Eterna violência no futebol

O Corinthians está correndo o sério risco de ser eliminado da Libertadores 2013 por conta da morte de um garoto de 14 anos no jogo de ontem, na Bolívia, por conta de um rojão que a torcida paulista disparou dentro do estádio – na direção dos bolivianos. Tite disse que “trocaria seu título mundial pela vida do garoto” – e, conhecendo o treinador, estou certo que ele falou a verdade.

Fato é que o futebol, há tempos, virou refúgio de bandidos que se aproveitam da cegueira que ocorre por conta da paixão e da autodissolução da identidade pessoal em prol da coletiva – para expor o lado mais negro da alma humana.

Tiros, pisoteamentos, rojões, pedras e facas não são utilizados apenas por ladrões e arruaceiros – nos campos de futebol e arredores – a guerra urbana é declarada e até agendada virtualmente. Os metrôs costumam ser as arenas de encontro para estes animais.

Pessoalmente, não vou mais a estádios desde 1997. Compareço aos jogos apenas quando estou trabalhando com alguma equipe e, mesmo assim, chego no campo dentro do ônibus do time e saio de lá junto com todos.

Outra coisa: na Libertadores é comum assistirmos àquela famosa chuva de objetos na cobrança de escanteios nos estádios colombianos, equatorianos, peruanos. Policiais utilizam escudos para proteger os atletas – e rigorosamente NADA acontece contra estas equipes. Se voa uma pilha de rádio por aqui,o mundo cai em cima do clube. E ninguém fala nada. Parece que já virou regra: por lá, pode tudo. Que mensagem estranha é essa?

A cor da camisa do torcedor que atirou o sinalizador e matou o garoto na Bolívia poderia ser azul, tricolor, grená, alvi-rubro, colorada ou verde. Não creio que seja prudente – nem produtivo execrar o clube por conta de um imbecil – o que não  livra a instituição  de uma condenação forte. Até porque, na história social e esportiva moderna – um infinito número de torcedores de equipes  variadas se envolveram em crimes, vandalismos e cenas deploráveis de violência contra o ser humano e seu patrimônio.

Uma possível exclusão do Corinthians na Libertadores abriria uma discussão sobre a conduta das torcidas de futebol. Do contrário, “apenas” mais uma vida terá sido perdida e nada mudará. O ser humano, pelo visto, não muda suas atitudes – a não ser por aquele velho – e ainda atual ditado: pelo amor ou pela dor.

Voltando ao triste acontecimento desta última quarta-feira, se a Sulamericana fosse uma entidade séria, cancelava a Libertadores 2013, sem campeão, sem nada, em memória a alma da criança que se foi.

Ps. por favor, evitem comentários desnecessários e fanáticos neste momento – procurem olhar para além da camisa do clube – do time de coração e vamos pensar um pouco mais além dos fatos. Obrigado.

25 comentários em “Eterna violência no futebol

  1. Meu caro Cozac, esse incidente lamentavel só prova que está na hora de acabarmos com essas organizadas, eles são o grande mal do futebol brasileiro… se elas não forem extintas e os criminosos presos o futebol brasileiro pode pagar muito caro. Se ficar provado que a torcida corinthiana foi responsável pelo incidente, os torcedores tem que ser presos e o Corinthians merece ser suspenso da competição… e claro o San José tem que perder mando de campo por permitir que as torcidas entrem com morteiros no campo. Grande abraço

  2. Lamentavel, mas ja passou da hora das autoridades tomarem uma atitude mais rigida. Nao vou mais em jogos de futebol, pois tenho medo da violencia e o horario esta sendo muito tarde. Tem que fazer igual ao Estado de Goias proibir a entrada de torcedores uniformizados independente de qualquer Estado, pois ja foi provado que alguns nao vao torcer para o seu time e o pior ainda marcam briga pelas redes sociais, e muito triste. Paz no Futebol.

    • É isso aí Valdomiro! Futebol virou “terra de ninguém” – e aí, os ratos fazem a festa! Passo léguas de distância de estádios em dias de jogos. Jamais permitiria um filho meu acompanhar uma partida no campo. Tempos bons e seguros, se foram – se é que, alguma dia, existiram! abs

  3. Gosto de assistir os jogos no estádio. É uma energia muito grande quando você está perto do campo, vibrando com seu time.
    As organizadas são muito importantes para acompanharem o time e incentivar. O problema está em torcedores bandidos, que não são punidos pelos atos trágicos. Não é de hoje que a torcida corintiana é relacionada com agressão. Mas o clube não toma providencias, pois é dessa torcida que é divulgado o clube e a escola de samba. Não acharia demais o clube ser expulso da libertadores, pois esse assim esses bandidos entenderão que seus atos refletem ao seu clube (única coisa que lhe serve de valor).

