Ouça o Red Corner com Maurício Facção, Maurício Dehó e João Roberto Trindade, representante da CBMMA

 

O Programa Red Corner está de volta, desta vez com três convidados.

Começamos com o lutador carismático, Maurício Facção que contou sobre sua história no mundo da luta.

Além de falar sobre sua luta no Rebel FC em Cingapura, o atleta contou sobre o MMA Mineiro e sua paixão pelo futebol.

 

 

O jornalista Maurício Dehó, um dos criadores do projeto “Em 12 Rounds” explica como é esta iniciativa que visa, uma ajuda em colaboração para produzir 1000 cópias de um livro que conta várias histórias do mundo do boxe.

 

Para ajudar, acesse: Clique Aqui

 

E para fechar com chave de ouro, João Roberto Trindade, representante da CBMMA (Confederação Brasileira de MMA) fala sobre seu trabalho no MMA.

O dirigente também conversa sobre polêmicas que aconteceram em algumas lutas e explica as atitudes tomadas pela Comissão.

João também fala sobre a vinda do ex campeão do UFC, Frank Mir que vai estar realizando seminário em Mogi das Cruzes.

 

Em busca do que é “seu, Renan Barão encara revanche com Dillashaw no UFC: Tenho que vencer como sempre fiz!

 

 

Barão tem ajuda de José Aldo em preparação - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Barão tem ajuda de José Aldo em preparação – Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

A dolorosa derrota para TJ Dillashaw, em maio deste ano, já faz parte do passado, e Renan Barão está unicamente focado em recuperar o cinturão do peso galo (até 61,2kg). Neste sábado, dia 30 de agosto, no UFC 177, em Sacramento, nos Estados Unidos, o atleta da Nova União sobe ao octógono para fazer a revanche diante do norte-americano depois de um camp muito intenso, que contou com força e união máximas na academia, que tem, com José Aldo, o único título brasileiro do Ultimate, e quer voltar a ter o segundo.

Antes do primeiro combate contra TJ Dillashaw, no UFC 173, o lutador da Nova União vinha absoluto como o melhor do mundo entre os galos, invicto há nove anos, e considerado um dos três melhores lutadores peso-por-peso do evento (hoje aparece entre os oito, três posições acima do próprio Dillashaw). Por isso, Barão acredita que será o detentor do cinturão novamente e garante estar preparado para tê-lo outra vez.

“Tenho que subir lá no octógono e trazer de volta para o Brasil o que é meu. Aquele cinturão tem que ser meu, lutei muito por isso. Defendi-o interinamente, ganhei depois e fiquei em definitivo. Estou pronto para esta batalha e sei que vou retornar absoluto mais uma vez”, confia o brasileiro, que já está em Sacramento para a reta final de corte de peso.

Dono de um dos cartéis mais expressivos do MMA entre os atletas do UFC – são 32 vitórias e apenas duas derrotas – Renan Barão evita lamentar a derrota no primeiro confronto e garante que não se assusta em lutar na casa do adversário, em Sacramento. A cidade abriga a Team Alpha Male, equipe de Dillashaw, liderada por Urijah Faber, ex-desafiante do potiguar, que tem o provocado nas redes sociais.

“Não sei o que aconteceu naquela luta. Dillashaw estava bem, me deu uma pancada no primeiro round, que atordoei, e não lembro direito do restante da luta. Agora a revanche é na casa deles. Mas não muda nada. Vou para impor meu jogo”, comenta, evitando rebater algumas provocações feitas pelos integrantes da Alpha Male, após a derrota, em especial Faber: “Não tenho nada para responder. Ganhei do Faber duas vezes, não preciso falar nada. Tenho que subir no octógono e vencer, como sempre fiz”.

Treinos mais fortes desta vez

Mesmo acostumado com treinamentos pesados, desta vez Renan Barão realizou um camp ainda mais focado. Sob comando de André Pederneiras, líder da Nova União, o potiguar realizou atividades na academia três vezes ao dia, alternando entre treinos de boxe, jiu-jitsu, sparring, grappling e wrestling, com uma cobrança dia a dia por evolução.

“O Dedé ficou em cima. Não aliviou (risos). A preparação foi muito forte, como nunca fiz antes. Estou mais focado do que nunca. Vou continuar treinando até o dia da viagem. A perda de peso vai ser tranquila. Técnica e psicologicamente estou pronto. Evolui ainda mais daquele confronto para este”, conta.

