Fedor insuportável

Rio de Janeiro – Estou aqui para os trabalhos de medição do percurso da Maratona Pro Adidas, neste próximo domingo, e para estudar a possibilidade de utilizá-lo na Maratona Olímpica em 2016. O projeto é bom, repetindo a ideia de três “loops” da Maratona Olímpica em Londres, e aproveitando uma parte nobre da geografia da Cidade Maravilhosa.

A caminho do centro do Rio, viemos pela Linha Vermelha, saindo do aeroporto do Galeão, e fomos surpreendidos pelo cheiro desagradável de matéria em decomposição. O motivo é conhecido: a poluição da Baía de Guanabara. Esta é uma joia da natureza que o carioca tem feito tudo ou quase tudo para destruir. O mau cheiro durou até o antigo prédio do Jornal do Brasil, e aí vai outra constatação importante: é naquela região que se construirá o novo Porto, que  anunciam como um “Porto Maravilha”.

Ali, depois da derrubada da Perimetral, poderá passar parte do percurso da Maratona Olímpica. Poderá também servir como parte da etapa de ciclismo de futuros triathlons a serem realizados tendo como pano de fundo o Aterro do Flamengo e a Praia da Glória. Mesmo que o Triathlon Olímpico não venha a ser ali disputado, a área na verdade é melhor do que a que consta atualmente como palco da competição em 2016: a Praia de Copacabana.

Mas tudo isto irá por água abaixo (desculpem a metáfora) se não despoluírem a Baía de Guanabara. Alguém tem boas notícias sobre o assunto?

3 comentários em “Fedor insuportável

  1. vc quer a boa noticia la vai

    a boa noticia é que o rio de janeiro vai acabar em m…..

    a má noticia é que a m,,,, juntando da baia nao vai dar pra todo mundo

  2. Pingback: Amedar Consulting

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>