  4. Sou corinthiana e torcedora fiel, mas sou mãe, sou cidadã e sou justa em primeiro lugar. Tenho um filho de 14 anos e futebol não deve ser campo de batalha. Sou a favor que a Conmebol puna o corinthians excluindo o time da Libertadores. Multa não educa. Quero ver se o próprio time não vai fazer campanha para mudar comportamento dos torcedores! Os outros times também terão esse exemplo. Dois pesos duas medidas, quais foram as punições do jogo de São Paulo e Tigre? Atitude Conmbol, atitude. Foi sem querer o que aconteceu ontem. Na Kiss também foi sem querer e mais de 230 pessoas morreram. As pessoas precisam pensar nas consequências e não irem fazendo o bem entendem.

  5. Os responsaveis pelo fato devem ser penalizados sem duvida!sem duvida!mas o time nao!!!se um idiota assume o risco de causar um mal a alguem isto é uma decisao dele!!!individual!!!tenho um filho e nem quero ficar imaginando a dor dos pais do menino!imensuravel!insuperavel essa dor!que seja investigado o responsavel ou os poucos responsaveis!mas questionar/estigmatizar todos os torcedores que foram ao jogo ou penaliza-los em conjunto , ou o clube ,na minha opiniao, nao faz sentido nenhum!Seria uma atitude interessante cancelar a competiçao de 2013!O processo de reeducacao dos torcedores tem que ser CONTINUO, fundamentado em atitudes sociais e ate policiais!a expulsao do clube chama a atencao para o fato, é marcante , mas nao resolve e nem a meu ver aumenta a esperanca de uma melhora nos estadios !TRISTE!

  6. Em primeiro lugar, lamento muito a morte do Kevin e sinto por sua família. Contudo, os acontecimentos devem ser elucidados envolvendo um quadro maior, ou seja, a desorganização e a selvageria que imperam na Libertadores, com a conivência da CONMEBOL. Em segundo lugar, tem a questão da culpa ou não do Corinthians no incidente. O mando de jogo era do San Jose e não do Corinthians: o fato de o torcedor ser do Corinthians é tão relevante quanto ele ser canhoto ou destro. Não há nexo de causalidade entre o clube Corinthians e a morte do garoto. Faz mais sentido, inclusive, que a família do garoto processe o San Jose por não oferecer condições de segurança em seu estádio de futebol. Como disse, não há relação alguma entre o time de quem perpetrou o crime e o fato antijurídico, todavia, é possível comprovar nexo de causalidade entre o policiamento ineficaz (que permitiu que o torcedor entrasse no estádio com o artefato proibido) e o óbito do garoto.
    Se não há nexo de causalidade é porque há uma única outra possibilidade: ao tentar traçar uma sequência de eventos entre a instituição Corinthians e o óbito do Kevin, o que encontramos é uma causa superveniente relativamente independente que “por si só” acasionou o fato antijurídico. Poderíamos tentar estender a culpa para a CONMEBOL e o resultado seria o mesmo. É a mesma lógica de tentar punir o pai pelos crimes do filho maior de idade e capaz, pelo simples fato de tê-lo gerado, ou seja, não é a lógica do Direito, que deve ser fundamentada na objetividade, no que é observável e verificável. Repito: se não for possível traçar um nexo de causalidade claro entre o Corinthians e o óbito do Kevin, não há punição. Caso haja punição a CONMEBOL sabe que o Corinthians terá respaldo legal para recorrer e ainda receber uma indenização gorda de volta. Vocês acham que a CONMEBOL correrá este risco?
    Mais um lembrete: pessoas jurídicas não podem ser “culpadas” de crime de homicídio, ou seja, mesmo que uma ação legal fosse movida contra o Corinthians, seria necessário identificar a chefia responsável pela segurança do estádio, que, por motivos óbvios, não existe, pois o Corinthians era clube visitante. Há ainda o argumento de que se poderia punir o Corinthians pela presença de artefatos proibidos dentro do estádio, já que não é possível imputar à pessoa jurídica a responsabilidade por um homicídio. Novamente o fato de o Corinthians não ser o responsável pela segurança o isenta de revistar seus próprios torcedores. Há ainda aqueles que alegam que o Corinthians deveria revistá-los mesmo não estando no regulamento da CONMEBOL. Seria ilegal e exporia o clube a processos dos próprios torcedores por constrangimento ilegal, no mínimo.
    Lembrando ainda que há uma foto no site Olé que mostra torcedores do San Jose com sinalizadores em meio à torcida. É preciso que se punam e se coibam as circunstâncias que expõem as pessoas ao risco (o ato de levar sinalizador para o meio de multidões seria assim caracterizado de forma similar a dirigir embrigado: existe o risco, portanto JÁ é crime) e não tentar punir, de forma ilegal, como já mencionado, uma instituição que não poderia de forma alguma coibir o incidente.
    Não nos esqueçamo também que caso o Brasil estivesse acostumado a coibir e punir as circunstâncias ao invés de somente o resultado, a tragédia de Santa Maria não teria acontecido.

