Mais simplicidade

Foto: AFP

Foto: AFP

Auckland (Nova Zelândia) – Lembro do tempo em que, como colunista do Jornal do Brasil, iniciei uma campanha para que as partidas do campeonato carioca começassem na hora. Estávamos na década de 70 e era comum que os jogos começassem com 15 minutos ou mais de atraso. Lembro também que Carlos Lemos, então Chefe de Redação do jornal, veio reclamar comigo, dizendo que não fazia sentido relamar de atrasos em futebol num país em que nada começava na hora.

Creio que hoje os jogos no Brasil começam na hora – embora às vezes em horários absurdos. Isto é outra coisa. Mas tive minha atenção despertada pela notícia de que, nesta temporada, a NBA vai exigir que seus jogos, transmitidos pela televisão ao redor do mundo, também começem na hora.

Acontece que os famosos e milionários jogadores gostam de se pavonear tanto antes das partidas que as televisões, com compromissos de programação, começaram a reclamar. Então David Stern,o poderoso chefão da NBA, determinou:  se as partidas não começarem dentro de 30 segundos depois da apresentação dos times, as equipes culpadas serão punidas com uma advertência por atraso de jogo.

Em uma partida, duas advertências por atraso de jogo conduzirão a uma falta técnica. Não é muito, mas advertências por atraso de jogo também acontecem durante as partidas – quando, por exemplo, há um “time-out” e os times não voltam a tempo.

Vamos ver se a nova severidade de Stern (cujo nome significa “:severo”), vai pegar. Num ponto porém é inegável que ele razão. As introduções das partidas por si só já são demoradas, com os jogadores sendo mencionados individualmente. Por que, depois dela, eles insistem tanto em continiuar a se exibir, a trocar abraços, a se dedicar a elaborados rituais de apertos de mãos (cada vez mais complicados e elaborados) com todos os comanheiros e até com os adversários?

Mais simplicidade, senhores.

Um comentário em “Mais simplicidade

  1. Outra coisa que precisa acabar é o horário tardio do futebol em função das novelas. O povo deixa de ir aos estádios e deixa de assistir em casa. Note que falo do povo que trabalha e tem que acordar cedo, maioria das torcidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>