UFC oficializa TUF Brasil Finale em São Paulo com Júnior Cigano e inicia venda de ingressos

Cigano faz luta principal de reality do UFC em São Paulo - Divulgação UFC/Cassio Abbud

Cigano faz luta principal de reality do UFC em São Paulo – Divulgação UFC/Cassio Abbud

O Ibirapuera será a casa do terceiro evento do Ultimate Fighting Championship  no Brasil, em 2014. De volta ao ginásio, após mais de nove mil fãs testemunharem o nocaute de Vitor Belfort sobre Michael Bisping em janeiro do ano passado, São Paulo receberá, dessa vez, o The Ultimate Fighter Brasil Final: Cigano vs Miocic.  Esta será a estreia do ex-campeão dos pesos pesados Junior Cigano, pelo UFC no Brasil. Além do confronto principal da noite, os fãs poderão conferir de perto os dois campeões da terceira edição do The Ultimate Fighter® Brasil (categorias médio e pesado), além de outras grandes lutas.

Os ingressos estarão à venda a partir desta quarta-feira, dia 16, às 10h, em www.ticketsforfun.com.br, em todos os Pontos de Venda credenciados, na Central de Relacionamento Tickets for Fun, pelo telefone 4003-5588 e na Bilheteria Oficial do Evento, no Ginásio do Ibirapuera, no dia do evento. O início do card principal está previsto para as 23h, com as lutas preliminares começando às 19h15. Os portões abrem para os fãs a partir das 17h15.

Os setores disponíveis são: Arquibancada (R$ 290,00 / R$ 145,00 – meia-entrada); Cadeira Especial (R$ 800,00 / R$ 400,00 – meia-entrada); Cadeira Premium (R$ 1.200,00 / R$ 600,00 – meia-entrada); Octógono Premium (R$ 1.800,00 / R$ 900,00 – meia-entrada); e Portadores de Necessidades Especiais (R$ 145,00 – meia-entrada). O consumidor poderá adquirir até 8 (oito) ingressos por CPF, ficando limitado à aquisição de 2 (dois) ingressos de meia-entrada por consumidor.

O ex-campeão pesado do UFC, Junior Cigano (16-3) enfrenta o americano Stipe Miocic (11-1), em uma luta de cinco rounds. Essa será a primeira vez que o brasileiro irá lutar em um evento do UFC em solo nacional. “Estava dirigindo quando vi que o Joe Silva (matchmaker do UFC) estava me ligando. Parei o carro e ele disse que queriam minha luta em São Paulo, uma semana depois da que seria em Las Vegas. Sempre expressei minha vontade de lutar no meu país, já queria isso há muito tempo. Espero retomar o caminho das vitórias, contando com o apoio da nossa torcida. Vai ser uma emoção diferente, que ainda não senti como lutador do UFC”, afirmou o atleta.

Nessa mesma noite os fãs poderão testemunhar o surgimento de dois novos campeões do The Ultimate Fighter Brasil (categorias médio e pesado). Com o programa em seu sexto episódio, o público conhecerá todos os quatro finalistas no último episódio, que será exibido no domingo anterior ao evento (dia 25 de maio). Completando o card principal, o paulista Demian Maia buscará em casa mais uma vitória nos meio-médios contra o russo Alexander Yakovlev, e Rony Jason, primeiro campeão do reality brasileiro, irá enfrentar o americano Robbie Peralta tentando emplacar a segunda vitória consecutiva.

Card oficial* do evento:

Card principal

Peso pesado: Junior Cigano vs Stipe Miocic

Final do The Ultimate Fighter Brasil 3 – Peso médio

Final do The Ultimate Fighter Brasil 3 – Peso pesado

Peso meio-médio: Demian Maia vs Alexander Yakovlev

Peso pena: Rony Jason vs Robbie Peralta

 

Card preliminar

Peso pena: Diego Brandão vs Brian Ortega

Peso leve: Elias Silverio vs Ernest Chavez

Peso leve: Rodrigo Damm vs Rashid Magomedov

Peso meio-médio: Paulo Thiago vs Gasan Umalatov

Peso pena: Kevin Souza vs Mark Eddiva

Peso galo: Pedro Munhoz vs Matt Hobar

* todas as lutas ao vivo; card sujeito a alterações

* mais lutas ainda a serem anunciadas

Mais informações sobre a venda de ingressos

Compra de ingressos por CPF e Meia-Entrada:

O consumidor poderá adquirir até 8 (oito) ingressos por CPF, ficando limitado à aquisição de 2 (dois) ingressos de meia-entrada por consumidor. Ou seja, no caso de aquisição de um ingresso de meia-entrada, o consumidor poderá adquirir ainda até 7 (sete) ingressos inteiros; no caso de aquisição de dois ingressos de meia-entrada, o consumidor poderá adquirir ainda até 6 (seis) ingressos inteiros. A meia-entrada é um benefício pessoal e intransferível, portanto, no ato da compra deverá ser apresentado o documento que garanta o benefício para que o ingresso seja emitido nominalmente, anotando-se o nome do beneficiário no ingresso para acesso ao evento.

Quem tem direito a meia-entrada?