  7. Realmente, todo o acontecido é lamentável!!
    O Pior é perceber que existe uma associação, conivência ou sendo mais claro, interesse dos clubes/diretorias em manter estes grupos. Que nada mais é o reflexo total dos nossos cidadãos, bem como são nossos políticos.

    Enfim, entendo que uma maneira boa para se por fim a isso tudo seria manter jogos com torcida única. Somente o time da casa teria torcida. Embora não acabasse com a bagunça das organizadas e maus elementos que nelas se escondem, evitaria esse tipo de confronto e provocação.

  8. No video mostrado pela TV Boliviana, ve-se que o cara que atirou o rojao quase acerta corinthianos do lado dele, causando desespero nos corinthianos, podendo ali mesmo ter ferido um corinthianos. Foi acidental causado por um irresponsavel que talvez nao soubesse usar um rojao direito. Nao acredito que se deva punir a instituicao, e sim proibir o uso de fogos de artificio. Por participar bastante de festas juninas ja pude ver muita gente se machucando com rojoes, mas nenhuma fatalidade, foi realmente muito azar o menino boliviano ter morrido por causa do rojao. E vem tambem o senso de justiça verdadeira milhoes de brasileiros nao podem pagar pelo erro de um individuo. E tb de nada adiantara punir um clube se continuarem deixando os outros levar fogos para estadios. Se nao teriamos que punir todos os clubes, pois todos sao passiveis de terem torcedores que por acidente ou propositadamente vao jogar fogos no estadio que possam vir a ferir alguem.

  9. Essa gaviões da fiel deveria ser banida do mundo esportivo, mais um morto inocente por causa dela. Todo lugar que vai tem problema com a policia. Mas é bem feito, as autoridades não fazem nada.

  10. Prezado Cozac, concordo com seu texto em gênero e grau. Sou Corinthiano, de família Corinthiana e amo esse clube. Porém acho que uma atitude dessa deve ser julgada CORRETAMENTE para todas as partes. Por exemplo, a Libertadores é sempre sinônimo de brigas, jogadores e comissão técnicas agredidas por torcedores (vide o uso de escudo dos policiais na hora de cobrar escanteio e túnel inflável). Então TODOS precisam agir com rigor e CUMPRIR as REGRAS do torneio que são pré-estabelecidas. Acho sim que os responsáveis deveriam CUMPRIR as regras, se ISSO tivesse sido cumprido, essa tragédia de ontem nunca teria acontecido. Porém se engana quem acha que estou “defendendo” a torcida do Corinthians, primeiro ACIDENTE (SE FOR COMPROVADO) acontece SIM, por exemplo, o sinalizador caiu à 15 metros da delegação do Corinthians, apenas se a pessoa que disparou, tem total precisão de mira e o sinalizador seja feito para um disparo de alvo calculado, para ter acertado com INTENÇÃO o torcedor boliviano. Porém voltando o caso, independente de TER ou NÃO intenção, primeiro NÃO se deve entrar com sinalizador (isso está na regra e DEVERIA ser cumprido por TODAS as partes), segundo MESMO SEM INTENÇÃO isso DEVE e PRECISA ter medidas DRÁSTICAS para que a Copa Libertadores possa ENFIM ser uma Copa que RESPEITA e ZELA por TODOS, fazendo CUMPRIR AS REGRAS. Então MESMO se comprovado ser um “ACIDENTE” e que o Corinthians tenha que “pagar” para que que a Copa Libertadores MUDE (para MELHOR obviamente), DEVERIA SER FEITO! Menciono isso pelo fato que TODAS as partes estão erradas e TODOS deveriam ser responsabilizados. Se for para o Corinthians ser EXPULSO, mas que as REGRAS sejam cumpridas a partir do PRÓXIMO jogo, concordaria PLENAMENTE, pois tirar a vida de uma pessoa (não importa a idade) é INACEITÁVEL sendo ACIDENTE OU NÃO! Abraços Cozac. Carlos

