Sem definição de combate entre Aldo e McGregor, UFC intensifica divulgação de edição 189

 

Luta de Aldo e McGregor é divulgada de forma intensa - Ana Carolina/Gazeta Press

Luta de Aldo e McGregor é divulgada de forma intensa – Ana Carolina/Gazeta Press

 

Faltando pouco menos de duas semanas para a principal edição do ano no UFC, o seu evento na Semana Internacional, que acontece em Las Vegas no dia 11 de julho.

Mesmo ainda sem uma definição oficial da Comissão Atlética de Nevada, o Ultimate anunciou nesta semana, que José Aldo está mantido como adversário do irlandês Conor McGregor.

Lesionado, a organização desmentiu o treinador do brasileiro, André Pederneiras, que nesta semana em conversa com jornalistas brasileiros, disse que médicos brasileiros detectaram a quebra de uma costela, enquanto o Ultimate alega que médicos estrangeiros detectaram um edema ósseo e lesão na cartilagem do atleta.

A decisão pode se prolongada até próximo da pesagem oficial, que acontece no dia 10, aonde a Comissão Atlética vai examinar o brasileiro e decidir se Aldo vai ter a permissão para enfrentar Conor.

Mediante a isto, o UFC continua a intensificar a divulgação do evento e divulgou 5 vídeos promocionais, destacando a grande rivalidade criada pelos atletas.

Caso, Aldo seja vetado, o UFC já deixou o americano Chad Mendes de sobreaviso e o mesmo será o oponente de McGregor em um combate que vai ser válido pelo cinturão interino peso pena.

 

Luis Japa e Thiago Ferrari brilham, Carcaça vence na estréia do Aspera FC em São Paulo -  Neste último final de semana, o evento Aspera FC realizou sua primeira edição na cidade.

Com o propósito de revelar atletas para eventos internacionais, o Aspera teve muitos nocautes em sua edição.

Na luta principal, Guilherme Carcaça precisou de três rounds para superar Juliano Miltão.

Carcaça vence no Aspera - Ana Carolina/Gazeta Press

Carcaça vence no Aspera – Ana Carolina/Gazeta Press

Mesmo melhor do que o adversário durante todo o combate, Carcaça chegou a aplicar um knockdown no adversário mas sem conseguir acabar com a luta antes do fim.

Outros dois destaques da edição, Luis Rafael Japa aplicou um nocaute com um chute na cabeça de Caio Rodrigues e manteve seu cartel invicto com seu trigésimo triunfo.

Quem também não tomou conhecimento do adversário, foi Thiago Ferrari que superou Rafael Nunes em apenas 71 segundos de luta.

O Aspera retorna a São Paulo, somente no segundo semestre, nos dias 3 de outubro e 21 de novembro, além de desembarcar em Indaiatuba, interior paulista no dia 22 de agosto.

 

Luis Japa aplica nocaute e conquista trigésima vitória - Ana Carolina/Gazeta Press

Luis Japa aplica nocaute e conquista trigésima vitória – Ana Carolina/Gazeta Press

 

Sogra de Lyoto pede aposentadoria de lutador - A sogra do ex-campeão do UFC, Lyoto Machida, fez um desabafo nas redes sociais.

Ray do Vale, sogra do atleta, publicou um texto implorando ao atleta para que o mesmo deixe o esporte.

Revelando ser contra a escolha de Machida pelo MMA, a Ray pediu para o brasileiro que está com 37 anos e que vem de duas derrotas para que possa “viver mais a vida”.

Derrota para Romero faz sogre de Lyoto fazer desabafo em redes sociais - Divulgação

Derrota para Romero faz sogre de Lyoto fazer desabafo em redes sociais – Divulgação

 

Veja na íntegra o desabafo de Ray do Vale:

“Pare agora Lyoto! Vá viver!

Lyoto é uma alma nobre, espiritual e sensível. Nunca entendi sua entrada nesse mundo selvagem, de pessoas e valores tão diferentes dos que ele sempre cultivou. Assim mesmo sempre o apoiei, sem julgamentos ou avaliações. Detesto a luta, mas amo o lutador. A admiração e a confiança que tenho na sua integridade e na sua nobreza foram a senha para que respeitasse o caminho que escolheu. Ele saberia a hora de parar. Tomara que seja logo!

Lyoto já viveu o seu sonho de criança, quando acordava de madrugada, driblando a vigilância da família pacífica e bem formada, para assistir os “telecatch” da vida, sonhando ser um daqueles monstrengos que, naquela época, apenas fingiam bater, em cenas de pseudoviolência, quase pastelão. E quando cresceu, como é da sua índole, correu atrás do desejo da sua criança.

Mas… me permito dizer agora: definitivamente, Lyoto não combina com esse mundo selvagem e sangrento, que não finge ferir, fere! Ok. Ele já viveu a experiência que desejou viver. Se o universo dos chutes e socos letais sempre foi selvagem, cada dia se torna mais perigoso e distante da alma de Lyoto.

Hoje, mais que antes, é um mundo de criaturas anabolizadas, verdadeiros feixes de músculos artificiais, duros e impiedosos como barras de aço. Lyoto não combina com músculos fabricados em oficinas nem um pouco éticas. Ele jamais apelaria para meios escusos. Sua marca é a disciplina e a disciplina. Seu recurso maior, a meditação e uma alimentação super equilibrada, sob orientação técnica, e amorosamente cuidada pelas mãos de alguém tão disciplinada quando ele – sua mulher. Essa tarefa ela não delega a ninguém. Seus pratos balanceados vem da alquimia de um amor incondicional e de um cuidado irrestrito, quase espartano. Como misturar o Lyoto dos sucos verdes, das fibras integrais, do cardápio ao óleo de coco, com aqueles homens mecânicos, cyborgs contemporâneos?

