Com Jacaré e duelo de Lyoto contra Rockhold, novo desafiante dos médios será definido no UFC neste sábado

Lyoto enfrenta Rockhold em busca de segunda chance pelo cinturão - Divulgação

Lyoto enfrenta Rockhold em busca de segunda chance pelo cinturão – Divulgação

 

O UFC realizou a pesagem oficial da edição na televisão americana FOX, que acontece neste sábado.

Contando com três dos principais atletas peso médios do mundo, os brasileiros Ronaldo Jacaré e Lyoto Machida junto ao americano Luke Rockhold, disputam a oportunidade de se tornar o próximo desafiante ao cinturão da categoria.

Na luta principal, Lyoto enfrenta Rockhold e o duelo é visto com muita importância, já que uma atuação convincente do vencedor da luta pode ser escolhido como novo contender.

Correndo por fora, o brasileiro Ronaldo Jacaré que também está no páreo, enfrentou problemas ao ver seu adversário original, o cubano Yoel Romero se machucar, faltando uma semana para o evento.

Para se manter na disputa, o brasileiro aceitou fazer uma revanche com o americano Chris Camozzi, atleta que Jacaré já venceu no Brasil com uma finalização.

Sendo o único lutador a aceitar enfrentar Jacaré com apenas 7 dias para se preparar, Camozzi enfrenta o duro desafio contra o brasileiro.

Outros importantes duelos, Cub Swanson enfrenta Max Holloway em um combate no peso pena, enquanto as musas americanas Felice Herrig e Paige Van Zant se enfrentam, em uma luta que pode definir a futura desafiante peso palha feminina.

Além de Machida e Jacaré, o Brasil tem Diego Brandão que retorna ao evento enfrentando Jimi Hettes.

 

Veja o card do evento:

UFC: Machida x Rockhold
18 de abril, em Newark (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Lyoto Machida x Luke Rockhold
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Chris Camozzi
Peso-pena: Cub Swanson x Max Holloway
Peso-palha: Felice Herrig x Paige VanZant

CARD PRELIMINAR
Peso-leve: Jim Miller x Beneil Dariush
Peso-meio-pesado: Ovince St. Preux x Patrick Cummins
Peso-meio-pesado: Corey Anderson x Gian Villante
Peso-galo: Takeya Mizugaki x Aljamain Sterling
Peso-meio-médio: George Sullivan x Tim Means
Peso-pena: Diego Brandão x Jimy Hettes
Peso-médio: Chris Dempsey x Eddie Gordon

Jungle Fight retorna a Foz do Iguaçu em edição 77 no dia 9 de maio

Evento volta ao Paraná no mês de maio - Divulgação

Evento volta ao Paraná no mês de maio – Divulgação

O maior evento de MMA da América Latina está de volta a Foz do Iguaçu. Pela terceira vez na cidade paranaense, O Jungle Fight 77 acontece dia 9 de maio no ginásio Costa Cavalcanti com a disputa do cinturão vago dos pesos-leves (até 70kg) entre Ciro Bad Boy e Diogo Fofão, o antigo campeão, Thiago Trator, assinou com o UFC.

O local traz boas lembranças à organização do evento. Em março de 2014, última vez que Foz do Iguaçu sediou o Jungle Fight, o Sportv Combate bateu a audiência do futebol, feito inédito para o MMA nacional.

“Estou muito feliz do Jungle Fight voltar a Foz do Iguaçu pela terceira vez. Na última oportunidade que estivemos por lá, superamos o futebol na audiência do Sportv – 0.43 do Jungle contra 0.38 do futebol. Espero, mais uma vez, agora na Band, ter uma grande audiência”, comemorou Wallid Ismail, presidente da organização.

Foz do Iguaçu entrou de vez no hall de grandes eventos esportivos e isso agrega valor, pois movimenta o turismo local e a cidade como um todo. Sem falar da mídia positiva que o Jungle Fight traz a nível de visibilidade.

“O Jungle Fight, sem dúvida nenhuma, entra nessa questão dos grandes eventos. No ano passado, foi um sucesso com lotação máxima do ginásio e isso trouxe um retorno muito positivo para nós e também para o crescimento do MMA, já que o Jungle Fight é a maior competição do esporte na América Latina. Temos um carinho especial pelo presidente Wallid Ismail e foi gratificante conseguir trazer o evento, pela terceira vez, para nossa cidade”, disse o secretário de esportes de Foz do Iguaçu, Anderson de Andrade.