Idosos (com idade igual ou superior a 60 anos): Lei Federal 10.741/2003.

·         Estudantes: Lei Federal 12.933 de 26/12/2013 e Lei Federal nº 12.852, de 05/08/2013.

·         Lei Federal nº 12.852, de 05/08/2013.: Jovens pertencentes à famílias de baixa renda.

·         Diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais: Lei Estadual SP 15.298/14

·         Aposentados: Lei Municipal SP nº 12.325/1997.

·         Pessoas portadoras de deficiências: Lei Federal nº 12.933 de 26/12/2013.

Quais documentos serão aceitos para comprovar a meia-entrada?

Estudantes: Carteira de identificação estudantil, nos termos da legislação em vigor. Somente o boleto bancário sem documento com foto não será aceito como documentação hábil para comprovação da condição de estudante.

Idosos: Documento oficial com foto que comprove idade igual ou superior a 60 anos.

Diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais: Documento de identidade oficial com foto e carteira funcional da Secretaria de Educação ou Holerite que comprove a condição.

Aposentados: Documento de identidade oficial com foto e cartão de benefício do INSS que comprove a condição.

Pessoas portadoras de necessidades especiais: A pessoa que não apresentar deficiência aparente deverá se identificar com o documento que comprove esta condição.

Qual a classificação indicativa do evento?

Tendo em vista que o UFC é um evento esportivo, televisionado com diversas modalidades de lutas e competição, a entrada de menores de 16 anos será permitida se comprovadamente acompanhados dos pais ou responsáveis legais, portando documentos comprobatórios e o termo de responsabilidade de acompanhante disponível no site www.ticketsforfun.com.br, sendo que os responsáveis deverão permanecer no local do evento enquanto o menor estiver presente. Esta determinação, assim como a classificação etária, poderá a qualquer momento ser alterada pelo Juiz de Direito da Vara da Infância e Juventude da Comarca de São Paulo – SP.

Entrega e retirada dos ingressos:

O fã do UFC poderá escolher por receber seu ingresso em sua casa – e pagará, no ato da compra, a taxa de entrega cobrada pelo respectivo serviço de entrega (para o Estado de SP, serviço de courier, e para os Estados de DF/ES/PR/SC/RS/RJ/MG/MT/MS/BA/SE/AL/PE/PB) – ou retirá-lo nos pontos da Tickets For Fun. No caso de ingressos em setores numerados, há ainda a opção de fazer a impressão de e-ticket em domicílio, exceto para o setor Arquibancada.

Se optar pela Retirada na Bilheteria e em pontos de retirada credenciados, o fã poderá retirar seus ingressos antecipadamente nos pontos de venda listados, nos respectivos horários de funcionamento, a partir do dia 21 de abril ou na bilheteria do Ginásio Geraldo José de Almeida – Ibirapuera, entre os dias 26 e 31 de maio, das 10 às 18 horas (no dia 31 de maio até 2hs antes do início do evento).

É importante que seja apresentado o voucher da compra, cartão de crédito original utilizado na compra e documento de identificação com foto. Esses requisitos são estabelecidos para a própria segurança do fã do UFC e são indispensáveis para a entrega dos ingressos. No caso do e-ticket (disponível para todos os setores, com exceção da Arquibancada), o ingresso será enviado anexado ao e-mail de confirmação de compra e deverá ser impresso pelo próprio cliente. Cada ingresso possui um código de barras único. Cada código de barras permite somente uma entrada ao evento. Se você comprou mais de um ingresso, será necessário imprimir cada um deles separadamente.

XFC anuncia card com estréia de Marcos Babuíno e volta de Kalindra Faria enfrentando treinadora do Super Fight League no dia 26 de abril em Osasco

Evento realiza quarta edição no Brasil, dia 26 de abril

Evento realiza quarta edição no Brasil, dia 26 de abril

 

A próxima edição do XFC no Brasil irá reunir grandes combates no card principal, no próximo dia 26 de abril, à 0h30, com transmissão ao vivo pela emissora paulista Rede TV.

 

Depois da contusão de Flavio Álvaro ‘The Legendary’, Marcos ‘Babuíno’ dos Santos vai encarar o americano Waylon Lowe, pela categoria peso pena (66 kg) no evento principal da noite.

 

O experiente Marcos Babuíno tem 38 anos, 21 vitórias na carreira, sendo nove por nocaute, e 11 derrotas. Já o oponente Waylon Lowe tem 34 anos, 14 vitórias, sendo sete por nocaute, e cinco derrotas.

 

Na co-luta principal, será a vez das mulheres darem show no hexágono com mais uma participação brasileira. Kalindra Faria encara a sérvia Sanja Sucevic.

 

Kalindra que é campeã do evento MMA Super Heroes enfrenta a sérvia Sanja que participou da primeira temporada como treinadora do reality show de lutas na Índia, do evento Super Fight League.

 

E também tem Brasil no hexágono na disputa da semifinal da categoria meio médio (77 kg). Um dos duelos é 100% verde e amarelo, com a disputa entre Will Galvão e Cairo Rocha. Na outra semifinal, a rivalidade Brasil-Argentina entra no ringue na disputa de Pedro Junior contra o ‘hermano’ Kevin Medinilla.