Vá viver, Lyoto! Você já atendeu ao seu desejo de menino! E já ofertou o que podia àqueles que admiram apenas o lutador. Esses só lhe festejam na vitória. São impiedosos quando o jogo vira. Agora aproveite os que amam o homem, o SER, o cidadão comum, que perde e ganha nos jogos da existência, que erra e acerta; volte a viver em sua alma brincalhona, aprontar suas conhecidas “pegadinhas” de mau gosto com os amigos.

Vá comer seu bife com batata frita e tomar um suco nutricionalmente incorreto, cheio de açúcar, aqui e ali, como qualquer menino piolhento e de pé sujo. Deixe o mundo dos homens que se esqueceram de si mesmos e vá ser um pouco o moleque de joelhos escoriados de alegria. Seja menino de novo! E diga aos outros meninos, esses sim, iguais a você: fui, venci, perdi. E daí? Estou de volta pro meu aconchego! E pra minha pipa! Go, menino Lyoto! Boa pelada!”

Kléber Koike vence ex campeão do WEC, Miguel Torres e conquista cinturão do Rebel FC – O brasileiro Kléber Koike continua conquistando espaço no MMA internacional.

O lutador que reside no Japão, conquistou neste final de semana, a maior vitória de sua carreira.

Enfrentando na final do GP peso pena do evento asiático Rebel FC, Kleber enfrentou o ex campeão do extinto evento americano WEC, Miguel Torres, que já foi considerado o melhor atleta do mundo.

Usando mais uma vez seu Jiu Jitsu, Kleber conseguiu surpreender o favoritismo de Torres e finalizou o americano no segundo round.

É a segunda vitória expressiva de Kleber que já tinha vencido a promessa polonesa Anzor Azhiev também por finalização no KSW.

Kleber Koike conquista cinturão do Rebel FC - Divulgação

Kleber Koike conquista cinturão do Rebel FC – Divulgação

Thiago Marreta rouba a cena com nocaute e Yoel Romero vence Lyoto Machida no UFC Flórida

Romero vence Machida no UFC Flórida - Divulgação

Romero vence Machida no UFC Flórida – Divulgação

 

Lyoto não resiste a cubano e volta a ser nocauteado - Divulgação

Lyoto não resiste a cubano e volta a perder – Divulgação

O UFC realizou a edição Fight Night na cidade de Hollywood, na Flórida, nos Estados Unidos.

Na luta principal do evento, o brasileiro Lyoto Machida, enfrentou o cubano Yoel Romero, em um duelo importante para a categoria.

Começando melhor, Lyoto procurava se movimentar muito, trabalhando muitos chutes baixos e contragolpes com soco de esquerda, enquanto Romero procurava cercar e encurralar Lyoto.

No segundo round, o cubano conseguiu encontrar a distância, e usar melhor seu boxe, desferindo mais socos no brasileiro que continuava a manter a estratégia de chutes com movimentação.

Porém, o triunfo de Yoel aconteceu no terceiro round.

Conhecido por ter um bom jogo de quedas, sendo medalhista de prata nas Olimpíadas, Romero aplicou uma queda em Machida e com algumas cotoveladas acabou nocauteando o brasileiro.

Quem brilhou foi o lutador Thiago Marreta.

Em apenas 29 segundos de luta, o carioca aplicou um nocaute com um chute alto na cabeça do canadense Steve Bosse.

O nocaute está sendo considerado como concorrente ao “Nocaute do Ano” e rendeu a Marreta, o prêmio de melhor performance da noite.

Thiago Marreta nocauteia adversário em 29 segundos - Divulgação

Thiago Marreta nocauteia adversário em 29 segundos – Divulgação

 

Outros destaques da edição, são as vitórias do americano Lorenz Larkin sobre o argentino Santiago Ponzinibbio, Antonio Carlos (Cara de Sapato) Júnior, que finalizou Eddie Gordon e Tony Sims que nocauteou Steve Montgomery.

O UFC retorna no dia 11 de julho, com a Semana Internacional da Luta e a edição 189, onde o brasileiro José Aldo defende o cinturão peso pena contra o irlandês Conor McGregor.

 

 

 

UFC Machida x Romero
Hollywood, Estados Unidos
Sábado, 27 de junho de 2015

Card principal
Yoel Romero derrotou Lyoto Machida por nocaute no 3R
Lorenz Larkin derrotou Santiago Ponzinibbio por nocaute técnico no 2R
Antônio Cara de Sapato finalizou Eddie Gordon com um mata-leão no 3R
Thiago Marreta derrotou Steve Bosse por nocaute no 1R
Hacran Dias derrotou Levan Makashvili por decisão dividida dos árbitros

Card preliminar
Alex Cowboy derrotou Joe Merritt por decisão unânime dos jurados
Leandro Buscapé derrotou Lewis Gonzalez por decisão unânime dos jurados
Tony Sims derrotou Steve Montgomery por nocaute técnico no 1R
Sirwan Kakai derrotou Danny Martinez por decisão unânime dos jurados

Buscando estar próximo de cinturão, Lyoto Machida e Yoel Romero se enfrentam neste sábado no UFC Flórida

Lyoto Machida encara cubano neste sábado - Divulgação

Lyoto Machida encara cubano neste sábado – Divulgação

O UFC realiza a edição Fight Night Hollywood neste sábado, na Flórida, nos Estados Unidos.

