Gazeta Esportiva

Tóquio, Shinjuku, 18 de dezembro de 2012 – Hotel Citadines

O tatuador Masashi caprichou no símbolo da vitória eternizado na pele

O último dia aqui em Tóquio reservou algumas surpresas. Fiz uma tatuagem em solo japonês para marcar de vez a minha viagem ao Japão e o bicampeonato mundial do Corinthians. Tinha isso em mente desde que decidi a viagem, mas não tinha encontrado nenhum estúdio de tatuagem e estava receoso em marcar o meu corpo tão longe de casa, mas tudo correu da melhor maneira possível e vou relatar esse dia desde o começo.

A ressaca do campeonato foi brava e pegou de jeito o meu grupo. Alguns não conseguiram sair da cama o dia inteiro, outros só chegaram no hotel de tardezinha. Eu acordei por volta do meio dia e me dediquei ao blog, mas algumas horas depois fui fazer compras em Harajuku. O tempo corria e precisava levar lembrancinhas para os amigos que estão no Brasil, nada melhor do que ir na 25 de março do Japão como podem ver no vídeo abaixo.

[yframe url=http://www.youtube.com/watch?v=C1QhE2Ko-iE]

Comprei bonequinha japonesa, chaveiros, canetas, leques, camisetas e um monte de outras tranqueiras, mas logo vi uma placa de um estúdio de tatuagem que me chamou a atenção, sendo assim, eu e o meu grande amigo Luca Coelho fomos dar uma conferida no local. Ainda não tinha certeza do que pretendia rabiscar no corpo e nem se iria fazer isso, mas quando entramos no ambiente e vimos uma foto do Danilo na parede todos os questionamentos foram respondidos.

Danilo também foi tatuado por Masashi quando morava no Japao

O nome do tatuador é Masashi e o inglês dele é tão sofrível quanto o meu. Com a ajuda do Luca Coelho e de mimica conseguimos conversar, acertamos o preço de 15.000 Yens, cerca de R$ 300,00 e o desenho também. A ideia foi a de tatuar o kanji (letra japonesa) que representa a palavra vitória, nada mais justo depois de levantar o caneco de campeão do mundo. Adoro tatuagens, tenho outros seis desenhos espalhados pelo corpo, mas esse será especial para sempre, por isso confira como foi toda essa aventura no vídeo que eu editei.

[yframe url=http://www.youtube.com/watch?v=L9IU-yn7UQw&feature=youtu.be]

Tatuagem feita era a hora de seguir para Shibuya, uma rápida passagem no maior cruzamento do mundo, inclusive com faixas transversais na rua para os pedestres. Uma coisa de louco, quando abre o sinal parece um formigueiro de gente indo para todos os lados, mas quando o mesmo fica vermelho todos estão na calçada novamente. Para marcar esse evento, também fiz um breve vídeo.

[yframe url=http://www.youtube.com/watch?v=GBicknih2Ww]

PITACOS DO MONTANHA

Reconhecimento. Pode parecer bobagem, mas no dia da final fui reconhecido por umas três pessoas como o Montanha do blog da Gazetaesportiva.net. Tiraram sarro da minha voz e logo expliquei que ela é assim devido a um acidente de carro sofrido em 2011 que afetou as minhas cordas vocais e a coluna cervical.

Olé Olé Olé Titeee Titeee. O gaúcho realmente fincou raízes no clube. Acho que nem mesmo uma sequência feia de derrotas pode tirar ele do cargo tão cedo, se bem que o futebol é tão passional que a mesma torcida que grita o nome do nosso treinador hoje estava xingando ele de burro há 2 anos . Aproveito e também peço perdão porque pequei professor, se é que vocês me entendem.

Arigatô Sayonara. Em algumas horas estamos saindo do Japão. Embarcamos em Narita às 11h, horário local, fazemos uma escala de 12h em Chicaço e na quarta-feira, por volta das 11h chego em Guarulhos. Dia 20 já retorno ao trabalho na TV Gazeta, com o sentimento de dever cumprido.

Festa no aeroporto. Vou perder a recepção ao time, mas tenho certeza absoluta que a festa será belíssima. Fecho os olhos e imagino aquele aeroporto lotado – dessa vez sem badernas, eu espero – desfile em carro de bombeiros e a chegada da taça ao Parque São Jorge lotado. Cadê o teletransporte, eu quero voltar para o Brasil!!!

Recado. Celso Cardoso, comprei a sua encomenda e Marcelo Verardo, não encontrei o que me pediu.

Ainda é cedo. O blog ainda não acabou, pretendo relatar como será a nossa curta passagem por Chicago e o retorno para a terra Corinthians. Ai que saudades de um feijãozinho.





RSS feed | Trackback URI

5 Comentários »

Comentário by Erica Rodrigues de Brito
2012-12-17 18:37:15

Ah muito bom saber que tem uma “25 de março” por aí…
Traz a minha máquina Nikooonnn Coloradoooo! Hahaha!
Deve ser dá hora ser reconhecido fora do Brasil hein!

 
Comentário by raoni
2012-12-17 18:54:34

montanha, torci desesperadamente contra o corinthians, mas fico feliz que no fim das contas a viagem tenha sido um sucesso para voce e para meus outros amigos corinthianos que foram nessa loucura.

Banzai
万才
Cheers

 
Comentário by Anselmo
2012-12-18 13:42:01

Boa, Montanha! Vc é pé-quente!

Abs e VAI CORINTHIANS!!

 
Comentário by Gustavo Carvalho
2012-12-18 15:33:02

Muito bom Montanha!!

Saudade dessa galera e dos churras que fazíamos antes de todos os clássicos.

Abrçs

Gustavo do ABC (Amigo do Colorado)

 
Comentário by Joana
2012-12-21 13:52:53

Gostei muito e ajuda a conhecer um pouquinho do Japão! Parabéns e Vai Corinthians!!!\o/

 
Nome (obrigatório)
Email (required - never shown publicly)
URI
Seu comentário (smaller size | larger size)