 

O XFC 4 será transmitido diretamente de estúdios da RedeTV! em Osasco (SP), com apresentação de Lucilene Caetano, comentários de Fernando Navarro e narração de Marcelo do Ó.

Confira todas as lutas do XFC Brasil 4:

 

CARD PRINCIPAL – Exibição ao vivo a partir da 0h30

Waylon Love (EUA) vs Marcos “Babuíno” dos Santos (Brasil)

Peso Pena

 

Sanja Sucevic (Sérvia) vs Kalindra Faria (Brasil) 

Peso Palha

 

Will Galvão (Brasil) vs Cairo Rocha (Brasil)

GP Peso Meio-Médio

 

Kevin Medninilla (Argentina) vs Pedro Junior  (Brasil)

GP Peso Meio-Médio

 

CARD PRELIMINAR

Bruno Canetti (Argentina) vs Alejandro Villalobos (Costa Rica)

GP Peso Pena

 

Glaucio Eliziario (Brasil) vs Alan dos Santos (Brasil)

GP Peso Leve

 

Miguel Gentilini (Brasil) vs Thiago Rela (Brasil)

GP Peso Médio

 

Natan Schulte (Brasil) vs Gilson Lomanto (Brasil)

GP Peso Leve

 

Alberto Uda (Brasil) vs Cristiano Frolich (Brasil)

GP Peso Médio

 

Alex Kaspary (Brasil) vs Felipe Douglas (Brasil)

GP Peso Pena

Conheça o XFC:

Feliz com retorno ao octógono, Thiago ‘Pitbull’ planeja ser campeão do UFC em dois anos e lança campanha contra maus tratos ao animais

Lutador está de volta após dois anos sem lutar - Divulgação Midway

Lutador está de volta após dois anos sem lutar – Divulgação Midway

 

Sem lutar desde março de 2012 devido a uma série de lesões, Thiago “Pitbull” Alves volta ao octógono do Ultimate no próximo sábado (19), quando encara Seth Baczynski pelo UFC on Fox 11, que acontece em Orlando (EUA). Motivado pela vontade de voltar aos tops dos meio-médios (77 kg), o único brasileiro a disputar o cinturão da categoria – foi superado por Georges St-Pierre em 2009 – planeja ser campeão no final de 2015, mas sabe que antes terá que enfileirar alguns adversários, a começar pelo norte-americano.

“O que sempre me motiva é a minha vontade de ser campeão do mundo. Ser o primeiro brasileiro a conseguir a façanha na minha categoria. Já sou o único que disputou o cinturão nos meio-médios, agora quero ir mais longe. E tenho certeza que serei campeão em dois anos. Mas isso é com calma, bastante trabalho. Meu foco agora é na missão de nocautear o Seth (Baczynski) e nada mais”, afirma o cearense.

Dono de 11 nocautes, Thiago “Pitbull” não manda um adversário para a lona desde junho de 2008, quando nocauteou o ex-campeão Matt Hughes com uma joelhada voadora e uma série de socos. Para o duelo contra Baczynski, o brasileiro prega agressividade.

“Todo mundo no UFC é luta dura, então não existe luta fácil. Eu sempre espero por uma guerra, por isso já vou preparado para isso. A chave da minha vitória é ser melhor que ele em todos os aspectos. Sempre vou à procura do nocaute ou da finalização, e desta vez não será diferente”, garante o atleta.

Lesões

O "Pitbull" quer que você denuncie o abuso de animais, nome do poster publicitário de campanha contra o abuso de animais - Divulgação PETA

O “Pitbull” quer que você denuncie o abuso de animais, nome do poster publicitário de campanha contra o abuso de animais – Divulgação PETA

Os dois anos afastados obviamente não foram nada fáceis. No período, Thiago “Pitbull” rompeu os ligamentos dos peitorais esquerdo e direito, do joelho esquerdo e do bíceps esquerdo. Recuperado e pronto para retornar ao octógono, o atleta da American Top Team relembrou a principal dificuldade.

“O mais difícil é ficar parado sem poder trabalhar. Sem trabalho não há dinheiro para depositar no banco. Mas a recuperação foi bem tranquila, claro, tirando a demora por causa das cirurgias. Mas agora estou melhor do que nunca e pronto para voltar a fazer o que eu mais gosto”

 

Lutador adere a campanha contra maus tratos com animais

 

Conhecido pelo apelido de “Pitbull”,  Thiago Alves aderiu a uma campanha para incentivar a denúncia de maus tratos aos animais.

Tentando alertar o público contra a crueldade praticada contra os animais, o lutador participou de uma campanha realizado pela PETA (Pessoas lutando pelo tratamento ético dos animais).

O lutador divulgou um vídeo juntamente com a organização mostrando seu carinho com um cão da raça pitbull.

 

Conheça Thiago “Pitbull” Alves:

Descansando com a família, Charles do Bronx se prepara para novo chamado do UFC: Gostaria de lutar no evento da luta do Wand!