Feliz com o retorno do Jungle a Foz do Iguaçu, Wallid comentou sobre a importância que o evento tem para o turismo das cidades em que promove seus combates.

“A expectativa é a maior do mundo e eu fico feliz de chamar atenção e atrair o turismo para essas cidades onde o Jungle Fight realiza os eventos”, disse.

Andrade lembrou muito bem do importante papel social que o Jungle Fight tem junto à sociedade. Além de contribuir para o crescimento dos atletas que podem dar uma vida melhor para suas famílias através do esporte, a organização sempre arrecada alimentos em troca dos ingressos – a iniciativa traz benefícios para milhares de famílias que passam necessidades.

“É um evento que a gente consegue agregar muito na parte social. Os ingressos são gratuitos e a gente arrecada um quilo de alimento em troca do bilhete. Ano passado, conseguimos ajudar muitas famílias e esse ano não vai ser diferente. Desde o momento que fechamos a data, a procura está sendo muito grande, graças ao sucesso das edições anteriores. Não temos dúvidas que vai ser igual ou melhor do que foi ano passado”, finalizou o secretário.

Confira o card provisório do evento:

Ciro “Bad Boy” Rodrigues (Kimura NU) x Diogo “Fofão” Cavalcanti (Constrictor Team) – Cinturão peso Leve (70 kg)
Douglas Bertazine (CT MIGUEL REPANAS) x Djatmiko Waluyo (México) 77kg
Rander Junio (Constrictor Team) x Tiago Alves (Tiago Alves Team) 70kg
Douglas Moura (Team Nogueira RJ) x Handesson” Boy doido” Ferreira (Kimura NU) 77kg
Richard Godoy (Thai Brasil / foz do Iguaçu) x Dallys Moraes (Helluz Team – Paraguai) 66kg
André Lobato (Lobato Team) x Martin “La Maquina ” Ottaviano (Fredy Sukata Team/ Argentina) 84kg

Pronto para combate no Shooto Brasil, Filipe Jesus espera guerra em duelo contra Nenê neste domingo

Lutador mineiro quer brilhar no Shooto neste domingo - Divulgação

Lutador mineiro quer brilhar no Shooto neste domingo – Divulgação

Celeiro de craques do MMA – como José Aldo, Renan Barão, Thales Leites e Dudu Dantas, a nova leva de talentos do esporte já está sendo preparada nos tatames da Nova União. Entre os nomes em ascensão da academia figura Filipe “Jesus” Valentim (5-1), de apenas 22 anos. Lutador da categoria peso pena (até 65.7kg), o “striker” estará em ação no próximo domingo, dia 19 de abril, no Shooto, que será realizado na Hebraica, no Rio de Janeiro.

 

No evento, Jesus terá pela frente Marcos “Nenê” Prado (1-2), lutador da Baixinho Team. Sabendo que seu rival também tem origem na trocação, o mineiro, natural de Governador Valadares, espera que o combate se desenvolva principalmente em pé. O fato deve proporcionar um bom espetáculo ao público que estiver presente no ginásio.

 

“Somos dois strikers e tem grande chance da luta se desenvolver em pé, pelo menos a maior parte dela. Um combate de muita trocação e uma verdadeira guerra dentro do cage é o que espero. Tenho certeza que o público vai gostar bastante e o Shooto tem muito a ganhar com isso”, avaliou.

 

O lutador está invicto há dois anos e meio. Após derrota em setembro de 2012, Filipe engatou uma sequência de quatro vitórias, sendo três delas por nocaute. Na última vez que entrou no cage, Jesus obteve triunfo na decisão dos juízes sobre Wanderson Michel, em evento na Bahia.

 

“Evoluí muito desde aquela luta. Tenho para mim que não foi uma derrota, pois pude tirar grandes aprendizados daquele combate e acrescentar novos elementos ao meu jogo”, destacou, revelando, na sequência, como é seu psicológico antes de subir no cage”.

 

“O que penso antes de cada luta é que estou em um campo de guerra, atrás de mim está a morte, na minha frente meu adversário. Então, com esse pensamento, eu luto pela minha vida, dou meu sangue. Não tem como recuar, é só avançar e assim vou atropelar ele”, contou o peso pena.

 

A preparação para o combate no Shooto reservou algumas surpresas para Filipe. Uma gripe o deixou de fora dos treinamentos por alguns dias, trazendo um desafio a mais para o lutador. Jesus encarou essa situação negativa como forma de crescer profissional e mentalmente.