 

 

Procurando por oponentes, Rico Verhoeven recebe indicação de Alexander Gustafsson: Meu amigo Adebuyi!

O campeão peso pesado do GLORY, Rico Verhoeven estaria procurando por adversários.

Após vencer Daniel Ghita duas vezes em suas ultimas lutas, Rico recebeu um recado do lutador sueco, Alexander Gustafsson.

Segundo Gustafsson, seu amigo, o romeno Benjamin Adebuyi, nigeriano naturalizado romeno, poderia ser uma das opções.

“Ouvi dizer que Rico Verhoeven tem procurado por adversários. Meu amigo e parceiro de treino, o romeno Benjamin Adebuyi é um dos caras mais duros que já treinei.
Se Rico está procurando por adversários, tenho certeza que Benjamin estará mais do que preparado e eu estarei lá para apoiar ele.” disse Gustafsson nas redes sociais.

Depois de ter sido substituído por Daniel Cormier na disputa de cinturão peso meio pesado do UFC, o sueco ainda não tem futuro definido, mesmo tendo sido desafiado publicamente por Anthony Johnson.

Verhoeven também ainda não tem luta marcada e nada foi anunciado pela organização do GLORY.

Prontos para o Coliseu, Arapiraca tem representantes locais em edição no dia 6 de setembro

 

 

Atleta Janio Rodrigues é uma das esperanças de cidade alagoana no Coliseu - Divulgação

Atleta Janio Rodrigues é uma das esperanças de cidade alagoana no Coliseu – Divulgação

 

Arapiraca entrou para a história do MMA Nacional após duas edições épicas do Coliseu Extreme Fight em que o público lotou a casa e fez o Staff ter dificuldade de ouvir a própria voz. A mesma emoção está por vir no dia 6 de setembro, quando os guerreiros se enfrentam no Coliseu XI, que terá card recheado de feras, sendo 4 atletas da capital do agreste.

Os lutadores arapiraquenses prometem fazer bonito no ginásio João Paulo II e estão treinando pesado. Segundo o treinador Ricardo Feitosa, responsável por três atletas de Arapiraca, a expectativa é a melhor possível. Entre os favoritos está Walison Pereira, invicto no Coliseu, com cinco lutas e cinco vitórias no evento. O arapiraquense da equipe Ricardo Feitosa enfrenta o baiano estreante no Coliseu, mas invicto em sua carreira, José Aparecido, no ‘co main event’ da noite de 6 de setembro.

Outro lutador de Arapiraca conhecido do público é Toni Belo, que tem duas lutas no Coliseu, com uma vitória e uma derrota. Ele enfrenta o pernambucano Marcos Junior, na categoria Peso Galo, na segunda luta do card principal. Já na luta do card preliminar, o estreante Ítalo Ribeiro está treinando pesado para surpreender o público.

Na sexta luta do card principal, o arapiraquense Jânio Rodrigues, da equipe Ryan Gracie Team Butantã, enfrenta o baiano Alexandre Santos, no Peso Pena. Jânio “Vitamina” é profissional desde 2012, com 3 vitórias por finalização, estreante no Coliseu.

A contagem regressiva começou para mais um grande evento de MMA para o público de Arapiraca. Um card que fará a noite do dia 6 de setembro de 2014 inesquecível, tanto para o público presente à capital do agreste, quanto para os espectadores do canal Esporte Interativo espalhados pelo Brasil.

Coliseu Extreme Fight 11

Quinta-feira, 06 de setembro de 2014, às 20h

Ginásio João Paulo II, Arapiraca – AL

Card Oficial (Sujeito a alterações)

Disputa de cinturão Peso Mosca

Giovanni da Silva “Soldado” (Hikari) vs. Gilberto Dias “Cangaceiro” ( Constrictor Team)

Categoria Peso Médio

Walison Pereira (Ricardo Feitosa) vs. José Aparecido Santos “ Zeca Predador” (Nordeste Jiu-jítsu)

Categoria Peso Leve

Luciano Palhano (M Guerra Team) vs. Roniele Gomes “Blindado” (Mario Sukata Team)

Categoria Peso Pena

Janio Rodrigues “Vitamina” (Ryan Gracie Team Butantã) vs. Alexsandro Santos “Miudinho” ( Champion Team | Nordeste Jiujitsu)

Categoria Peso Galo

Jeferson Vieira “Pitbull” (Adois Fight) vs. Odilon Gouveia “Pequeno” (Instigação Xtreme)