Lutador já está preparado para retorno e quer lutar em evento junto com Wanderlei Silva - Divulgação UFC/Josh Hedges

Lutador já está preparado para retorno e quer lutar em evento junto com Wanderlei Silva – Divulgação UFC/Josh Hedges

 

No dia 15 de fevereiro, Charles do Bronx experimentou uma nova sensação na carreira, ao lutar pela primeira vez numa edição do UFC no Brasil. A vitória por finalização sobre o inglês Andy Ogle lhe rendeu o prêmio de melhor performance da noite, mas um outro sonho, ainda maior, estava por vir: exatamente um mês depois da vitória, o atleta ao invés de subir no octógono, subiu ao altar e se casou com Talita Roberta.

“Estou feliz demais. A gente já fazia tudo junto e agora nós ficamos mais próximos ainda. Ela sempre me apoiou e é muito importante na minha vida, até mesmo na minha carreira. Graças a Deus, esse casamento veio para nos abençoar ainda mais”, derrete-se.

Além dos duros treinamentos, a vida a dois também tem seus méritos na carreira do lutador, desde 2012 competindo no peso-pena (até 66kg). Hoje, morando com a esposa, as rotinas de Charles são ainda mais regradas e bem definidas. O atleta credita boa parte de sua evolução, e responsabilidade, aos cuidados da companheira.

“Minha esposa sempre se preocupou muito comigo. Antes de casarmos, ela já conversava comigo sobre manter a minha dieta e o meu foco. Hoje, vivendo juntos, ela participa de tudo e ajuda diretamente nessas coisas da minha vida de atleta. Tudo fica mais fácil com ela ainda mais próxima”, revela.

Mas parece mesmo que o destino do atleta é conviver em família, em todos os momentos. Iniciante no mundo das lutas, o irmão de Charles, Hermisson Oliveira, de 19 anos, é um dos companheiros fiéis nos treinamentos do lutador, e também carrega o apelido “Do Bronx”.

“É bem legal ter ele comigo no dia a dia dos treinos. Ele é mais novo, mas é muito duro. Já fez algumas lutas e está começando bem. Quando treinamos juntos, não tem essa não, a pegada é forte. Ele acaba se inspirando em mim, mas eu o digo que ele tem que ser melhor que eu”, destaca o irmão coruja.

Após a boa vitória no começo do ano e o casamento, Charles já retomou os treinos e está se preparando para um novo chamado do UFC. Paciente, ele sabe que deixou uma boa impressão na maioria dos combates em que participou e sonha estar no mesmo card de um de seus ídolos no esporte.

“Estou aguardando o pessoal do UFC me chamar para uma nova luta. Eles me disseram para continuar treinando forte e aguardar uma nova oportunidade. Começar o ano com uma vitória foi muito bom pra mim. Eu gostaria de lutar no evento da luta entre o Wanderlei e o Sonnen, porque o Wanderlei é um grande ídolo, mas estou aguardando. Também não penso em adversário. Quero é lutar contra os melhores”, avisa o peso-pena, que no seu cartel tem uma luta contra o ex-campeão peso-leve Frankie Edgar, eleita a melhor da noite na ocasião.

Das 17 vitórias na carreira de Charles do Bronx, 10 vieram por finalização, graças ao seu mundialmente conhecido jiu-jitsu. No entanto, o paulista tem trabalhado bastante as técnicas de luta em pé, visando tornar-se um lutador completo.

“Estou treinando bastante a luta em pé. Tenho trabalhado muito o boxe e a movimentação. Também não deixo o jiu-jitsu de lado. Gosto da luta de chão e me desenvolvo bem nela, mas quero melhorar bastante a luta separada. O pessoal que treina comigo também é muito bom, tem várias feras, como o Júnior Maranhão, que inclusive luta no RFA (Ressurrection Fighting Alliance), e a rapaziada me ajuda muito e tenho melhorado cada vez mais graças a eles”, elogia.

Com Alex Pereira, Thiago Michel e grandes combates, WGP Kickboxing realiza edição em São Paulo no dia 26 de abril

 

Evento realiza grande edição em São Paulo - Divulgação WGP Kickboxing

Evento realiza grande edição em São Paulo – Divulgação WGP Kickboxing

 

No dia 26 de abril acontece em São Paulo o torneio WGP Super 4, uma das principais competições de Kickboxing, a qual vai reunir os principais lutadores brasileiros e estrangeiros para grandes confrontos.

Esta edição do WGP Kickboxing terá o confronto de grandes atletas, confira o perfil de alguns deles abaixo:

Thiago Michel
Thiago é um dos principais referências do Kickboxing, ele tem apenas uma derrota na carreira. Michel é atleta do Glory, principal competição mundial da modalidade e no WGP Super 4, enfrenta o português Ricardo Fernandes.

Ravy Brunow
Ravy é o atual campeão nacional em sua categoria, de 71,8 kg. Ele enfrenta o argentino Emanuel Ramponi

Alex Pereira
Também atleta do Glory, Alex Pereira é uma das principais promessas do Kickboxing, seu apelido “Po Atan”, vem de um nome indígena, que sgnifica “mãos fortes”. Alex Pereira vai enfrentar o russo Alexander Dmintrienko.

