Em vídeo, UFC revela reação de Anderson Silva ao saber de exame antidoping positivo

UFC divulga reação de Spider após conhecimento de doping positivo - Divulgação

UFC divulga reação de Spider após conhecimento de doping positivo – Divulgação

 

O próximo episódio do TUF Brasil 4 deve trazer grandes emoções.

Em um teaser divulgado pelo UFC nesta semana, o vídeo mostra o ídolo brasileiro Anderson Silva, sendo notificado e anunciando aos atletas do programa, que falhou em um exame antidoping.

As imagens também mostram o lutador, conversando com seu preparador físico, Rogério Camões, dizendo que não tomou nenhuma substância proibida.

O episódio será exibido neste próximo domingo, na Rede Globo de Televisão.

Spider já pediu dois adiamentos de seu julgamento pela Comissão Atlética de Nevada, visando esperar os resultados da análise de seus suplementos e deve ser ouvido em maio.

Veja os melhores momentos do GLORY 20 em Dubai com vitória de Saulo Cavalari

O GLORY, maior evento de kickboxing do mundo, divulgou seu vídeo especial com os melhores momentos da vigésima edição.

O evento que aconteceu em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, teve duas participações brasileiras.

O curitibano Saulo Cavalari venceu o duríssimo russo Artem Vahkitov e se credenciou para disputar o cinturão da categoria, que pertence ao turco Gokhan Saki.

Outro brasileiro, Alex Pereira participou da semifinal do torneio de contenders do peso médio e fez um combate muito duro mas acabou sendo derrotado pelo holandês Jason Wilnis.

O GLORY retorna no mês de maio, dia 8, com a edição em San Diego, que terá a presença do atleta Anderson Braddock que enfrenta o romeno Benjamin Adebuyi.

 

Sonhando repetir feito de Belfort, Gilbert Durinho encara Norman Parke no UFC Goiânia

O feito de Vitor Belfort é meta de Gilbert Durinho em Goiânia - William Lucas/Inovafoto

O feito de Vitor Belfort é meta de Gilbert Durinho em Goiânia – William Lucas/Inovafoto

 

Cada vez mais respeitado dentro do octógono, Gilbert Durinho ganhou o desejado reconhecimento também fora dele. O atleta teve aceito o pedido para lutar no UFC Fight Night 67, dia 30 de maio, em Goiânia, e vai enfrentar o norte-irlandês Norman Parke no card principal do show. Na mesma semana, recebeu a notícia de que seu contrato com o Ultimate foi renovado por mais quatro lutas.

O retorno de Durinho vai acontecer pouco mais de dois meses depois do intenso combate contra Alex Cowboy, que lhe rendeu a décima vitória em 10 lutas no MMA profissional. Apesar da finalização heroica nos últimos instantes do terceiro round, o brasileiro teve muitas dificuldades na luta em pé nos dois primeiros rounds, sem encontrar a distância ideal para trocar golpes com o oponente. A frustração no momento da luta, no entanto, deu lugar a uma imensa vontade de corrigir os erros cometidos.

“Depois da minha luta no Rio, passei por uma avaliação médica rigorosa e vimos que eu estava pronto para a próxima batalha. Tive um inchaço no olho, mas nada sério, por isso pedi para lutar em Goiânia. Quero me testar, seguir evoluindo, principalmente na minha trocação. No Rio, não fui bem na parte em pé. Agora vou focar muito nessa área, mas sem esquecer que posso derrubar e finalizar qualquer um da categoria. Meu jiu-jítsu é sempre uma boa arma, e eu adoro usá-lo”, comenta o lutador da Blackzilians.

A renovação de contrato do tricampeão mundial de jiu-jitsu, hoje com 28 anos, dá ainda mais tranquilidade e foco nos treinamentos. “Fiquei feliz com a renovação, é uma prova que meu trabalho está sendo reconhecido pelo UFC. Tenho três lutas boas no evento, ganhei bônus em duas delas. A renovação de contrato me dá tranquilidade para seguir focado em meus desafios, sabendo que os patrões estão gostando de ver em ação”, brinca o peso-leve, agraciado com os bônus de Performance da Noite nos triunfos sobre Alex Cowboy e Christos Giagos.

Objetivo é repetir Vitor Belfort

Para seu retorno à capital de Goiás, onde já esteve em 2013, no córner de Vitor Belfort no duelo contra Dan Henderson, Gilbert Durinho pretende utilizar a mesma tática de seu mentor: caçar o adversário desde os primeiros segundos de luta. Em oito oportunidades, Durinho encerrou o combate ainda no round inicial.