 

“São os obstáculos que nos tornam mais fortes. Isso não é nada, já tive outros episódios semelhantes e consegui me fortalecer ainda mais. Tenho certeza que estou muito bem preparado, bem treinado e confiante que sairei mais uma vez vitorioso”, avaliou.

 

Além de Filipe Jesus contra Marcos Nenê, o primeiro Shooto de 2015 terá outros dez combates, com destaque para o main event, que coloca Felipe Olivieri frente a Álvaro Pastor.

 

Veja o card completo do Shooto 53

 

Data: Domingo, 19 de abril de 2015
Horário: 19h
Clube Hebraica Rio, Rua das Laranjeiras 346, Laranjeiras, Rio de Janeiro.

Álvaro Pastor x Felipe Olivieri
Priscila de Souza Matias x Luciana Pereira
Eliel Topete Dourado x Luciano Benício
Paulo de Laia Almeida x Eliandro PQD
Jonas Cyborg x Alcides Nunes
Rafael Santana Mota x Kauê Fernandes Pinheiro
Marco Antonio Prado “Nenê” x Filipe “Jesus” Valentim
Julio Splinter x Ronaldo Candido de Oliveira
Augustin Zás Presa x Heider Prais Quina
Dyllan Alves do Nascimento x Jhonata de Souza da Silva

Danilo Gomes Correia x Claudio Coutinho 

Incentivado por Governador carioca, projeto de artes marciais “Geração UPP” ajuda moradores de comunidades carentes

Projeto social ajuda 4 mil pessoas em comunidades carentes do Rio - Divulgação

Projeto social ajuda 4 mil pessoas por dia em comunidades carentes do Rio – Divulgação

 

O governador do estado do Rio de Janeiro, Luís Fernando Pezão, abordou e fez um balanço sobre os quase sete anos da implementação das Unidades de Polícia Pacificadora nesta semana. Em meio a uma série de críticas, Pezão admitiu que existem falhas e que elas serão corrigidas, e fez questão de ressaltar as melhorias e as ferramentas utilizadas para tal. E uma dessas ferramentas são as artes marciais.

 

Pezão exalta a “Geração UPP”, projeto social idealizado em parceria com a Legião da Boa Vontade (LBV)/Super Rádio Brasil, Prime Esportes, Boomboxe e Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Rio, que levam estrutura e aulas de jiu-jitsu, judô e karatê através de policiais graduados a moradores de comunidades pacificadas e algumas não pacificadas. No artigo, a ação é usada como exemplo por Luís Fernando Pezão: “Na providência, os policiais montaram uma academia de artes marciais para os jovens, que já conquistou mais de mil medalhas”, diz o governante em entrevista ao Jornal O Globo, se referindo às conquistas dos lutadores em competições por todo o Brasil.

 

Além da Providência, mais de 30 outras localidades contam com os projetos de artes marciais da “Geração UPP”, onde cerca de 4 mil pessoas são atendidas diariamente, não apenas com o ensinamento de golpes de jiu-jitsu ou karatê, mas também com palestras de cidadania e incentivo ao estudo. Inclusive, para incentivar ainda mais os alunos, personalidades do mundo da luta visitam frequentemente e apadrinham as unidades, caso de Rodrigo Minotauro, Rogério Minotouro, Ricardo Arona, Murilo Bustamante, Paulo Thiago, Charles Do Bronx’s, Ramon Lemos, Alan Nuguette e Rafael Feijão.

 

No dia 02 de maio, o número de medalhas conquistadas pela “Geração UPP” tem tudo para aumentar. Liderada pelo soldado da polícia militar Christian Ribeiro, uma seleção com 80 alunos de várias comunidades atendidas está sendo montada para disputar o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, organizado pela Confederação Brasileira da modalidade, que acontece em Barueri, em São Paulo.

 

Graças à educação, artes marciais e cultura

 

À revista “Época”, a pesquisadora Silvia Ramos estima que a pacificação tenha salvado 9 mil vidas nas comunidades cariocas. Já uma pesquisa do instituto Data Popular aponta que três entre quatro moradores desejam a pacificação de sua comunidade. De 2010 a 2012, as notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos alunos de escolas em regiões pacificadas do Rio cresceram em torno de 40%. Os números não são resultado apenas da força policial, mas também dos 160 projetos culturais e sociais que atendem 264 localidades.

