Os salvadores

O Palmeiras arrancou um ponto importante empatando com o Cruzeiro na Arena do Jacaré. Os gols saíram dos pés de dois caras que ninguém imaginava.

Luan, depois de muito tempo sem marcar um golzinho se quer, fez um golaço batendo de primeira, no canto esquerdo do goleiro Fábio. Pôs fim ao jejum que durava quase quatro meses. Este foi um gol importante para o jogador, principalmente agora, porque nesta última semana, mais uma vez, Felipão reforçou junto à diretoria a importância da permanência do atleta. Luan veio por empréstimo, do Toulouse da França, e seu vínculo termina agora em Julho.

Washington Alves/Vipcomm 

E do lado do Cruzeiro: Anselmo Ramon, 20 anos, revelado pelo próprio clube. Este é o novo jogador da “Escolinha de Futebol do Super Esporte”. Perdeu um gol feito, sem goleiro e se atrapalhou todo na hora de chutar. A torcida cruzeirense xingou e não acreditou mais no empate, mas o novato não se abateu, foi pra cima e marcou o gol de empate.

A diferença entre os dois jogadores é uma só. Luan, talvez, se salvou no time por mais uma temporada e Anselmo Ramon, salvou o time da segunda derrota no Campeonato Brasileiro.
Terceira rodada do Brasileirão:
04/06: Palmeiras x Atlético-PR (Canindé) / Fluminense x Cruzeiro (Engenhão)

Vai pra cima Santos

Foto: Sérgio Barzaghi/ Gazeta Press

Poderia ser mais, merecia mais e jogaram demais.
Já disse, para falar de Neymar, eu preciso conhecer novas palavras e novos conceitos do futebol, porque sem este novo recurso, vou cometer um pleonasmo.
Fiquei preocupado com este 1 a 0 em cima do Cerro Porteño. Semana que vem, em Assunção, o bicho vai pegar. O Cerro é um time chato, daqueles que dá o bote no momento que a outra equipe menos espera.
Eu já vi o time paraguaio jogar muito mais do que esta última partida. Eles souberam segurar essa vantagem do time da Vila marcando muito bem a saída de bola. Essa é a característica do Cerro Porteño, por isso, vale prestar atenção nos caras.

Na primeira fase, o time se classificou em primeiro. Nas oitavas, contra os Estudiantes, ganhou nos pênaltis. Nas quartas, no primeiro jogo contra o Jaguares, empatou em 1 a 1 e na volta, 1 a zero.
Não deixei de acreditar no Brasil (Santos), mas acho que essa história de dizer que 1 a 0 é um resultado bom, eu estou fora. É melhor ouvir dos jogadores que este foi um resultado péssimo, e chegar no Paraguai, com a sensação que o dever é maior do que um simples empate ou uma vitória magra.  Vale a vaga na final da Libertadores, o jogo é fora de casa e tudo pode acontecer. Então, este é o momento do time do Muricy Ramalho colocar em prática o famoso grito da torcida: “Vai Pra Cima Deles Santos”.

Fuiiii

Um bom início

Os times paulistas começaram muito bem o Campeonato Brasileiro.
O Santos, mesmo com o time reserva, empatou com o Internacional do Paulo Roberto Falcão. Muricy nem foi a campo, estava doente e deu lugar ao interino, Marcelo Marteloti.
O Corinthians venceu o Grêmio de virada, mas não mostrou um futebol bonito. Muitos erros de passe e sem nenhuma criação de jogadas que resultou num jogo truncado e sem um destaque para ser comentado.
O São Paulo espantou a crise e marcou 2 gols em cima do atual campeão brasileiro. Rivaldo e Carpegiane, nitidamente não estão nos 100% da amizade, mas este detalhe ficou em segundo plano diante da vitória.
Quero aproveitar e deixar registrado aqui minha opinião sobre este assunto.  Ninguém vai apagar o que o Rivaldo já fez para o futebol, talvez só ele mesmo. O melhor do mundo de 1997, não tem mais condições de jogar ao lado dessa molecada. Neste último domingo, ele atuou nos 6 minutos finais e saiu de campo exausto. Será que o jogador precisa passar por isso?