“Muita gente achava que o ‘Hendo’ poderia surpreender o Vitor, mas foi um atropelamento. Aquela atuação dele me inspira para voltar a Goiânia. Quero ser explosivo como o Vitor foi naquela luta, nocauteando um cara duríssimo em poucos segundos de luta”, sonha.

Durinho precisou de seu Jiu Jitsu para vencer Cowboy - Alexandre Loureiro/Inovafoto

Durinho precisou de seu Jiu Jitsu para vencer Cowboy – Alexandre Loureiro/Inovafoto

Após hiato, Nitrix Champion Fight anuncia retorno para maio com duas disputas de título

Evento realiza edição em maio - Divulgação

Evento realiza edição em maio – Divulgação

Após muita especulação sobre um possível retorno ou não do Nitrix Champion Fight, a principal organização de Santa Catarina e uma das maiores do Sul do Brasil está de volta.

 

A edição 23, que era pra ter acontecido em outubro de 2014 no Rio de Janeiro, mas por problemas de documentação que quase pois fim ao evento produzido por Isaías “Pelé” Santiago, não aconteceu, sete meses depois retorna com evento programado para o dia 9 de maio, em uma das cidades que melhor acolheu o evento na história da organização: Camboriú, em Santa Catarina, a casa do Nitrix Champion Fight.

 

O ginásio Irineu Bornhausen vai receber 10 lutas que serão transmitidas ao vivo pelo Canal Combate. Entre elas, duas disputas de cinturão, luta feminina e atletas que participaram das seletivas para entrar no TUF Brasil 4.

 

Na luta principal, um dos mais promissores atletas do estado de Santa Catarina enfrenta um dos atletas em ascensão no estado do Paraná. Huinderton Barbosa disputa frente a Eduardo Garvon o cinturão na categoria até 77 Kg. Este título pertencia a Leonardo Macarrão, que deixou vago ao ingressar no UFC. Garvon tem apenas 19 anos, sete vitórias e apenas uma derrota na carreira. Will Barbosa, natural de Tupã, em São Paulo, mas radicado em Itajaí, está invicto com três vitórias na carreira.

 

No co-evento principal, Geraldo “Cocão” encara Felipe Cruz. Natural de Vitória da Conquista, na Bahia, Geraldo Guimarães tem 22 anos, oito vitórias e três derrotas na carreira. Cruz é natural de Florianópolis, tem 15 vitórias e três derrotas na carreira. O título pertencia a Diego Barbosa, que deixou vago para ingressar no Jungle Fight.

 

Os atletas Peter Montibeller e Alexandre Cidade, ambos da equipe Team Tavares, participaram das seletivas para entrar na casa do TUF Brasil 4. Montibeller foi derrotado por Reginaldo Vieira e Cidade por Nikolas Mota, e retornam ao MMA nacional, medindo forças, respectivamente, com Maurício “Buda” Alves e Michel “Sassarito” Silva.

Outros atletas de renome no MMA catarinense e que estão neste card de retorno do Nitrix Champion Fight é Franklin Jensen e Gilberto Galvão, ambos da equipe Astra Fight. Giba encara Dyego Roberto, da Chute Boxe, de Curitiba e Jensen enfrenta Rafael “Caçapa”, da PRVT.

 

Veja o card completo:

 

Nitrix Champion Fight 23

Sábado, 9 de maio de 2015

Camboriú-SC

 

57 Kg: Priscila Souza (PRVT) vs. Gisele Moreira (Chute Boxe)

 

120 Kg: Diogo “Bebezão” (Nova União) vs. Léo Vitorino (Team Tavares)

 

70 Kg: Ivan Cegatta (Open One) vs. Carlos Jensen (Xadai Martial Arts)

 

70 Kg: Michel Silva “Sassarito” (SD System) vs. Alexandre Cidade (Team Tavares)

 

61 Kg: Apóstolis “Popó” Andrade (OCS) vs. Geraldo Freitas (Rio Fighters)

 

77 Kg: Rafael Caçapa (PRVT) vs. Franklin Jensen (Astra Fight)

 

61 Kg: Maurício Alves “Buda” (Nova União) vs. Peter Montibeller (Team Tavares)

 

84 Kg: Dyego Roberto (Chute Boxe) vs. Gilberto Galvão (Astra Fight)

 

66 Kg: Geraldo Guimarães “Cocão” (Gardenal Team) vs. Felipe Cruz (Team Tavares) – disputa de cinturão

 