Categoria Peso Pena

Otávio dos Santos “Besouro” (Shock Fight | MMA Trainer) vs. Pedro Gomes (Nordeste Jiujitsu)

Categoria Peso Leve

Anderson Diniz “Falamansa” (Hikari | Eclipse) vs. Diogo Cavalcanti “Fofão” (Constrictor Team)

Categoria Peso Galo

José Antônio da Silva “Toni Belo” (Ricardo Feitosa | Titãs Muay Thai) vs. Marcos Junior (Mario Sukata Team)

Categoria Peso Palha

Marcone Muniz (M Guerra Team) vs. João Paulo “Morfeu” da Costa (Hikari)

Card Preliminar

Categoria Peso Galo

Anderson Barreto “Samurai” (Adois Fight) vs. Sergio Almeida “Wolverine”( Instigação Xtreme)

Categoria Peso Galo

Ítalo Ribeiro (Ricardo Feitosa) vs. Ricardo Rodriguez (Hikari)

Campeão do Jungle, Bilharinho se machuca e luta feminina por cinturão é destaque de evento em SP

Combate feminino por cinturão é promovido a luta principal - DIvulgação

Combate feminino por cinturão é promovido a luta principal – Divulgação

 

O campeão dos pesos-galos (até 61kg) Jonas Bilharinho sofreu uma luxação no tornozelo esquerdo e teve que ser retirado do evento comemorativo de 11 anos do Jungle Fight, marcado para o próximo dia 6, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Com isso, o duelo contra David Tatá foi cancelado, e a luta entre Maiara Alves e Ericka Almeida, valendo o cinturão feminino da categoria peso-palha (até 52kg), promovida para a principal da noite.

A lesão de Bilharinho aconteceu na quinta-feira, durante um sessão de treinos no Team Nogueira. O lutador fazia uma atividade de jiu-jitsu com o companheiro Francisco de Assis, quando acabou lesionando o tornozelo. Sem previsão de retorno, ele lamentou o fato e revelou a conversa que teve com o presidente do evento, Wallid Ismail.

“Liguei para o Wallid e falei sobre a lesão, que não daria para lutar. Ele ficou muito chateado por estar em cima do evento. Além disso, não é um evento qualquer, é o aniversário de 11 anos do Jungle. Mas garanto que ninguém está mais chateado do que eu”, afirma o campeão.

Essa não foi a primeira mudança efetuada no card do Jungle Fight 73 por conta de lesão. Há algumas semanas, Fabiano Jacarezinho, que seria o adversário de Jonas Bilharinho, adoeceu e deu lugar a David Tatá na disputa de cinturão dos pesos-galos. Porém, com esse novo incidente, o atleta da Coliseu Jiu-Jitsu terá que aguardar por uma nova oportunidade.

Apesar do imprevisto, o card do Jungle Fight 73 segue bastante atrativo. Além da inauguração do cinturão peso-palha femino, o evento está programado para receber três duelos internacionais, o principal deles entre o mexicano/norte-americano José Diaz “Suavecito” e o brasileiro Rene Soldado. Outros destaques são as revelações Matheus Mattos e Paulinho Capoeira, que enfrentam Allan Miguel e Diego Paiva, respectivamente.

Jungle Fight 72 – edição especial 11 anos

Local: Ginásio do Ibirapuera, São Paulo-SP
Data: Sábado, 06 de setembro de 2014
Horário: 21h (horário de Brasília)

Card completo:

​Maiara Alves (Nocaute Team) x Ericka Almeida (Herman Gutierrez) – Cin​turão Feminino – Até 52kg

Rene “Soldado” Pessoa (Power Lotus Team) x José Diaz “Suavecito” (Cleber Jiu Jitsu) – até 77kg

​Fernando Di Pierro (Alliance/Equador) x Douglas Bertazini “El loco” (Miguel Repanas) – até 84kg

Martin Ottaviano “La Maquina” (Sukata Academy/Argentina) X Charles Leite (Demian Maia Jiu Jitsu) – 93kg

​Matheu Mattos “Adamas” (Team Nogueira) x Allan Miguel (Fight Club BFC) – até 61kg

Valdines Silva (Pitbul Brothers) x Allan “Popey”(Ryan Gracie/Polemico) – até 66kg;

Paulo Oliveira “Capoeira” (Orion Fight) x Diego Paiva (Miguel Repanas) – até 57kg
​​
Gregory ” Robocop ” Rodrigues ( XGym ) x Bruno Lopi (011 Team) – até 84 kg

Pronto para desafio internacional no Legacy, Pedro Souza sonha com grandes passos no futuro: Chegar ao topo!

