, logo imaginei que veria aqui um excelente comentário sobre a situação tricolor.
    É evidente e fato que aconteceria isso na equipe, e como leio todos os seus comentários, é só puxarmos nos seus arquivos, que já estava registrado a tempos atrás.
    Bom, quando li este seu artigo lembrei um pouco da necessidades humanas, até mesmo da piramide de Maslow, e assim por diante. Tiramos como base as empresas, durante o levantamento de necessidades numa equipe, o que mais aparece é o dinheiro?? Obviamente que não. Minha experiência em RH me traz como o último fator este índice. Prova disso são os próprios artigos que lemos no campo organizacional e no esporte. O mercado ncessita de bons líderes, pessoas que sejam exemplos para estes atletas, pois estes atletas serão exemplos para novos que surgem no mercado, e isto é uma cadeia.
    Acordar para o mercado, seria muito importante, iniciando desde diretoria, passando pelas hierarquias e entrando numa renovação de mercado.
    E a queda do São Paulo e de outros times brasileiros nestes últimos tempos transparece muito bem isso.
    Obrigado pelo espaço.
    Forte abraço.

  10. COPA DO BRASIL É PARA TIMES GRANDES. MATA-MATA CONTRA TIMES BRASILEIROS NÃO É IGUAL A PEGAR ONCE CALDAS, CERRO PORTENHO E OUTRAS DROGAS DA VIDA. UM DIA VOCÊS VÃO ACORDAR E CAIR DESTE PEDESTAL DE BARRO QUE VOCÊS MESMOS CRIARAM!!

    • Mariana, tudo bom? Não tem nada de profecia (rsrs) –
      é apenas bom senso. Não chegaria a um ano no comando.
      Só se fosse sozinho.
      Abrs, Cozac

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>