 

“Presente em 38 comunidades e abrangendo 1,5 milhões de habitantes, (a UPP) é passível de erros, e eles devem ser corrigidos para que possamos avançar. Até porque o Rio é apenas uma célula dessa complexa geografia social brasileira”, diz Pezão. “A educação é, por sinal, um dos melhores indicadores de  que, com a chegada da paz, foi possível avançar em outros campos”, continua. “Não é nosso desejo esconder seus problemas, e sim resolvê-los, uma vez que o nosso compromisso é com a vida”, encerra o artigo.

Atleta da CM System faz estréia internacional em evento japonês Pancrase no mês de julho

CM System tem primeiro atleta em evento japonês, Pancrase - Divulgação

CM System tem primeiro atleta em evento japonês, Pancrase – Divulgação

Natural do Amazonas, Raymison Bruno, conhecido como Formiga, é o mais novo atleta do tradicional evento japonês Pancrase. O atleta, que representa a equipe CM System, está invicto na carreira, com sete vitórias em sete lutas e detém o título de campeão do Mr. Cage, conquistado em dezembro do ano passado. Em notável evolução após alcançar números expressivos em 2014, a CM System, equipe liderada pelo ex-lutador Cristiano Marcello emplaca seu oitavo atleta em eventos internacionais só em 2015, com a entrada do manauara na organização japonesa.

A estreia de Raymison no Pancrase acontece no dia 5 de julho, na categoria peso-palha (até 52,2kg), ainda sem adversário definido. O evento japonês foi criado em 1993 e possui muita história e tradição com diversas passagens de lutadores brasileiros. A entrada de Formiga no evento foi comemorada junto ao seu treinador Cristiano Marcello e o empresário Stefano Sartori. Segundo o líder da CM System, o pupilo chega ao evento para disputar o título e enxerga o mercado oriental como a melhor opção já que a divisão dos palhas ainda não faz parte dos principais eventos americanos.

“O Formiga tem um jogo de chão diferenciado. Tenho certeza que ainda vão ouvir muito o nome dele, é um garoto dedicado e com uma técnica acima da média. Aposto que ele chega para brigar por título e vejo a Ásia como a melhor opção para a categoria dele. Nós conversamos muito aqui para deixar o lado psicológico deles bem tranquilo para poderem fazer o que sabem de melhor”, afirma Cristiano.

A CM System foi criada em 2009 por Cristiano Marcello, único lutador do mundo a ter competido no Meca, Pride, TUF e UFC, além de ter sido por anos responsável pelo jiu-jitsu da equipe Chute Boxe. A CM System tem sede em Curitiba e conta com mais de 40 atletas de todos os cantos do país, e revela cada vez mais novos talentos do MMA.

Com lutadores do UFC, WSOF e Bellator, Copa Pódio retorna no dia 9 de maio

Délson Pé de Chumbo e Serginho Moraes (foto) participam de edição da Copa Pódio - Divulgação

Délson Pé de Chumbo e Serginho Moraes (foto) participam de edição da Copa Pódio – Divulgação

Um dos mais importantes eventos de luta agarrada do Brasil, a Copa Pódio está de volta.

Com nomes conhecidos do público brasileiro, o evento tem diversos atletas que participam de edições do UFC, Bellator e WSOF.

Nomes como Serginho Moraes (UFC), Vinny Magalhães (WSOF e ex-UFC), Délson Pé de Chumbo, Miltinho Vieira (Ex-UFC) e Goiti Yamaguchi (Bellator), o evento tem grandes duelos e um torneio de pesos pesados nesta edição.

Eduardo Luta-Livre também entra no GP

Outro nome confirmado para dar trabalho no GP de Pesos Pesados é o de Eduardo “Luta-Livre” Inojosa.

Natural de Manaus, Inojosa luta sob a bandeira da equipe PSLPB Cicero Costha, e já obteve grandes resultados em campeonatos de grappiling, com e sem kimono.

Delson e Eduardo se juntam a outros nomes já confirmados no GP, como Vinny Pezão, campeão do ADCC e ex-atelta do UFC; os europeus Maks Wisnieviski, da Polônia, e Nelton Pontes, de Portugal; e ainda nomes já conhecidos do evento, como o campeão peso médio Felipe Preguiça, o americano Tim Spriggs, Luiz Panza, Erberth Santos e Victor Honório.