Tadeu San Martino
Medalha de prata no World Combat Games em São Petesburgo em 2013. Tadeu San Martino é um dos lutadores mais experientes do Brasil, na modalidade e que já enfrentou grandes nomes, entre eles, Anderson Silva. O brasileiro vai enfrentar o romeno Iote Tiberiu.

O evento que vai acontecer no Ginásio Mauro Pinheiro, no Ibirapuera, será transmitido ao vivo pelo canal Band Sports e pelo Esporte Interativo a partir das20h. Além das quatro superlutas principais, o torneio terá um card preliminar e um GP, de duas lutas, na categoria 64,5 kg. Os dois vencedores destas lutas se enfrentam em uma final, no mesmo dia.

A coletiva de imprensa do evento acontecerá no dia 25 de abril na casa de espetáculos “Terra da Garoa”, localizada na Avenida São João, 555, no centro de São Paulo, a partir das 14h30. No dia da coletiva, haverá a pesagem e o treino dos lutadores no local.

Confira toda a programação do WGP Super 4:

Undercard
Luta 1 – 56,4 kg – Rafael “Spin” x Nirceu Leme
Luta 2 – 69,1 kg – Weber “Sherk” x Ricardinho Silva
Luta 3 – 85 kg – Fernando Almeida x Alessandro Benacci
Luta 4 – 71,8 kg – Caique Raoni x Rubens Rocha

GP – 64,5 kg
Luta 1 – Diego David x Paulo Freitas
Luta 2 – Wilson Djavan x Fernando Maestro

Super 4 (card principal)
Luta 3 – 71,8 kg – Ravy Brunow (BRA) x Emanuel Ramponi (ARG)
Luta 4 – 75 kg – Tadeu San Martino (BRA) x Iote Tiberiu (ROM)
Luta 5 – 75 kg – Thiago Michel (BRA) x Ricardo Fernandes (POR)
Luta 6 – 85 kg – Alex Pereira (BRA) x Alexander Dmitrienko (RUS)

Final – GP – 64,5 kg
Vencedor Luta 1 x Vencedor Luta 2

 

Organização realiza primeiro seminário de kickboxing com Augusto Nasser

 

Augusto Nasser realiza grandes seminário em São Paulo - Divulgação WGP Kickboxing

Augusto Nasser realiza grandes seminário em São Paulo – Divulgação WGP Kickboxing

Com o intuito de trazer novos conhecimentos e passar um pouco de sua experiência, Augusto Nasser estará ministrando um seminário imperdível no dia 27 de Abril. Ele que possui seu nome cravado na história do kickboxing mundial, com 14 títulos internacionais, já tendo treinado diversos campeões em mais de 25 países e soma hoje 30 anos de experiência em artes marciais.

As vagas são limitadas, portanto, não perca tempo para garantir sua presença nesse grande evento que muito irá acrescentar em suas técnicas dentro do ringue.

No dia haverá entrega de certificado assinado pelo Augusto Nasser aos participantes, além de experimentação de suplementos alimentares.

Lembrando que não é necessário um alto nível, todos serão bem-vindos e poderão aproveitar o seminário.

 

Equipamentos obrigatórios: Luva e caneleira

Data: 27 de Abril das 09:00h às 13:00h

Local: Academia Corporis – Rua Bom Pastor, 1091 – Ipiranga, São Paulo

Valor: R$80,00

Informações e inscrição: Otavio Barros (11) 99998-7476 / tato@wgpkickboxing.com.br

 

 

 

Sobre o WGP Kickboxing:

O Kickboxing é uma arte marcial que mescla o boxe com o chute. A modalidade é disputada sempre em pé, diferente do MMA, a qual a luta pode ir para o chão também. O WGP Kickboxing é um dos principais eventos deste esporte e sempre reúne os melhores atletas que proporcionam sempre grandes confrontos.

Confronto de Wanderlei Silva e Chael Sonnen ofusca vitória de Rick Monstro no TUF Brasil

Lutadores brigaram antes de combate no TUF Brasil - Divulgação UFC

Lutadores brigaram antes de combate no TUF Brasil – Divulgação UFC

 

O esperado episódio com o confronto entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen aconteceu. E fora do octógono.

Antes do combate entre Rick Monstro e Cabo Job que aconteceu no quarto episódio do reality show The Ultimate Fighter, exibido na Rede Globo de Televisão.

Após uma discussão, os lutadores partiram para a briga e tiveram que ser contidos por membros de ambas as equipes.

Porém um dos membros do Time Sonnen, o auxiliar de Chael, o brasileiro Vinny Magalhães impediu o treinador de Wanderlei, André Dida que acertou socos por trás de Sonnen sem o americano poder se defender.

A confusão deve ter suas consequências nos próximos capítulos segundo o Presidente do UFC, Dana White que não gostou nada do que viu.

No combate entre Rick e Cabo Job, melhor para o atleta paulista que conseguiu aplicar uma bela chave de braço ainda no primeiro round vencendo por finalização.