77 Kg: Huinderton Barbosa (Open One) vs. Eduardo Garvon (Marcelo C Team) – disputa de cinturão

“Showman”, Michel Demolidor é finalista de torneio do XFC e foca mudança de vida com vitória

Michel Pereira está em final de torneio do XFC - Divulgação/Fusion Photography

Michel Pereira está em final de torneio do XFC – Divulgação/Fusion Photography

De Tucumã, cidade no interior do Pará com pouco mais de 36 mil habitantes e a cerca de 920km da capital Belém, surgiu um dos lutadores que mais tem encantado na segunda temporada do XFC. Michel “Demolidor” Pereira se credenciou à final do torneio meio-médio (até 77,1kg) ao vencer, na decisão unânime dos juízes laterais, o paulistano Cairo Rocha, naquela que é considerada a melhor luta da história da organização.

Com golpes acrobáticos, o Demolidor também ficou conhecido como “Showman”, e no XFCi 10 terá a chance de conquistar a cobiçada medalha de ouro caso vença o guianês Carlston Lindsay Harris, colocando-se como um dos principais nomes para disputar o cinturão mundial da divisão.

Assim como tantos outros atletas, a vida não foi, e nem é, nada fácil para Michel Pereira, que conheceu as artes marciais na adolescência, através do caratê e somente há três anos luta MMA. Em 2013, o atleta estava a caminho do aeroporto da cidade de Marabá, no Pará, para uma viagem ao Rio de Janeiro, onde passaria um período de treinamentos na academia Team Nogueira, quando foi surpreendido por um assalto e perdeu todas suas malas e pertences.

Mesmo tendo apenas a roupa do corpo, Michel manteve o sonho e embarcou para morar durante um ano e meio na “Cidade Maravilhosa”.

Tanta batalha faz Michel parecer um veterano. Mas o paraense tem apenas 21 anos, e enxerga o título do GP como um prêmio. “Esse período do assalto foi muito complicado. Estava viajando para melhorar meus treinos, investindo em mim, já com um certo receio de não dar certo, e esse acontecimento me derrubou. Mesmo assim fui em busca do meu sonho e evolui muito.

Foi uma experiência que, apesar de todas as dificuldades, valeu muito a pena e me fez crescer como profissional. Apesar da pouca idade, me sinto mais ‘cascudo’ e já comecei a colher os frutos de tanto esforço. Hoje posso dizer que só penso nesse título do torneio do XFC”, conta.

Com um total de 12 vitórias e apenas quatro derrotas na carreira, Michel é dono de um estilo irreverente e costuma arriscar golpes pouco comuns no MMA. O paraense fez sua estreia na organização americana no XFCi 7 batendo o favorito Geraldo “Luan Santana” Coelho e avançando às semifinais do torneio. Depois de superar Cairo Rocha no XFCi 9, agora terá pela frente um adversário muito mais tático e enigmático em Carlston Harris, o “Moçambique”.

“Eu o conheço um pouco. O estilo dele é bem diferente do meu, não tem essa coisa de fazer show e agradar ao público, o negócio é mais direto, ir lá e vencer. Sempre que o acompanhei no evento, achei o lutador mais complicado do GP. Ele acabou ficando do outro lado da chave, e já projetava esse nosso encontro na final, como aconteceu. Agora vou me preparar mais do que nunca para conquistar esse título, que com certeza vai mudar minha vida” sonha.

O presidente do XFC, Myron Molotky, vê um futuro brilhante para Michel no MMA. “Esse cara é incrível, ele entra no hexágono e deixa tudo de si, sempre dando um show para o público. O que o Michel fez na luta contra o Cairo Rocha foi inacreditável, foi uma das três melhores lutas da história do evento, sem dúvida alguma. Essa final será muito equilibrada, porque são dois estilos bem diferentes, e o Michel terá de se preparar muito para encontrar espaços contra o Carlston”, analisa.

Você Indica: Veja o programa “Estrada para o Octógono” com Lyoto Machida e Luke Rockhold

 

O UFC divulgou nesta semana, o vídeo com os bastidores da preparação final das estrelas de sua próxima edição, que acontece neste fim de semana.

Com o brasileiro Lyoto Machida enfrentando o americano Luke Rockhold, em um duelo importante para a categoria dos médios, o programa “Estrada para o Octógono” mostrou os bastidores da preparação final dos atletas.

