Nação fiel

Foi do jeito que o corintiano gosta, ou melhor, está acostumado. 1 a zero em cima do Vasco e a classificação para a próxima fase da tão temida Libertadores.

O Corinthians estava nitidamente nervoso em campo, não conseguia dar sequência numa jogada e só chegou uma vez ao gol com perigo. Sheik mais uma vez, na minha opinião, foi o melhor em campo, e foi substituído no segundo tempo para não ser expulso. O jogador estava dividindo todas e já havia levado um cartão amarelo.

A explosão de emoção veio quando Paulinho fez o único da partida e deixou todos enlouquecidos com o feito. Sempre falo que o mais bonito de tudo isso é a torcida do Timão em ação.  Mãe, tio, muleque, pai e etc. Colocam a equipe pra frente, nas horas ruins e nas horas boas. A paixão arrepia quem está no estádio, mas quem também está em casa torcendo.

A equipe do técnico Tite mereceu a classificação, e este resultado é mérito de quem ama esse clube e dá exemplo para as outras torcidas. Parabéns Corinthians, parabéns nação corintiana que deu um show no Pacaembu.

Brasileirão vem aí

Fim dos campeonatos estaduais ou pré temporada como alguns dizem. O ano do futebol brasileiro começa nesta semana com a preparação dos times para o campeonato mais disputado da américa.

Não tem jogo fácil, todas as partidas são consideradas clássicas e um erro no começo é fatal pelo fato de ser pontos corridos. Não vou negar que prefiro o campeonato Brasileiro, mas também acho muito importante a preparação com os estaduais. Os jogadores soltam a musculatura e adquirem o ritmo necessário para a temporada.

São vinte clubes, alguns iniciam o campeonato como favoritos e outros que surpreendem com um futebol sem astros, mas muito raçudo. Mais um vez eu aposto num campeão do estado de São Paulo, talvez o Santos que a cada mês apresenta um futebol mais bonito, admirável e exemplar para os demais clubes.

Vamos torcer, gritar, se emocionar e esperar as surpresas que só o Brasileirão oferece para nós torcedores.

O Timão fez a lição de casa

Foto: AFP

Foto: AFP

A Libertadores começou para o Corinthians. Depois da eliminação do Campeonato Paulista, mudanças no elenco e desconfiança dos torcedores, o time do técnico Tite fez a lição de casa e “venceu” o Emelec.

O empate em zero a zero fora de casa trouxe a confiança que o time precisava para continuar a luta pelo título inédito. Foi um jogo travado em ambos os lados, poucas chances de gol e muito violento. Nitidamente devido a essas faltas, o Corinthians foi prejudicado. O juiz não adotou o mesmo critério para o time adversário e sobrou para Jorge Henrique que foi expulso. Foram 6 cartões amarelos, ou seja, um dívida de 600 dólares.

Destaque do jogo foi o novo titular do Timão. A desconfiança rondou durante alguns dias depois que o técnico Tite confirmou o Cássio no lugar de Júlio Cesar. Nesta partida importantíssima para a equipe paulista, Cássio mandou muito bem e demonstrou segurança para os seus companheiros. O jogador de 24 anos é um dos mais altos goleiros do Brasil e a partir de agora terá uma sequência de jogos para mostrar o porque veio parar no Corinthians.

Na próxima quarta-feira o Pacaembu estará lotado para assistir o jogo de volta e torcer por uma simples vitória para avançar às quartas de final.