O Porto Maravilha

Rio de Janeiro – Moro nos Estados Unidos e tive recentemente minha atenção despertada por um “op-ed” no New York Times com uma denúncia contra a remoção de moradores na área do Cais do Porto onde estão sendo realizadas obras para a Olimpíada de 2016. Como estou no Rio para a Maratona Pro Adidas, neste domingo, dia 9 de setembro, aprovei para ir até a Gamboa. Não cheguei a entender exatamente de que local os moradores seriam removidos, embora tenha ficado com a impressão de que seria no morro da Providência.

Por isto, não quero entrar no mérito da remoção ou não remoção, mas o que vi foi uma tentativa de recuperação de uma área histórica e nobre da cidade, nos últimos anos entregues a um total descaso. Há ali prédios belíssimos, igrejas construídas nos fins do século XVII, arrasadas pelos invasão francesa liderada por Duclerc e reerguidas em 1740. Vi prédios datados de 1856, ao tempo do II Império, o cais onde desembarcavam os escravos, remodelado para a chegada da princesa Maria Cristina, soterrado por obras posteriores e reencontrado agora em escavações,  além da Pedra do Sal, berço do samba. É assim chamada porque nos tempos coloniais ali desembarcava o sal que éramos obrigados a importar de Portugal, pois o Brasil era proibido de ter suas próprias salinas.

Pelo que vi e pelos planos de que tomei conhecimento, inclusive com a demolição da Perimetral, cujo piso por sinal encontra-se em petição de miséria, acho que o Rio de Janeiro será imensamente beneficiado com os projetos em andamento. Convenci-me ainda mais de que no Centro, aproveitando-se os prédios históricos da Avenida Rio Branco, como o Teatro Municipal, teríamos um belíssimo cenário para a Maratona Olímpica em 2016, num percurso de três voltas (ou “loops”, se preferirem) que compreenderia ainda o Aterro do Flamengo – com o Corcovado, a Baía de Guanabara, a Marina da Glória e o Pão de Açucar para compor a paisagem – e o Sambódromo para a largada e chegada da prova.

Creio que o Maratona Pro Adidas, cujo percurso aproveita em parte este cenário de que falei acima, será um bom teste para tal projeto. O resto, claro, viria ou virá com o Porto Maravilha.

Mas, repito, senhores do governo: é indispensável a despoluíção da Baía de Guanabara, joia das paisagens brasileiras. Será despoluída?

2 comentários em “O Porto Maravilha

  1. Sou morador do bairro da Saude e Gamboa a 43 anos. Cheguei nestes bairros tendo entre 10 a 11 anos de idade, aqui vivenciei minha infancia, adolescencia e idade adulta, hoje tenho 53 anos.
    Se faz muito importante dizermos a verdade, sobre a regiao portuaria da Cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de uma area riquissima da historia do Brasil, que guarda valiosos e importantes acervos historicos, arquitetonicos e socio-economicos do Brasil-Colonial Escravocrata, Brasil-Imperial-Escravocrata, Brasil-Pre-Republicano e Brasil-Contemporaneo-Moderno. O POROJETO PORTO MARAVILHA, esta realizando um mega resgate socio-economico-historico-urbanistico, dos bairros do Centro Historico, Saude, Gamboa e Santo Cristo. A Prefeitura do Rio, CDURP e a Concessionaria Porto Novo S.A., estao devolvento a dignidade de ser um morador da regiao portuaria. Sao programas, projetos, obras e restauros de acervos da regiao, e muitas obras de infraestrutura urbanistica, que estao captando varios investimentos do setor privdo em turismo, hotelaria, servicos, negocios, capacitacao de mao de obra, habitacao comercial e residencial. Se faz importante o registro que as representacoes locais: Associacoes de Moradores de Bairro assim como entidades diversas existentes na regiao portuaria, foram convocadas para sentarem-se a mesa da Prefeitura do Rio, para debater, opniar e sugerir adequamentos e melhorias ao PORTO MARAVILHA. Todo o PROJETO DO PORTO MARAVILHA, foi fundamentado em amparo legal, juridico e com fiscalizacao dos orgaos reguladores cabiveis na forma da lei vigente. Podemos citar como ja realizadas as seguintes obras: Reforma do Centro Cultural Jose Bonifacio, Jardins Suspensos do Valongo, Cais do Valongo e Cais da Imperatriz, Exposicao Digital Multimidia PORTO MARAVILHA, Reforma das Pracas: Barao de Teffe, Coronel Assuncao, Largo Sao Francisco da Prainha, Praca Maua, e reconstrucao das ruas: Camerino, Venezuela, Sacadura Cabral Coelho e Castro, Pedra do Sal, Largo Joao da Baiana, entre outras, em um total inicial 24 ruas em apenas 06 meses. Registramos tambem que houveram exposicoes e palestras dissertativas do PORTO MARAVILHA, dentro dos bairros da Saude, Gamboa e Santo Cristo, cvitamos como locais destas exposicoes: Hospital Federal Servidores do Estado, Centro Psquiatrico Rio de Janeiro, BUNGE Alimentos S.A., Associacao de Moradores do Bairro da Gamboa, Instituto Nacional de Tecnologia, 5° Batalhao de Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro, Fabrica da BHERING Alimentos, Centro Cultural Acao da Cidadania, Centro Cultural Jose Bonifacio, Colegio Federal Pedro II, Instituto Central do Povo, Conselho Comunitario de Seguranca dos bairros da Saude, Gamboa e Santo Cristo, Fundacao Educacional Darcy Vargas, POlo Regiao Portuaria, etc…

  2. Pingback: londyn praca

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>