 

Rick Monstro conquista segunda vitória no reality - Repordução Facebook

Rick Monstro conquista segunda vitória no reality – Repordução Facebook

 

Veja na íntegra a briga de Wand e Sonnen:

 

UFC anuncia retorno de campeões Ronda Rousey e Demetrious Johnson no mês de junho e julho

Campeã do UFC encara canadense em julho - Divulgação UFC/Josh Hedges

Campeã do UFC encara canadense em julho – Divulgação UFC/Josh Hedges

 

O UFC oficializou o retorno de dois campeões da organização nos próximos meses.

A campeã peso galo do UFC, Ronda Rousey vai enfrentar a canadense Alexis Davis que vem de 5 vitórias consecutivas sendo 3 no UFC, na edição 175 no dia 5 de julho.

Ronda que nocauteou a americana Sarah McMann, também venceu Miesha Tate em dezembro de 2013 com uma chave de braço.

Quem também retorna é o campeão peso mosca Demetrious Johnson.

Johnson que não sabe o que é derrota a 6 combates enfrenta o russo Ali Bagautinov na edição 174, que acontece no Canadá na cidade de Vancouver.

Bagautinov está invicto a 11 lutas e vem de vitória sobre o brasileiro John Lineker.

Demetrious venceu John Moraga, Joseph Benavidez e John Dodson em seus três últimos confrontos no UFC.

 

Johnson nocauteou Benavidez em sua última luta - Divulgação UFC/Josh Hedges

Johnson nocauteou Benavidez em sua última luta – Divulgação UFC/Josh Hedges

 

 

Arthur Oliveira brilha em show de finalizações na oitava edição do Circuito Talent MMA em Valinhos

Arthur Oliveira conquista grande vitória em Valinhos - Divulgação Circuito Talent/Rodrigo Villalba

Arthur Oliveira conquista grande vitória em Valinhos – Divulgação Circuito Talent/Rodrigo Villalba

 

Os fãs da arte suave deixaram o Ginásio Municipal de Valinhos com desejo de assistir finalizações. Neste sábado, dia 12, no Talent 8, seis combates foram encerrados no solo, sendo cinco só no card principal. E não faltaram nocautes no show, com também seis lutas sendo sacramentadas assim. Entre elas a principal da noite, com Arthur Oliveira despachando Fernando Neto no segundo round. Com o triunfo, ele garantiu o direito de desafiar o campeão dos galos (até 61kg) Anderson Berinja. Agora, o Talent MMA embarca rumo ao Paraná, realizando sua segunda edição no Estado no dia 10 de maio, em São José dos Pinhais.

Para ganhar o title shot, Arthur deve que superar também a grande torcida que seu oponente levou para o ginásio. Natural de Valinhos, Neto começou melhor no duelo, mas viu Arthur voltar para o segundo round arrasador. Com uma bela joelha no clinche, o lutador de Indaiatuba abriu caminho para encerrar o main event com potentes golpes no ground and pound, até a intervensão de Robertão, árbitro central do embate.

“Entrei como azarão nessa luta, ele tinha a torcida toda com ele, mas eu sempre soube que dentro do cage era só nós dois. Segurei o jogo dele de grappling no primeiro round e parti com tudo no segundo, pois treinei muito essa joelhada”, revela o vencedor.

Jiu-jitsu leva a melhor no ‘desafio de estilos’

O co-main event da noite reuniu um especialista em muay thai e um faixa-preta de jiu-jitsu. E quem levou a melhor foi Davi Souza. Aproveitando a tentativa de um chute rodado de Claudiere Freitas, sua marca registrada, o representante da arte suave levou o desafio para o chão e passou a dar as cartas. A vitória veio através de um armlock, ainda no primeiro round.

“Sabia que ele ia querer chutar muito, então dei o bote na hora certa e coloquei a luta onde levo ampla vantagem. Tive calma, esperei o momento certo para atacar no armlock e vencer”, comemora Davi, que alcançou a quarta vitória no MMA profissional em quatro lutas.

Na centéssima luta do Talent, Cabeça finaliza

O pega entre Rodrigo Cabeça e Rafael Bueno marcou a 100ª luta em um ano de história do evento. A disputa entre eles fez jus ao posto, sendo um combate bastante movimentado. A glória de Cabeça começou a ser escrita após uma queda espetacular. Já no chão, ele envolveu o pescoço de Rafael Bueno com um mata-leão indefensável, colocando um ponto final na disputa.

Jovens brilham e decidem no primeiro round

Guilherme Faria e Ricardo Carcacinha deram mais uma prova de que são dois dos jovens mais talentosos do MMA brasileiro. Com um muay thai afiado por Paulo Nikolai, Guilherme, de 22 anos, precisou de apenas 99 segundos para nocautear Maikon Carvalho e alcançar sua 11ª vitória na carreira.

Já Ricardo Carcacinha fez valer seu jogo finalizador e arrancou os três tapinhas de Rafael Baraka na etapa inicial, com um mata-leão. Com apenas 18 anos, o atleta manteve seu cartel perfeito com cinco lutas e cinco vitórias, sendo três delas por finalização.

Veterano finaliza rápido

Aos 46 anos, Fernando Tréssino provou sua força contra Marcio Teles, 17 anos mais novo. Ainda no primeiro round, o experiente lutador ajustou a guilhotna e encerrou o choque de gerações. No mata-leão, na abertura do card principal, Bruno Bulldoguinho finalizou Soslenis Grilinho, no último assalto do combate.

