Os sábios idiotas

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Bristol (EUA) – Amigos, todos concordamos que a atual Seleção Brasileira não nos encanta mas, movido pela curiosidade e pela informação de que caímos para a 18a colcação no ranking da FIFA, resolvi dar uma olhada no mesmo. Afinal, é fim de ano e não há muitas outras coisas a fazer.

Colhi a informação de que a colocação de uma seleção no tal ranking depende de uma fórmula a que a  entidade de Zurique chegou depois de muitos estudos. A fórmula é a seguinte: P=MxIxTxC. M é “match”, isto é, jogo. I é a importância do jogo, T a força do adversário e C a força da Confederação a que o adversário está filiado.

A conclusão a que chego? Chego na verdade a duas. A primeira, já alinhavada acima, é que nossa Seleção precisa melhorar. Já estava dando sinais de uma reação, mas a CBF escolheu exatamente o momento em que as coisas pareciam melhorar para demitir Mano Menezes e contratar Felipão, com a explicação de que ele é “motivador”.

A segunda conclusão, para parafrasear aquela antiga frase de Mark Twain sobre as estatísticas, é que números aparentemente lógicos podem levar a conclusões absurdas e ridículas. Pois, amigos, em sã consciência, ninguém pode dizer que as Seleções da Inglaterra, da Colômbia e de Portugal são melhores do que a brasileira. Falando em Portugal, basta lembrar  que jogadores brasileiros que não conseguem ser convocados para nossa Seleção se naturalizam portugueses para jogarem pela “terrinha”, como Deco e Pepe.

Pior porém está na lista, em que Croácia, Grécia e Suíça, já para não falar na Costa do Marfim, Rússia, Equador e México, aparecem na frente do Brasil.

Confrontada com um resultado evidentemente absurdo, em decorrência da tal fórmula “sábia”, a FIFA deveria seguir um conselho que até um idiota poderia dar: arranje outra fórmula.

14 comentários em “Os sábios idiotas

  1. Caro Werneck,

    A posição do Brasil no ranking da FIFA deve-se, em grande parte, ao fato de que na condição de anfitriã, ficar restrita a jogos amistosos cujo peso é 1 (o menor no item importância do jogo). Nos jogos da fase de qualificação da Copa e Copa América o peso é 2,5.

    Em 2006, como anfitriã, a Alemanha entrou na Copa em 19º lugar no ranking. Analogamente, a Alemanha em dezembro de 2004 estava no décimo nono lugar, praticamente na mesma posição do Brasil hoje.

    A posição da África do Sul em 2010 não chamou a atenção em razão do seu futebol incipiente. Estava em 83º lugar.

    Esse tratamento igual aos demais países e que é dado ao país anfitrião distorce a avaliação, nessa Copa, do Brasil sem que nenhum mecanismo de compensação seja previsto no ranking. Se não estamos tão bem dentro de campo também não merecemos uma posição tão aviltante.

    A chance de o Brasil melhorar um pouco sua posição no ranking será com a Copa das Confederações cujo peso específico de cada jogo é 3, mas será paliativo. Devemos oscilar em torno dessa posição até a Copa, independentemente de quão espetacular vier a ser o time montado por Scolari.

  2. Me admiro com quem ainda dá credibilidade a FIFA, uma entidade que faz uma Copa na África do Sul e mais tarde fará no Catar.Não existe critério sério em nada do que fazem, por isso devemos ignorá-los.
    Porém que o Brasil está jogando mal desde 2006 isto não tem como negar.

  3. Pingback: payday loans online from direct lenders

  4. Isso so impressiona quem é inocente…eu ja vi que a FIFA não era uma entidade seria a partir do momento que falou que o mundialito de verão 2000 era mundial…detalhe: sem o campeão da Libertadores. Mas é como dizem, nem os que dizem ou usam a FIFA como exemplo acreditam nela…nem o Blatter. Nunca serão, jamais terão!

  5. Parabenizo o Sr. Adilson Oses pelo comentário: simples, objetivo e embasado nos fatos, sem qualquer pitada de patriotismo.
    De qualquer forma, há variáveis na equação utilizada pela FIFA, como, p. ex., força da confederação e força do jogo que são absolutamente subjetivas, fato que pode trazer algumas distorções nos resultados, também.

  6. Falar que o Pepe nao conseguiu jogar pelo Brasil ate entendo, alias nao sei como consegue jogar pela selecak portuguesa.. Mas falar do Deco nao da rsrs o Deco foi um talento desperdicado pela selecao brasileira. Sempre chamou atencao mas nunca teve mto “marketing” ou “bom empresario” rsrs muitos jogadores que nao chegam aos seus pes passaram pela selecao canarinho..

  7. TUDO ISSO e marketing para que o FUTEBOL seja
    Apreciado mais em todo o mundo. A FIFA e experta e
    Faz com que todos os paises se motivao em ver que
    Estao a frente do FUTEBOL brasileiro. A COPA TA chegando
    E ISSO e a formula que a FIFA tem usado.

  8. Ao Cristiano,

    A força das confederações é dada pelo desempenho dos países de uma dada confederação na Copa do Mundo. Em 2006, Conmebol e UEFA tinham o mesmo peso, isto é 1 que é o máximo. Em razão dos resultados das seleções sulamericanas em 2006 a Conmebol foi rebaixada para 0,98 e vai se manter até a Copa de 2014.

  9. Agradeço a opinião de todos os leitores. Para mim, o critério da FIFA está errado tanto ao relegar a Alemanha à 19a. colocação em 2006 quanto ao colocar o Brasil na 18a. agora.

  10. Pingback: voyance gratuite

  11. Pingback: baidu censor

  12. Pingback: option binaire en ligne

  13. Pingback: options binaires

  14. Pingback: nataniel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>