Mundial de Triathlon – 57

Bristol (EUA) – Eu pretendia escrever sobre a partida entre o Tottenham Hotspur, que tem em Gareth Bale um jogador em grande forma, e o Newcastle United, mas meus planos foram para o espaço com a tempestade de neve que se despencou sobre o nordeste dos Estados Unidos.

Quando abri a porta de minha garagem, sábado, eis parte do espetáculo com o qual me defrontei. (Note-se que na sexta-feira eu já havia cavado bastante.) Assim como assistir ao jogo, queria também dar um treininho para o Mundial de Triathlon, em Londres, em setembro, mas meu treino foi remover aquela imensidão de neve, a perder de vista.

É o que eles aqui chamam, às vezes com justificada ironia, um “winter wonderland”. O reino encantado do inverno.

Comecei por volta da uma da tarde e só parei depois das seis, sem ter ainda removido toda a neve necessária. Sair com o carro, impossível.

Hoje, domingo, continuo com minha tarefa. Quero dizer, treino.

Mesmo assim, à noite, ainda vi um pouco do jogo entre Real Madrid e Sevilha, cortesia de um novo canal chamado Bein Sport que mostra tudo quanto é futebol. Vejam só: constatei que Kaká mostrou bem mais pelo Real Madrid do que Ronaldinho mostrou pela Seleção Brasileira.

Dizem que Felipão não convocou Kaká para nossa partida em Wembley porque, como reserva no Real Madrid, ele estava fora de forma.

Mas Ronaldinho, voltando das férias, também estava.

Quem será chamado para o próximo jogo? Confesso que não estou otimista com esta nova passagem de Felipão pela Seleção Brasileira. Como técnico, ele sempre foi um motivador. Sua Seleção de 2002 foi uma das duas menos brilhantes das cinco que conquistaram a Copa do Mundo. A outra foi a de Parreira, em 1994.

Agora os dois estão juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>