Ainda no evento recheado de lutas teremos a super luta de kimono entre o campeão da Copa Pódio Leandro Lo contra Serginho Moraes, faixa-preta da Alliance e peso meio-médio do UFC, Miltinho Vieira contra Goiti Yamaguchi, em duelo sem kimono na divisão de leves, e Gregor Gracie em combate contra o bicampeão mundial Daniel Moraes, também sem kimono, na categoria peso médio. Todos os duelos sem kimono, assim como a luta especial, serão com tempo de 10 minutos e pontuações de acordo com as regras da IBJJF.

Confira abaixo o card:

GRAND PRIX DOS PESOS PESADOS
9 de maio de 2015 – 17:30 (Horário de Brasília)
Ginásio do Botafogo – Rua Venceslau Brás, 72 
  
Luta Especial:
Leandro Lo (BRA)  x Serginho Moraes (BRA)
 
Disputa do Grand Prix (até 94 kg):
Felipe Preguiça (BRA)
Luiz Panza (BRA)
Tim Spriggs (USA)
Erberth Santos (BRA)
Maks Wisnieviski (POL)
Vinny Magalhães (BRA)
Nelton Pontes (POR)
Victor Honório (BRA)
Delson “Pé-de-chumbo” (BRA)
Eduardo “Luta Livre” (BRA)
 
Desafio No-Gi (médios):
Gregor Gracie (BRA) x Daniel Moraes (BRA)
 
Desafio No-Gi (leves):
Miltinho Vieira (BRA) x Goiti Yamauchi (BRA) 

Desafio dos Países (Estados Unidos vs Espanha) – 1º Round
Edwin Najmi (Estados Unidos) vs Alex Cabanes (Espanha)

Musa do Vasco da Gama, Jamila Sandora faz ensaio em academia de lutador do UFC e trabalha para alcançar sucesso no MMA em SP

Carioca, modelo Jamila Sandora quer alcançar sucesso em SP - Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

Carioca, modelo Jamila Sandora quer alcançar sucesso em SP – Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

 

Modelo treina na academia de lutador do UFC, Viscardi Andrade - Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

Modelo treina na academia de lutador do UFC, Viscardi Andrade – Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

Um verdadeiro furacão desembarcou em terras paulistas.

A modelo carioca Jamila Sandora, realizou um ensaio na academia do lutador, Vicardi Andrade, atleta do UFC, e busca encontrar o sucesso na capital paulista.

Jamila, que é além de modelo, apresentadora fitness, vai competir em campeonatos de fisiculturismo no mês de junho e tem projetos para a TV.

“Estou me preparando pro campeonato de Junho de fisioculturismo em SP. Além disso participei de diversos concursos como Garota Fitness, Musa do Brasileirão, Belas da Torcida, Miss Bumbum 2015.

Estamos montando um programa fitness na Web TV com a TV paparazzi, peças de teatro por aqui em São Paulo no Teatro Arca de Noé Osasco e futuramente tenho planos para ser assistente de Palco.

Muita novidade ainda está por vim ainda esse ano. Mas também estou focada para o MMA.” comemorou a modelo em conversa com o blog.

Modelo tem diversos planos na capital paulista - Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

Modelo tem diversos planos na capital paulista – Crédito: Ricardo Wichinsky/Kika Oliveira

 

Lucas Mineiro aposta em Aldo contra McGregor e luta contra ansiedade em combate de amigo Thomas Almeida no UFC 186

Lucas Mineiro fala sobre esperada luta de Aldo e combate de amigo Thominhas no UFC - Divulgação

Lucas Mineiro fala sobre esperada luta de Aldo e combate de amigo Thominhas no UFC – Divulgação

Desde 25 de outubro de 2014 sem lutar, Lucas Mineiro tem sofrido com a ansiedade por um contato do UFC para anunciar seu próximo compromisso na categoria peso-pena (até 66,1kg).

Neste período, o lutador passou pelo tempo natural de recuperação pós-luta e, em janeiro, quando intensificou as atividades, sofreu uma lesão na costela que o afastou pouco mais de três semanas dos treinos. Recuperado, está aproveitando o período sem luta para auxiliar no camp de treinamento do companheiro de equipe e amigo Thomas Almeida, que faz seu segundo combate na organização no dia 25 de abril, no Canadá, contra Yves Jabouin pelo peso-galo (até 61,6kg).

Nos treinos com Thomas, Lucas Mineiro atuou como luta o haitiano naturalizado canadense, que venceu 11 vezes por nocaute ou nocaute técnico. Para o lutador, a própria característica de striker o capacitou como melhor parceiro de treino de Thomas Almeida. Tanto que a expectativa de todos na Chute Boxe Diego Lima é por mais um nocaute de Thominhas, que já venceu 13 lutas dessa maneira.

