Tragédia na Bolívia

Nem dá pra falar da partida entre San José e Corinthians, ontem em Oruro. A morte desse garoto boliviano de 14 anos, atingido por um sinalizador, é uma tragédia e dói na alma.

Futebol não combina com violência, muito menos com morte. Futebol é festa, comemoração e imaginar que qualquer um de nós poderia ter sido alvejado e morto num dia de alegria é inconcebível. Não quero acreditar que esse sinalizador tenha sido propositalmente disparado na direção da torcida do time boliviano, também não gostaria de saber que tenha partido da torcida do Corinthians, apesar de algumas imagens mostrarem isso. O que era para ser festa virou caso de polícia, e por quê?

Porque ninguém cumpre a lei. Nenhuma das duas torcidas cumpriram a determinação da Liga Boliviana de Futebol que proíbe a entrada de fogos de artifícios nos estádios da Bolívia. Irresponsabilidade dos torcedores e falha da polícia que deveria revistar com maior rigor quem entra nos estádios.

Que a família do jovem Kevin Beltrán Espada, que tinha uma vida toda pela frente, consiga encontrar conforto nesse momento de tanto sofrimento. E que a polícia apure e responsabilize os culpados.

Mesa Redonda 17 de fevereiro

O programa Mesa Redonda deste domingo foi realmente muito especial. Entre os convidados, os ex-jogadores Marcelinho Carioca e Evair e o palmeirense Patrick Vieira.

O momento mais bacana do programa foi a entrevista do Patrick Vieira. O garoto revelou suas origens e a luta para não seguir o caminho das drogas, quando vivia na comunidade de Vila Kennedy, no Rio de Janeiro.

“Tinha amigos meus que me convidaram para passar carga ou pra roubar, mas eu nunca fui pra esse lado…”, disse o atleta.

Patrick ainda contou que continua frequentando a comunidade e que sua mãe vive lá. “Meus amigos todos moram lá, quando chego é só alegria, tem churrasco…”, diz humildemente.

Perguntado sobre como conseguiu não se envolver com o tráfico de drogas, Patrick declarou: “Eu sempre me espelhei no meu irmão e na minha mãe, se eu fosse pra esse lado imagina como ela iria ficar, porque já perdeu meu pai nessa condição… ia ser o maior decepção da vida dela.”

Lindo depoimento do jogador no programa Mesa Redonda. Parabéns, Patrick, você é um vencedor e um exemplo. Sempre vou torcer por você.

Jogo é jogo, clássico é clássico!

Djalma Vassão/Gazeta Press

Djalma Vassão/Gazeta Press

No início do primeiro tempo, o Corinthians foi bem melhor do que o Palmeiras, tanto que o alvinegro saiu na frente no placar com Sheik. O Palmeiras não se encolheu, conseguiu se organizar melhor, até que Vilson  pra empatar. A igualdade no marcador mostrava o que todo mundo já sabia: apesar da má fase do Verdão, dentro de campo, clássico é clássico e a camisa pesa.

No segundo tempo, mais emoções. Logo aos 10 minutos, Vinicius, numa cabeçada, colocou a bola na rede numa falha do goleiro Cássio, que ainda estava no horário de verão (adiantado)…hehe…mas tudo bem, ele tem crédito.

O Corinthians jogou bonito, a torcida vibrou, o Palmeiras se segurou como podia, até que o carrasco Romarinho, que entrou substituindo Alessandro, brilhou como já é de costume contra o Verdão, deixando o dele.

E foi isso, 2 a 2 num clássico espetacular.

Observações: a equipe do Corinthians é muito forte e entrosada. O elenco é enorme, por isso mesmo o resultado foi bom para o Palmeiras, que precisa definitivamente fortalecer o time e contratar mais jogadores.

E você, o que achou desse jogão? O espaço é seu!

Maestro Gaúcho comanda vitória do Galo sobre o São Paulo

Antes do jogo começar, uma imagem me chamou a atenção: Ronaldinho Gaúcho chegou em um dos jogadores de seu time, encarou o companheiro, deu um encontrão nele e ambos se cumprimentaram com força. Naquela cena eu senti o quanto Gaúcho estava com vontade de vencer dentro de campo e para isso chegou nos atletas de sua equipe como que dizendo “estamos aqui, agora vamos vencer!”

O Atlético não perdia no estádio Independência há 23 jogos e ontem não foi diferente. Justamente num cruzamento  de Gaúcho no comecinho da partida,  Jô converteu. E naquele momento eu pensei: “Xiii, hoje a noite não vai ser do São Paulo…”

No segundo tempo, Ronaldinho, mais uma vez ele, passou a bola pra Réver marcar.  Aloísio diminuiu para o tricolor paulista. Vale dizer que Luís Fabiano e Ganso perderam gols incríveis, mas a noite era mesmo dos mineirinhos e do maestro Ronaldinho Gaúcho.

Apesar da derrota, tenho certeza de que o São Paulo vai se classificar para as oitavas, assim como o Atlético. E você, o que achou do jogo?

Barcos com um pé no Grêmio

A torcida está chateada e reclamando da situação, mas ao que tudo indica é melhor chorar na cama que é lugar quente porque Barcos não é mais jogador do Verdão mesmo.

Hoje o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, disse que o Grêmio fez uma proposta muito boa pelo Barcos e que as negociações estariam abertas.

A verdade é que o Palmeiras deve direitos de imagem a Barcos e não tem 750 mil dólares para saldar a dívida que tem com a LDU, último clube do atleta. Informações dão conta de que o Grêmio já teria pagado o valor em atraso e estaria oferecendo cinco atletas em troca ao Verdão, além de 2 milhões de dólares.

Hoje, o desfecho dessa situação deve acontecer. Barcos deve se despedir no clube e já embarcar para o sul.

Barcos honrou a camisa do Palmeiras, se esforçou e cumpriu em campo tudo o que prometeu. O torcedor não pode reclamar do atleta. O problema aí é a antiga diretoria que não conseguiu honrar seus compromissos deixando o clube e o jogador em situação complicada.

Qual a sua opinião? O espaço é seu.

Lá vem o Pato!!!

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Hoje a maior contratação do futebol brasileiro estreou no Corinthians contra o Oeste e afastou as bruxas que estavam soltas e geravam dúvidas sobre sua capacidade. Alexandre Pato estreou e já mostrou a que veio. Com dois toques na bola marcou seu primeiro gol no Pacaembu! Bela estréia! O garoto promete…

Paulo André, companheiro de equipe e de quarto da estrela, disse no Mesa Redonda que Pato ainda vai jogar muito mais: “O pouco resquício que tem é da cabeça dele com medo de ter algum trauma, alguma coisa, mas ele vai melhorar ainda mais”.

Quanto ao time do Corinthians e o jogo em si, todo corintiano está com um largo sorriso no rosto, afinal goleada é sempre bom. os 5 a 0 dentro de campo mostram que a equipe de Tite está tinindo e voltou com tudo. Esse time promete!