O programa também traz os lutadores americanos Cub Swanson e Max Holloway, além do brasileiro Ronaldo Jacaré que enfrentaria o cubano Yoel Romero.

Com a contusão de Romero, Jacaré agora enfrenta Chris Camozzi, atleta que aceitou enfrentar Ronaldo com menos de uma semana para se preparar para a luta.

 

Spider quer revanche com Diaz no Brasil - Divulgação

Spider quer revanche com Diaz no Brasil – Divulgação

Spider cogita revanche contra Nick Diaz – O ídolo Anderson Silva que comemorou 40 anos nesta última quarta feira, voltou a se comunicar com os fãs.

Usando a rede social Instagram, o brasileiro cogitou uma possível revanche com o americano Nick Diaz.

“Acredito que existe algumas coisas que estão inacabadas entre eu e Nick Diaz. Agora eu espero que você, Dana White, aceite meu pedido e tornar uma revanche possível em meu país, Brasil.” disse o atleta em um texto em inglês.

Após ter dois exames antidoping positivos, Spider tem apenas usado a rede social para se comunicar, evitando se expor com frequência.

 

Revanche marcada para julho - Divulgação

Revanche marcada para julho – Divulgação

Revanche pelo cinturão peso galo, Dillashaw e Renan Barão se enfrentam em julho – A esperada revanche entre o brasileiro Renan Barão contra o atual campeão, TJ Dillashaw já tem data.

Segundo o site Combate.com e posteriormente confirmado pelo UFC, o duelo vai acontecer no dia 25 de julho, na edição FOX 16.

Barão perdeu o cinturão para Dillashaw em uma grande exibição do americano que venceu o atleta brasileiro por nocaute técnico na edição 173.

 

 

Após negociações, UFC muda horário de edição em Goiânia e evento será a noite

Duelo entre Pitbull e Condit no UFC em Goiânia muda de horário - Wander Roberto/Inovafoto

Duelo entre Pitbull e Condit no UFC em Goiânia muda de horário – Wander Roberto/Inovafoto

 

O UFC retorna a Goiânia Arena, no dia 30 de maio, com o veterano e ex-desafiante do cinturão dos meio-médios Thiago “Pitbull” e o ex-campeão interino Carlos Condit, na luta principal. O evento que estava programado para começar às 10h30 com o objetivo de atender contratos de televisão nos 129 países nos quais o UFC é transmitido, agora retornará ao horário nobre, iniciando às 20h.

As negociações foram feitas com os parceiros de transmissão já que o UFC espera repetir o sucesso do card realizado na cidade em novembro de 2013, quando a Goiânia Arena recebeu mais de 10 mil fãs que presenciaram o rápido nocaute aplicado por Vitor Belfort em Dan Henderson, ainda no primeiro round.

Agora, um ano e meio depois, o Ultimate retorna a Goiânia com o veterano Thiago Alves, fazendo sua primeira luta em solo brasileiro, pela organização.

O cearense, mundialmente conhecido como “Pitbull”, encara o americano e ex-campeão interino Carlos Condit, em um esperado duelo de especialistas na trocação. Além da inédita luta principal, os fãs de Goiânia, Brasília e região poderão conferir mais onze confrontos, entre eles: a revanche de Charles Do Bronx e Nik Lentz, os pesos-moscas Jussier Formiga vs. Wilson Reis e o combate feminino peso-palha entre Juliana Lima e Jessica Penne. Ingressos estão a venda pelo site www.livepass.com.br

Os setores disponíveis são: Arquibancada (R$ 150 / R$ 75 – meia-entrada); Cadeira Verde e Azul (R$ 300 / R$ 150 – meia-entrada); Cadeira Vermelha (R$ 450 / R$ 225 – meia-entrada); Octógono (R$ 500 / R$ 250 – meia-entrada); Octógono Premium (R$ 850 / R$ 425 – meia-entrada). Ingressos também disponíveis em Pontos de Venda credenciados (clique aqui), na Central de Relacionamento LIVEPASS, no 4020-2413, das 9h às 21h, e na semana do evento na bilheteria oficial.

O UFC Fight Night: Condit vs. Alves terá início às 20h, com a primeira luta do card principal às 23h. Os portões estarão abertos ao público a partir das 18h30.