“O Thomas está mais do que preparado para vencer. Está forte, no peso e vem treinando muito duro. Nos últimos dois meses, estudei todos os vídeos do Yves Jabouin e tenho treinado com o Thomas como se fosse o próprio adversário. O pessoal até brinca me chamando de Yves porque estou tão focado ajudando o Thominhas, que faço os mesmos movimentos do Jabouin. Tenho certeza absoluta que será mais um nocaute do Thomas. Pela intensidade dos treinos, sei que ele vai se sair bem na luta”, comenta o peso-pena.

Aos 26 anos, Lucas Mineiro teve evolução meteórica na carreira. Oriundo do muay thai e há apenas quatro anos é profissional de MMA, treinando na Chute Boxe Diego Lima, em São Paulo, já conquistou 15 vitórias em 17 lutas, sendo 11 por nocaute ou nocaute técnico. No UFC desde 2013, venceu três vezes e perdeu duas, e vem de revés em luta muito equilibrada contra Darren Elkins, no UFC 179. O período sem treinos, forçado pela lesão, o fez reforçar o trabalho psicológico para sua recuperação no evento.

“Já tem praticamente dois meses que estou treinando forte, focado e só esperando o UFC me chamar. Nunca treinei tão forte na minha vida. Estou 100% recuperado. Agora, é difícil para um atleta de alto rendimento, que faz quatro treinos por dia, de repente, parar de fazer tudo. Então, eu trabalhei bem minha mente, evoluí bastante a parte psicológica e essa lesão serviu de aprendizado para que pudesse estudar melhor as lutas que já fiz e tirar delas lições para não cometer os mesmos erros”, explica.

Além de evoluir mentalmente durante o período em que esteve fora de combate, Lucas Mineiro exercitou ainda seu lado professor. Há dois anos dando aula de muay thai, inclusive para o vocalista da banda CPM 22, Fernando Badauí, o atleta afirma que a atividade o completa e que o tempo junto dos alunos o fortalece como pessoa.

“Esse período só dando aulas era como se fosse uma terapia para mim. Eu ia à academia dar o treino, espairecia a cabeça e pensava muito menos no fato de estar lesionado. Depois, assistia ao pessoal treinando jiu-jitsu, muay thai, e observava bastante cada movimento. Quando a gente não pode treinar, o estudo de cada movimento se torna muito importante. Meu mundo é esse. Agora já estou pronto para lutar contra qualquer um e esperando o UFC me ligar”, conta.

Para Lucas, cinturão dos penas fica no Brasil

Sobre o assunto do momento na divisão dos penas, Lucas Mineiro mostra confiança na permanência do cinturão no Brasil. O lutador confia na experiência e qualidade do campeão José Aldo na luta contra o irlandês Conor McGregor, dia 11 de julho, no UFC 189.

“Acho que vai ser uma luta muito boa, mas o cinturão vai continuar no Brasil. O Aldo é muito experiente, é faixa preta de jiu-jítsu, tem experiência no muay thai e vai passar por cima do McGregor. O Aldo é um campeão nato, sou fã dele e gosto muito de ver as suas lutas”, finaliza.

Lucas aposta em vitória de Aldo contra McGregor - Ana Carolina/Gazeta Press

Lucas aposta em vitória de Aldo contra McGregor – Ana Carolina/Gazeta Press

Ex lutador do TUF, Wagnão Gomes aposta em preparo físico para superar Borrachinha no Face to Face

Ex TUF Brasil, Wagnão Gomes luta no Face to Face - Divulgação

Ex TUF Brasil, Wagnão Gomes luta no Face to Face – Divulgação

O Face to Face 11, que será realizado no dia 24 de abril, no Centro de Eventos Ribalta, na Barra da Tijuca (RJ), vai receber nove lutas eletrizantes, entre elas a disputa do cinturão dos médios (84kg). Paulo Borrachinha e Wagner “Wagnão” Gomes serão os postulantes à conquista do título, que hoje encontra-se vago. Os dois lutadores coincidentemente participaram da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil 3 e são oriundos de Belo Horizonte (MG).

 

Apesar de saber que suas características são conhecidas pelo oponente, Wagnão garante não fugir das raízes da luta agarrada e diz sentir saudades de finalizar seus adversários – sua última vitória por submissão aconteceu em outubro de 2013.