No combate principal, o brasileiro Lyoto Machida que recentemente perdeu para o americano Luke Rockhold, quer voltar novamente a figurar entre os concorrentes a uma disputa de cinturão no peso médio.

Para isso, o karateca encara o cubano Yoel Romero, medalhista de prata na luta olímpica nas Olimpíadas e que também está no páreo, buscando a mesma oportunidade de Machida.

O evento também conta com diversos brasileiros na edição como: Antônio Carlos Júnior (Cara de Sapato), Leandro Buscapé, Alex Cowboy, Thiago Marreta e Hacran Dias.

A edição sofreu diversas mudanças, saindo de São Paulo mudando de sede para os Estados Unidos.

O card também foi modificado ás pressas, devido a um problema no sistema que regulamenta os vistos para os Estados Unidos no Brasil, no Consulado Americano, impedindo que lutadores brasileiros garantir seu visto a tempo da edição.

O duelo entre Machida e Romero terá a transmissão da Rede Globo de Televisão a partir da meia noite e cinqüenta, madrugada de sábado para domingo.

O evento na íntegra será transmitido pelo Canal Combate.

Veja o card do evento:

UFC Machida x Romero
Hollywood, Estados Unidos
Sábado, 27 de junho de 2015

Lyoto Machida x Yoel Romero
Lorenz Larkin x Santiago Ponzinibbio
Antônio Cara de Sapato x Eddie Gordon
Alex Cowboy x Joe Merritt
Leandro Buscapé x Lewis Gonzalez
Thiago Marreta x Steve Bosse
Hacran Dias x Levan Makashvili
Steve Montgomery x Tony Sims
Danny Martinez x Sirwan Kakai

 

Divulgando edição em julho no Rio, ex-BBB, Franciele Almeida faz ensaio sensual para o Jungle Fight

Franciele Almeida vai estar no Jungle Fight - Divulgação/Léo Marinho

Franciele Almeida vai estar no Jungle Fight – Divulgação/Léo Marinho

 

A ex-BBB Franciele Almeida mostrou boa forma em ensaio sensual na academia X-gym, no Rio de Janeiro. Sem descuidar da alimentação e praticando esportes ao ar livre, ela se prepara para ser ring girl do maior evento de MMA da América Latina, dia 4 de Julho, no Centro Esportivo Miécimo da Silva – RJ.

 

Marcos Braz, Secretário de Esportes do Rio de Janeiro, destacou a importância do esporte como projeto de inclusão social e a influência que os atletas trazem para as novas gerações.

 

“O MMA, regrado e disciplinado, gera grandes e autênticos campeões. São exemplos de vidas transformadas positivamente através do esporte. Queremos bons exemplos dentro das nossas Vilas Olímpicas e, como sinônimo de esporte no Rio, o Miécimo é o palco ideal para que o Jungle volte à cidade, depois de mais de um ano afastado, trazendo esses bons exemplos”, avaliou o Secretário.

 

Wallid Ismail, presidente da organização, lembrou que a Cidade Maravilhosa está em evidência nesse período entre Copa do Mundo e Olimpíadas, e foi além: destacou os grandes combates que os guerreiros da selva proporcionam ao público, além  da oportunidade que o Jungle Fight traz para os atletas com menos oportunidades mostrarem seu trabalho.
“Estou muito feliz por voltar ao Rio de Janeiro. Com a passagem da Copa do Mundo e às vésperas das Olimpíadas na Cidade Maravilhosa, o mundo está com os olhos aqui. É um ótimo momento para esses atletas aparecerem para o mundo, pois são excelentes lutadores e dão show para os fãs de MMA. Além disso, o Jungle Fight sempre abre as portas para academias de menor expressão mostrarem seu valor no Card Social. Vão ser seis combates entre lutadores de comunidades, pois esse é um dos principais papéis do esporte”, finalizou Wallid.

 

Para assistir aos combates e conferir de perto as curvas das belas ring girls da organização, o fã de MMA poderá procurar umas das lojas Ortobom e retirar, cada um, até dois ingressos. Outra maneira de adquirir entradas, é através da parceria Jungle Fight e Camisaria Colombo. Quem comprar R$ 120,00 em qualquer loja da marca em todo o Brasil, terá direito a um par de ingressos. Para isso, basta enviar o cupom fiscal, nome completo e RG para colombo@junglefc.com.br e retirar os ingressos na entrada do Centro Esportivo.

 

O Jungle Fight 79 conta com um total de 15 combates de MMA, com direito a duas disputas de cinturões. Amanda Ribas e Tania Pereda lutam pelo topo da categoria peso-palha feminino (até 52kg), enquanto Otto Rodrigues e Luiz Japeri duelam pelo título dos penas (até 66 kg).

