Ir para o conteúdo
Aumentar fonte Diminuir fonte

Futebol/Bastidores - (08/09/2010 13h33min57 )

"Isso é uma cretinice", diz Kalil sobre repercussão de entrevista


Do correspondente Rodrigo Rodrigues - Belo Horizonte (MG)

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, tratou com ironia as acusações de que estaria incitando a violência da torcida do Galo contra possíveis baladeiros no atual grupo atleticano. Na segunda-feira, Kalil disse em entrevista que "se os jogadores tomarem um cacete na madrugada não vai fazer mal nenhum".

As palavras do mandatário alvinegro foram motivadas por um "Disque Denúncia" criado pela principal torcida organizada do Atlético-MG, a Galoucura. O objetivo do movimento é flagrar eventuais excessos dos jogadores do Galo na noite de Belo Horizonte e denunciá-los.

Ao tomar conhecimento das declarações, o promotor do Ministério Público de Minas Gerais, José Antônio Baeta, disse que a fala de Kalil seria passível até mesmo de denúncias nas áreas cível e criminal.

"Falei o que penso, se vocês quiserem que eu mude para agradar e ficar politicamente correto, eu mudo. Acho que se pegar jogador de madrugada, com a gente na zona de rebaixamento, deve pagar uma dose de uísque para ele e arrumar uma mulherzinha. Isso tudo é uma cretinice e está todo mundo fazendo onda com uma bobagem absoluta", disparou Kalil, nessa terça-feira.

Segundo o presidente, os jogadores já sabiam da sua posição em relação à iniciativa da torcida. "Isso que disse nessa entrevista, eu disse para eles. Não falei para imprensa antes de falar, pessoalmente, olhando na cara deles. Disse a eles que a torcida está fazendo movimento e que eu apoiaria", reiterou.

Kalil ressaltou, porém, que até o momento não há nada que desabone o comportamento dos jogadores fora de campo. Contudo, se isso acontecer, a medida a ser tomada é a demissão do clube.

"Não temos prova de nada. Foi tudo conversado para que não aconteça. Disse isso porque, se eu for avisado, não vou bater em ninguém, mas vai embora do clube. Temos que parar com isso de incitação à violência, porque só nós que estamos aqui dentro que sabemos o que estamos passando", argumentou.





:: Shopping GE.Net