Ignorância no Couto Pereira

Uma moça de 13 anos – torcedora do Coxa – quase apanhou dos próprios torcedores do alviverde em pleno Couto Pereira após receber de presente a camisa do jogador Lucas, do São Paulo,no empate entre as equipes no último domingo.
Revoltados com a torcedora, marmanjos irracionais correram atrás da menina e de seu pai na arquibancada do estádio- xingando, ameaçando e amedrontando  ambos de forma bárbara e covarde!
Imaginem se esta moda pega dentro de campo? Ora, se os jogadores trocam as camisas, qual o pecado de uma torcedora receber a camisa do time rival?
Depois do apito final, não existe a confraternização?
Vale lembrar que o Neymar entrou em campo em Porto Alegre, no mesmo domingo, cercado por 60 crianças uniformizadas do Grêmio que tiraram fotos e – felizes, desfilaram com o craque santista em pleno território gaúcho e nem por isso apanharam dos torcedores locais.
O que ocorreu em Curitiba não pode passar em brancas nuvens. As câmeras podem – e devem – identificar os mamutes enlouquecidos e executar uma punição exemplar! Afinal, o que está em jogo, é muito mais que uma simples camisa do jogador adversário.
Nosso futebol chegou neste caos atual porque não é mais permitido idolatrar os atletas – ainda que dos times adversários, a admiração da criançada é sumariamente abafada pela ignorância de boa parte da  massa coletiva que, há tempos, perdeu a graça com esta passionalidade ridícula e descabida.
O futebol, de fato, perdeu seu encanto. Dentro e fora dos gramados!

14 comentários em “Ignorância no Couto Pereira

  1. Pois é Cozac.
    Saber disso me dá vergonha de ser brasileiro.
    Só espero um mínimo de vergonha da polícia curitibana pra punir esses marginais!
    Abraco

    • Bruno pior foi ver os policiais assistindo àquelas cenas sem saber o que fazer e como fazer. Lamentável. E vamos lembrar que a Copa está chegando. Que vergonha! abs

  2. Muito bom o texto. Acho que deve haver sim uma punição aos “mamutes”, inclusive não se deve insultar os Mamutes e compará-los a estas pessoas que se acham donas da verdade e que podem mais do que os outros. Como muitso amigos dizem, o futebol está ficando cada vez mais chato e sem brilho.

  3. Ainda pior do que a intolerância e a falta de senso esportivo está a covardia.

    Então os caras mostraram toda a sua coragem atacando em grupo uma meinininha e o pai dela, que morreria para tentar protegê-la…

    Se vocês que praticaram aquela barbaridade estiverem lendo isso anotem este recado: Se querem mostrar que são “homens”, enfrentem, um de cada vez, o Anderson Silva no mano a mano. Garanto que iam sair todas borradinhas.

  4. Só tenho uma dúvida. Será que alguns da imprensa estão esperneando em defesa da menina do coritiba ou da menina do time deles que foi até levar a camisa para a outra? Afinal de contas nós sabemos como esta imprensa adora defender aquele timinho de almofadinhas. É lógico que aqueles torcedores estão totalmente errados, mas acho que se o jogador envolvido fosse de outro time que a imprensa adora atacar, com certeza esta mesma imprensa estaria dizendo que errado era o jogador e que ele provocou aquela situação!! ESTA IMPRENSA ROSA NÃO ME ENGANA!!

  5. Polícia e diretoria do Coxa, praticamente concordando com a bestialidade contra a menina, espero que o STJD faça algo a respeito desta insanidade.

    • Perfeito, Alvaro !
      Ainda bem que a esmagadora maioria tem a mesma opinião.
      É preciso o mínimo de bom senso e respeito no futebol. Coisas que se perderam há muito tempo!

  6. Cara, hoje como pai, sei o pavor que esse pai deve ter passado e que nunca, nunca mais mesmo, vai levar a filha ao estadio novamente. Fico triste e penso, será que posso eu levar minha filha ao estadio?
    Todos as pessoas, e principalmente pais, devem combater e divulgar esse fato e nunca deixar coisas desse tipo passar em branco, pois um dia pode ser algum de nos passando por essa situação.

    Revoltante e muito triste esse cenário atual do futebol.
    Ricardo, obrigado por trazer essas informações.
    Abraço

    • Valeu, Renato! O cenário foi muito triste, mesmo.
      Continuo com minha campanha “não vá aos estádios!”
      Lugar de gente de bem é em casa – assistindo pela televisão.
      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>