Exames antidoping de Morales apresentam clenbuterol

O tema seguramente gerará discussões mais intensas. Entretanto, já se sabe que os exames aleatórios do mexicano Erik “El Terrible” Morales, 36, identificaram traços da substância clenbuterol, normalmente associada à necessidade de perda de peso e até para ampliação da capacidade respiratória. Morales desafia em revanche o americano Danny Garcia, 24, detentor do título CMB superleve (63,5k) neste sábado no Barclays Center da cidade de Brooklyn, estado de New York (EUA).

Os exames nos quais apresentou a droga em Morales foram executados pela Usada (Agência Americana Antidopagem) e seus resultados foram entregues às equipes do mexicano e do americano, bem como à promotora Golden Boy e à Comissão de New York. Espera-se apenas para a semana que vem o resultado da contraprova, o que garantiria a realização para amanhã do confronto Morales-Garcia.

“Já fiz outros testes e só agora apareceram traços da droga”, defende-se Morales. O boxeador acredita que a substância surgiu em seu organismo em decorrência de contaminação de alimento – possivelmente pela ingestão de carne animal – durante o período de treinamento no México.

O argumento do pugilista pode ser considerado válido, pois em seu país não há restrição de administração do clenbuterol para animais. Entretanto, a mesma justificativa não seria aceita nos Estados Unidos que proíbe o consumo de carnes por seres humanos provenientes de animais que receberam a droga.

No Brasil – Em nosso país, o clenbuterol é mais utilizado para corrigir transtornos respiratórios em animais e pode ser administrado por via oral ou intravenosa. Mesmo que não pertença à família dos estreroides anabolizantes, a droga tem efeito anabólico e/ou anticatabólico apenas em bichos, sendo que dosagens altas seriam letais para os humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>