Mesmo jogando em São José do Rio Preto, a torcida palmeirense compareceu no estádio para ver a vitória em cima do Botafogo. Golaço de Kléber que jogou com uma camisa homenageando ele mesmo, com o nome Gladiador nas costas.

O Santos já tem compromisso na quarta-feira (25/05). O peixe encara o Cerro Porteño no Pacaembu, enquanto isso, São Paulo, Palmeiras e Corinthians estão tranquilos e terão uma semana para arrumar os erros.

Pra quem não viu o clipe do Brasileirão Super Esporte, aqui está: Brasileirão Super Esporte – Jeito Moleque

Destaques do Peixe

Fim do Paulistão, tudo igual na primeira rodada das semifinais da Copa do Brasil,  Ceara 0 x 0 Coritiba, Vasco 1 x 1 Avaí e mais uma vez, estou aqui para falar do Santos. Por isso que disse no programa: Agora o Santos continua na Libertadores, melhor do que falar que agora só sobrou o time de Neymar e Cia.
Meus  destaques :
Lateral Léo que correu muito em campo,  buscou todas as bolas e armou vários contra ataques.
Adriano: Fez muito bem o meio de campo, roubando bolas importantes.
Danilo:  O cara que armou a jogada para o primeiro gol, sem contar sua ótima atuação.
Zé Eduardo: A boa fase vai voltar.
Elano: Não apareceu muito em campo e precisa mostrar trabalho, porque a torcida já está pegando no pé do jogador.
Neymar: Já disse no último post que é pleonasmo dizer qualquer coisa sobre ele, mas hoje posso adicionar um detalhe sobre o craque brasileiro. Precisa treinar as cobranças de pênaltis.
Hora de comemorar essa classificação para a semifinal, mas já pensando na estreia do Campeonato Brasileiro, neste sábado, contra o Internacional.

Agora quem dá bola é o Santos

Mais uma vez , neste último domingo (15/05), prevaleceu aquele papo do técnico Muricy: “Jogar bonito é para os outros, aqui o objetivo é ganhar”. Desde sua chegada ele impôs o seu DNA e conseguiu um belo casamento com aquele que já existia na equipe do Santos. Resultado: Vitórias, classificação na Libertadores e o título. Santos merecidamente é o Campeão do Campeonato Paulista 2011.
Deixo de lado os nomes do jogo, sejam eles positivos ou negativos, pois não podemos analisar um jogador apenas numa partida, ainda mais quando falamos de uma final onde os ânimos estão alterados, então o foco aqui é enaltecer a torcida e os próprios atletas que souberam decidir a final num futebol bonito, limpo e exemplar.
Diante de resultados e mudanças desse famoso “DNA”, posso dizer tranquilamente que a equipe da Vila Belmiro está preparada para o Campeonato Brasileiro e é claramente a favorita para levar o caneco da Libertadores da América. Estou errado?
Essa é a minha opinião, não escondo minha admiração por este time que conquista tudo o que vem pela frente.

Parabéns novamente ao Santos!

Santos com 15 jogadores em campo?

Foto: AFP

Foto: AFP

O melhor Santos que eu vi jogar este ano, foi contra o Once Caldas. Não sei você, leitor do Blog Manda AE, mas tive a sensação que do lado santista existiam mais de 11 jogadores em campo. Ataque com Zé Love que mesmo vivendo o pesadelo de não fazer gols, realizou uma ótima partida. Alan Patrik, com sua trancinhas, fez os colombianos se enrolarem com seus dribles e com suas definições.No outro lado, o que falar de Neymar? Qualquer elogio ou destaque será um pleonasmo, porque hoje a palavra “Neymar” tornou-se um adjetivo no futebol brasileiro.

A cada jogo que passa, o time está melhor, maduro e com um novo DNA. Ofensivo e ao mesmo tempo defensivo, principalmente para uma Libertadores que o importante é ganhar e não fazer bonito. 1 a zero fora de casa está ótimo, não acham?
Semana que vem, o Brasil mais uma vez será santista para o jogo da volta no Pacaembu. Muricy, depois da decisão do Paulista, terá o desafio de administrar o resultado e quem sabe, fazer mais uns golzinhos.

