São Paulo Henrique Ganso

Rubens Chiri/SPFC

Rubens Chiri/SPFC

Fechar o ano com um título. Essa foi a frase do capitão Rogério Ceni antes de embarcar para o Equador pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O tricolor enfrentou vários obstáculos antes de empatar com a LDU de Loja. Vinte horas de viagem, chuva, vento e frio.

No campo a equipe do técnico Ney Franco não foi tão bem, mas trouxe pra casa um bom resultado para decidir a vaga das quartas de final no dia 24 de Outubro no Morumbi. Para este jogo de volta provavelmente a equipe contará com Paulo Henrique Ganso, que na minha opinião voltará a jogar o seu belo futebol. Muita gente duvida, mas ninguém de uma hora para outra deixa de ser craque, o problema todo do camisa 8 do tricolor foi que ele estava totalmente infeliz no Santos. O lado emocional pesou muito e com razão, porque muito do que o Peixe conquistou nestes dois últimos anos foi por conta de Neymar e Ganso. O Ney foi valorizado e o maestro independentemente de lesões foi deixado de lado.

Agora nesta nova fase tudo irá fluir. Os problemas musculares não irão aparecer com tanta frequência e o jogador conquistará novamente a sua convocação para a seleção brasileira. Eu acredito no Paulo Henrique Ganso, ao contrário de alguns jogadores que ganham chances e mais chances, o ex-santista só precisa de um ambiente tranquilo para trabalhar, e esse espaço ele tem de sobra no tricolor.