Em pesagem tranquila, Lyoto Machida e Renan Barão lutam pela primeira vez em Barueri neste sábado

Lyoto Machida faz luta principal com Dollaway neste sábado em Barueri - William Lucas/Inovafoto

Lyoto Machida faz luta principal com Dollaway neste sábado em Barueri – William Lucas/Inovafoto

 

O UFC realizou nesta sexta feira a pesagem oficial de sua última edição no ano, que será realizada em Barueri, cidade localizada na Grande São Paulo.

O Ginásio José Corrêa, palco da edição neste sábado recebeu os atletas para a pesagem oficial da organização.

Enfrentando o americano CB Dollaway, Lyoto Machida luta pela terceira vez no Brasil.

Após vencer o armênio Gegard Mousasi em Jaraguá do Sul e perder para o americano Phil Davis no Rio de Janeiro, Machida conta com a alta popularidade para enfrentar Dollaway em Barueri.

Buscando uma nova motivação e sabendo do tamanho da pressão, Machida não teme o adversário e espera mostrar o melhor de si neste sábado.

Com um estilo de luta parecido com o de Davis, Dollaway que já venceu dois brasileiros (Daniel Sarafian e Cézar Mutante) em edições no país, o americano quer novamente surpreender atuando como azarão no combate.

Barão enfrenta Gagnon neste sábado - William Lucas/Inovafoto

Barão enfrenta Gagnon neste sábado – William Lucas/Inovafoto

 

O ex campeão peso galo do UFC, o brasileiro Renan Barão encara a promessa canadense Mitch Gagnon.

Após ter problemas em seu último combate contra TJ Dillashaw, o lutador não teve problemas desta vez para bater o peso, maior preocupação do fãs desde então.

Focado e pronto para dar espetáculo, o brasileiro mantém a confiança em alta e quer mostrar que ainda pertence ao grupo dos melhores lutadores do UFC.

Com apenas 2 derrotas na carreira e 12 vitórias, Gagnon vem de 4 triunfos seguidos no UFC e quer provar a boa fase enfrentando seu maior desafio no MMA.

 

 

Outros grande nomes como Vitor Miranda, Erick Silva, Elias Silvério, Márcio Lyoto, Marcos Pezão, Cara de Sapato entre outros enfrentam estrangeiros no card.

Apenas um duelo serão entre brasileiros: Daniel Sarafian contra Júnior Alpha que substitui o americano Dan Miller que se lesionou.

 

Veja o card do evento:

UFC Fight Night no Combate: Machida x Dollaway
20 de dezembro de 2014, em Barueri (SP)

CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Lyoto Machida x CB Dollaway
Peso-galo: Renan Barão x Mitch Gagnon
Peso-meio-pesado: Antônio Cara de Sapato x Patrick Cummins
Peso-leve: Elias Silvério x Rashid Magomedov
Peso-meio-médio: Erick Silva x Mike Rhodes
Peso-pena: Renato Moicano x Tom Niinimaki

CARD PRELIMINAR
Peso-meio-pesado: Marcos Pezão x Igor Pokrajac
Peso-médio: Daniel Sarafian x Junior Alpha
Peso-pena: Darren Elkins x Hacran Dias
Peso-galo: Leandro Issa x Ulka Sasaki
Peso-meio-médio: Marcio Lyoto x Tim Means
Peso-médio: Vitor Miranda x Jake Collier

Especial UFC Barueri – Oponente de Lyoto, CB Dollaway sonha com luta de cinturão no UFC

CB Dollaway não está preocupado com Machida - William Lucas/Inovafoto

CB Dollaway não está preocupado com Machida – William Lucas/Inovafoto

 

O americano CB Dollaway, adversário de Lyoto Machida neste sábado em Barueri está mostrando muita confiança.

O lutador que já venceu dois brasileiros em duelos no solo brasileiro quer mais uma vez conseguir um novo triunfo desta vez contra o Machida.

Sem temer as qualidades de Lyoto, CB se mostra confiante em suas qualidades e acredita que vai conseguir a vitória.

“Tenho um bom wrestling, meu boxe melhorou muito. Acho que chegou a minha hora de mostrar que posso lutar pelo título.

Lyoto lutou recentemente contra o Weidman (atual campeão da categoria) e uma vitória sobre ele vai me colocar como próximo desafiante.” disse o americano que não teme a torcida brasileira no duelo em entrevista ao UFC.