  11. Pura hipocresia!!! estão agindo como os teorcedores envolvidos no episódio, ou seja, torcedores rivais do corinthins, hoje, estão usando as redes sociais sob forte emoção (desvairada.incosequentes, impensada,inracional…), para alimentar uma paixão de uma insignia (escudo). A vida humana nesse caso (a vitima), mais uma vez esta sendo banalizada e relegada a um segundo plano e colocada acima do fanatismo. Não sou corinthiano e nem tou aqui defendendo as atitudes malévolas dos torcedores em questão, só tou dando minha opinião. A minha posição diante do caso, é, quem deva fazer justiça é a Comebol, a de punir rigoramente os reponsáveis. Mas volta a repetir!! como os interesses pessoais falam mais alto e valem mais do que uma vida, é quase certo que a Comebol fai preferir punir com multa, usando da desgraça alheia para encher os cofres.

  12. Mais um episódio de violência envolvendo o futebol, logo o futebol um esporte de alegria de jogadas de efeitos, gols de placa, sofre com atos que mancham o esporte. Violência é uma questão cultural, falta respeito à vida humana, faltam campanhas educativas, falta fiscalização rigorosa e fiel cumprimento da lei, falta sobretudo, educação moral ao torcedor. Os clubes tem sua parcela de culpa pois em muitos casos os próprios clubes fomentam a existência de torcidas organizadas. Até quando vamos assitir episódios como esse?

  13. Cozac, concordo com muito pouco do que escreveu. Você está dando um tom certo e determinado de que se trata de violência, que o rojão de fato foi da torcida do Corinthians, e que isso aconteceu por dolo. COm base no que você está falando isso?
    Lá na BOlívia, alguns jornais estão informando que não foi um rojão, e sim uma bomba que pode ter sido da própria torcida do San Jose, conhecido pelo shows pirotécnicos e com fogos feitos dentros dos estádios. É lamentável a morte de um garoto de 14 anos, ISSO JAMAIS PODERIA ACONTECER! Porém, não siginifica que se trata de violência ou de um marginal. Ano passado, no reveillon, meu pai foi estourar um rojão, e a porcaria explodiu e foi para o lado, atingindo o meu rosto. Ele não é marginal, louco, imbecil etc…eu poderia ter morrido, mas foi uma fatalidade. Não acho que nem a libertadores e nem o time tem que ser punido, se a entrada foi autorizada. Acho que o autor do crime tem que ser punido de acordo com a sua culpa, E NÃO DE SEU DOLO.

  14. Prezado Cozac, sou Corinthiano, porém acho que uma atitude dessa deve ser julgada CORRETAMENTE e ser responsabilizado TODAS as partes. Se TODAS as partes (entidade organizadora, policiais, torcedores) RESPEITASSEM AS REGRAS isso não teria acontecido. Em relação ao fato, não acho que houve intenção (mirar e atirar visando ferir uma pessoa) mas independente disso o policiamento deveria ter coibido ANTES da entrada (continua).

  15. Então vamos eliminar da competição Galo, Palmeiras, Flu, Gremio, Boca junior e o proprio san soje. Todos usaram sinalizadores na torcida. Então cometeram o mesmo crimr.

  16. (continuando) Infelizmente a Libertadores é sinônimo de desorganização, violência e falta de cumprimento das regras. Então MESMO se comprovado ser um “ACIDENTE” e que o Corinthians tenha que ser punido para que que a Copa Libertadores MUDE (para MELHOR obviamente), DEVERIA SER FEITO! Menciono isso pelo fato que TODAS as partes estão erradas e TODOS deveriam ser responsabilizados. Se for para o Corinthians ser EXPULSO, mas que as REGRAS sejam cumpridas a partir do PRÓXIMO jogo, concordaria PLENAMENTE, pois tirar a vida de uma pessoa (não importa a idade) é INACEITÁVEL sendo ACIDENTE OU NÃO! Abraços Cozac. Carlos

  17. Não vejo dessa forma: cancelar a competção inteira, os demais clubes não podem pagar por uma unica torcida selvagem como mostra nos ultimos anos a torcida do corinthians, tem que se punir o clube com a eliminação imediata da competição, em memória do garoto.
    pode ter certeza que o resto vai pensar duas vezes em fazer alguma coisa.