O cage do Talent balançou no encontro entre os pesados Fernando Santo Forte e Xandão. Após 15 minutos de ação, Santo Forte, que participou da última seletiva do TUF Brasil 3, venceu por decisão unânime. Da mesma maneira, Zé Reborn bateu Ângelo Gambá.

Nocautes abrem lutas do show

A noite de lutas do Talent 8 começou do jeito que a maioria dos fãs gostam: com muitos nocautes. No desafio de muay thai, que abriu a edição, Ricardo Pacheco nocauteou Moreno Bibi, enquanto na primeira luta de MMA, Uyran Presuntinho mandou Adriano Mão de Pedra à lona ainda no primeiro round. Roberto Souza e Alselmo Assumpção demoraram um pouco mais, mas nocautearam Gustavo Veiga e Tales Alves, respectivamente, na segunda etapa.

No único duelo feminino do card, Mariana Moraes precisou de apenas 44 segundos para ajustar o armlock e finalizar Mariana Santos. Apoiados pela torcida local, Gustavo Erak e Junior Preto dominaram os três rounds de seus combates e venceram na decisão dos juízes laterais.

Talent MMA 8 – Resultados Oficiais

Card Principal
Arthur Oliveira venceu Fernando Neto por nocaute técnico a 1′ 13” do segundo round
Davi Ramos finalizou Claudiere Freitas com um armlock a 3′ 07” do primeiro round
Rodrigo Cabeça finalizou Rafael Bueno com um mata-leão a 2′ 05” do segundo round
Ricardo Carcacinha finalizou Rafael Baraka com um mata-leão a 2′ 38” do primeiro round
Guilherme Faria venceu Maikon Carvalho por nocaute a 1′ 39” do primeiro round
Fernando Tréssino finalizou Márcio Teles com uma guilhotina a 2′ 57” do primeiro round
Zé Reborn venceu Ângelo Gambá por decisão unânime dos juízes laterais
Fernando Santo Forte venceu Xandão por decisão unânime dos juízes laterais
Bruno Bulldoguinho finalizou Soslenis Grilinho com um mata-leão a 4′ 33” do terceiro round

Card Preliminar
Gustavo Erak venceu Lucas Baiano por decisão unânime dos juízes laterais
Júnior Preto venceu Everton Monteiro por decisão unânime dos juízes laterais
Mariana Moraes finalizou Mariana Santos com um armlock a 40” do primeiro round’
Anselmo Assumpção venceu Tales Alves por nocaute técnico a 2′ 17” do segundo round
Roberto Souza venceu Gustavo Veiga por nocaute técnico a 2′ 29” do segundo round
Uyran Presuntinho venceu Adriano Mão de Pedra por nocaute técnico a 3′ 30” do primeiro round
Ricardo Pacheco venceu Moreno Bibi por nocaute técnico a 2′ 40” do primeiro round

Tyrone Spong tem lesão igual de Anderson Silva na final e Gohkan Saki conquista cinturão do GLORY em Istambul

Gohkan Saki é o novo campeão peso meio pesado do GLORY e fatura mais de 400 mil reais - Divulgação GLORY/James Law

Gohkan Saki é o novo campeão peso meio pesado do GLORY e fatura mais de 400 mil reais – Divulgação GLORY/James Law

 

O GLORY, maior evento de kickboxing do mundo realizou uma grande edição na Turquia neste sábado.

Com o esperado torneio de meio pesados, o evento conheceu seu novo campeão até 95 kg.

Com duas interrupções médicas, o turco Gohkan Saki se tornou o campeão da organização.

Enfrentando o australiano Nathan Corbett na semifinal, Saki imprimiu seu ritmo desde o início.

Com muita velocidade e mesclando socos com chutes, Gohkan acertou um cruzado de esquerda que abriu um corte profundo na orelha de Corbett.

Preservando o atleta, o médico interrompeu o combate ainda no primeiro round.

 

Saki domina Corbett mas corte na orelha interrompe combate - Divulgação GLORY/James Law

Saki domina Corbett mas corte na orelha interrompe combate – Divulgação GLORY/James Law

 

Na grande final, Saki enfrentou Tyrone Spong que venceu o brasileiro Saulo Cavalari.

Em um duelo bem disputado, um acidente acabou chocando os fãs.

Ao tentar um chute baixo de direita, Spong fraturou a perna em uma repetição da cena que aconteceu com Anderson Silva no segundo confronto com Chris Weidman no UFC.

Sem acreditar na cena, Saki imediatamente pediu desculpas ao oponente e lamentou ter vencido desta maneira em entrevista para a televisão.

“Estou envergonhado com o que aconteceu. Eu queria que o combate venha a se estender e eu acabar com ele com um nocaute ou algo parecido.

Você nunca quer que a luta acabe desta forma. Tyrone chutou e eu apenas fiz o bloqueio corretamente do golpe. Isto é o que acontece quando você bloqueia corretamente um chute baixo.

Eu disse ao Spong que eu o respeito muito e pedi desculpas pela lesão. Tenho certeza que ele vai voltar e disputar o cinturão novamente.” lamentou Saki.