“Já estive aqui outras vezes. Estou preparado para esta luta. Kyoto é um atleta muito duro e um erro pode ser fatal. Então estou concentrado para fazer o meu trabalho e vencer.” analisou Dollaway.

Após vencer Daniel Sarafian e Cézar Mutante no Brasil, CB faz sua primeira luta principal no UFC contra Machida no Ginásio José Corrêa em Barueri neste sábado.

 

Trio da Nova União enfrenta desafios diferentes no UFC Barueri neste sábado

Barão, Cara de Sapato e Hacran Dias lutam neste sábado no UFC - Divulgação

Barão, Cara de Sapato e Hacran Dias lutam neste sábado no UFC – Divulgação

 

No UFC, o ano de 2014 se encerra para a Nova União neste sábado, dia 20 de dezembro, com o UFC Fight Night 58, em Barueri, São Paulo. Renan Barão, Cara de Sapato e Hacran Dias serão os responsáveis pelas últimas lutas da equipe, que tem o objetivo de encerrar o ano com 20 vitórias no octógono. Até agora, são 17 triunfos e 10 derrotas, além de um empate.

Cada atleta também tem seu objetivo pessoal. Ex-campeão peso-galo (até 61,2kg), Renan Barão faz sua primeira luta após o revés contra TJ Dillashaw, atual campeão da categoria, em maio deste ano. Com 34 lutas e 32 vitórias no cartel, o potiguar reinicia sua caminhada de volta ao topo lutando em um evento do UFC no Brasil pela primeira vez na carreira. Na co-luta principal do UFC Barueri, ele enfrenta o canadense Mitch Gagnon, que vem embalado por quatro vitórias na organização.

“Estou refeito depois de tudo que passei nos últimos meses, pronto para voltar a dar show no UFC. Tirei um tempo para mim, descansei bastante, repensei no que fiz errado para perder o título, e agora estou com ainda mais vontade. Quero fechar 2014 bem, com uma grande vitória, para entrar o próximo ano embalado”, projeta Barão, que venceu Urijah Faber em fevereiro deste ano, antes da derrota para TJ Dillashaw.

Além do apoio dos fãs brasileiros, os atletas da Nova União terão um torcedor especial no Ginásio José Corrêa, palco da edição deste sábado. José Aldo, campeão peso-pena (até 65,7kg) do UFC, é presença confirmada no show e no córner de Hacran Dias, seu amigo pessoal.

Cara de Sapato quer coroar ano perfeito

Preparado para sua segunda luta no UFC, Antônio Carlos “Cara de Sapato” Junior terá pela frente Patrick Cummins, na estreia pela categoria meio-pesado (até 93,3kg). O paraibano venceu Vitor Miranda para se sagrar campeão do TUF Brasil 3, em maio deste ano, na categoria peso-pesado (até 120kg), de forma invicta. Um novo triunfo servirá para coroar uma temporada perfeita.

“Meu 2014 foi intenso e maravilhoso. Participei do TUF, fui muito bem na casa, cheguei até a final e fui campeão. Me mudei para o Rio de Janeiro, passei a treinar na Nova União e estou evoluindo cada vez mais. Lutar no último evento de 2014 do UFC é importante para fazer deste ano inesquecível para mim, só com coisa boa. Falta a vitória sobre o Cummins, que é muito duro, e é isso que vou buscar com todas minhas forças no sábado”, afirma o promissor lutador, de apenas 24 anos.

Cara de Sapato é dono de um cartel com quatro lutas e quatro vitórias, sendo três por finalização. Reconhecido pelo jiu-jitsu afiado, a vitória na final do TUF Brasil 3 foi conquistada após bons momentos de trocação contra o striker Vitor Miranda. Nos últimos meses, ele intensificou os treinos com Junior Cigano, que também se preparou na Nova União para a vitória sobre Stipe Miocic no último sábado, dia 13, pelo UFC on FOX 13.

Com camp de treinamento simultâneo ao de seu grande amigo, Sapato espera comemoração dupla após seu combate. “Falei pouco com o Cigano depois da sua luta, que foi uma batalha. Torci muito por ele, mesmo de longe. Quero vencer para termos uma comemoração duplicada no fim de ano, com a vitória dele e a minha”.

