Palmeiras.

Parabéns ! Você resumiu bem o que pensam os Palmeirenses a respeito desse jogador de talento puro, que as vezes excede na vontade, mas é preciso mostrar e ensinar a alguns jornalistas marrom que só sabem criticar e pegar no pé desse jogador,  normalmente por ele não gostar de dar entrevistas ou fazer aquelas chatas matérias pós jogo,o “Sr. Flavio Prado é especialista nisso” coisa que alguns jogadores adoram fazer, principalmente quando faz gols, caso L. Fabiano que na minha opinião é tão inconsequente quanto o Valdivia porem bem menos talentoso. Ja até cansei de ouvir de alguns desses jornalista e ex jogadores que o Valdivia vai derrubar o Palmeiras, que não merece ser ídolo, mas quem decide se ele merece ou não é o torcedor do dia a dia e não esses jornalistas deslumbrados e imparciais.

Eduardo

Futebol parece que é conduzido por pessoas que pouco entendem…

Concordo com tudo que eu lí. Mas acrescento ai. da que o futebol parece que é conduzido por pessoas que pouco entendem de futebol e em alguns casos nada !

Valdivia é um craque na acepção do termo, ele é muito cassado em campo, leva muito pancada porque ele se entrega muito e os adversários querem anulá-lo. O defeito do Valdivia é que ele vive intensamente dentro da partida e com isso discute, toma atitudes desnecessárias que o prejudica.

Seria preciso que alguém esclareça isso para ele, explicando que ele deve somente jogar futebol e deixar questões outras para quem de direito.

Vicente Blotta

Falta demitir estes jogadores não comprometidos com o clube.

Falta demitir estes jogadores não comprometidos com o clube, que fazem corpo mole. Promovam, incentivem e apoiem definitivamente estes novos talentos da base, pois vemos nos olhos deles a vontade de jogar e vencer. A exemplo do Victor Luiz (vem fazendo gol a cada jogo) do Zagueiro Nathan (que foi muito bem no jogo contra o Fluminense e contra o Flamengo) que lhe renderam a convocação para a seleção brasileira olímpica, do Lateral João Pedro (muito veloz). Reparam nos olhos e no semblante de cada um… tem garra e amor para com o Palmeiras! Acordem dirigentes e técnico.

Futebol brasileiro respira por aparelhos!

A seleção de um futebol falido, de um técnico que nunca foi moderno e está cada vez mais e mais ultrapassado. A seleção de um diretor técnico que após levar 7 da Alemanha, se justifica dizendo que o Brasil é pentacampeão.
Fala-se tanto no sucesso do Felipão em 2002 mas, não esqueçamos que não havia nada de esquema tático, havia no máximo a tal da família, família essa que era composta por alguns membros especiais: Roberto Carlos, Cafú, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, tínhamos o luxo de ter Dida no banco, na reserva de Marcos, nosso terceiro goleiro era Rogério Ceni, tínhamos Vampeta como volante, e nada menos que Luizão no banco.

A seleção tinha camisa 9, camisa 10, camisa 1, camisa 5. Não precisava de Felipão.

Em 2014, pra fugir da responsabilidade inventou um camisa 10, jogando toda e qualquer responsabilidade pra cima de um garoto de 22 anos, um craque de bola, mas, que não encontrou ainda o seu melhor espaço no futebol mundial, encontrará. Mas ainda não conseguiu. Se abraçou a um camisa 9 acostumado a jogar no Fluminense (o incaível), e pra sua reserva Jô. Jô sequer jogaria no Ratata, time de várzea do Heliópolis ou no Baffô do Jardim Clímax. Felipão convocou jogador de segunda divisão e goleiro sem time.

Fala-se da seleção de Portugal, de fato mérito de Felipão, chegou à semifinal de uma copa do mundo, mas perdeu a Euro para a Grécia, não esqueçamos.  Não rendeu no Chelsea e foi parar no Uzbequistão, aliás, pro azar do torcedor palmeirense ele não parou lá, veio dirigir o time da colônia italiana e de presente deixou a segunda divisão.

Seleção de uma comissão técnica antiquada e arrogante. Somos penta!

A seleção da geração Victoria Secrets, dos jogadores metrosexuais e seus cremes para as mãos, rostos, pés, pernas (um para cada), das pomadas e tintas capilares e claro, do choro excessivo, e aqui, nada a ver com o machismo de que homem não chora, difícil acreditar que qualquer um de nós seguraria tanta emoção de entrar em campo e ouvir seu hino, no seu país, numa copa do mundo. Mas o choro brasileiro era de descontrole, tanto descontrole que o capitão do time, como nunca visto antes, virou as costas para seu time num momento extremamente crítico, a disputa dos penais.

A seleção dos patrocinadores e suas ações mercadológicas, a seleção de Luciano Hulk, aquele que chama o médico apenas de Runco, pra demonstrar intimidade, faz gravação do seu programa dentro da concentração, a seleção do Mumuzinho e tantos outros.