 

“A estratégia para esse combate é voltar a vencer. Não quero dar show, quero reencontrar o caminho da vitória. O Borrachinha é um lutador que sente bastante o gás, então é deixar ele explodir no primeiro round e no segundo praticar meu jogo de chão. Ele me conhece, sabe que sou da arte suave. Estou com saudades de finalizar e não vou esconder que vou fazer esse tipo de luta para vencer o Borrachinha”, afirmou.

 

Após um início de carreira promissor com três vitórias seguidas, o lutador conseguiu uma chance no reality show The Ultimate Fighter Brasil 3 e ingressou posteriormente no UFC. Mesmo não tendo se firmado na maior organização de MMA do planeta, ele quer agarrar a chance dada pelo Face to Face e voltar a ter seu nome ventilado internacionalmente.

 

“Entrei no TUF com praticamente três anos de carreira no MMA, nesse período fiz uma luta por ano. Nessa época tinha uma vida muito corrida, mas consegui vencer as três primeiras lutas. Logo depois dessas batalhas, consegui ingressar no reality show, no programa cheguei até a semifinal. Com a performance, obtive a chance de lutar duas vezes no UFC. O sonho se realizava, mas o pesadelo veio com duas derrotas em duas lutas. Infelizmente as coisas não aconteceram como imaginei. Agora tenho a chance e a honra de disputar o título no Face to Face, que estou me dedicando para sair campeão”, disse.

 

Sem tirar o UFC da cabeça e ainda pensando em voltar ao cenário internacional, o lutador vem se especializando no wrestling para se tornar mais forte. Com um cartel de três vitórias e duas derrotas, Wagnão confia em seus treinamentos na American Top Team para fazer bonito em um dos maiores eventos de Mixed Martial Arts do Brasil.

 

“Venho fazendo meus treinamentos na ATT, o Thiago Marreta vem me ajudando a melhorar meus fundamentos e assim eu vou buscar a minha raiz. Nessas lutas que perdi quis trocar com o meu adversário e infelizmente acabei saindo derrotado. O meu treinador me aconselhou a treinar intensivamente o wrestling para conseguir derrubar o meu adversário e assim levá-lo para o meu jogo. Quem sabe essa vitória não me coloque nos rumos do UFC novamente. Não desisti do meu sonho, apenas acho que ele foi interrompido para eu voltar melhor”, contou.

 

O Face to Face 11 não terá venda de ingressos, o evento será exclusivo para convidados. Porém, os amantes do MMA nacional poderão acompanhar todas as lutas do card, com exclusividade e ao vivo, pelo Canal Combate.

 

Face to Face 11

Centro de Eventos Ribalta, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

24 de abril de 2015

Card completo

 

Disputas de cinturão

 

Paulo Borrachinha (Borracha Team/Champion Team Rubens Dórea) x Wagnão Gomes (TFT) – 84kg (cinturão dos médios)

Paulo Bananada (XGYM) x Herdeson Capoeira (Team Nogueira) – 70kg (cinturão dos leves)

Luis “Betão” Nogueira (RFT) x Hubaldo Tigrinho (Nova União) – 61kg (cinturão dos galos)

 

Card principal

 

Bira Lima (XGYM) x Luiz Carlos “Ninja” (Cascadura Team) – 120kg (peso-pesado)

Gustavo “Gugu” Dutra (RFT) x Adriano Capitulino (Rio Figthers) – 77kg (peso meio-médio)

Gregory Robocop (XGYM) x Renato Rangel “King” (Delfim/Nova União) – 84kg (peso médio)

Iago Lopes (Rizzo RVT) x Reyzinho Duarte (ATT/Rio Fighters) – 57 kg (peso mosca)

Talita de Oliveira (PRVT) x Juliana velasquez (Team Nogueira) – 61kg (peso galo)

Diogo Pimenta Christello (Team Moraes) x Alan Gomes (Team Nogueira) – 57kg (peso mosca)

Em primeira edição em 2015, AFC realiza edição em Pirassununga com vitória de Sagat em luta principal

Evento realiza edição no interior paulista - Divulgação/Nadia/Claudio Perinotto/Rafael Habermann

Evento realiza edição no interior paulista – Divulgação/Nadia/Claudio Perinotto/Rafael Habermann

 

O AFC (Americas Fighting Championship) teve sua terceira edição realizada em Pirassununga-SP no último dia 11 de abril.