Hacran Dias busca recuperação contra Darren Elkins

O primeiro atleta da Nova União a entrar em ação neste sábado será Hacran Dias. E ele sabe o tamanho da importância de uma vitória no duelo. Em suas últimas duas lutas, o peso-pena foi superado por Nik Lentz e Ricardo Lamas. Por isso, o carioca de 30 anos promete ser intenso na luta contra Darren Elkins.

“Preciso da vitória, estudei muito o jogo do meu adversário. Vi que o que ele gosta de fazer é justamente o antijogo, travar seus oponentes na grade e derrubar. Vou ser agressivo o tempo inteiro, vou partir para cima dele e fazer uma grande luta”, garante Hacran, que tem um cartel com 25 lutas, sendo 21 vitórias, três derrotas e um empate.

Após 3 anos, parceria de Ronaldo Fenômeno e Anderson Silva chega ao fim

Anderson e Ronaldo não trabalham mais juntos - Reprodução Twitter

Anderson e Ronaldo não trabalham mais juntos – Reprodução Twitter

O lutador Anderson Silva está mudando os rumos de sua carreira.

Após 3 anos em uma parceria com a empresa do ex jogador Ronaldo Fenômeno, a 9ine, o acordo do ex campeão do UFC chegou ao fim segundo a coluna Radar On line, da Revista Veja.

Em entrevista ao site Combate.com, Marcello Magalhães confirmou que vai assumir a administração da carreira do atleta e com isso, o vínculo com a 9ine chega ao fim.

Segundo a coluna, Anderson conseguiu atingir mais de 17 milhões de reais com contratos publicitários, ações de marketing e comerciais em mídias na internet, revistas e televisão.

Com Ronaldo, Anderson somente sofreu duas derrotas, nos últimos duelos contra o americano Chris Weidman.

 

Futuro indefinido com o Corinthians…

As mudanças com o as novas regras impostas pelo UFC, com a nova parceria junto a uma marca esportiva de produtos pode causar o fim da parceria de Anderson com o Corinthians.

O clube que ainda não se manifestou sobre o assunto, enfrenta dificuldades financeiras devido ao pagamento do estádio Arena Corinthians.

Com isso, Anderson e Júnior Cigano, atletas patrocinados pelo clube no UFC, podem perder o apoio já que a partir de julho de 2015, nenhum atleta vai poder usar marcas de patrocínios pessoais na semana do evento quando estiver lutando.

O lutador tem duelo marcado no dia 31 de janeiro contra o americano Nick Diaz e será sua primeira luta após a grave lesão sofrida na tíbia da perna esquerda em dezembro de 2013.

 

Anderson corre risco de perder patrocínio com Corinthians devido a mudanças em política do UFC - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Anderson corre risco de perder patrocínio com Corinthians devido a mudanças em política do UFC – Alexandre Loureiro/Inovafoto

Gustavo Coelho falha em pesagem mas luta é mantida no Face to Face no Rio de Janeiro

Lutador bate mais de 2kg em pesagem - Divulgação

Lutador bate mais de 2kg em pesagem – Divulgação

 

Realizada na tarde desta quinta-feira (18) no Hotel Ramada, no Riocentro (RJ), a pesagem do Face to Face 9 apresentou apenas um problema. O lutador Gustavo Coelho estourou o limite da categoria dos pesos-penas (66kg) em 2,5kg. Após negociações, as equipes entraram em acordo e o combate foi mantido. Gustavo acabou sendo penalizado em 20% de sua bolsa. Já os demais atletas mostraram muito profissionalismo e se apresentaram no peso correto de suas respectivas categorias. A nona edição do Face to Face será disputa nesta sexta-feira (19), às 20h, no Centro de Eventos Ribalta, na Barra da Tijuca (RJ). Ao todo, o torneio terá oito combates profissionais.

A pesagem também foi marcada por duras encaradas, com destaques para Big Monster e Gigantinho, que farão o duelo principal da noite, Herdeson Capoeira e Wallace Negão, e para o duelo de pesos-pesados Bira Lima, da XGYM, e Luiz Carlos Ninja, da Cascadura Team.