 

Modelo fez ensaio na academia X-Gym - Divulgação/Léo Marinho

Modelo fez ensaio na academia X-Gym – Divulgação/Léo Marinho

 

Jungle Fight 79

Data: 4 de julho

Local: Centro Esportivo Miécimo da Silva – Campo Grande – Rio de Janeiro

 

 

Confira o card do Jungle Fight 79:

16. Amanda Ribas (Marcelo Ribas/NU) x Tania Pereda (Bujutsu / Union Mat) Cinturão 52kg

15. Otto Rodrigues (Xgym) x Luiz Carlos “Japeri” Silva (Casquinha Jiu jitsu) Cinturão 66kg

14. Ary Santos (Arena Champs/NU) x Henderson Martins (TFT) 70kg

13. Javiero Orlando Giudici Team / Red Lions x Eduardo Fidelis (ATS Team) – 70kg

12. Hugo Rocha (Luiz Muai thay Team) x Rodrigo Praia (Team Nogueira) 61kg

11. Murilo Filho (Team Mangueira) x Paulo Cesar “Indio” (Team Nogueira) 70kg

10. Adriano Capitulino (Rio Fighters) x Cristiano Ribeiro Lopes (Xgym) 77kg

9. Claudio Cezario (Team Nogueira) x Junior Silva (C e J Jiujitsu) 77kg

8. Diogo “Pink” Silva (Xgym) x Jose Claudio Vieira (Relma Team) 66kg

CARD SOCIAL FURNAS

7. Wellington “nenem” Lopes (Rio Fighters) x Cleberson “Menor” Rodrigues (Equipe Pejor) 57 kg

6. Elifrank Coriolano x Paulo Cesar “nenem” (Team Crezio ) 61kg

5. Matheus “Queimados” (Fx Preta de Jesus) x Wanderson “Psicopata” Targino (Equipe Pejor) 61kg

4. Elionei Bras (Team Crezio) x Felipe Dourado (Relma Team) 84kg

3. Wagner “pezinho” Maia (Carlson Gracie Team / Team Baixinho) x Henrique “montanha” Silva (luiz Muai thay Team) Peso Pesado

2. Jose Edécio x Denilson de Oliveira (Relma Team) 70kg

 

Kickboxing

 

1. Dennys Ferreira x Jorge Coutinho – 70kg

 

Lojas Ortobom participantes:

Barra Shopping
West 
Shopping
Park Shopping
Bangu Shopping
Norte shopping
Via Park
Botafogo Praia Shopping
Madureira shopping
Recreio shopping
Américas shopping
Shopping da Gávea
Shopping Downtown
Shopping Rio Sul

 

Em noite de nocautes, Leonardo Limberger vence luta principal do Shooto Brasil 55 no Rio

Leonardo Limberger vence luta principal do Shooto - Felipe Fiorito/Garra

Leonardo Limberger vence luta principal do Shooto – Divulgação/Felipe Fiorito

A noite da 55ª edição do Shooto Brasil reservou 14 duelos para os fãs de MMA, nesta sexta-feira, dia 26 de junho. No clube Hebraica, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Leonardo Limberger, da Rizzo RVT, venceu Jamil Silveira, da Dragon FIght / Nova União, na principal luta do card. O triunfo foi conquistado por decisão unânime dos juízes laterais após três rounds intensos de combate. Cinco nocautes ainda fizeram a alegria dos apaixonados por luta. A franquia tem sua próxima edição agendada para o dia 2 de agosto, novamente nas dependências do Hebraica.

A principal luta da noite foi também um combate de gerações. Aos 20 anos, Limberguer comemorou a sétima vitória no cartel profissional de oito lutas, mas não teve vida fácil. Diante do experiente Jamil Silveira, que realizou sua 59ª luta na carreira, o pupilo de Pedro Rizzo se favoreceu do ponto retirado de Silveira no segundo round, após o cearense segurar por duas vezes na grade do cage.

“Agradeço ao Rizzo por ter me trazido ao Rio de Janeiro e ter me dado um abrigo, um local excelente para treinar. Estava disposto a trocar golpes com ele em pé, mas estava preparado se a luta se estendesse para o chão. Me dediquei muito para conseguir essa vitória, e quero dedicá-la para minha mãe e meus amigos de Porto Alegre”, comemorou o gaúcho.

O combate que antecedeu a principal luta do evento foi também uma grande atração. Marcado pela franca trocação durante os três rounds, com ambos os atletas buscando o nocaute o tempo inteiro, o duelo entre Fábio Nativo e Joel Soares provocou uma grande euforia no público presente. O equilibro dentro do cage ficou explícito com o empate majoritário que os juízes laterais marcaram nas papeletas.

Nocaute avassalador e finalizações iniciais empolgam público

Uma das lutas mais aplaudidas e contagiantes da noite foi a de Jhonata Silva, atleta da Nova União, que dominou amplamente Danilo Gomes, da equipe Pejor. Utilizando-se de joelhadas voadoras, Silva conseguiu alguns knockdowns até que, no meio do segundo round, o árbitro central precisou interromper a sequência aplicada pelo jovem lutador.

Destaque também para os confrontos entre Marco Nenê contra Rafael Bernardo e José Miltinho Farias contra Alexandre Cirne, que terminaram antes do minuto inicial. A primeira culminou em triunfo de Rafael por nocaute técnico, enquanto o segundo combate foi o mais rápido do Shooto Brasil 55 e acabou aos 18 segundos do primeiro round. Uma série de finalizações marcou o início do show, com as três primeiras lutas terminando desta forma. Daniel Hortegas, Matheus Malta e Buno Polegar finalizaram, respectivamente, Victor Siqueira, Murilo Marques e Victor Sombra.