  18. OLHA GOSTARIA DE DIZER QUE VARIOS TIMES DE SP POR MUITO MENOS PERDERAM MANDO DE CAMPO VEJA O CASO DO PALMEIRAS ,FOI PREJUDICADO POR QUEBRAR CADEIRAS ,QUE PUNICAO MERECE O CURNTIA EM ,AINDA UM TAL DE JUIZ QUE TRABALHA NA GAZETA ESPORTIVA ,FALA QUE NADA QUE UMS DOLARES ,NAO APAGUE ESTE FATO ,KKKK ISTO E UMA PIADA ,ESTE TAL DE GODOI AI DEVERIA FAZER PARTE DO MENSALAO

  19. Penso o seguinte, simplesmente não só o Brasil, mas todos os países da américa do sul mal conseguem oferecer um minímo de dignidade para seu povo (quem aí consegue viver com 1 salário mínimo, que em teoria, deveria permitir que vc pelo menos pudesse ter um teto e um prato de comida), que o diga tomar conta do povo que frequenta eventos esportivos e de entretenimento! Claro que a obrigação é do governo, atravéz da polícia, de cuidar, mas a própia polícia é totalmente despreparada e os animais dos torcedores não tem capacidade cognitiva de apreciar um espetáculo que possui um grau de rivalidade sem evocar seu instintos mais baixos! Uma pena, uma pena, saudades de quando eu vivia no primeiro mundo, e as sandices que aqui são consideradas “normais” passavam longe do meu dia a dia…!

    PS: Sim, o Corinthians deve ser punido, e o San José também, de forma rígida, para inibir os torcedores de desrespeitarem as regras. Se o Corinthians fosse eliminado da Libertadores (não vai, tem globo no meio), com certeza os torcedores em futuras edições pensariam 500 vezes antes de levar “armas” para o estádio (tem que ser muito estupido para levar algo tão perigoso quanto sinalizadores e fogos de artificio e estourar no meio de milhares de pessoas, para todos os lados).

  20. Segundo o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa:
    BANDO: Companhia de malfeitores. = quadrilha; Grupo de pessoas para um fim comum; Tropa indisciplinada.
    LOUCOS: 1.Que ou quem perdeu a razão; que ou quem apresenta distúrbios mentais. = alienado, demente, doido, maluco, orate, tolo; 2. Que ou quem tem um comportamento absurdo, exagerado, contrário ao bom senso ou ao que é considerado razoável. = insensato, maluco, orate, temerário, tolo; 3. Que é considerado fora do habitual. = absurdo, estranho; 4. Que revela falta de sensatez. = doido, imprudente, maluco ≠ prudente, razoável; 5. Que está fora de si, descontrolado. = desnorteado, doido, maluco, perturbado, transtornado, tresloucado; 6. Que é excessivo. = desmesurado; 7. Que está dominado por sentimento de grande paixão.

    Essas definições mostram porque esse “bando de loucos” agem dessa forma, ao ponto de matar, apedrejar, destruir.
    Até quando vamos ser obrigados a ter que conviver com isso???
    Ja está passando da hora das autoridades tomarem sérias e emergenciais medidas contra esse bando.

  21. Essa ladainha toda para tirar o Corinthians da reta… meu caro a regra diz claramente que a torcida é a extensão do clube, ou seja se ela apronta o clube também será punido como realmente foi.

  22. Cozak

    A irresponsabilidade dos dirigentes brasileiros é outra coisa que irrita. Vejam o caso da arena do Grêmio, os Bombeiros de Porto Alegre não queriam uma ala do estádio sem cadeiras para evitar qualquer tipo de acidente. A organizada não quis e a direção do clube cedeu, deu no que deu. É muita irresponsabilidade. Não ficamos somente na questão Grêmio e Corinthians não, são todas as organizadas que são tudo, menos organizadas. Concordo com você, pare esse campeonato!

  23. se a comebol é falha ou não, não devemos discutir neste momento, o que esta em cheque é a atitude dos torcedores que conseguem diblar a segurança e entrar nos estádios com todos os artefatos proibidos, como conseguem , eis a questão, devem todos que forem flagrados serem punidos na forma da lei, seja qual for a torcida , e agora torcedores conseguiram liminar , para assistir o jogo, como fica, a comebool, vai engolir, ao ser desrespeitada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>