 

Lutador faz luta internacional e sonha com UFC - Divulgação CM System

Lutador faz luta internacional e sonha com UFC – Divulgação CM System

 

Hoje, o blog traz uma entrevista com o lutador Pedro Souza, integrante da equipe CM System.

O atleta de Mato Grosso, faz sua primeira luta internacional, no evento americano Legacy enfrentando o lutador Brian Hall.

Conversando com o blog, Pedro contou um pouco de sua história e falou de projetos futuros além dos treinos na equipe CM System para este importante combate na sua carreira.

 

Veja na íntegra a entrevista com Pedro Souza:

Conte um pouco de sua história… Como você conheceu e entrou para o mundo das lutas?

Morava em Jaciara – MT, onde ainda vivo e tenho uma academia de lutas. Comecei em uma academia de Musculação, só puxando ferro mesmo, ai começaram a oferecer aulas de Jiu-Jitsu e logo que comecei vi que era aquilo que eu queria para o resto da minha vida e desde então não parei mais. Em 2011 resolvi começar a lutar MMA e mais uma vez me apaixonei pelo esporte e desde então só penso em lutar cada vez mais e chegar ao topo.

Como surgiu a proposta para lutar fora do Brasil e em um respeitado evento americano?

Meus empresários em contato com a organização do Legacy conseguiram essa luta. Eu já ia fazer a luta pelo cinturão do Legacy em outubro mas como o adversário do Hall saiu da luta me chamaram e aceitei na hora, quero mostrar todo meu potencial para quem sabe chegar o UFC. E acho que meu cartel de 13-0 facilitou essa chamada da organização do Legacy, sabem que estou bem preparado.

Você tem um cartel invicto, isso é uma pressão a mais? Como você enxerga tudo isso?

É muito bom essa invencibilidade, é um desafio a mais para mim. Sempre vou querer me manter invicto e estou me preparando para isso, mas não fico focando nisso não, quero chegar lá e fazer meu melhor, fazer o que eu amo e as consequências vão vir com certeza.

Você treina na equipe CM System. O que estar em uma equipe de ponta no Brasil tem ajudado em sua evolução?

Eu moro em Mato Grosso mas sempre venho fazer meus camps na CM System. Desde de quando cheguei aqui pela primeira vez já aprendi muito tanto dentro do tatame e do cage como fora deles, na vida mesmo. Sou muito grato a todos da CM, ao Cristiano e vou procurar sempre colocar em prática nos meus combates o que aprendo diariamente na academia.

 

Pedro com Cristiano Marcello, ex lutador do UFC e fundador da CM System  - Divulgação CM System

Pedro com Cristiano Marcello, ex lutador do UFC e fundador da CM System – Divulgação CM System

Você vai enfrentar o americano Brian Hall que tem mais vitórias por nocaute em seu cartel. O que você conhece do adversário? Tem alguma estratégia?

Sei que ele é um cara muito bom, muito duro mas estou bem preparado para qualquer um. Acredito que vai ser uma luta de alto nível, uma guerra para ambos os lados. Estou preparado para qualquer estilo de jogo, seja em pé ou no chão, vou para cima dele em busca do meu espaço.

Fora dos treinos nos dias de folga, quais são seus hobbies?

Gosto muito de esportes de aventura, esportes radicais. Além de estar sempre em contato com a natureza. É algo que me acalma e alivia as tensões.

Você tem desejo de lutar no UFC em um futuro? Como você enxerga seus adversários no peso?

Minha vontade é de já estar lá dentro, mostrando meu trabalho para todos que torcem por mim e acompanham minha carreira. Mas por enquanto deixo isso nas mãos dos meus empresários. Vou continuar trabalhando e vencendo minha hora vai chegar lá. Acho que todos os atleta que estão lá merecem, eu só quero estar entre eles. Não escolho adversário e topo qualquer um, só quero estar lá dentro.

Se puder deixe uma mensagem para os fãs…

Gostaria de agradecer a torcida de todos, vou dar meu melhor nessa luta, fazer valer tudo que passei para chegar até aqui e agradeço a todos que sempre estiveram do meu lado e me ajudaram de alguma forma nesse tempo todo. Queria agradecer também o apoio de todos do Mato Grosso, em especial as cidades que representam minha equipe, começando por Jaciara, onde vivo e tenho o CT, seguido de Alto Taquari, Cárceres, São José do Rio Claro, Campo Novo do Parecis, Rondonópolis e Vilhena (RO). Minha força vem dessa galera, obrigado.

 

Conheça o lutador:

Com encarada e empurrão, José Aldo e Chad Mendes se encontram no Maracanã para divulgação de edição 179 do UFC

Evento inicia divulgação para edição no Rio de Janeiro - Divulgação UFC

Evento inicia divulgação para edição no Rio de Janeiro – Divulgação UFC

 

O Ultimate Fighting Championship volta ao Rio de Janeiro pela quinta vez no dia 25 de outubro, com a revanche entre o campeão dos penas José Aldo e o novamente desafiante e número #1 da categoria Chad Mendes. Dois anos e nove meses depois do primeiro encontro que terminou com nocaute brasileiro na HSBC Arena, Aldo e Mendes, dessa vez, têm encontro marcado no Maracanãzinho, um dos berços do MMA no Brasil.

Além da disputa pelo cinturão, os fãs também terão a chance de ver o duelo meio-pesado entre brasileiro Glover Teixeira, número #4 do ranking da categoria, e o americano Phil Davis, número #6 entre os lutadores com até 93 kg. O evento terá início às 20h30, com o card principal previsto para as 0h00. Os portões abrem para o público a partir das 18h30.

Os ingressos para o UFC® 179: Aldo vs. Mendes 2 podem ser adquiridos pelo site www.ticketsforfun.com.br, em todos os Pontos de Venda credenciados, na Central de Relacionamento Tickets for Fun, pelo telefone 4003-5588 e na Bilheteria Oficial do Evento, no Maracanãzinho, de 18 a 25 de outubro, das 10h às 20h. No dia do evento, a compra e retirada só poderão ser realizadas até 2h antes do início do evento.

Os bilhetes estarão disponíveis para os seguintes setores: Arquibancada (R$ 190,00 / R$ 95,00 – meia-entrada); Cadeira C (R$ 290,00 / R$ 145,00 – meia-entrada); Cadeira B (R$ 650,00 / R$ 325,00 – meia-entrada); Cadeira A (R$ 950,00 / R$ 475,00 – meia-entrada); Cadeira Premium (R$ 1.200,00 / R$ 600,00 – meia-entrada); Octógono Premium (R$ 1.600,00 / R$ 800,00 – meia-entrada); Portadores de Necessidades Especiais (R$ 95,00 – meia-entrada).

Histórico Maracanãzinho recebe aguardada revanche

Aldo e Mendes fazem encarada tensa e são contidos por staff do UFC - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Aldo e Mendes fazem encarada tensa e são contidos por staff do UFC – Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

A luta entre José Aldo e Chad Mendes está entre as mais esperadas do ano. Os lutadores, que se enfrentaram no UFC 142, no Rio de Janeiro, em 2012, com vitória por nocaute de Aldo ainda no primeiro round, vêm trocando provocações e acusações nos últimos meses. Os dois, agora, poderão finalmente resolver seus problemas dentro do octógono.

“Lutar em casa novamente, e agora no Maracanãzinho vai ser emocionante. É um ginásio histórico no esporte mundial e eu estou sempre lá acompanhando o Brasil em outros esportes. Espero a galera em peso me empurrando para manter esse cinturão no nosso país”, afirmou o campeão peso pena do UFC.

Com cinturão, Aldo posa para foto no Maracanã - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Com cinturão, Aldo posa para foto no Maracanã – Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

Já Chad Mendes deixou claro que fez a lição de casa, e que desta vez não será fácil vencê-lo:

“Vai ser totalmente diferente. O palco pode se repetir, a cidade e o adversário também, mas engana-se quem pensa que eu sou o mesmo lutador de dois anos atrás. Eu melhorei meu jogo, estou mais forte, mais rápido, mais completo. Nocauteei quatro dos meus últimos cinco adversários, trabalhei muito para melhorar os meus pontos fracos.

Quando nós nos enfrentamos pela primeira vez, o Aldo era maior do que eu, tinha uma vantagem física. Hoje essa vantagem não existe mais. Fora isso, com o (TJ) Dillashaw nós desvendamos o diagrama da equipe Nova União. Eu sei que Barão e Aldo são lutadores diferentes, mas eles treinam junto, têm uma mesma metodologia dentro do octógono. Acho que agora temos o mapa da mina”. (Chad Mendes em entrevista para o Combate.com).

O palco, dessa vez, será o histórico Maracanãzinho, templo do esporte mundial que pode ser considerado também um dos berços do MMA no Brasil e no mundo. Parte do novo complexo do Maracanã, na Zona Norte, do Rio de Janeiro, o Ginásio já abrigou confrontos históricos do até então chamado vale-tudo. O primeiro aconteceu ainda na década de 50 em um confronto entre Carlson Gracie e Waldemar Santana.

Esta será a sétima defesa de cinturão de José Aldo, que em sua última luta derrotou o americano Ricardo Lamas por decisão unânime, no UFC 169, em fevereiro deste ano. Já Chad Mendes acumulou cinco vitórias seguidas desde a derrota no Rio – a única em sua carreira -, sendo a última vitória sobre Nik Lentz também por decisão unânime.

A encarada oficial teve um clima quente entre os lutadores. Na primeira tentativa, o clima estava tão quente, que Aldo chegou a empurrar Mendes, sendo contido pelo staff do UFC.

Glover Teixeira quer retomar caminhada pelo cinturão contra “carioca” Phil Davis

Em clima tranquilo. Glover e Davis se encaram - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Em clima tranquilo. Glover e Davis se encaram – Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

Na luta co-principal da noite será a vez do mineiro da cidade de Sobrália Glover Teixeira enfrentar o americano Phil Davis. Glover disputou o cinturão dos meio-pesados em abril deste ano, no UFC 172, contra o atual campeão Jon Jones. Em uma luta de cinco rounds, o brasileiro acabou perdendo por pontos.

“Vai ser irado lutar no Brasil de novo, no Rio de Janeiro. Estou feliz e treinando. Lutar com o Phil Davis vai ser muito bom. Ele é um cara já conhecido no Brasil, pois enfrentou alguns brasileiros e venceu. Agora é a hora de me provar e começar a subir as escadas de novo. Vou treinar bastante e cair pra dentro. No ano que vem quero disputar esse cinturão de novo”, disse Glover Teixeira.

 

Glover e Davis posam para fotos - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Glover e Davis posam para fotos – Alexandre Loureiro/Inovafoto

 

Apesar de lutar fora de casa, o americano Phil Davis já pode se considerar um carioca. Esta será a terceira vez que “Mr. Wonderful” duela no Rio de Janeiro e o americano já se identifica com a cidade. Nas outras duas ocasiões, Davis venceu Wagner Caldeirão e Lyoto Machida, nos UFC 153 e 163, respectivamente. Em sua última luta pelo UFC, no mesmo UFC 172 do embate entre Glover e Jones, o americano foi derrotado por Anthony Johnson, por decisão unânime.

“Eu gostei muito dessa luta. O Glover é do Brasil e estará lutando em casa, mas eu sinto que os fãs gostam muito de mim, então será uma ótima oportunidade para voltar ao país e ter mais um grande desempenho. Os brasileiros são completamente fanáticos por MMA e eu não poderia estar mais feliz pela luta, por ser no Rio de Janeiro, por ser co-principal, por tudo. Acho que essa será uma ótima oportunidade de me colocar de volta na briga pelo cinturão” vibrou Phil Davis.

Ingressos de Arquibancada esgotados em 3 horas

Nesta quarta-feira, 27 de agosto, o Ultimate Fighting Championship abriu as vendas para o UFC 179: Aldo vs. Mendes 2 e, em apenas três horas, os ingressos do setor  de Arquibancada se esgotaram, mostrando o quanto os fãs aguardam a revanche entre o campeão peso pena José Aldo e o americano Chad Mendes.

Card oficial* do evento:

Card Principal

Peso-pena: José Aldo x Chad Mendes

Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Phil Davis

Card Preliminar

* todas as lutas ao vivo; card sujeito a alterações;

* mais lutas a serem anunciadas;

Você Indica – Assista os melhores momentos do Pancrase 260

Veja os melhores momentos do Pancrase - Divulgação

Veja os melhores momentos do Pancrase – Divulgação

 

O Você Indica traz os melhores momentos da edição 260 do Pancrase, atualmente um dos maiores eventos de MMA do Japão.

A organização que recentemente aderiu ao decágono deixando de lado o ringue, é um dos evento que mais tem revelado lutadores japoneses para o UFC.

Na próxima edição que acontece em outubro, a organização vai realizar uma grande edição com a participação de Satoru Kitaoka e o ex lutador do UFC, Nam Phan.

 

Ao lado da Athletic, irmãos Nogueira lançam linha de aparelhos funcionais na 15° Fitness Brasil em São Paulo

Irmãos Nogueira participam de evento em São Paulo - Divulgação

Irmãos Nogueira participam de evento em São Paulo – Divulgação

 

Com início marcado para esta quinta-feira (28), a 15ª edição da IHRSA Fitness Brasil promete agitar as dependências do Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP). O evento, que no ano passado recebeu e mobilizou cerca de 25 mil visitantes durante os três dias da feira, foi responsável por movimentação financeira de aproximadamente R$ 100 milhões.

A feira recebe anualmente um grande número de expositores com a missão de apresentar aos consumidores os principais lançamentos e as novas tendências relacionadas ao mercado de fitness. A Team Nogueira estará junto ao estande da Athletic Professional Fitness, lançando sua nova Estação de Treinamento Funcional, além de apresentar dois dos seus exclusivos programas, que misturam em uma só aula movimentos de artes marciais e os mais variados exercícios funcionais.

Empolgado com com as perspectivas de expandir ainda mais as atividades de seu rede de academias e negócios, Rogério Minotouro comentou sobre a importância de participar de uma feira tão conceituada ao lado da Athletic e poder atingir um número tão grande de interessados. Além disso, explicou mais sobre os dois programas exclusivos desenvolvidos nas unidades do Team Nogueira, o Ladies Camp e o Cross Combat, que será lançado oficialmente durante a feira.

“O motivo de estarmos na feira é mostrar o trabalho que estamos desenvolvendo. A oportunidade surgiu por conta da nossa parceira com a Athletic, uma empresa renomada de equipamentos fitness. Estamos lançando uma co-branding com eles, onde teremos uma linha Team Nogueira produzida pela Athletic Professional Fitness. Também apresentaremos dois programas exclusivos.

O Ladies Camp, que nós lançamos há dois anos atrás e é voltado para as mulheres que visam no treinamento perda de peso e uma maior definição do corpo. E o Cross Combat, uma nova modalidade baseada na linha do treinamento funcional. Os exercícios são feitos dentro de algumas estações e trabalha muito a parte lombar e de abdome. Como no Ladies Camp, teremos uma saída dessas estações e simulações com movimentos de lutas. O efeito é muito bom e são treinamentos que nossos atletas profissionais utilizam”, disse Minotouro.

Seguindo a linha de raciocínio de seu irmão, Rodrigo Minotauro, que estará presente na abertura da feira, mostra-se animado com as novas possibilidades que irão se apresentar após o mercado conhecer a linha de produtos Team Nogueira. Para ele, a parceria com Athletic será fundamental pelo alcance da empresa neste ramo de negócios.

“A Athletic é uma das maiores empresas de produção de materiais esportivos do Brasil e estou muito animado com os rumos que essa parceria está tomando. Temos ideias inovadoras e com a ajuda de uma empresa com tanto know-how no assunto vamos fazer um produto de excelência para todos os consumidores. Dentro dessa aliança estamos criando um conceito inovador para o mercado de fitness nacional”, concluiu.

Evento paranaense Samurai Fight Combat relembra tempos do PRIDE e realiza evento no dia 20 de setembro

 

Evento relembra PRIDE e volta as origens no dia 20 de setembro - Divulgação

Evento relembra PRIDE e volta as origens no dia 20 de setembro – Divulgação

 

O Samurai Fight Combat vai realizar a 11ª edição do evento no próximo dia 20 de setembro, no Ginásio do Círculo Militar, em Curitiba, com 14 lutas profissionais de MMA e com o subtítulo de Pride Remember, retira o octógono, e dá lugar ao tradicional ringue, com regras do extinto evento japonês e terá início ás 17 horas.
E as novidades não param por aí. Os ingressos de arquibancada vão custar 20 reais, com 1 Kg de alimento não perecível, estes que serão doados a entidades assistenciais.
O card será divulgado nos próximos dias.
O Circuito Militar atualmente é um dos locais mais procurados na cidade de Curitiba.
Recebendo eventos como Circuito Talent, Smash Fight, o local desta vez recebe a edição do Samurai.