Shooto Brasil 55 – Resultados oficiais

Até 66,1kg: Leonardo Limberger venceu Jamil Silveira por decisão unânime dos juízes laterais
Até 77,5kg: Fábio Ventura e Joel Soares empataram em decisão majoritária dos juízes laterais
Até 61,6kg: Irmeson Oliveira venceu Michael William por decisão unânime dos juízes laterais
Até 61,6kg: José Milton venceu Alexandre Cirne por nocaute técnico aos 18seg do primeiro round
Até 61,6kg: Jones Murilo venceu Thiago “Bananinha” Melo por nocaute técnico aos 1min e 55 seg do segundo round
Até 57,1kg: Jiraya Pereira venceu Leonardo Moura por decisão dividida dos juízes laterais
Até 57,1kg: Klinger Pinheiro venceu Adailton Silva por decisão unânime dos juízes laterais
Até 52,5kg: Jhonata Silva venceu Danilo Gomes por nocaute técnico aos 3min 55seg do segundo round
Até 57,1kg: Rafael Macapá venceu Ronald Castro por decisão unânime dos juízes laterais
Até 68kg: Rafael Bernardo venceu Marcos Nenê por nocaute técnico aos 56seg do primeiro round
Até 57,1kg: Cleverson Carrilho venceu Elvis Batista por nocaute técnico aos 2min 15seg do segundo round
Até 57,1kg: Bruno Polegar finalizou Victor Sombra com um mata-leão aos 4min 03seg do terceiro round
Até 57,1kg: Matheus Malta finalizou Murilo Marques com um triângulo de mão aos 1min e 59seg do primeiro round
Até 61,6kg: Daniel Hortegas finalizou Victor Siqueira com uma chave de braço aos 58seg do primeiro round

Conor McGregor mira queixo de José Aldo: Quero nocauteá-lo!

McGregor quer nocaute sobre Aldo - Ana Carolina/Gazeta Press

McGregor quer nocaute sobre Aldo – Ana Carolina/Gazeta Press

O irlandês Conor McGregor pela primeira vez falou aos jornalistas sobre a lesão que o atual campeão do UFC, o brasileiro José Aldo.

Sem se importar com os fatos decorrentes nesta semana, McGregor apenas está focado em si mesmo e chegou a mostrar entendimento, sobre a lesão de Aldo.

“Faz parte dos negócios, é o que tem que ser. Estou apenas focado em mim. Estou bem fisicamente, com saúde e em forma. Apenas quero ser um melhor artista marcial.” declarou Conor que promete não se aproveitar da vantagem de poder enfrentar Aldo que está enfrentando um edema ósseo.

“Procuro seu queixo. Quero nocauteá-lo. Ele não precisa se preocupar com sua costela porque não irei atacar ali propositalmente. Temos uma luta marcada.” disse Conor que admitiu não saber se realmente vai enfrentar o brasileiro mesmo com a confirmação do UFC, acerca da luta.

“Agora eu não sei. Não estou nem aí. Eu vou estar com 65kg no dia 11 de julho e um cinturão de ouro afivelado em minha cintura.” disparou o irlandês.

O duelo marcado para o UFC 189 ainda possui riscos de não acontecer.

Caso a Comissão Atlética de Nevada impeça Aldo de lutar, o americano Chad Mendes já está de sobreaviso.

Fazendo luta principal do Áspera FC, Guilherme Carcaça fala sobre treinos fora do Brasil e dificuldades no MMA - Na luta principal do Aspera FC 21, que acontece nesta sexta-feira no ginásio do Clube Esperia, em São Paulo, um lutador que busca reabilitação na carreira depois de uma série de eventos que serviram de aprendizado. Quando muitos pensariam em desistir da carreira, Guilherme Carcaça usou a dificuldade para dar a volta por cima.

Carcaça foi mais um brasileiro que tentou a sorte nos Estados Unidos. Viveu uma grande experiência, mas não conseguiu o principal objetivo: lutar.

“Eu sempre tive vontade de treinar nos Estados Unidos, até de morar lá. Na primeira vez que fui, como córner dos irmãos Patricky e Patricio Pitbull, acabei conhecendo o (ex-UFC) Kurt Pellegrino. Fiz amizade com alguns brasileiros que moravam por perto, em New Jersey, e voltei para ficar 15 dias lá. Retornei ao Brasil para lutar, vinha de 10 vitórias seguidas, mas acabei perdendo. Isso me deixou triste e me fez pensar que eu tinha que buscar algo mais, então tive a vontade de ir para os Estados Unidos a sério”.

O período nos Estados Unidos não foi fácil. Ele teve que atravessar o país por conta de dificuldade com a neve e saiu de New Jersey, na costa leste, para São Francisco, na costa oeste. Foi lá que ele treinou com diversos astros do MMA mundial, deu aula na academia de Cesar Gracie, mas novamente não conseguiu lutar.

“No começo, eu estava hospedado longe da academia do Kurt. Como estava nevando, era muito difícil. Por intermédio do meu empresário americano, fui para São Francisco, na Califórnia. Foi quando eu treinei na academia do (peso leve do UFC) Gilbert Melendez, toda sexta-feira eu fazia sparring lá. Fiz rola com o Jake Shields, conheci o Gilbert, um cara muito legal, humilde, fiz um treino com o Nate Diaz (não pude ficar indo mais vezes lá nos irmãos Diaz porque era bem longe).

Por causa de dinheiro, dei bastante aula nos Estados Unidos, na academia do Cesar Gracie, mas não consegui lutar. Era difícil conseguir luta para mim por causa do meu cartel. Eles falavam que meu cartel era bom, que eu era faixa-preta de jiu-jítsu. A maioria dos caras lá com carteis parecidos já estão em eventos maiores como o UFC, o Bellator, o WSOF. Quando conseguia uma luta, era muito em cima da hora, tinha que perder 10 a 12 quilos em dois dias. Acabou que não consegui lutar, mas a experiência foi ótima. Para falar a verdade, só voltei para o Brasil por causa do meu filho de 3 anos”.