“O evento tem tudo para ser o melhor da história do Face to Face. Estou na expectativa para assistir todas as lutas, tenho certeza que esse evento será um sucesso. A ideia é estar melhorando o card a cada edição. Sou totalmente contra ao atleta não bater peso, mas procuramos entender, porque sabemos das dificuldades que é. O Gustavo é um atleta com 20 lutas e nunca tinha tido esse problema. Aconteceu hoje pela primeira vez, é ruim. Eu não apoio esses fatos, mas foi decidido manter o combate e o seu adversário aceitou lutar dessa maneira”, disse o presidente do Face to Face, Alex Gazé.

 

Face To Face 9
Centro de Eventos Ribalta, Rio de Janeiro (RJ)
19 de dezembro de 2014
Card completo

Thiago “Big Monster” Santos (Team Nogueira) (118,7kg) x Vinícius Gigantinho (117kg) (M Guerra Team) – 120kg (Peso-pesado)

Paulo Borrachinha (Borracha Team/Champion Team Rubens Dórea) (84,1kg) x Gérson Conceição (84,1kg) (BTT) – 84kg (Peso-médio)

Luiz Carlos Ninja (Cascadura Team) (103,6kg) x Bira Lima (XGYM) (118,5kg) – 120 kg (Peso-pesado)

Gustavo Coelho (CM System/FortFit) (68,6kg) x Bruno Camargo (War Machine) (66,1kg) – 66KG (Peso-pena)

Herdeson Capoeira (Team Nogueira) (70kg) x Wallace “Negão” Lopes (Rio Fighters) (70,1kg) – 70KG (Peso-pena)

Isaac Almeida (GF Team) (57,1kg) x Jones Murilo (X-Gym) (57,1kg) – 57 KG (Peso Mosca)

Carlos Peixoto (Cascadura Team) (66kg) x Magno Cri Cri (Team Nogueira) (66,1kg) – 66kg (Peso-pena)

Gregory Robocop (XGYM) (84,2kg) x Douglas Mahal (RFT) (83,8kg) – 84kg (Peso-médio)

Especial UFC Barueri – Renan Barão mantém foco para duelo contra Gagnon e quer voltar a boa fase no UFC

Renan Barão está pronto para combate contra Gagnon - William Lucas/Inovafoto

Renan Barão está pronto para combate contra Gagnon – William Lucas/Inovafoto

 

O UFC divulgou um vídeo com algumas declarações do brasileiro Renan Barão que encara Mitch Gagnon na co luta principal do UFC em Barueri neste sábado.

Mostrando tranquilidade após a turbulenta preparação para a última luta contra o americano TJ Dillashaw aonde o lutador teve problemas na perda de peso e chegou a ser encaminhado ao hospítal, Barão mostra estar tranquilo desta vez.

Com o apoio de nutricionistas e tomando mais cuidado desta vez, o atleta não está preocupado e promete não ter problemas com antes.

“Estou bem e quero voltar ao octógono o mais rápido possivel. Estou me dedicando e diminui a parte de preparação física já que desta vez são três rounds. Quero mostrar o meu trabalho.

Estou dando uma regrada para poder treinar mais leve e me movimentar mais.” disse o lutador.

Renan Barão faz sua primeira luta no Brasil atuando pelo UFC e espera um nocaute.

“Eu estudei bem o jogo dele. Quero dar um grande show para todo mundo. E espero poder conseguir um nocaute. Estou focado nesta luta e quero dar um passo de cada vez.” contou o atleta.

Renan Barão e Mitch Gagnon se encaram - Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram - William Lucas/Inovafoto

Renan Barão e Mitch Gagnon se encaram – Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram – William Lucas/Inovafoto

 

Participante do reality Casa Bonita, Kathleen Guedes participa de edição do Face to Face no Rio de Janeiro

Modelo participa de edição nesta semana - DIvulgação

Modelo participa de edição nesta semana – Divulgação

Participante do reality show Casa Bonita 6, do canal Multishow, e musa da seleção de Portugal na Copa do Mundo, Kathleen Guedes abrilhantará mais uma vez o Face to Face com toda sua beleza. Ring Girl oficial do evento, a mineira, de 21 anos, será mais uma das grandes atrações da nona edição torneio, que é patrocinado pela YIP Telecom. Ao todo, a competição, que será realizada nesta sexta-feira (19), às 20h, no Centro de Eventos Ribalta, na Barra da Tijuca (RJ), terá oito combates profissionais.