 

Chateado com lesão de oponente, Saki pediu desculpas imediatamente após fratura de Spong - Divulgação GLORY/James Law

Chateado com lesão de oponente, Saki pediu desculpas imediatamente após fratura de Spong – Divulgação GLORY/James Law

 

Saulo Cavalari tem excelente atuação mas perde para Tyrone Spong em grande batalha

O brasileiro Saulo Cavalari teve uma grande exibição contra o holandês Tyrone Spong em uma das semifinais do torneio de meio pesados do GLORY.

Com mais volume de jogo, Saulo abusou dos chutes baixos, pisões e socos e deu muito trabalho para Spong, chegando a abrir um corte no lábio do lutador, durante os três rounds.

Porém acertando melhores golpes, Spong conseguiu acertar bons socos e duas grandes joelhadas que fizeram Saulo sentir os golpes.

Mostrando muito coração, o brasileiro não se intimidou e continuou a atacar Spong protagonizando uma verdadeira batalha.

Na decisão, Spong se classificou para final e após o combate o lutador fez questão reconhecer o valor do brasileiro.

Saulo faz grande luta mas perde na decisão para Spong - Divulgação GLORY/James Law

Saulo (esquerda) faz grande luta mas perde na decisão para Spong – Divulgação GLORY/James Law

 

Jonatan Oliveira conquista única vitória brasileira na Turquia

 

O lutador Jonatan “Maloqueiro” Oliveira teve uma grande atuação contra o turco Atakan Arslan.

Em um combate todo em pé, Jonatan usou sue boxe para dominar grande parte do combate.

Punindo Atakan com socos pesados, o brasileiro conseguiu convencer os juízes e vencer por decisão unânime.

 

Jonatan Oliveira vence em sólida atuação contra turco - Divulgação GLORY/James Law

Jonatan Oliveira vence em sólida atuação contra turco – Divulgação GLORY/James Law

 

Jhonata Diniz perde para Hesdy Gerges no segundo round

O brasileiro Jhonata Diniz não teve sorte nesta edição.

Enfrentando o experiente egípcio Hesdy Gerges, o brasileiro sentiu a força do adversário.

Acertando muitos chutes baixos, Hesdy foi minando a resistência de Jhonata que mostrava raça e procurava atacar com seu socos.

Porém com a perna muito machucada, o córner de Jhonata procurando preservar a integridade do atleta, desistiu do combate, no segundo round.

Gerges (direita) vence brasileiro no segundo round - Divulgação GLORY/James Law

Gerges (direita) vence brasileiro no segundo round – Divulgação GLORY/James Law

 

Outros destaques foram o nocaute de Danyo Ilunga sobre Bogdan Stoica além das vitórias de Niclas Larsen, Filip Verlinden e Robin Van Roosmalen.

A próxima edição do GLORY será no dia 3 de maio em Denver, nos Estados Unidos e terá participação brasileira de Anderson “Braddock” contra o russo Sergey Kharitonov.

GLORY 15 Istanbul

Ulker Sports Arena, Istambul, Turquia

12 de abril de 2014 

Gohkan Saki venceu Tyrone Spong por TKO (interrupção médica) no R1

Robin Van Roosmalen venceu Marat Grigorian por decisão dividida

Danyo Ilunga venceu Bogdan Stoica por KO no R1

Tyrone Spong venceu Saulo Cavalari por decisão unanime

Gohkan Saki venceu Nathan Corbett por TKO (interrupção médica) no R1

Mourad Bouzidi venceu Randy Blake por decisão unanime

Filip Verlinden venceu Israel Adesanya por decisão unanime

Jonatan Oliveira venceu Atakan Arslan por decisão unanime

Niclas Larsen venceu Steve Moxon por TKO no R2

Yodkhunpon Sitmonchai venceu Raz Sarkisjan por decisão dividida

 

 

 

 

GLORY anuncia edição em Los Angeles com participação de Alex Pereira em GP de médios em junho

GLORY anuncia GP com grandes nomes do peso médio em junho - Divulgação GLORY

GLORY anuncia GP com grandes nomes do peso médio em junho – Divulgação GLORY

 

O GLORY, maior organização de kickboxing do mundo anunciou neste sábado sua décima sétima edição.

No dia 21 de junho, o evento retorna a Los Angeles nos Estados Unidos com um grande torneio de médios.

Após vencer o GP classificatório em Zagreb na Croácia, o brasileiro Alex “Poatan” Pereira está de volta.

O lutador foi confirmado pela organização durante a transmissão da edição 15 neste sábado em Istambul.

Além dele, grandes nomes da organização estão no evento que vai ter a estréia de Melvin Manhoef no GLORY.

Joe Schilling, Wayne Barrett, Melvin Manhoef, Alex Pereira, Bogdan Stoica e Simon Marus são os nomes do GP.

O torneio deve definir o novo campeão peso médio da organização que teve o americano Joe Schilling como vencedor na edição 10 do evento.

 

Alex Pereira está de volta ao GLORY - Divulgação GLORY/James Law

Alex Pereira está de volta ao GLORY – Divulgação GLORY/James Law

 

Veja como Alex Pereira se classificou para o GP: