Após polêmica com desligamentos de campeões, XFC divulga nota oficial e explica decisão: Negaram por diversas vezes!

Presidente do XFC, explica demissões - Divulgação/Ana Carolina

Presidente do XFC, explica demissões – Divulgação/Ana Carolina

 

Ao iniciar sua expansão na América Latina, em 2014, com oito edições no Brasil, o XFC passou a revelar diversos talentos para o cenário mundial do MMA. Com a evolução do nível técnico, a organização do evento decidiu rever a situação de alguns de seus lutadores, e optou pelo encerramento dos contratos de 15 atletas, sendo dois ex-campeões do evento: o brasileiro Deivison “Dragon” Ribeiro, da categoria peso-pena (até 66,1kg), e a norte-americana Pearl González, do peso-mosca (até 56,7kg). Assim, os títulos ficam vagos até a novos duelos serem anunciados pelo XFC.

“Em um ano abrindo portas para os jovens mais talentosos da América Latina, tivemos inúmeros destaques. Esses jovens têm como meta serem campeões mundiais, terem em posse o cinturão do XFC. Não é justo com eles que campeões se neguem a defender seus títulos. Tanto Deivison como Pearl se negaram por diversas vezes fazer isso. Pearl se mantem inativa por mais de um ano, não aceitando nossas ofertas de luta. Já Deivison se comprometeu, ao vivo, dentro do hexágono, que defenderia seu título contra Junior Assunção. Semanas se passaram e ele e sua equipe me deixaram claro que não querem que essa luta aconteça. Assim, Junior, nosso ex-campeão entre os leves, está confirmado na disputa pelo cinturão vago”, justificou Myron.

Os estrangeiros Ryan Thomas, Eric Reynolds, Cortey Casey, Andrea Lee, Stephanie Skinner, Angelica Chavez, Andy Nguyen, Dave Courchaine, Daniel Swain, Jeremy Severn, Stephen Bass, Ladarious Jackson e Dejuan Hathaway também foram dispensados.

O XFC prepara sua primeira edição em 2015 para março, em São Paulo, com data e local exatos a serem confirmados pela organização do evento. A campeã do GP peso-mosca feminino da segunda temporada será conhecida neste card, com a final entre Poliana Botelho e Silvaneide “Marretinha” Pereira sendo realizada entre as principais atrações do show. As semifinais dos torneios peso-palha feminino (até 52,2kg) e peso-galo masculino (até 61,2kg) também terão lugar especial no card, que ainda contará com superlutas a serem anunciadas.

Motivado com paternidade, Campeão do WSOF, Marlon Moraes encara nova defesa de cinturão

Lutador é campeão do World Series of Fighting - Divulgação WSOF/Lucas Noonan

Lutador é campeão do World Series of Fighting – Divulgação WSOF/Lucas Noonan

Em março de 2014, Marlon Moraes chegou ao topo da categoria peso-galo (até 61,2kg) do World Series of Fighting (WSOF). Agora, após defender seu título com sucesso diante de Cody Bollinger, em setembro passado, o campeão tem novo desafio pela frente: no dia 12 de fevereiro, Marlon encara o invicto Josh Hill na principal luta do WSOF 18, em Alberta, no Canadá. E o combate é ainda mais especial para o brasileiro, já que será o primeiro após se tornar pai pela primeira vez. Desde 29 de setembro de 2014, o filho Rafael anima a vida do lutador.

A chegada do rebento inspira ainda mais o campeão. Diferente do ocorrido em sua última luta, quando a esposa Izabella estava próxima de dar à luz, Marlon tem a cabeça totalmente voltada para o combate. “Lutei dia 13 de setembro, e o Rafael nasceu dia 29. Minha esposa já estava nas últimas semanas de gravidez, ela nem assistiu à luta por conta disso. E ela sempre assiste. Ficava pensando nisso, mas, quando fechou a porta do cage, esqueci tudo. Agora, meu filho já está com quase quatro meses, então consigo focar só na minha próxima defesa de título”, avisa.

Aos 26 anos de idade, sendo três deles invicto na carreira, Marlon Moraes venceu os seis combates realizados pelo WSOF. São quase oito anos desde a estreia profissional. De lá para cá, foram 18 lutas, sendo 13 vitórias, quatro derrotas e um empate. A fase do lutador da equipe Ricardo Almeida Jiu-Jitsu / Valor Martial Arts é a melhor já vivida, dentro e fora do cage.

“A chegada do Rafael só serviu para deixar as coisas ainda melhores para mim. Me deu mais inspiração para tudo, mais vontade de ser sempre o melhor. Sei que o futuro dele depende de mim, então me entrego ainda mais nos treinos, e será assim também na luta. Meus treinamentos estão intensos, já na reta final, e ele tem ajudado a deixar as coisas menos sacrificantes. Saio correndo da academia para casa, para ficar com ele. Estou feliz como nunca estive antes”, garante.