Card oficial até o momento*:

Card Principal

Carlos Condit vs Thiago Pitbull

Charles Do Bronx vs Nik Lentz

Gilbert Durinho vs Norman Parke

Francimar Bodão vs Ryan Jimmo

Yan Cabral vs KJ Noons

Juliana Lima vs Jessica Penne

Card Preliminar

Wendell Oliveira vs TJ Waldburguer

Elizeu Capoeira vs Nicolas Dalby

Jussier Formiga vs Wilson Reis

Luiz Besouro vs Tom Breese

Renato Moicano vs Misrad Bektic

* todas as lutas ao vivo; card sujeito a alterações;

Campeão do UFC, José Aldo emplaca programa na TV em busca da ajudar novos praticantes

José Aldo emplaca programa na TV - Divulgação

José Aldo emplaca programa na TV – Divulgação

 

Após fazer sucesso nas academias do Brasil, o Aldo Fit chega à televisão. Através do canal E + TV, número 27 na NET, os espectadores poderão acompanhar e executar os movimentos do programa fitness baseado no treinamento de luta do campeão peso-pena do UFC, José Aldo, em programas de segunda a sexta, às 8h, com 30 minutos de duração. O programa “Aldo Fit” fez sua estréia no canal no último dia 15 de abril.

Lançado em 2013 pela agência Upper Sports Marketing, o Aldo Fit proporciona aos alunos melhora de condicionamento físico e evolução estética com muito dinamismo e intensidade, através da prática de movimentos característicos da luta, como socos, chutes, saltos, deslocamentos, simulações e defesas de queda. Tudo isso sem o contato físico peculiar dos treinos do campeão, tornando o programa fitness sem riscos de lesões por choque e sem contraindicações.

“Nossa missão é preparar fisicamente praticantes e futuros praticantes de atividades físicas e auxiliá-los, entre outras coisas, a realizar suas tarefas do dia a dia com mais vigor e qualidade. Toda a rotina de movimentos técnicos do Aldo estarão disponíveis aos praticantes, sem risco de lesões, porque não haverá contato físico de choque. O programa é acessível a todos”, garante Orlando Folhes, autor da metodologia Aldo Fit.

Manauara e atualmente com 28 anos de idade, José Aldo é campeão do UFC desde novembro de 2010 e já defendeu com sucesso seu título em sete combates. Seu próximo desafio será no dia 11 de julho, quando terá pela frente o irlandês Conor McGregor, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Seu impressionante cartel profissional de MMA registra 26 lutas, sendo 25 vitórias e apenas uma derrota.

“Eu espero que as pessoas se inspirem nas aulas para cuidar melhor da saúde, praticando cada vez mais atividades físicas. As aulas do Aldo Fit são dinâmicas, e o programa vai acompanhar o ritmo das aulas. Será meia hora de muito exercício e qualidade, pois o canal está desenvolvendo um excelente conteúdo para os espectadores. Vou colocar a Nicole Bahls e o Romário para suarem comigo no Aldo Fit”, planeja o campeão do UFC, em uma brincadeira com os colegas de emissora, que também terão seus programas no E +.

Em primeiro evento, Noxii Combat traz duelo de campeões em Joivnille no mês de maio

Evento terá grandes duelos em maio - Divulgação/ Oséias Neto

Evento terá grandes duelos em maio – Divulgação/ Oséias Neto

Um novo evento surge em maio na cidade de Joinville, no norte de Santa Catrina, e já na primeira edição mostra que vai competir com os grandes eventos de MMA no Brasil. O Noxii Combat acontece no dia 16 de maio, no Centro de Eventos Cau Hansen, famoso na cidade e terá início as 19 horas, com os portões abrindo as 17 horas.

 

Na luta principal, Janaílson Kevin enfrenta Marcel Adur. Natural de Pernambuco e representando a Team Nogueira, Kevin tem 29 anos, 35 vitórias e 14 derrotas na carreira. Adur, aos 23 anos, representa a CM System e tem nove vitórias e duas derrotas na carreira.

 

Na co-luta principal, o evento promove o retorno de Kimberly Novaes, enfrentando Renata Baldan. Natural de Joinville, mas treinando em Curitiba, na CM System, Kinberly tem 23 anos, sete vitórias e duas derrotas na carreira. Não luta MMA desde agosto de 2013. Renata “Wand” Baldan, natural de Ubatuba, em São Paulo, possui quatro vitórias e uma derrota na carreira.

 

Outro duelo que promete fortes emoções é o combate entre Luiz Arcanjo Siqueira e o polêmico Maurício Facção.