A seleção do big brother, sim, a concentração virou um reality, ao ponto do técnico culpar a imprensa por não ter testado Bernard, afinal a imprensa estava toda lá e informaria aos seus jornais que publicariam, e os “inimigos”, teriam nas mãos nossa arma secreta. E queriam comparar com 62, eu só não achei o Garrincha dessa vez, quiçá o Amarildo. Ele reclamou, porém, quem liberou toda a imprensa pra estar lá? Quem chamou meia dúzia de jornalistas para bater papo sobre os problemas da seleção? Aliás, mais uma inédita do Felipão.

É, o país do futebol, da fábrica de craques, do futebol arte não existe mais.

E viva o futebol técnico, tático e bem administrado da Alemanha. Viva Van Gaal, ousado, corajoso. E que aqui exorcizemos os nossos diabos, afinal, como previa Felipão, fomos pro inferno.

Pablo Souza

E aonde esta o problema?

E aonde esta o problema? ele simplesmente fez o melhor possível para seu clube e sua torcida!
Tantos existiram antes dele e não fizeram nada!, mas ele conseguiu!
A opinião de anti-corintiano não importa! Podem dizer, reclamar, chorar, rasgar as calcinha que não vai adiantar nada!!!!

Cléber

Piadas!

Outro dia vi uma nota, aquela que dá por detalhes clubes de futebol da primeira divisão no país que está sediando a copa, e me deparei com as seguintes declarações:

1. Ultimo campeão Brasileiro – Cruzeiro. Até aí, tudo certo.

2. maiores campeões Brasileiro: Santos (8 títulos) Palmeiras (8 títulos). me deu uma crise de risada acompanhada de pums… que tive de ir pro banheiro. Nunca mais esqueci essa piada.

Ednardo

Isentar comentários de jogadores sem destaque internacional.

Creio que seria bom que os jogadores comentaristas que não foram tão destacados internacionalmente,como o Ronadinho gaúcho, se isentassem de comentários,pois todos sabemos que eles vão apenas defender o Kaká,ocorre que eu não estou atacando Kaká,apenas dizendo que ele já teve o beneplácito dos parceiros globais,etc.e falhou na áfrica,como agora falharam outros jogadores escolhidos pelos parceiros da globo,e bandeirantes,etc.

Porque os mandões do futebol,não reconhecem que o Pita,já não joga mais,o Jorginho Putinatti,palmeiras,o Leivinha,o Ademir da Guia,e seria igiênico,elegante da parte dos mandantes midiáticos do futebol brasileiro.

Pois já estamos na terceira copa seguida perdida,pelo Parreira,o Dunga. e o Felipão,mas quem manda e tem perdido,são os mesmos,os globais e seus parceiros,será que a torcida do Atlético mineiro teria o título da libertadores sem o Ronaldinho Gaúcho? Respondam os comentaristas,mas honestamente,lamento utilizar estas palavras,mas é que não vejo grandeza dos grandes jogadores,apenas amesquinhamento,mas será que O R onaldinho gaúcho cometeu alguma coisa contra os cariocas,paulistas,mineiros,etc.

E onde fica a frase da “Say not to racism”,diga não ao racismo,pois a menos que o ronaldinho gaúcho tenha prejudicado,alguém,não existe razão para ele não estar na seleção,de um futebol,que está a baixo do mexicano,colombiano,Costa Riquenho,nesta é inferior sim,por outro os jogadores,inferiores ao Ronaldinho gaúcho não o querem na seleção,qual a explicação para isto?

Adairton Colman

Palmeiras.

Olá palmeirenses, sou palmeirense de 1974,com o time do Leão, Luis Pereira, Ademir da Guia, Leivinha, etc. Mas, a imagem mais forte que tive com o Palmeiras, foi em Curitiba, em  1976,vendo estampada na revista Placar, a venda do Luis Pereira e o Leivinha para o Atletico de Madri. Ou seja aquela transação desestruturou a “espinha dorsal”, do Palmeiras, e a sujestão é que a diretoria, fizesse um cálculo de quanto custou após aquela venda, de 1976 à 2014,para o Palmeiras, assinado torcedor, cascavelense, paranaense, do Palmeiras. OBS:GOSTARIA QUE a diretoria votasse, o meu nome como conselheiro honorário do Palmeiras, e também meu irmão Ademir.

Adairton Colman

Brigar e se humilhar por Alan Kardec é brincadeira.

Não sou palmeirense ou são paulino, mas brigar e se humilhar por Alan Kardec é brincadeira né, se fosse por um Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar e tantos outros ainda vá lá.
Alan Kardec tem 26 anos e quantos gols na carreira???
Menos do que eu em jogos de Canindé no clube,  e olha que temos gente boa na brincadeira. (RRRRRSSS)
Nobre e Aidar se merecem.

Alvaro Luiz

Atuação de PH Ganso pelo São Paulo.

Olá minha sugestão é para que o Paulo Henrique Ganso, assistisse aos jogos do Steven Gerard do Liverpool, jogar talvez mesmo no Brasil, ele se tornasse o melhor médio volante do mundo, acho que ele é médio volante, mas com categoria, por exemplo aprendi a jogar futebol vendo as jogadas do lateral Nelinho do Cruzeiro, seleção, Leivinha etc.

Adairton Colman