Maratona no Saara

Bristol (EUA) – Há muito tempo não ouvia falar de Ron Hill, primeiro inglês a ganhar a Maratona de Boston, em 1970, no que foi então um tempo recorde de 2:10:30, além de ter disputado duas maratonas olímpicas: a de Tóquio, em 1964, e a de Munique, em 1972. Ron Hill, que está com 74 anos, era famoso por correr todos os dias. Quando viajava, corria  no saguão do  aeroporto. Não sei se ainda o faz.

Mas lendo este mês a revista New England Runner, deparei com o nome de Ron Hill. Foi em um artigo  escrito pelo fundador da Maratona na Antártica. Seu nome é Thomas Gilligan e ele, há algum tempo (a revista não explica exatamente quando) resolveu disputar uma prova diametralmente oposta à que  criou. Em vez de correr no gelo do mais frio dos continentes,  ele resolveu fazê-lo nas areias escaldantes do deserto do Saara.

É uma prova que existe há alguns anos em benefício de refugiados no sul da Argélia. As pessoas que se inscrevem ficam abrigadas  em tendas,  em condições mínimas de conforto. Só a muito custo Thomas Gilligan achou um chuveiro para tomar um banho. Sua única surpresa agradável é que a prova consiste de uma Maratona, com opção dos inscritos disputarem uma Meia-Maratona, se preferirem.

Gilligan preferiu a Meia-Maratona. Ao disputá-la, descobriu que tinha Ron Hill como companheiro de percurso. Depois da prova, comemoraram tomando umas cervejas que Ron Hill tinha conseguido contrabandear, driblando a proibição muçulmana de consumo de álcool.

Meu palpite? Acho que Ron Hill continua correndo todos os dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>