Estados parasitas

Bristol (EUA) – Nos Estados Unidos, volta ser discutida a possibilidade de Porto Rico passar a ser um Estado. Seria o mais novo, juntando-se a outros relativamente recentes, como Havaí e Alaska.

Na Federação Americana existe uma regra simples para a admissão de um Estado: ele precisa ser auto-suficiente. Não pode ser um peso morto, a depender da caridade dos demais.

Isto me ocorre por casa da reiterada discussão no Brasil sobre a distribuição dos royalties da exploração do petróleo em alguns Estados. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, certamente exagera ao dizer que se Estado for obrigado a dividir seus royalties com Estados não produdores, cancelará a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016. Acho que os compromissos do Estado e da cidade do Rio de janeiro já foram muito longe para tal ameaça poder ser concretizada.

Mas que há Estados brasileiros improdutivos, parasitários mesmo, vivendo de repasses do Governo Federal só tornados possíveis por causa da colaboração positiva de alguns poucos outros, é verdade. Só oito Estados brasileiros dão mais ao Governo Federal do que recebem. São eles Amazonas, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os demais sugam e ainda querem sugar mais.

8 comentários em “Estados parasitas

  1. Acho que estes Estados que dão lucro deveriam ter um peso maior na eleição, porque assim ninguém ia ficar dando bolsa família, que beneficia os Estados mais pobres para se reeleger.Dão esmola para a maioria dos pobres e se elegem.
    Este Governador do Rio é um tremendo picareta, porém se ele tiver este poder de cancelar a Copa do Mundo e a Olimpíada eu ia achar bom, porque pareçe que no Brasil só tem o Rio de Janeiro, todo grande evento tem que ser no Rio,porque???O Brasil é muito maior e melhor que o Rio.

  2. Fico imaginando o estrago na nossa imagem internacional, caso a Copa e as Olimpíadas sejam canceladas. Decididamente, o Brasil não é um país confiável. (O senhor que, ao contrário de mim, gosta do Obama não vai fazer nenhum comentário sobre a reeleição?)

  3. Não pensem que pelo fato de ser ”parasita” o estado seja pobre.
    Por exemplo Goiás tem melhores indices sociais que muitos desses estados que não ”sugam” e existe o estado exceção que é o DF que não presisa produzir já que o território é um caso a parte que foi feito para ser a capital.

  4. Amigo não significa que o estado que é ”parasita” seja o mais pobre,por exemplo SP é o segundo estado com mais bolsa esmola,Amazonas não tem um PIB muito grande e lá tem muitas compras de votos e não é um estado ”parasita”.
    Nem todo grande evento é só no Rio e o governador do Rio não é doido de cancelar esses eventos ficaria mal pra imagem dele.

  5. Só sei que Santa Catarina ajuda a pagar a conta, mas Copa do Mundo só vai ver pela televisão. Enquanto estados que vivem de pires na mão vão ser sede da Copa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>