Enterrando mais embaixo

Rotorua (Nova Zelândia) – Recebo aqui bem longe a notícia de que Geno  Auriemma, técnico de basquete feminino da Universidade de Connecticut, propôs abaixar a cesta para os jogos femininos em sete polegadas (algo em torno de 17,5 cm). Sua intencão é tornar o jogo mais interessante com enterradas e bandejas, que acontecm com menos frequência entre as mulheres.

Para os homens, a cesta tem dez pés de altura (três metros e fração, num cálculo meu de cabeça). Auriemma argumenta que, se as cestas ficarem mais baixa para as mulheres, haverá um aumento no aproveitamento ofensivo das equipes. Sua teoria obedece a teoria geral dos esportes americanos: quanto mais pontos, melhor.

Auriemma nasceu na Itália mas foi em criança para os Estados Unidos e pensa como um ameriano típico. Ele conta com ao menos um precedente válido para sua tese. No vôlei feminino, a rede é mais baixa para as mulheres.

Mesmo assim, há treinadores   que fazem restrições à ideia. Eles argumentam que as mulheres teriam condições de fazer um jogo mais rápido e até mais técnico dos que o dos homens, sem necessidade de exibições de potência física, caso típico das enterradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>