FELIZ ANO NOVO!

Meus queridos e queridas,

quero deixar aqui o meu agradecimento a todos que visitaram este blog no ano de 2011. Que 2012 seja um ano repleto de saúde, felicidade, conquistas, e que estejamos juntos no ano que em breve se inicia.

Estarei de volta ao trabalho no dia 12 de janeiro. Até lá, então!

Beijo carinhoso,

Michelle Giannella.

Vencedor masculino: Bekele Tariku

Djalma Vassão/Gazeta Press

O etíope Bekele Tariku levou a competição masculina com 43 minutos e 35 segundos.

Minha aposta era o brasileiro Marílson Gomes dos Santos, mas ele chegou em oitavo lugar, uma pena…

De qualquer forma, a prova foi mais rápida do que nas edições anteriores com a mudança de percurso. Não deu Brasil, mas o que vale é competir…

Vencedora feminina: Jeptoo Priscah

Sérgio Barzaghi/Gazeta Press

Acertei o palpite que dei no Gazeta Esportiva: uma queniana ganhou a São Silvestre.

Jeptoo Priscah, de 27 anos, novata em provas brasileiras, levou a prova mais famosa do pedestrianismo brasileiro. Ela é uma fera mesmo, afinal é a atual campeã da Maratona de Paris com 2 horas 22 minutos e 51 segundos, ficando a apenas cinco segundos da quebra do recorde da prova.

Foi impressionante a determinação da queniana durante a São Silvestre, Passadas largadas, determinação e uma corrida belíssima na bagagem! Parabéns.

Adriano, sinônimo de confusão?

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

É impressionante como algumas pessoas tem a capacidade de se meter em confusões. Adriano é uma delas. Tem talento, tem futebol, tem o mundo aos seus pés, mas sempre acontece algum destaque negativo que o coloca ainda mais em evidência: já dirigiu alcolizado, protagonizou escândalos com a ex-namorada, posou segurando arma… e agora esse tiro na mão da moça.

Eu vi o depoimento do atleta e senti sinceridade em suas palavras, e para felicidade de Adriano, a moça confessou que ela mesma efetuou o disparo. 

Mas a dica continua… Adriano, cuidado com as companias, pense em sua vida e em tudo o que conquistou…juízo rapaz, juízo!

Genteeeeee

Meus amores, que correria esse final de ano!

Casamento, mudança de casa, lua de mel, trabalho…

Tenho mil coisas pra contar pra vocês.

Primeiro quero dizer que foi muito triste ver o Santos perdendo de 4. Foi uma aula de futebol do Barça.

Estive na semana passada em Porto de Galinhas, amei.

Essa semana trabalho normalmente, estou na expectativa pela São Silvestre que acontece sábado.

Hora de ir. Já, já, eu volto!

Beijos.

Mi

Vai pra cima deles, Santos!

Djalma Vassão/Gazeta Press

Que Kashiwa Reysol, que nada! Me perdoe Nelsinho, mas o favorito, como você mesmo disse, venceu! E venceu bonito! Claro que foi um jogo tenso e apreensivo, a defesa santista teve algumas falhas, mas Neymar, Borges e Danilo deram uma bela vitória ao peixe. Pelo lado japonês, Sakai marcou o gol de honra do Kashiwa.

Muita gente está criticando o Santos porque o Kashiwa teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas não concordo com esses argumentos, afinal de contas, no início do jogo, o time de Muricy estava sentindo a pressão e se adaptando ao adversário, ao frio e ao nervosismo da estreia.

Sinceramente, não sei se o Santos será capaz de superar o todo poderoso Barcelona. De coração, eu espero que sim. Espero que a nossa ginga com a bola e criatividade suplante a técnica e o entrosamento do time espanhol.

Agora eu quero saber a opinião de vocês: gostaram do jogo? Acham que o Santos tem chances contra o Barça? Mande seu recadinho pra mim!

Segundo tempo: Corinthians campeão!

Fernando Dantas/Gazeta Press

A expulsão de Valdívia no começo do segundo tempo, o gol do Flamengo empatando com o Vasco, um Corinthians mais guerreiro e empenhado dominando o jogo, uma bola na trave de Júlio César, tudo isso foi uma combinação perfeita: Corinthians campeão do Brasileirão.

Foi um jogo nervoso e tenso do início ao fim. Wallace tomou um cartão vermelho, talvez para compensar a expulsão de Valdívia. Convenhamos: os dois lances não mereciam o vermelho.

Tite, com a entrada de Chicão, tentou segurar o empate, enquanto todos queriam ver o gol da vitória. Uma confusão marcou o final do jogo quando Jorge Henrique deu um chute no vácuo imitando Valdívia. Leandro Castán e Luan foram expulsos, Jorge Henrique saiu e entrou Moradei.

Enfim, jogou como manda o regulamento e venceu. Parabéns, Timão!