Na principal luta, Thiago “Big Monster” encara Vinícius Gigantinho pelos pesos-pesados. Ex-atleta do Bellator, Big Monster é considerado um dos melhores nomes de sua categoria, já Gigantinho, de apenas 22 anos, busca a sua nona vitória na carreira. Ambos vêm de derrotas em seus últimos combates e buscam reabilitação para terminarem o ano de 2014 com o pé direito.

Gregory Robocop, aluno e sparring de Ronaldo Jacaré, Magno Cri Cri, Herdeson Capoeira, Wallace Negão e Gustavo Coelho também estão na lista de destaques do evento, que projetou, entre outros, Gilbert Durinho e Wendell Negão para o UFC. No co-main event, Paulo Borrachinha, participante da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil mede forças com Gerson Conceição, em combate válido pelos pesos médios (84kg).

 

Face To Face 9
Centro de Eventos Ribalta, Rio de Janeiro (RJ)
19 de dezembro de 2014, 20h
Card completo

Thiago “Big Monster” Santos (Team Nogueira) x Vinícius Gigantinho (M Guerra Team) – 120 kg (Peso-pesado)

Paulo Borrachinha (Borracha Team/Champion Team Rubens Dórea) x Gérson Conceição (BTT) – 84 kg (Peso-médio)

Luiz Carlos Ninja (Cascadura Team) x Bira Lima (X-Gym) – 120 kg (Peso-pesado)

Gustavo Coelho (CM System/Fort Fit) x Bruno Camargo (War Machine) – 66 kg (Peso-pena)

Hederson Capoeira (Team Nogueira) x Wallace “Negão” Lopes (Rio Fighters) – 70 kg (Peso-pena)

Isaac Almeida (GF Team) x Jones Murilo (X-Gym) – 57 kg (Peso Mosca)

Carlos Peixoto (Cascadura Team) x Magno Cri Cri (Team Nogueira) – 66 kg (Peso-pena)

Gregory Robocop (X-Gym) x Douglas Mahal (RFT) – 84 kg (Peso-médio)

Especial UFC Barueri – Pronto para retorno ao UFC, Vitor Miranda mostra determinação em duelo: Estou voando!

Vitor Miranda está pronto para o UFC Barueri neste sábado - DIvulgação

Vitor Miranda está pronto para o UFC Barueri neste sábado – Divulgação

 

O blog traz uma entrevista com o lutador Vitor Miranda.

O kickboxer que migrou para o MMA retorna ao UFC novamente neste sábado e conta um pouco sobre a sua preparação para o evento.

Determinado, o atleta que representa a Team Nogueira quer mostrar seu valor no evento em sua primeira luta no peso médio.

 

Veja a entrevista com Vitor Miranda:

Após uma longa jornada no mundo das lutas, como você enxerga seu atual momento agora lutando no UFC? Passa algum “filme” na sua cabeça?

Vivo um momento muito bom na minha vida e acredito que alcancei um grau de maturidade muito grande. Tenho na minha mente, que esse é o meu momento. Não vou deixar nada me impedir de chegar aonde eu quero. Sei que posso me firmar no UFC e protagonizar grandes combates.

Você é conhecido por ser um dos melhores kickboxers do país, tendo já participado de eventos internacionais antes de se dedicar ao MMA. Como você vê o atual cenário para os atletas que lutam em pé? Acha que você pode inspirar outros nomes famosos a seguir a mesma linha e migrar para o esporte?

O MMA evoluiu muito, hoje é até difícil dizer que o lutador é um striker ou grappler. Um grande exemplo foi combate entre o Werdum e o Hunt, no qual o Werdum conseguiu nocautear um dos melhores trocadores do mundo. Sou muito favorável a transição de grandes lutadores de kickboxer para o MMA. Mas é claro, uma mudança feita no tempo correto, já que são modalidades totalmente diferentes. Os grandes strikers sempre vão ter espaço no MMA, até porque eles dão show, e é isso que o público quer ver.

Como você avalia sua participação no TUF Brasil? Acha que pelo fato de ser uma pessoa mais reservada, as pessoas não conheceram você melhor?

Acho que a participação foi muito bom, sou sempre tratado com muito carinho pelas pessoas que me reconhecem na rua. Fui dentro da casa, o que sou no meu dia a dia. Não estava no TUF para brincadeiras, fui para conquistar um objetivo, que era ingressar no UFC e foi isso que fiz.

Com esta nova mudança do UFC com o novo acordo com a marca esportiva Reebok, os atletas terão uma verba garantida, coisa que não existia antes. Como você vê essa nova mudança e como isso pode ajudar os atletas a longo prazo?

Para mim está tudo muito confuso, só o tempo dirá se isso é positivo ou não. No momento, ainda não consigo ter uma opinião formada.

Desta vez você enfrenta um estrangeiro e não um brasileiro no UFC. Como você tem se preparado para o combate? Está preparado para uma possível luta no solo já que você é muito perigoso em pé?

Estou treinando como nunca, venho baixando de peso progressivamente nos últimos meses e estou me sentindo muito bem. Vou chegar voando para o combate. Venho treinando solo muito forte já há alguns anos, mas sem nunca esquecer meu carro-chefe, que é a parte de trocação. Vou me apresentar muito melhor do que na final do TUF.

Um dos maiores ídolos brasileiros, o Wanderlei Silva se aposentou recentemente e em entrevista a nosso site, o Minotauro pensa em fazer apenas mais duas lutas. Você teme uma queda de interesse do público no esporte com a aposentadoria de importantes nomes do MMA?

Isso é natural em todos os esportes, os ídolos têm início, meio e fim em suas carreiras. O MMA brasileiro é riquíssimo em talentos, e tenho certeza, que novos ídolos vão continuar surgindo.

Se puder mande um recado para os fãs por favor…
Muito obrigado por tudo! Conto muito com a torcida de vocês e prometo que darei o meu melhor dentro do octógono neste sábado. Não posso prometer vitória, mas não vai falar empenho, raça e dedicação.

 

 

Com convidados, UFC realiza primeiro treino aberto na Arena do Palmeiras nesta quinta feira

Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados - Gaspar Nóbrega - Inovafoto

Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados – Gaspar Nóbrega – Inovafoto

 

Nesta quinta-feira, a recém-inaugurada arena multiuso Allianz Parque recebeu os treinos abertos oficias do UFC Fight Night No Combate: Machida vs Dollaway. A 2ª atividade oficial da última semana de lutas do ano teve, logo após o show de técnicas de artes marciais, uma sessão de autógrafos para os fãs convidados comandada pelo campeão peso pena José Aldo e pelo ex-campeão peso galo Dominick Cruz. Ao todo, foram mais de 10 lutadores do UFC, envolvidos em todas as atividades.

Já no início da manhã, o palco, que foi montado no meio do gramado, recebeu as estrelas Lyoto Machida, CB Dollaway, Renan Barão, Mitch Gagnon, Antônio Cara de Sapato, Elias Silvério e Erick Silva. Os fãs convidados pela Allianz Parque, logo após os treinos, conheceram, pegaram autógrafos e tiraram fotos com os lutadores convidados José Aldo, Dominick Cruz, Cezar Mutante, Gilbert Durinho e com as Octagons Girls, Camila Oliveira, Jhenny Andrade e Luciana Andrade.

Nesta sexta feira, acontece a pesagem oficial do evento, no Ginásio José Corrêa, em Barueri, local que será realizado o evento neste sábado.

Chute rodado de Elias Silvério Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados - Gaspar Nóbrega - Inovafoto

Chute rodado de Elias Silvério Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados – Gaspar Nóbrega – Inovafoto

 

Erick Silva retorna ao evento neste sábado Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados - Gaspar Nóbrega - Inovafoto

Erick Silva retorna ao evento neste sábado Allianz Parque recebeu primeiro evento do UFC com 600 convidados – Gaspar Nóbrega – Inovafoto

Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram - William Lucas/Inovafoto

Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram – William Lucas/Inovafoto

Renan Barão e Mitch Gagnon se encaram - Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram - William Lucas/Inovafoto

Renan Barão e Mitch Gagnon se encaram – Lyoto Machida e CB Dollaway se encaram – William Lucas/Inovafoto

 

Octagon Girls, Camila Oliveira, Jhenny e Luciana Andrade participam de evento - Gaspar Nóbrega - Inovafoto

Octagon Girls, Camila Oliveira, Jhenny e Luciana Andrade participam de evento – Gaspar Nóbrega – Inovafoto

 