Paternidade motiva campeão para novo desafio - Arquivo Pessoal

Paternidade motiva campeão para novo desafio – Arquivo Pessoal

Lutador comemora quatro anos vivendo nos Estados Unidos

Natural de Nova Friburgo, Região Serrana do Rio de Janeiro, Marlon Moraes tem mais motivos para comemorar. Já são quatro anos morando e treinando nos Estados Unidos, entre Flórida, estado onde reside, e New Jersey, onde fica a sede da equipe Ricardo Almeida Jiu-Jitsu e onde encerra seu camp de treinamento. A estabilidade conquistada no país é bem diferente do que Marlon vivia no Brasil, e foi o amigo Edson Barboza que abriu as portas dos novos caminhos que o hoje campeão peso-galo do WSOF tomou.

“As coisas estavam difíceis no Rio de Janeiro, queria viver da luta e não estava conseguindo. Sabia que, se viesse para os Estados Unidos, oportunidades melhores surgiriam. O Edson conseguiu me colocar para dar aulas de muay thai na Flórida, e não pensei duas vezes. Vim com a cara e a coragem. Em pouco tempo, consegui fazer algumas lutas em eventos americanos e até que cheguei ao WSOF”, conta.

Já vivendo nos Estados Unidos, Marlon Moraes passou a conviver ainda mais com Edson, amigo de infância, e Anderson França, seu primeiro treinador de muay thai e responsável por afiar sua modalidade até hoje. Os amigos foram fundamentais para que Marlon superasse os empecilhos naturais de uma mudança de país. No início de 2012, o ciclo de amizades no mundo da luta ficaria ainda maior.

“O Edson foi convidado pelo Frankie Edgar para ser sparring da revanche contra o Ben Henderson. Ele foi e ficou impressionado com os treinos por lá, e falou de mim para o próprio Frankie e seus treinadores, o Mark Henry e o Cachorrão (Ricardo Almeida). Eles deram o ‘ok’ e fui para lá. Foi até engraçado, porque o Mark não acreditou em tudo que o Edson falou que eu era. Quando ele viu meu primeiro treino, ficou impressionado e nos contou que não esperava pelo que havia visto”, relembra, aos risos.

Natural de Nova Friburgo, Região Serrana do Rio de Janeiro, Marlon Moraes iniciou sua trajetória nas artes marciais aos nove anos, em treinos de muay thai influenciado por amigos. Em 10 anos na modalidade, foram 32 lutas profissionais, sendo 31 vitórias e apenas uma derrota. Campeão brasileiro de muay thai, Marlon estreou nas artes marciais mistas em abril de 2007, com vitória. São 18 lutas como profissional de MMA, sendo 13 vitórias, quatro derrotas e um empate. Em março de 2014, conquistou sua maior glória na carreira, ao se tornar campeão peso-galo (até 61,2kg) do World Series of Fighting (WSOF), título já defendido uma vez com sucesso.

Conor McGregor dá show novamente, atropela Siver e sai do octógono para provocar José Aldo no UFC Boston

Conor McGregor vence mais uma e vai enfrentar José Aldo - Divulgação

Conor McGregor vence mais uma e vai enfrentar José Aldo – Divulgação

 

O UFC realizou a edição Fight Night Boston neste domingo, na arena do clube da NBA, Boston Celtics.

Com a luta principal entre o irlandês Conor McGregor enfrentando o alemão Dennis Siver, o atual astro do Ultimate deu show novamente.

Dominando a luta do começo ao fim, Conor não deu nenhuma chance a Siver, utilizando da distância e atacando com uma grande diversidade de golpes.

A vitória veio no segundo round, após acertar um soco que fez Dennis sentir e ir ao solo.

Com muita calma, McGregor montou e desferiu uma série de socos no oponente para acabar com a luta.

Provocações sobre Aldo. Combate deve acontecer em Las Vegas no mês de maio…

Após comemorar a vitória, Conor imitou a atitude de José Aldo no UFC 142, saindo do octógono, o lutador foi em direção ao brasileiro para provocar novamente.

Impedido por seguranças da Arena de chegar próximo do brasileiro, Conor aos gritos provocou o futuro oponente.

Após o evento, a emissora americana FOX entrevistou Aldo que falou sobre o ocorrido.

“Eu apenas sorri. Porque ele é o bobo. Então eu tenho que ficar rindo (dele).

Enquanto eu tiver minha equipe e meu treinador do meu lado, ninguém vai me vencer. Sou novo, tenho 28 anos e muito para fazer.

Essa luta pode ser a maior da história. Vai ajudar e muito, o esporte a crescer.” comentou Aldo.

O duelo deve acontecer no mês de maio em Las Vegas, segundo o Presidente do UFC, Dana White, frustrando os planos de McGregor para realizar o combate em um estádio de futebol.

Dana justificou o motivo alegando que os custos para realizar um evento em uma Arena são muito altos principalmente em eventos que é preciso uma proteção contra chuvas.

A edição seria o UFC 187 no dia 23 de maio, semana de feriado americano.

McGregor parte para cima de Aldo que sorri - Reprodução

McGregor parte para cima de Aldo que sorri – Reprodução

O brasileiro Gleison Tibau enfrentou um duro desafio neste sábado contra o americano Norman Parke.

Precisando usar seu Wrestling e Jiu Jitsu para impressionar os árbitros, o lutador acabou enfrentando grande parte do combate em pé mas conseguiu lidar com a situação, vencendo por decisão dividida.

Outros destaques são a vitória de Uriah Hall sobre Ron Stallings e Lorenz Larkin que venceu John Howard ambos por nocaute técnico.

Em uma luta muito disputada, Donald Cerrone conquistou mais uma vitória, desta vez sobre Benson Henderson, alcançando a sétima vitória seguida.

Veja os resultados do evento:

Card principal
Conor McGregor derrotou Dennis Siver por TKO no 2R.
Donald Cerrone derrotou Ben Henderson por decisão unânime dos jurados.
Uriah Hall derrotou Ron Stallings por TKO (interrupção médica) no 1R.
Gleison Tibau derrotou Norman Parke por decisão dividida dos jurados.

Card preliminar
Cathal Pendred derrotou Sean Spencer por decisão unânime dos jurados.
Lorenz Larkin derrotou John Howard por TKO no 1R.
Chris Wade derrotou Zhang Lipeng por decisão unânime dos jurados.
Patrick Holohan derrotou Shane Howell por decisão unânime dos jurados.
Johnny Case derrotou Frank Perez por TKO no 3R.
Charles Rosa finalizou Sean Soriano com um triângulo de mão no 3R.
Sean O’Connell derrotou Matt Van Buren por TKO no 3R.
Joby Sanchez derrotou Tateki Matsuda por decisão dividida dos jurados.

Em festa irlandesa em pesagem, Conor McGregor provoca Siver e manda mensagem para José Aldo: Eu estou chegando!

Conor (direita) enfrenta Siver buscando vitória para enfrentar Aldo - Divulgação

Conor (direita) enfrenta Siver buscando vitória para enfrentar Aldo – Divulgação

 

O UFC realizou a pesagem oficial neste último sábado da edição Fight Night em Boston, que acontece neste domingo.

Com a luta principal entre o irlandês Conor McGregor enfrentando o alemão Dennis Siver, o evento não teve atletas acima do peso permitido.

Ignorando o fato de enfrentar Siver, Conor que tem adotado uma postura provocadora visando o brasileiro campeão do Ultimate, c, aproveitou mais uma vez para mandar um recado ao lutador.

“Amanha a noite, a invasão irlandesa vai continuar. É sobre a disputa de título dos 145 libras. Podem avisar o José (Aldo). Eu estou chegando!” disparou Conor que provocou Siver com gestos durante a encarada.

O duelo é visto com grande importância para os planos do UFC, que já deixou publicamente declarado, um futuro duelo entre o irlandês contra Aldo, caso venha vencer Siver neste domingo.

Sem se preocupar com o adversário, Conor apenas quer provar ao público especializado que não é apenas um falastrão.

“Eu me movimento diferente, penso e falo de forma diferente. Eu sou o rei desta divisão. Vou acabar com todos um por um e após limpar a divisão vou subir para o peso leve.” disparou o atleta em entrevista a organização.

Irritado com as provocações e deboche de McGregor, o alemão Siver quer provar que pode calar os críticos que consideram já um duelo entre Conor e José Aldo.

“Já estive nesta situação antes e venci. Superei o obstáculo. Estou indo para nocautear. Ele me irritou mas quero mostrar que posso nocautear com meus chutes e socos.”disse Siver em uma dos vídeos de divulgação do evento.

Amigos, Cerrone e Henderson não se encaram - Divulgação

Amigos, Cerrone e Henderson não se encaram – Divulgação

 

Em um clima totalmente diferente da luta principal, os amigos Donald Cerrone e Benson Henderson se enfrentam na co luta principal do evento.

Aceitando a luta em cima da hora com a lesão do oponente de Henderson, Eddie Alvarez, Cerrone volta a lutar, 13 dias depois de vencer Myles Jury no UFC 182.

Os lutadores já se enfrentaram duas vezes e Henderson acabou vencendo os dois duelos anteriores, porém Cerrone vem em uma série impressionante de 6 vitórias seguidas enquanto Benson tenta se recuperar de duas derrotas no UFC.

O Brasil vai ser representado pelo lutador Gleison Tibau que enfrenta Norman Parke na edição.

 

Tibau (esquerda) encara Parke neste sábado - Divulgação

Tibau (esquerda) encara Parke neste sábado – Divulgação

 

Veja o card do evento:

Peso-pena (até 66,3kg): Conor McGregor (65,8kg) x Dennis Siver (66,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Donald Cerrone (70,3kg) x Ben Henderson (70,8kg)
Peso-médio (até 84,4kg): Uriah Hall (84,4kg) x Ron Stallings (83,9kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Norman Parke (70,8kg) x Gleison Tibau (70,8kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Cathal Pendred (77,6kg) x Sean Spencer (77,6kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): John Howard (77,1kg) x Lorenz Larkin (77,6kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Zhang Lipeng (70,8kg) x Chris Wade (70,8kg)
Peso-mosca (até 57,2kg): Patrick Holohan (56,7kg) x Shane Howell (56,7kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Johnny Case (70,8kg) x Frank Perez (70,3kg)
Peso-pena (até 66,3kg) : Charles Rosa (65,8kg) x Sean Soriano (66,2kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Matt Van Buren (93kg) x Sean O’Connell (93,4kg)
Peso-mosca (até 57,2kg): Tateki Matsuda (56,7kg) x Joby Sanchez (57,2kg)

 

Patrício Pitbull faz elogios a Straus, responde as críticas e visualiza próximo combate no Bellator: Eu mereço respeito!

Patrício Pitbull finaliza e vence primeira defesa de cinturão - Divulgação

Patrício Pitbull finaliza e vence primeira defesa de cinturão – Divulgação

 

O campeão peso pena do Bellator, uma das principais organizações de MMA do planeta atualmente, Patrício “Pitbull” Freire analisou sua performance contra Daniel Straus na última edição 132, que aconteceu nesta semana.

Respondendo ás críticas sofridas após sofrer seu primeiro knockdown na carreira, o lutador fez uma avaliação do combate e já está pensando no próximo desafio.

“Eu não to muito preocupado com o que alguns poucos estão dizendo, se o resultado tivesse sido nocaute no primeiro round com menos de um minuto todo mundo ia dizer que Straus não é um lutador a altura, que ele não é top, que a luta foi fácil porque no Bellator não tem lutador duro.

Então tá aí, o cara é duro, fez uma luta de quatro rounds comigo, eu consegui acabar por finalização, um aspecto de luta que eu não vinha usando desde a minha primeira luta no Bellator e essa foi minha luta de número 13.

A última vez que eu finalizei foi há mais de 4 anos atrás na primeira luta do gp de 2010 e hoje eu consegui lutar de uma maneira mais completa, eu não me certifiquei só de lutar em pé, eu mesclei, mesmo estando machucado consegui derrubar Straus. Quando ele me derrubava eu conseguia reverter ou ficar em pé, e consegui levar a luta pro chão e finalizar.

Coisa que eu não fazia, e agora eu to mesclando meu jogo. Eu aumentei o nível de competição. Eu ficar machucado durante o combate foi normal, isso é coisa de luta.

Elevar o nível de competição não quer dizer que não vou ser agredido, quer dizer que pode ser uma guerra, o cara pode dar uma guerra pra mim assim como posso dar uma guerra pra ele e pode resultar nisso, acontecer algumas coisas feias como aconteceu. Dedo no olho, chute no saco. A tensão, querer o cinturão, às vezes faz isso, acontecem coisas que a gente não espera.

 

Lutador comemora primeira vitória em defesa de título - Divulgação

Lutador comemora primeira vitória em defesa de título – Divulgação

 

Eu esperava que as reações fossem todas positivas. No meu instagram e twitter a galera tá me dando parabéns, agradecendo pela guerra que eu fiz.

 

Mesmo o cara tentando me desestabilizar, me acertando com golpes baixos, eu consegui vencer. É isso que eu esperava que todo mundo dizer, porque quem viu a luta sabe que foi isso.

 

A galera é muito crítica, não vêem as coisas pelo lado positivo. Na verdade tem muitas cobras nesse meio. Quando você é campeão todo mundo quer ver você perder, a verdade é essa. Fico triste com isso, mas fod…

 

Quem está lutando no nível que eu estou aqui não se deixa bater fácil, não é fácil fazer o que a gente faz aqui. Falar é fácil.

 

Eu não tenho desculpas a dar para ninguém, consegui reverter a luta e manter o cinturão em casa mesmo com tanta adversidade.

 

Sendo que algumas coisas não são tão fáceis, quem tá do lado de fora não consegue ver o que acontece no ring e pode julgar de uma maneira diferente, do jeito que quer.

 

Mas eu tomei um dedo no olho, levei uma cabeçada, tomei vários golpes baixos. A joelhada que eu apliquei em Straus foi limpa, infelizmente pegou meu pé. Só resvalou nele, não foi um chute no saco.

 

Ele usou disso para descansar, mas o golpe pegou no corpo e ele sentiu. Eu tive que acabar com a luta de novo (por finalização).

 

Achei que fiz uma luta de altíssimo nível, não de alto nível. Peguei uma adversário à altura e foi ótimo isso para minha carreira, para minha experiência. Tomar um knockdown, ir à lona, fechar o olho mais uma vez em uma luta, abrir e sair sangrando, dar a volta por cima.

 

Analisei a luta, gostei muito da luta. Me achei mais rápido, estava fazendo mais fintas, fui acertado, coisas que não é todo lutador que consegue fazer comigo. Para mim eu achei ótimo, foi ótima a luta.

 

A luta teve todos os aspectos, teve soco, teve chute, teve parte boa no clinch. Podia ter sido com menos paradas, mas infelizmente ocorreu. Quem acha que estou lutando em baixo nível venha aqui e tente tomar o cinturão.

 

O primeiro round foi sido pau a pau, lá e cá. O segundo eu tava ganhando e depois ele perdeu um ponto. Terceiro round foi todo dele. Quarto round tava lá e cá e eu venci a luta. Foi uma guerra e eu consegui a vitória, eu mereço respeito!” disparou o atleta.

 

O lutador admitiu que os golpes baixos de Straus, acabou atrapalhando sua concentração e fez elogios ao oponente.

 

Ter levado os golpes baixos tirou um pouco do meu ímpeto e tirou um pouco também da minha estratégia. Entrou em conflito, toda a hora a luta era parada, toda hora acontecia alguma coisa na luta que tinha que recomeçar. Straus veio melhor do que se esperava, mas eu sabia que a luta ia ser dura, a luta foi disputada.

 

Realmente a luta teve um nível elevado, Straus veio melhor do que nunca, todo mundo viu que ele veio melhor. Eu nunca tomei um knockdown na vida e ele me deu um knockdown. Eu não sei se fui prejudicado pela cabeçada que tirou minha visão ou foi o fato dele estar melhor na trocação, mas uma coisa ajudou a outra.

 

Straus estava com muita vontade de ganhar o cinturão e por isso pode ter sido que, sem intenção, ele me prejudicou e isso ajudou a ele, porque me machucou. E foi isso, mas eu to aqui, eu sou campeão do mundo, o cinturão tá comigo.

 

Patrício e George se encaram - Divulgação

Patrício e George se encaram – Divulgação

Visualizando o futuro na organização, o atleta que deve enfrentar George Karakhanyan analisa o adversário mas também está disponível caso a organização resolva dar mais uma chance a Straus, atleta que já perdeu duas vezes para Patrício.

“Nós  (eu e George) lutamos quase 4 anos atrás e na época, nós dois eramos favoritos para vencer o torneio. Ele teve uma boa sequência fora do Bellator e voltou depois de perder o título do WSOF.

Eu achei que a luta com Bubba Jenkins seria mais difícil, mas ele mostrou a força que tem na guilhotina. Vai ser uma boa luta. Eu pensava que o Bellator iria esperar a luta de Daniel Weichel antes de decidir com quem lutarei, mas se é isso que eles querem vamos nessa.

Beleza, venci ele (Straus) em 2011 por decisão unânime, venci agora nessa sexta por finalização mesmo com tanto empecilho durante o combate consegui me manter calmo, reverter a luta e vencer.

Se tem gente dizendo que ele merece uma revanche eu aceito, pode botar aqui.

Eu to aqui pra confirmar que eu sou forte, que eu sou duro, que eu sou o melhor lutador da categoria. Não me escondo atrás de nada.

Quem botar pra eu enfrentar eu enfrento, não escolho adversário. Se quiserem me dar Curran eu luto contra Curran, se quiserem me dar Karakhanyan eu luto, se quiserem botar Straus de novo eu luto, quem quiserem botar eu luto.

 

Não tem problema. Eu não to aqui pra escolher adversário, não me importo se a luta vai ser dura. Só quero que me dêem uma guerra e eu aceito.

 

Não fujo de desafios, o desafio está aceito para qualquer lutador do planeta. Se querem que eu bata em Straus pela terceira vez não tem problema, não vejo problema, podem botar” disparou.

UFC oficializa revanche entre Dillashaw e Barão, Maldonado encara Rampage no Canadá em edição 186 no mês de abril

Dillashaw enfrenta Barão no Canadá - Divulgação

Dillashaw enfrenta Barão no Canadá – Divulgação

 

Maldonado enfrenta Rampage no Canadá - Divulgação

Maldonado enfrenta Rampage no Canadá – Divulgação

O UFC anunciou na noite deste sábado, quatro grandes combates para os fãs.

Oficializando a edição em Montreal no dia 25 de abril, o Ultimate confirmou os rumores e anunciou a revanche entre o americano e atual campeão peso galo TJ Dillashaw contra o brasileiro Renan Barão.

Após tomar o cinturão do brasileiro na edição 173, Dillashaw iria enfrentar o americano Dominick Cruz porém uma lesão mudou os planos.

Com Raphael Assunção machucado, o UFC acabou não tendo muitas escolhas e confirmou a revanche.

Outro importante duelo, Fábio Maldonado vai receber a volta do americano Quinton “Rampage” Jackson.

Além destas duas lutas, o UFC anunciou outros dois combates: o canadense Rory MacDonald enfrenta Hector Lombard e o inglês Michael Bisping retorna contra CB Dollaway.

 

KSW oficializa edição e anuncia duas lutas de cinturão -  Um dos maiores eventos da Europa, o KSW anunciou sua trigésima edição.

No dia 21 de fevereiro a organização retorna com duas disputas de cinturão na cidade de Poznan, na Polônia.

Com o retorno dos campeões Borys Mankowski (meio médio) e Karolina Kowalkiewicz, a edição tem o retorno de Rafal Moks, Aslambek Saidov e Anzor Azhiev.

 

Shields finaliza e vai enfrentar Toquinho por cinturão do WSOF – Neste sábado, o World Series of Fighting realizou sua décima sétima edição em Las Vegas.

Na luta principal, o ex lutador do UFC, o americano Jake Shields venceu o compatriota Brian Foster por mata leão.

A vitória credenciou o lutador para enfrentar o atual campeão da categoria, Rousimar “Toquinho” Palhares.

 

Gabi Garcia faz estréia no MMA pelo Jungle Fight – Um dos maiores nomes do Jiu Jitsu, a lutadora Gabi Garcia finalmente vai fazer sua estréia no MMA.

A lutadora aceitou a proposta do evento Jungle Fight, considerado o maior da América Latina e vai fazer sua estréia no mês de março.

A informação foi divulgada pela Revista Tatame e oficializada através de Wallid Ismail, Presidente do Jungle ao site Combate.com.

Bi campeã do ADCC (Abu Dhabi Combat Championship), maior competição de luta agarrada do mundo, Gabi também é hexacampeã mundial no peso absoluto.

 

AFC anuncia seletiva para reality show e projeto MMA solidário – O evento paulista Americas Fighting Championship anunciou nesta semana dois importantes projetos para o ano de 2015.

Realizando uma seletiva no mês de abril, o evento anunciou mudanças no formato do processo seletivo.

Até então, apenas atletas amadores poderiam participar do evento e em caso de vitória, poderiam ganhar uma vaga no reality show,  programado para o segundo semestre de 2015.

Como o programa já conta com alguns atletas e alguns deles após a seletiva já lutaram em eventos profissionais, a diretoria do AFC resolver realizar uma mudança importante.

Se você tem no máximo uma luta como profissional registrada e pertence a categoria até 65kgs ou até 77kgs, você está apto para participar da seletiva.

Caso sua categoria seja outra, poderá participar do evento e assim, ganhar mais experiência no MMA além de concorrer um contrato com o AFC.

O próximo AFC acontecerá na cidade de Pirassununga-SP no dia 11 de Abril.

Além disso, o evento anunciou um projeto chamado MMA Solidário em parceria com academias paulistas.

O projeto será a inclusão de jovens de baixa renda que não tenham condições de pagar uma mensalidade e então conseguirá treinar sem custo em dia e horário previamente determinado.

“Na verdade várias academias já disponibilizam algumas vagas ou alguns dias para atender jovens de baixa renda, para treinarem na academia e nós do AFC vamos apenas divulgar as academias que fazem este tipo de trabalho e tornar estas academias públicas e reconhecer este trabalho social que já fazem e estão de parabéns.

O projeto quem de fato estará no dia-a-dia passando os conhecimentos é cada mestre de cada academia.“ disse Andrews Henrique, presidente do evento.

 

 

José Aldo enfrenta platéia irlandesa com bom humor, deixa aberto chance de subir de peso após vencer McGregor: Continuo como rei!

Bem humorado, Aldo respóndeu perguntas de fãs em Boston - Divulgação

Bem humorado, Aldo respóndeu perguntas de fãs em Boston – Divulgação

 

Neste sábado, o campeão peso pena do UFC, José Aldo enfrentou uma experiência diferente.

Convidado especial do Ultimate para uma seção de perguntas e respostas do UFC Fight Night Boston, o lutador encarou com bom humor as provocações da torcida irlandesa que esteve em grande número no evento.

Com a torcida fazendo um grande barulho durante o evento, o tradutor do atleta, Jorge Gurgel teve dificuldades de entender as perguntas mas o brasileiro levou com bom humor as provocações.

“Será um prazer calar todos esses fãs. Sobre o que eles falarem, eu não entendo p… nenhuma mesmo, então tanto faz.” brincou o lutador.

Sendo diversas vezes provocado por torcedores durante as perguntas, o brasileiro manteve o bom humor mantendo o discurso que adotou após a vitória sobre Chad Mendes no Rio de Janeiro.

“Minha melhor arma eu já tenho comigo em mente. Eu sou o rei. Ele é apenas o bobo, e vamos ver o que ele vai tentar fazer comigo. Ele vai continuar sendo o bobo. Pode fazer o que quiser, mas o lugar dele é sempre o do bobo. Eu continuo como rei, o Chad é o príncipe e o Conor é o bobo.

Pronto para mim ele é que nunca estará. Ele pode treinar e se preparar muito para uma luta. Mas, para lutar contra mim, ele nunca estará pronto. Conor é que tem que agradecer por poder me enfrentar, porque eu sou o campeão, o rei dos pesos-penas.” disse Aldo que deixou aberto uma futura subida de peso quando limpar a divisão, vencendo todos os adversários.

“Por enquanto apenas estou concentrado na minha próxima luta que já está marcada e só vai depender do resultado da luta do McGregor (caso Conor vença Siver neste domingo, vai enfrentar Aldo pelo cinturão). Aí depois disto poderei te responder melhor. Mas deixo aberto sim o desejo de subir de peso.

Depois que eu vencer o McGregor e se eu tiver a oportunidade de subir de peso, vou querer lutar contra Anthony Pettis, claro, ou mesmo contra o TJ Dillashaw se ele subir para os penas.

Mas os dois são mais para o futuro. Já uma luta contra o Barão é quase impossível de acontecer. Torço para que ele recupere o cinturão dele, mas nós sempre estaremos em categorias diferentes, por isso é muito pouco provável que uma luta entre nós aconteça.” comentou Aldo.

O lutador está em Boston para acompanhar o duelo principal entre o irlandês Conor McGregor contra o alemão Dennis Siver.

Com teste antidoping negativos, UFC anuncia multa de 25 mil dólares a Jon Jones por quebra de Código de Conduta

Jones é multado em 25 mil dólares após quebra de Código de Conduta do UFC - Divulgação

Jones é multado em 25 mil dólares após quebra de Código de Conduta do UFC – Divulgação

Após muita polêmica, o UFC anunciou oficialmente sua posição referente ao caso Jon Jones, que foi pego fora de competição, com suposto uso de cocaína.

Com Jones, atual campeão meio pesado do UFC e o desafiante Daniel Cormier tendo exames negativos, o Ultimate anunciou oficialmente uma punição a Jones por quebra de Código de Conduta.

O atleta foi punido em 25 mil dólares (por volta de 68 mil reais), porém não vai perder o cinturão.

Veja o comunicado na íntegra:

O UFC anunciou hoje que o campeão dos pesos-meio-pesados Jon Jones está sendo multado em US$ 25 mil por violar o Código de Conduta dos Atletas da organização. Jones testou positivo em um teste antidoping feito fora do período de luta pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC) no dia 4 de dezembro de 2015. Os US$ 25 mil serão doados a programas de prevenção para uso de drogas.

O UFC tomou essa decisão após investigar os fatos, e após receber a informação da Comissão Atlética de que Jones passou em todos os testes feitos após a sua luta no UFC 182, dia 3 de janeiro de 2015.

Patrício Pitbull enfrenta dificuldades, finaliza Straus e mantém cinturão do Bellator

Patrício Pitbull finaliza e vence primeira defesa de cinturão - Divulgação

Patrício Pitbull finaliza e vence primeira defesa de cinturão – Divulgação

 

A primeira defesa de cinturão do brasileiro Patrício Pitbull no Bellator, foi um combate cheio de emoções.

Enfrentando um revanche contra Daniel Straus, Patrício precisou de muita paciência para aplicar a estratégia e conseguir vencer.

Com Straus sendo agressivo desde o início buscando o combate em pé, o brasileiro sentiu o poder de Daniel chegando a ter um corte no supercílio durante a luta.

Daniel chegou a perder um ponto na contagem após aplicar golpes ilegais em sequência no segundo round.

Mesmo pressionado, enfrentando os problemas, Patrício começou a mostrar a força de seu jogo a partir do terceiro round, levando a luta para o solo.

Patrício buscou algumas finalizações mas somente teve êxito no quarto round, após aplicar uma bela queda e encaixar um mata leão fazendo Straus desistir.

O próximo desafio de Patrício que conquista a vigésima terceira vitória na carreira é o armênio George Karakhanyan.

Aldo assiste jogo da NBA com Dana White - Reprodução Facebook

Aldo assiste jogo da NBA com Dana White – Reprodução Facebook

Aldo curte jogo da NBA com Dana White - O campeão do UFC, José Aldo aproveitou a estadia em Boston como convidado especial, para assistir um jogo do Boston Celtics juntamente do Presidente do UFC, Dana White.

O lutador postou uma foto nas redes sociais com o patrão e sua esposa, Vivianne.

Aldo vai estar assistindo o UFC Fight Night Boston e será o convidado da seção de perguntas e respostas do evento.

Bellator contrata Kimbo Slice e negocia com Mirko Crocop - O evento americano Bellator anunciou na noite desta quinta feira a contratação do ex lutador do UFC e boxe, Kevin “Kimbo Slice” Ferguson.

Conhecido por protagonizar combates clandestinos no passado, o atleta é famoso por suas lutas “sem regras” divulgadas nas redes sociais.

Outro que pode desembarcar na organização é a lenda croata Mirko Crocop.

Segundo o jornalista Marc Raimondi, a ida de Scott Coker para o Japão pode resultar na contratação do atleta de 42 anos.

Lenda do MMA e kickboxing, Crocop já foi campeão do GP absoluto no extinto evento japonês PRIDE e campeão do K-1 em 2013.

Crocop pode ser contratado pelo Bellator - Divulgação GLORY/James Law

Crocop pode ser contratado pelo Bellator – Divulgação GLORY/James Law

 

 

Fabrício Werdum revela acerto de duelo com Cain Velasquez no México, dia 13 de junho

Werdum divulga arte revelando acerto de combate com Velasquez - Reprodução Facebook

Werdum divulga arte revelando acerto de combate com Velasquez – Reprodução Facebook

 

O duelo de unificação entre cinturões do peso pesado no UFC está próximo de acontecer.

Segundo o lutador Fabrício Werdum, que postou em suas redes sociais uma arte divulgando o combate com Cain Velasquez, atual campeão linear da categoria, no dia 13 de junho na edição 188 do UFC que deve acontecer no México.

Com o combate marcado pela primeira vez, na edição 180 e desmarcado após uma grave lesão de Cain, Werdum revelou que o combate já está praticamente acertado para a data em entrevista ao site Combate.com

“Postei no Instagram, mas 99% de chance de ser essa data mesmo. Aproveitei que o Dana White anunciou outro dia, o evento no México para começar a propaganda.

O Dana ainda não anunciou oficialmente, mas vai ser nessa data mesmo.” apontou Werdum.

Sem lutar desde outubro de 2013, quando venceu Júnior Cigano, Velasquez encara uma recuperação de uma lesão grave no joelho.

Werdum vem de grandes vitórias no UFC, sobre Travis Browne, Roy Nelson e um nocaute espetacular em cima de Mark Hunt, campeão mundial de kickboxing em 2002.

 

Antonio Pezão volta a fazer luta principal no Brasil - Divulgação

Antonio Pezão (direita) volta a fazer luta principal no Brasil – Divulgação

Feliz com nova luta principal, Antônio Pezão encara Mir e prega respeito – Acostumado a protagonizar combates inesquecíveis para os fãs de MMA, Antônio Pezão segue em alta no UFC e, no início do mês, recebeu mais uma ótima notícia. Escalado inicialmente para encarar o norte-americano Frank Mir no UFC 184, que será disputado no dia 28 de fevereiro, em Los Angeles (EUA), ele viu outra grande oportunidade cair sobre seu colo.

Com a lesão do amigo e companheiro de treinamentos Glover Teixeira, que enfrentaria o norte-americano Rashad Evans, o lutador ficou com a responsabilidade de representar o Brasil no combate principal do UFC Fight Night 61, que acontece no Ginásio do Gigantinho, em Porto Alegre (RS), no próximo dia 22 de fevereiro. Apesar da mudança de local, o oponente do brasileiro segue inalterado.

 

“Verdade, teve um reviravolta e novamente estou tendo a oportunidade de lutar no Brasil. Tenho certeza que vou voltar melhor, com a cabeça diferente e consciente de que ganha quem erra menos. Vou tentar dar o melhor para buscar a vitória e dar a volta por cima. O UFC sabe que independente de resultado, eu entro para dar o meu máximo. Acredito que eles saibam que sempre tenho o espírito de dar o meu melhor e que não estou lá de brincadeira”, afirmou.

“O Frank Mir vem um tempo fora de ação, mas é um grande atleta e tem uma ótima bagagem no MMA internacional. Como ele não vem de boas lutas, tenho certeza de que vai querer vir melhor para esse duelo. Apesar disso, sei que preciso pensar primeiro nos meus treinamentos e no meu lado psicológico. Se tudo estiver encaixado, vou conseguir um resultado positivo”

Confiante no trabalho que vem sendo realizado na American Top Team, Antônio Pezão fez questão de elogiar seus companheiros, responsáveis por afiar suas armas para o próximo combate.

“Meu camp está muito bom. Tem um atleta que é muito importante nessa preparação para duelos com atletas bons de chão, que é o Steve Mocco, ex-atleta olímpico de wrestling. O Augusto Sakai está vindo de Curitiba para me auxiliar na parte em pé, além do Katel Kubis que está comigo há muito tempo. A ATT tem um material humano excelente e todos estão me ajudando”, concluiu.

WSOF revela negociações para edição na China e defende contratação de Thiago Silva – O Presidente do WSOF (World Series of Fighting) Ray Sefo, revelou que a organização está em negociações para realizar sua primeira edição na China.

A revelação aconteceu na coletiva de imprensa feita pela organização, nesta quinta feira nos Estados Unidos.

Ray também defendeu a contratação de Thiago Silva, que recentemente foi demitido pelo UFC após problemas com a justiça americana.

“Ninguém é perfeito. Ele (Thiago) tem se defendido na justiça. Todo mundo tem direito a uma segunda chance.” respondeu Sefo.

 

Jacaré fica doente e combate com Romero é adiado – O duelo entre Ronaldo Jacaré contra o cubano Yoel Romero não vai mais acontecer no UFC 184, que acontece no dia 28 de fevereiro.

Pego com uma pneumonia, o lutador não vai conseguir estar pronto para o combate a tempo e o UFC resolveu adiar o duelo para uma data futura.

A edição vai contar apenas com 11 combates com destaques para as disputas de cinturão com Ronda Rousey enfrentando Cat Zingano e a esperada luta entre Chris Weidman contra Vitor Belfort.

 

Jacaré se machuca e combate com Romero é adiado - Ana Carolina/Gazeta Press

Jacaré se machuca e combate com Romero é adiado – Ana Carolina/Gazeta Press

 

Patrício Pitbull faz encarada tensa com Straus no Bellator – O atual campeão peso pena do evento americano Bellator, Patrício “Pitbull” Freire conseguiu superar a balança sem problemas na pesagem nesta sexta feira.

Protagonizando uma grande encarada com Daniel Straus, cheia de tensão, o duelo será a primeira defesa de cinturão do brasileiro que conquistou o tútulo após vencer Pat Curran.

 

Patricio encara Straus em pesagem - Divulgação

Patricio encara Straus em pesagem – Divulgação