 

 

Veja o card completo:

 

Noxii Combat 1

 

Sábado, 16 de maio de 2015

 

Joinville, SC

 

Janailson Kevin vs Marcel Adur

 

Kinberly Novaes vs Renata Baldan

 

Luiz Andre Siqueira vs Mauricio Facção

 

Emiliano Padro vs Alex Sandro Alves

 

Luiz Rafael Japa vs Naldo Guerra

 

Alan dos Santos vs Thiago Natan

 

Gian Siqueira vs Rodrigo Basile

 

Rodrigo Praxedes vs Raphael Caçapa

 

Diogo Silveira vs João Almeida

 

Carol Correia vs Daiana Torquato

 

Alberto Cruz vs Marcos del Vigna

 

Jacson Carvalho vs Lucas da Silva

 

 

 

Com nocaute estilo Crocop na TV, Jonas Bilharinho comemora e mira UFC: Quando o Dana quiser e me fazer o convite!

Bilharinho aplica nocaute espetacular - Divulgação

Bilharinho aplica nocaute espetacular – Divulgação/Leonardo Fabri

 

A volta de Mirko “Cro Cop” Filipović ao UFC foi o grande assunto do MMA mundial no último sábado.

Porém, foi o prodígio do Team Nogueira, Jonas Bilharinho, quem roubou a cena do fim de semana. Com um nocaute devastador, que, com toda certeza, teria a assinatura do croata, Bilharinho derrotou, na cidade de Itú (SP), Fabiano Soldado ainda no primeiro round e faturou o cinturão dos pesos-penas (66kg) do Jungle Fight, seu segundo título no evento.

Em março de 2014, o carioca havia conquistado a cinta de campeão dos galos (61kg) do Jungle ao derrotar Mario Israel por decisão dividida.

A canelada de canhota à la Cro Cop na cabeça de seu adversário, foi motivo de muita comemoração para “Speed”, que garantiu que o movimento foi exaustivamente treinado para o duelo. Jonas também revelou que a estratégia do chute surgiu após uma conversa com o treinador de muay thai e presidente do Face to Face Alex Gazé.

“Como pessoa, fiquei muito feliz com esse nocaute, porque sou um canhoto nato, apesar de jogar nas duas bases. Nunca tinha nocauteado ninguém com um chute desses, ainda mais com um golpe só.

Treinei pra caramba esse chute. A primeira vez que mostrei as lutas dele (Fabiano Soldado) para o Alex Gazé, ele falou que o Soldado caia muito com a cabeça para dentro e que ele bateria o rosto de encontro com o meu chute de esquerda. Essa foi a minha opção número um para o nocaute, treinei exaustivamente isso. Está longe de ter sido sorte, foi fruto de muito estudo e treinamento”, disse o lutador que está invicto em sua carreira, com seis vitórias e um empate.

Entusiasmado com a conquista do seu segundo título no evento, o peso-pena não escondeu a felicidade por fazer história no MMA nacional, mas procurou manter a serenidade quando o assunto foi sobre uma possível ida para o UFC.

“É muito importante para mim ser o primeiro atleta campeão em duas categorias diferentes do Jungle Fight, é um marco para a minha carreira e também para a minha equipe (Team Nogueira). É uma felicidade enorme ter podido trazer essa conquista para o meu time.

O Jungle é uma referência no mundo do MMA, e quando falarem do Jungle, vão sempre se lembrar que o primeiro campeão em duas categorias do evento fui eu. Já recusei vários convites para lutar em eventos internacionais, mas não tenho pressa, meu foco é o UFC. Só saio para lutar fora do Brasil, se for no UFC. Quando o Dana White quiser me fazer o convite, estarei à disposição”

Como nem tudo são flores, o atleta do Team Nogueira acabou lesionando o joelho e saiu mancando do combate. Foi ventilada a hipótese da lesão ter sido causada devido a intervenção enérgica do árbitro central do combate, Flávio Almendra. Porém, Bilharinho fez questão de isentar o juiz de qualquer responsabilidade e o elogiou pela atuação.

“Muita gente está achando que machuquei o joelho na intervenção do Flávio Almendra, mas não foi. Me machuquei em chute muito forte de direita do Soldado.

Cheguei a fazer o bloqueio, mas o chute foi tão forte, que acabou machucando o meu joelho e perna dele também. No afã de comemorar a vitória, acabei dando um mortal e isso acabou forçando o joelho mais ainda. Mas fiz alguns exames e não foi nada grave, foi apenas um inchaço devido apancada mesmo.

Também quero elogiar a participação do Almendra na interrupção da luta, ele foi perfeito e preservou a integridade física de ambos os lutadores. Deixo os meus parabéns para ele”. contou Jonas.