Carcaça tenta tirar proveito da experiência, mesmo tendo ficado quase um ano e meio fora de ação. Ele diz que o tempo que ficou em outro país o ajudou a melhorar inclusive como homem.

“Eu amadureci muito nesse período nos Estados Unidos. Cresci muito, não só como atleta, mas como ser humano, como homem. Passar um tempo longe das pessoas que você gosta, da família, estar em outro país com necessidades. Cresci como atleta e como pessoa”.

Carcaça fala sobre treinos fora do Brasil - Arquivo Pessoal

Carcaça fala sobre treinos fora do Brasil – Arquivo Pessoal

Ao retornar, sentiu na pele a dificuldade de conciliar seu sustento com a vida de atleta profissional num esporte que ainda está em fase de crescimento.

“Voltei para o Brasil e abri uma academia para poder me sustentar. Estava com luta marcada no MMA Super Heroes, mas tive que cancelar por causa das seletivas do TUF Brasil 4. Fiz a seletiva, fui pré-selecionado, mas não fui chamado pelo UFC para ir a Las Vegas (integrando o elenco final do programa). Então vi que era a hora de me preparar para voltar a lutar, já que eu estava estabelecido, estava bem. Fiz uma luta em maio (venceu no Evolution Of Fighters 9) e vou fazer a luta principal do Aspera FC 21 agora.

A gente pensa em parar de lutar. É difícil essa vida de atleta no Brasil, tem que conciliar muita coisa. Quando eu perdi depois de 10 vitórias seguidas, pensei que não conseguiria mais lutar num evento grande internacional. Fiquei desanimado”.

Ao invés de ceder às dificuldades, Carcaça juntou forças para reagir. Reuniu alguns amigos, atletas de alto nível, e fixou-se em Campinas, onde formou uma equipe que vai ganhando estrutura e vitórias.

“Eu treinava na Team Nogueira, no Rio de Janeiro, mas ficava muito complicado pela distância. Eu tenho uma equipe muito boa aqui em Campinas, tanto que o Ricardo Carcacinha já até lutou lá fora, no Legacy FC, sem precisar sair daqui, fez uma estreia boa. A gente se juntou mais, eu não fui mais para o Rio e criamos a Black Sheeps.

Trouxemos um wrestler americano, o Alex Muñoz, que treina com o campeão olímpico Kenny Monday e é sparring do Johny Hendricks – o Alex é o único cara que faz frente com o Hendricks em termos de queda. Ele dá aula todo dia de manhã para a gente, treina com a gente. Tenho o Fabio Maldonado que me ajuda sempre, o Carcacinha, que todo mundo viu a promessa que é lá no Legacy. Estamos voando” disparou.

Carcaça faz luta principal do Áspera FC em São Paulo - Ana Carolina/Gazeta Press

Carcaça faz luta principal do Áspera FC em São Paulo – Ana Carolina/Gazeta Press

Aldo sorri após confirmação de luta pelo UFC - Envolvido em toda a ppolêmica acerca de sua lesão na costela, José Aldo postou uma foto nas redes sociais.

Sorrindo, o lutador mostrou sua satisfação de poder enfrentar Conor McGregor na edição 189.

Apesar dos sorrisos, Aldo ainda vai enfrentar uma avaliação médica feita pela Comissão Atlética que pode vetar o confronto.

Sorridente, Aldo mostra alegria de poder lutar no UFC 189 - Divulgação

Sorridente, Aldo mostra alegria de poder lutar no UFC 189 – Divulgação

Segundo site, exame negativo de Spider é ignorado por Comissão Atlética de Nevada

Exame negativo de Spider não será usado em denúncia - Divulgação

Exame negativo de Spider não será usado em denúncia – Divulgação

Um novo capítulo do caso de doping de Anderson Silva, foi revelado na manhã desta quinta feira.

Em publicação do blog “Na grade do MMA”,a Comissão Atlética de Nevada, órgão que regulariza os esportes de combate em Las Vegas, apenas considerou um dos laboratórios que aplicaram o exame antidoping no lutador, o Sports Medicine Research & Testing Laboratory (SMRTL), teria descartado, o resultado de outro laboratório, o Quest Diagnóstica, que teria feito o mesmo exame com Anderson.

O representante da Comissão Atlética de MMA, Christopher Eccles, declarou ao blog, que não é obrigado a incluir o exame negativo nos autos, já que só os exames positivos são usados como base de denúncia.

Spider tem até o dia 7 de agosto para apresentar sua defesa, por escrito para a Comissão.

O brasileiro corre o risco de pegar de 9 meses a 2 anos de suspensão, e será julgado pela Comissão, por uso proibido de três substâncias: Drostanolona e dois ansiolíticos.

UFC nega costela quebrada de Aldo e mantém duelo contra Conor McGregor. Chad Mendes é mantido como substituto

Luta de Aldo e McGregor é mantida pelo UFC - Ana Carolina/Gazeta Press

Luta de Aldo e McGregor é mantida pelo UFC – Ana Carolina/Gazeta Press

 

O UFC finalmente se pronunciou na noite desta quarta feira.

Em um comunicado oficial enviado a imprensa, a organização negou a fratura de uma costela do lutador brasileiro José Aldo, atual campeão peso pena do UFC.

Segundo o comunicado, Aldo teria sido submetido a testes com diversos médicos que detectaram um edema ósseo e não uma fratura, como foi noticiado pela imprensa nesta semana.

Faltando cerca de duas semanas para o duelo, caso Aldo não consiga estar em condições de lutar, a organização anunciou que o americano Chad Mendes será o substituto e enfrentará o irlandês McGregor em um combate que vai valer o cinturão interino.

