Bolívar 3, São Paulo 4

AFP

AFP

O tricolor paulista garantiu vaga pra próxima fase da competição. O primeiro tempo do São Paulo foi perfeito, mas na segunda etapa o time foi irreconhecível. Primeiro abriu 3 a zero no placar, mas tomou a virada e perdeu por 4 a 3. Tudo bem, muitas razões para a derrota: o cansaço, a altitude, a tranquilidade de já ter um resultado excelente garantido… enfim, o que importa é que a lição de casa foi feita.

E você, gostou do jogo? Ou achou que o São Paulo não poderia ter perdido para um time ruim como o Bolívar? O espaço é seu.

Mesa Redonda aqui vou eu!

Oi amores! 2012 foi um ano de muitas conquistas, tive a felicidade de terminar minha faculdade de Direito, passei no exame da OAB e agora no começo de 2013 peguei meu diploma! Isso tudo foi resultado de 5 anos de muita dedicação e trabalho duro estudando. Não foi fácil conciliar TV, jornalismo, vida pessoal e mais uma faculdade( afinal já sou formada em Jornalismo). Felizmente, deu certo, e terminei essa etapa tão exaustiva na minha vida. Agora poderei estar mais perto de vocês, escrever mais e compartilhar mais o dia a dia e minhas opiniões sobre futebol.

Pra começar, a foto abaixo tirei nos bastidores do Mesa Redonda deste domingo ao lado do Ronald, filho do Fenômeno. A foto não ficou muito boa porque foi tirada de celular, mas o que vale é o registro. Dá pra acreditar que ele só tem 12 anos? O Ronald me confidenciou que ama música e quer ser DJ. A camiseta dele já diz tudo. Um fofo!


Participaram ainda do programa Zetti, o novo diretor do Palmeiras, José Carlos Brunoro e Milene Domingues.

A todos uma ótima semana. Mi.

De volta das férias!

Oi pessoal!

Voltei da rápida semaninha de férias. Essa foto foi tirada no Museu Viscaya, um palacete construído em 1910 por um industrial muito rico.

Foi muito bom viajar e descansar, afinal trabalhei no Natal e no Ano Novo, mas agora estou no pique para um ano cheio de emoções com vocês! Mil beijos!

Tchau, Assunção!

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Marcos Assunção se despediu do Palmeiras com muitas lágrimas.

O atleta justificou sua não permanência dizendo não ter havido um acerto salarial com a diretoria.

Resumindo, a diretoria ofereceu a ele menos do que ele queria. A questão é que os valores pedidos girariam em torno de 350 a 400 mil reais, o que vamos convir que é muito dinheiro.

Marcos Assunção é um bom atleta, profissional, sério e que ainda tem condições de jogar por mais um ano. Acho uma pena perdê-lo, vai fazer falta, mas o Palmeiras precisa mesmo ter os pés no chão nesse momento.

Valdívia: profissionalismo nota zero!

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

É impressionante a atitude do Valdívia. O cara nem é mais um dos grandes nomes da equipe, não fez um bom ano em 2012 e começou 2013 sem se reapresentar junto com o elenco ontem, dia 03 de dezembro.

E hoje, alguma novidade? Que nada! Ninguém sabe, ninguém viu, o Valdívia sumiu! Em pleno século 21, ficar incomunicável é impossível… pelo menos um telefonema, um email, uma mensagem de texto, no twitter, um sinal de fumaça, sei lá!

Olha, todo mundo tem problemas, mas todo mundo também tem compromissos que devem ser cumpridos. O profissionalismo passou longe ali…

O Palmeiras disse que vai multar o atleta. Será que isso é o suficiente?  Hora da sua opinião…