Campeão do UFC, José Aldo arrisca chutes na Arena do Palmeiras - Gaspar Nóbrega/Inovafoto

Campeão do UFC, José Aldo arrisca chutes na Arena do Palmeiras – Gaspar Nóbrega/Inovafoto

 

 

 

 

 

Rodrigo Minotauro fala sobre carreira, futuro no esporte, aceita duelo com Fedor no Metamoris e ajudaria Spider no TUF Brasil

Minotauro conversa sobre diversos assuntos com o blog - Ana Carolina/Gazeta Press

Minotauro conversa sobre diversos assuntos com o blog – Ana Carolina/Gazeta Press

 

Ídolo brasileiro tem realizado diversas ações sociais ajudando a divulgar o esporte no país - Divulgação/Leonardo Fabri

Ídolo brasileiro tem realizado diversas ações sociais ajudando a divulgar o esporte no país – Divulgação/Leonardo Fabri

Hoje, o blog traz uma entrevista especial para os fãs do esporte com uma lenda brasileira do mundo das lutas: Antônio Rodrigo “Minotauro” Nogueira.

Considerado um dos principais e nomes mais respeitados no MMA, Minotauro é uma referência a todos os lutadores e praticantes do Jiu Jitsu.

Com uma grande história de superação, o atleta que sofreu um acidente sendo atropelado por um caminhão, Minotauro é inspiração para os novos lutadores devido sua grande história.

Consagrado no Japão, com vitórias espetaculares no PRIDE, extinto evento japonês, o lutador já chegou a lutar diante de 100 mil pessoas em uma de suas mais importantes vitórias de sua carreira contra o croata Mirko Crocop, aonde o brasileiro conseguiu uma virada emocionante após enfrentar dificuldades no combate, fazendo uma das maiores lutas da historia do esporte.

Próximo de uma aposentadoria, o atleta conta seus planos para o futuro e cogita não abandonar o cenário das lutas mesmo quando aposentar.

Atento ao cenário atual, Minota também comenta sobre a atual situação do MMA brasileiro e deixa aberta a oportunidade para ajudar Anderson Silva, ídolo brasileiro que será técnico da próxima edição do TUF Brasil, na Rede Globo de Televisão e se convidado, reeditar uma revanche com a lenda russa Fedor Emelianenko, em um duelo de luta agarrada no Metamoris.

38 anos de idade, 34 vitórias e 9 derrotas com duelos sobre nomes como Randy Couture, Cain Velasquez, Fedor Emelianenko, Frank Mir, Mark Coleman, Mirko Crocop, Josh Barnett entre muitos outros.

 

Veja na íntegra a conversa com Minotauro:

Minotauro e seu irmão Rogério Minotouro, uma dupla de sucesso no MMA - Divulgação/Leonardo Fabri

Minotauro e seu irmão Rogério Minotouro, uma dupla de sucesso no MMA – Divulgação/Leonardo Fabri

 

 

Conte nos como você iniciou nas artes marciais… Além do acidente, você chegou a passar dificuldades na infância?

 

Meu primeiro contato com o as artes marciais foi aos quatro anos através do judô, depois conheci o jiu-jitsu e o boxe. Graças a Deus nunca passei necessidade, meus pais sempre trabalharam muito e nunca deixaram faltar nada, mesmo criando nove crianças. Minha família foi muito importante na recuperação do acidente que sofri, sem eles não teria conseguido superar tudo aquilo.

 

Sua ida ao Japão marcou sua vida e carreira. Como você vê esse reconhecimento não somente dos brasileiros mas do publico japonês aonde você é tratado como uma lenda…

 

Tenho um carinho muito grande pelo povo japonês, o Japão é a minha segunda casa. Sempre fui tratado com muito respeito e carinho. Vive os melhores anos da minha vida lutando lá.

 

Sobre isso você disse recentemente que gostaria de lutar no Japão e no Brasil. Você ainda mantém o mesmo pensamento de parar daqui a 2 anos?

 

Sem dúvida, esse é o meu sonho. Minha vontade é de fazer mais duas lutas, e gostaria muito que uma fosse no Brasil e a outro no Japão. Meu planejamento é encerrar a minha carreira no fim de 2015.

 

 

Na sua opinião, qual ou quais momentos marcantes para você em sua carreira?