Porém, o Ultimate alega que Aldo deseja lutar mesmo enfrentando a lesão e Mendes apenas será uma garantia de entregar um bom combate para os fãs, já que o duelo que acontece no dia 11 de julho é o mais importante do ano, para o evento.

 

Mendes (direita) é plano B, caso Aldo não consiga lutar - Ana Carolina/Gazeta Press

Mendes (direita) é plano B, caso Aldo não consiga lutar – Ana Carolina/Gazeta Press

 

Veja o comunicado oficial:

Em virtude das recentes reportagens a respeito do estado de saúde do campeão peso-pena, José Aldo, o UFC recebeu confirmação médica de médicos diferentes que afirmaram que Aldo não quebrou a costela. Após revisão dos exames, foi determinado que o lutador sofreu um edema ósseo em sua costela e uma lesão na cartilagem durante um treino.

Após saber da notícia, Aldo já expressou sua intenção de enfrentar Conor McGregor no UFC 189.

Apesar de Aldo indicar que vai competir no dia 11 de julho,  o UFC confirmou um plano de contingência. O desafiante Chad Mendes, vai enfrentar Conor McGregor pelo título interino dos pesos-penas no evento caso Aldo não possa competir.

O UFC mantém a garantia de entregar as disputas de cinturão peso pena e peso meio médio no UFC 189, durante a Semana Internacional da Luta em Las Vegas.

Após anúncio do UFC, McGregor volta a provocar Aldo - Minutos depois do anúncio oficial do Ultimate, o irlandês Conor McGregor voltou a provocar José Aldo.

Com uma mensagem através de suas redes sociais, Conor que é conhecido por seu estilo provocador, disse que o brasileiro estaria apenas enfrentando uma “dor” (sinalizando que Aldo estaria tendo sintomas femininos).

“E acabou que ele só teve um pequeno período de dor.” disparou o irlandês, que no dia anterior confirmou sua presença no UFC 189.

Dana White publica foto sobre incêndio em sede do UFC – A semana não está sendo boa para o Presidente do UFC, Dana White.

Após a grande repercussão sobre a lesão de José Aldo, Dana teve que enfrentar mais um problema.

Em uma foto publicada pelo Presidente nas redes sociais, White revelou que um incêndio atingiu uma das sede do UFC, em Las Vegas.

“Nosso prédio está em chamas. Qual é o próximo (problema)? O que mais pode dar errado esta semana?” reclamou o Presidente.

Dana ironiza problemas  nas redes sociais - Reprodução Instagram

Dana ironiza problemas nas redes sociais – Reprodução Instagram

 

UFC anuncia luta de Roan Jucão contra Gegard Mousasi no Japão e revela membros de TUF japonês - O UFC anunciou mais um combate para a edição japonesa da organização, que acontece no dia 27 de setembro em Saitama.

O armênio Gegard Mousasi, que já enfrentou brasileiros como Ronaldo Jacaré e Lyoto Machida, vai enfrentar o lutador Roan “Jucão” Carneiro.

Além do combate, a organização revelou os 8 participantes do reality show de lutas da organização, Road to UFC Japan.

Contando com um ex atleta do UFC, o japonês Mizuto Hirota, que chegou a enfrentar Rodrigo Damm, no Brasil, o UFC apostou em atletas experientes e novas promessas do MMA japonês.

O reality show deve ser exibido na TV aberta japonesa, TV Tokyo (canal japonês aberto que tem transmissão na região metropolitana de Tokyo.) a partir de julho.

O duelo principal será entre os americanos Josh Barnett e Roy Nelson, que serão os treinadores do reality japonês.

Veja a lista completa dos atletas do TUF Japão:

Mizuto Hirota (17-7-1)
Daiki “DJ.taiki” Hata (17-9-7)
“Wicky” Akiyo Nishiura (13-8-1)
Nobumitsu “Tyson” Osawa (8-3)
Tatsunao Nagakura (11-5)
Teruto “Yashabo” Ishihara (7-2-1)
Tatsuya Ando (3-0)
Hiroto Uesako (8-5)

UFC anuncia oficialmente participantes de edição no Japão - Divulgação

UFC anuncia oficialmente participantes de edição no Japão – Divulgação

Cara de Sapato fala sobre treinos na ATT e diz que está confortável em nova categoria para luta no UFC

Cara de Sapato faz estréia em nova categoria no UFC neste sábado - Divulgação

Cara de Sapato faz estréia em nova categoria no UFC neste sábado – Divulgação

 

Campeão da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, Antônio Cara de Sapato ainda busca um espaço entre os maiores representantes do Brasil no UFC. Com duas lutas na maior organização do mundo, o paraibano, que conquistou o TUF entre os pesos-pesados e fez sua última luta entre os meio-pesados (93kg), desce de categoria no UFC Fight Night 70, marcado para este sábado (27), na Flórida (EUA).

A caminho de sua sexta luta no MMA profissional, o brasileiro encara o jamaicano Eddie Gordon, campeão da 19ª edição do The Ultimate Fighter, em duelo válido pelos médios (84kg).

A fim de melhorar ainda mais o seu jogo, Cara de Sapato fez toda sua preparação para o embate na American Top Team. Contando com ajuda de nomes de peso da modalidade, como Antônio Pezão, King Mo Lawal, Hector Lombard e Steve Mocco, o atleta fez questão de destacar sua evolução e se disse à vontade em relação ao novo peso.