Na co-luta principal do evento, o estreante Sandro Leite (One A One) não deu chances para o atleta da cidade Tota Modena (Fábrica da Luta) e o árbitro teve que interromper no segundo round aos 3min02. Na luta principal, “Sagat” venceu o atleta da cidade “Immortal” com um mata-leão.

“Os atletas deram um verdadeiro show. O público presente se manteve até o final. Gostaria de agradecer à todos os presentes e aos atletas que brilharam no AFC. Provavelmente teremos apenas uma última seletiva antes de setembro para completar os atletas que farão parte do reality show.

Agradeço ao Felipe Machado por tudo que fez para o AFC acontecer sem nenhuma surpresa. Grande parceiro e agora diretor nacional do AFC MMA. Está de parabéns. Também deixo o meu agradecimento a Roberta Roma que conseguiu levar o

AFC para Pirassununga e grandes parceiros que vieram para o AFC através dela. Muito obrigado.”, pontou o presidente do AFC, Andrews Henrique.

“As lutas foram sensacionais. Muitos atletas que farão parte do reality já estão em alto nível e irão crescer ainda mais dentro da casa”, informou Felipe Machado (Diretor Nacional e Matchmaker do AFC).

Confira o resultado completo abaixo. Os atletas que venceram nas categorias até 65kg e até 77kg ganharam vaga no Reality Show do AFC programado para o final de 2015, a próxima e última seletiva será antes do mês de setembro.

Card seletiva até 65kg
65kg – José Ronaldo VS Jhonatan dos Santos (José Ronaldo venceu por decisão dos árbitro – Árbitro central, José Messias)
65kg – Victor costa VS Valdemir da Silva (Vitor Costa venceu por finalização no segundo round aos 2min31s finalização mata-leão – Árbitro central, Wagner Mercúrio)
65kg – Fábio Pacheco VS Cleyton Ramalho (Cleyton Ramalho venceu por decisão dos juízees – Árbitro central, José Messias)
65kg – Célio Ribeiro de Santana VS Henrique Ricardo (Henrique Ricardo venceu por decisão dos juízes – Árbitro central, Wagner Mercúrio)
65kg – Alan Vieira VS Bruno Domingues Beyruth (Alan Vieira venceu por decisão dos juízes – Árbitro central, José Messias)

AFC #03 – 11 Abril – Pirassununga-SP
Card seletiva até 77kg
77kg – Ademir Júnior VS Natan Loco (Ademir Jr. Venceu no segundo round aos 1min49s finalização guilhotina)
77kg – Expedito vieira VS Guilherme Lins Nogueira (Guilherme Vieira ganhou por decisão unânime)
77kg – Túlio Nascimento VS Devani Batista Martins (Túlio Nascimento venceu por decisão unânime dos juízes)
77kg – Valdeir Rodrigues VS Cleber Ferreira de Santana (Cleber Ferreira venceu por mata-leão aos 2min8s)
77kg – Erickson Santos Avila VS Marcos Vinicius (Erickson Santos venceu por decisão dos juízes)
84kg – Lucas Rodrigues VS Gow Dikson Santos (Lucas Rodrigues venceu por KO no primeiro round)

Card Preliminar
57kg – Luiz Carlos VS Leonardo Silva (Luiz Carlos venceu aos 4min51s do primeiro round catagatame – Árbitro central, Wagner Mercúrio)
70kg – Guga Meira VS Fabiano Machado (Guga Meira venceu por armiloke no terceiro round aos 3min27s – Árbitro central, José Messias)

Card Principal

57kg – Fabiano “Baiano” VS Kelvyn Murillo No-Contest – Árbitro Wagner Mercúrio
77kg – Diego Bianchini Neto VS Wesley Silva (Diego Bianchini venceu no segundo round aos 3min21s finalização mata-leão – Árbitro Wagner Mercúrio)
66kg – Luan “Slayer” VS Leandro “Leandrinho” (Leandro venceu Luan por TKO no segundo round aos 4min04s – Árbitro José Messias)
61kg – Vinicius Salvador VS Eduardo Hanke (Vinícius venceu por KO no primeiro round aos 0min34s – Árbitro Wagner Mercúrio)
93kg – Sandro Leite VS Nilton Modena “Tota” (Sandro Leite venceu por TKO no segundo round aos 3min02 – Árbitro JoséMessias)
84kg – Alexandre Sagat VS Paulão “Immortal” (Alexandre “Sagat” venceu por finalização mata-leão aos 1min04s no primeiro round).