 

São muitos momentos, mas os que mais guardo com carinho foram as lutas contra Bob Sapp, Cro Cop e Brendan Schaub. 

 

Se for possível, você gostaria de reeditar um duelo contra o Fedor em um desafio Jiu Jitsu vs Sambo no Metamoris?

 

Aceitaria sim, com toda certeza. Seria um grande desafio.

 

 

 

Como você ainda visualiza sua carreira como lutador, ainda tem desejo de enfrentar alguém ou fazer alguma revanche?

 

Quero fazer lutas que me tragam desafios e que me motivem a treinar. No UFC existem vários grandes nomes, acredito que uma nova luta contra o Frank Mir seria muito interessante.

 

Falando em futuro, como você analisa nosso atual momento no MMA? Acredita que podemos ter novos ídolos com a aposentadoria de alguns grandes nomes daqui a alguns anos?

 

O MMA vive um momento de entressafra, o que é super normal. O Brasil é um celeiro gigante de talentos, e vários grandes lutadores vão continuar surgindo. Não tenho dúvida disso.

 

 

Minotauro com Sérgio Cunha e Rafael Feijão - Divulgação

Minotauro com Sérgio Cunha e Rafael Feijão – Divulgação

 

Você já foi treinador do TUF e agora teremos o Anderson e o Shogun tendo essa oportunidade. Como você vê nosso principal lutador na maior emissora do país e se te chamarem, você estaria disposto a ajudar?

 

Acho incrível o Anderson ser o novo treinador do próximo TUF Brasil, acredito que a recuperação dele e a volta as lutas vão inspirar muitas pessoas. Se ele me convidar para ajudá-lo como um dos treinadores assistentes, com certeza aceitaria. 

 

A Team Nogueira tem crescido muito nos últimos anos em SP. Abrindo diversas filiais. Como você analisa o crescimento do esporte em SP?

 

O estado de São Paulo é maior mercado do MMA no país, não tenho dúvida disso. E a tendência é continuar crescendo.

 

Minotauro quer reeditar duelo com Frank Mir - Divulgação UFC/Josh Hedges

Minotauro quer reeditar duelo com Frank Mir – Divulgação UFC/Josh Hedges

Você tem pretensões de se tornar promotor no futuro?

 

Não sei exatamente qual vai ser a minha participação no esporte depois que aposentar as luvas. A única certeza que tenho, é que vou continuar inserido no mercado esportivo. 

 

 

O Werdum conquistou recentemente o cinturão interino do UFC e você já treinou muitas vezes com o Cigano além de já ter enfrentado o Fabrício. Acredita que os dois podem tomar o cinturão do Velásquez?

 

Claro, podem sim. Os dois são lutadores extremamente talentosos, e nesse nível, qualquer resultado é normal. Hoje, o Velásquez seria favorito contra qualquer um, mas tanto o Werdum quanto o Cigano poderiam conseguir vencê-lo. 

 

Como você enxerga os lutadores que usam o famoso trash talk? Você acha válido este tipo de postura no MMA?

 

Não é a minha característica, e a minha formação como lutador de artes marciais é totalmente oposta a essa prática. Mas nós sabemos que essa é uma forma de vender os combates. Se o atleta quer usar essa prática, ele que banque tudo o que fala e bote em prática na hora da luta.

 

 

Você é um grande incentivador de projetos sociais e tem feito seu melhor para ajudar as crianças e jovens. Como você acha que o esporte pode contribuir com o combate as drogas e violência? 

 

O esporte é uma das melhores ferramentas de integração e de formação de caráter em um jovem, e digo isso por experiência própria.

 

Pratico artes marciais desde os meus quatro anos e isso foi determinante para me tornar no homem que sou. Os projetos do Instituto Irmãos Nogueira são baseados em respeito, disciplina e autocontrole. Nossa intenção é tirar a criança e o jovem do ócio e conseguir passar bons valores, formando bons cidadãos para nossa sociedade.

 

Minotauro está disponível a ajudar Anderson Silva no TUF se for convidado - Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

Se puder, mande uma mensagem aos fãs e leitores do site…

 

Gostaria muito de agradecer pela entrevista, foi um prazer falar com vocês. Gostaria de mandar um grande abraço aos meus fãs e agradecer por todo o carinho que vocês sempre tiveram comigo. Nunca desistam dos seus sonhos, never quit!