Bellucci, rumo ao topo

AFP

O sérvio Novak Djokovic ganhou mais uma. Neste último domingo ele levou o Masters 1000 de Madri em cima do número 1 do mundo, Rafael Nadal. Agora são 34 vitórias e 7 títulos consecutivos. Mas meu post de hoje vai para o nosso brasileiro Bellucci que subiu 14 posições e hoje é o número 22 do ranking mundial.

Quem assiste o Super Esporte, sabe muito bem que desde a estreia, 7 de Junho 2010, eu venho acompanhando as subidas e as descidas do nosso tenista. O programa tem o objetivo de levar aos telespectadores notícias de várias modalidades, o Tênis é um deles e o número 1 do Brasil vem junto com este esporte.

Thomaz Bellucci foi o nome mais comentado nesta última semana, tudo porque desde 2003, com o Guga em Indian Wells, o Brasil não tinha um representante na semifinal de um torneio da série Masters da ATP.
Em Madri, ele superou todos os obstáculos e mostrou para o mundo sua personalidade e sua técnica jogando com tenistas de altíssimo nível, inclusive contra Djoko na semifinal.
O primeiro set foi nosso e tenho certeza que se não fosse o problema muscular que ele começou a sentir no segundo set, o Brasil estaria na final. O mais importante, na minha opinião, foi que ele mostrou para ele mesmo que seu ritmo de jogo, sua firmeza e sua agressividade nos saques, fizeram a diferença para chegar na semi de Madri e consequentemente, chegar com mais moral no Masters 1000 de Roma que começa esta semana.
Orgulho, admiração e torcida brasileira para o nosso número 1 que não vai demorar muito para levantar o caneco nos próximos ATPs.

Força Fabuloso

Um mês atrás o Corinthians recebeu a notícia do Adriano, ele operou o tendão de Aquiles. Ontem foi o seu rival São Paulo receber sobre o Luís Fabiano, aquela lesão que o tirou do jogo do Sevilla contra Athletic Bilbao em março, ainda não está totalmente recuperada.
As duas últimas semanas foram de grande expectativa para a reestreia do Fabuloso. Corridas em campo, toque de bola e treino com a equipe fizeram com que a confiança voltasse para o jogador, sem contar que em entrevista coletiva o craque chegou a confirmar a sua volta para o jogo de ontem no Morumbi contra o Avaí.

Imagino o que passa na cabeça do cara que está pronto para entrar em campo depois de alguns meses de tratamento. Não estamos falando de qualquer jogador e sim de Luís Fabiano, o camisa 9 do tricolor chorou ao saber que teria que voltar ao tratamento no Reffis.

Este é o momento mais importante para o atleta, ele precisa acreditar e buscar forças com os amigos e familiares. Não tenho dúvida que essa tempestade vai passar e que o Fabuloso vai dar muito trabalho para os seus adversários.
Ele será avaliado nos próximos 20 dias e não está descartada uma pequena cirurgia no tendão lesionado.

Fuii turma!

Palmeiras perdeu, será?

Vou usar o famoso chavão para falar que o Palmeiras perdeu com a cabeça erguida. Mesmo sem Valdívia e com 10 em campo o time criou e jogou muito contra o Corinthians que não soube aproveitar a oportunidade de ter um homem a mais em campo.

Dou destaque ao Kléber em dois momentos. O primeiro por independentemente de apanhar muito em campo ele não desisti de nenhuma jogada e corre praticamente os 90 minutos, mas neste mesmo tópico acho que ele poderia manter mais a tranqüilidade. Sei que é difícil, mas como seu nome corre na “rádio peão” que ele pode ir para a seleção brasileira, seria importante o jogador pensar nisso. Todos nós sabemos que nesta nova seleção, Mano Menezes procura um jogador diferencial e com um comportamento exemplar.
Parabenizo a equipe do Corinthians que mesmo não jogando o que sabe usou a frieza na hora dos pênaltis para definir o placar e fez aquilo que o próprio técnico Tite pediu: Um resumo de sua campanha no campeonato.
Corinthians e Santos fazem a grande final do Paulistão e agora sim de uma maneira justa, pois serão dois jogos.