“É a primeira vez que faço o camp fora do Brasil para uma luta de MMA. Tomei essa decisão visando melhorar o meu jogo e já senti uma evolução muito grande, principalmente na parte de wrestling. Acredito que tenha crescido bastante como lutador. Além disso, a questão da perda de peso que pensei que seria muito complicada, está sendo bem mais tranquila do que eu imaginava. Acho que eu encontrei a minha categoria e Isso vai me ajudar bastante para que eu tenha um bom rendimento dentro do octógono. Já me testei muito nos treinos e quero muito mostrar o resultado dos meus treinamentos na luta”, disse.

Sabedor das qualidades de seu próximo adversário, o brasileiro fez questão de elogiar as características de Gordon, mas lembrou que o fato do oponente vir de duas derrotas pode se virar a seu favor no decorrer do duelo. Consciente do que necessita para sair vitorioso, ele garante que está focado apenas em sair com o braço erguido, seja da maneira que for.

“Ele é um adversário bem qualificado, não é à toa que é campeão do The Ultimete Fighter 19. O fato dele vir de duas derrotas seguidas faz com que ele entre pressionado. Vou tentar impor o meu jogo, colocar bastante pressão nele para conquistar essa vitória. Não tenho como projetar como vai ser o combate, mas vou tentar ganhar round a round, manter o controle do octógono e ficando mais próximo do resultado positivo. Se vier o nocaute ou finalização ficarei satisfeito da mesma forma”.

Confiante em suas qualidades para chegar em um lugar de destaque na principal organização de MMA do planeta, Antônio Cara de Sapato sabe que o caminho para o sucesso é longo, mas garante que tem se esforçado ao máximo para evoluir e mostrar um talento capaz de lutar em alto nível por muitos anos.

“Tivemos poucas edições do The Ultimate Fighter no Brasil, então é preciso ter paciência. Eu acredito muito em mim e acho que tenho plenas condições de chegar no topo. Sei que preciso trabalhar muito, porque ainda estou começando no esporte. Preciso amadurecer muito o meu jogo, tenho muito a evoluir. Quero mostrar que estou pronto para mostrar meu talento e retribuir a confiança do UFC”, concluiu o atleta, patrocinado pela EWC Watches.

Felipe Sertanejo mira mudança de categoria no UFC e elogia parceiro Thomas Almeida: É impecável!

Sertanejo (direita) mira retorno em nova categoria - Arquivo Pessoal

Sertanejo (direita) mira retorno em nova categoria – Arquivo Pessoal

 

Um dos principais nomes do talentoso time da equipe Chute Boxe Diego Lima, Felipe Sertanejo quer respirar novos ares dentro do UFC. Há quase quatro anos na franquia, o atleta planeja voltar ao octógono já em nova categoria, entre os pesos-galos (até 61,6kg), deixando de competir entre os penas (até 66,2kg). Os testes no processo de corte de peso do lutador para isso se tornar realidade já começaram.

Sertanejo disputou sete lutas pelo UFC, sendo três vitórias, três derrotas e um empate. Aos 27 anos, o paulistano tem como objetivo descer de categoria para iniciar uma nova fase dentro da organização, na busca por uma boa sequência de vitórias pela franquia, o que ainda não conseguiu desde que debutou no octógono, em 2011.

“Eu vou descer de categoria. Estamos fazendo testes para ver como meu corpo vai reagir ao processo de corte de peso, mas acredito que não terei problemas. Normalmente peso 71kg, então a categoria dos galos é perfeita para mim. Assim como nos penas, é uma divisão muito concorrida, com muita gente boa, lutadores duros, mas vou me sair bem nela”, acredita Sertanejo.

Em sua última luta, em outubro de 2014, Felipe Sertanejo sucumbiu ao jogo estratégico no norte-americano Andre Filli e acabou derrotado por decisão unânime dos juízes. Desde então, focou na recuperação de algumas lesões antigas e no auxílio aos companheiros de equipe como Thomas Almeida, Lucas Mineiro e Allan Puro Osso. Agora, já curado das contusões que o incomodavam, o brasileiro anseia por voltar à ativa.

“Estou totalmente recuperado das lesões e com muita vontade de subir no octógono de novo. Espero não ter que aguardar muito para lutar novamente, ainda mais se minha próxima luta já for pelos galos, uma estreia na nova divisão, o que me deixará ainda mais motivado. Espero que no telefone ou na caixa de entrada do e-mail do Diego Lima – empresário e treinador do atleta – logo pinte um novo chamado do UFC para lutar”, deseja.

Aposta em title shot em breve para companheiro

Mudando de categoria e passando a competir entre os galos, Felipe Sertanejo terá na divisão a companhia do amigo e companheiro de treinos Thomas Almeida, que está em reta final de preparação para o duelo diante do inglês Brad Pickett, no UFC 189, dia 11 de julho. As habilidades do invicto Thominhas, que vem de duas belas apresentações no Ultimate, são exaltadas pelo parceiro, que tem uma previsão otimista para o jovem lutador.

“O Thomas é tecnicamente impecável. Acompanho muitos outros lutadores da categoria dele treinando e acho que nunca vi ninguém chegar no nível dele. Para ele chegar ao topo é questão de tempo. Só quem já sentiu a porrada dele sabe como sua mão é dura. O moleque é um fenômeno. Em um ano eu acredito que ele já esteja recebendo o title shot”, aposta Sertanejo.

Sertanejo faz elogios a amigo e parceiro de treino, Thomas Almeida - Divulgação/Gaspar Nóbrega

Sertanejo faz elogios a amigo e parceiro de treino, Thomas Almeida – Divulgação/Gaspar Nóbrega