Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Vitória abre 3 a 0 em 20 minutos, mas Goiás surpreende e faz 4 a 3

Goiânia (GO)

Tudo parecia em ordem para os lados do Vitória quando abriu 3 a 0 sobre o Goiás em apenas 20 minutos de bola rolando no Serra Dourada, mas o time do técnico Enderson Moreira teve uma reação histórica e conseguiu a virada para 4 a 3. Dessa forma, o time baiano desperdiça a chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B e o Goiás encerra uma série de partidas sem vitória.

Marquinhos e Neto Baiano (duas vezes) inauguraram a contagem aos 13, 18 e 19 do primeiro tempo, mas o Goiás iniciou a reação com David, aos 34 minutos. Na segunda etapa, tamanha pressão, o Esmeraldino definiu a igualdade com Ricardo Goulart, aos 16, e Renan Oliveira, que havia acabado de entrar para fazer sua estréia, aos 31. Aos 42, em discutido pênalti, Rafael Tolói concluiu a virada.

Na próxima rodada, o Goiás, atual nono colocado, com 11 pontos, entra em campo já na terça-feira, novamente no Serra Dourada, diante do Guaratinguetá, enquanto o Vitória, que permaneceu em quarto, com 13, só joga sábado, contra o Avaí, de volta ao Barradão e pensando novamente na liderança da Série B.

Arte GE.Net

O Jogo – Contando com o retorno do goleiro Harlei, o Goiás não conseguiu segurar a individualidade dos jogadores de frente do Vitória, que abusaram das tabelas no campo de ataque e envolveram a frágil marcação de meio-campo do adversário, pelo menos nos primeiros minutos da partida. Logo aos três, o goleiro Renan recolocou a bola em campo direto nos pés de Neto Baiano, que observou a movimentação de Marquinhos, mas demorou a fazer o passe. Na sequência, o Goiás tentou manter a bola no campo ofensivo e chegou a ter dois escanteios seguidos, sem, no entanto, aproveitar nenhuma das chances.

No momento em que o Goiás aumentava a posse de bola e tabelava na entrada da área dos baianos, o Vitória fez valer o jogo coletivo e abriu a contagem, aos 13 minutos. Após cobrança de falta ensaiada na entrada da área, Ananias furou e deixou a sobra para Gabriel Paulista, que obrigou Harlei a fazer grande defesa. No rebote, de primeira, Marquinhos acertou um belo gol por cobertura.

O Goiás sentiu o baque da abertura do placar e demorou a se organizar dentro de campo, deixando espaços para que o Vitória desperdiçasse uma boa chance com Pedro Ken, aos 18 minutos, mas aumentasse a vantagem aos 19. Após lançamento de Ken, Neto Baiano esperou a bola pingar no chão para bater forte, no contrapé de Harlei.

Sem que houvesse tempo para esboçar reação, o Goiás sofreu o terceiro gol. Em jogada iniciada com passe em profundidade de Neto Baiano, Marquinhos lançou para o meio da área, onde Amaral se confundiu e deu espaço para o artilheiro do Vitória marcar seu segundo na partida, o terceiro do Leão em menos de 20 minutos de bola rolando.

Insatisfeito (e vaiado pela torcida que compareceu ao Serra Dourada), Enderson Moreira promoveu as entradas de Iarley e Ramon e praticamente recolocou o Goiás no jogo, com movimentação e atitude. O gol, no entanto, saiu aos 34 minutos, com um tiro forte e colocado de David, sem chances de defesa para o goleiro Renan. De volta à partida, o Esmeraldino tentou reequilibrar, mas foi impedido pelo apito final do primeiro tempo.

Sem Marquinhos, que se lesionou nos últimos minutos, Eduardo Ramos se transformou no principal homem do ataque do Vitória, mas a própria equipe diminuiu o ritmo e deixou espaços. Aos oito minutos, o Goiás criou a primeira chance em cobrança de falta de David e boa defesa de Renan. Dois minutos depois, Ricardo Goulart cabeceou na entrada da área e obrigou o goleiro do Vitória a praticar nova defesa.

Aos 21 minutos, no entanto, nem Renan foi capaz de impedir o segundo gol do Goiás na partida, para aumentar o clima de tensão. Após cruzamento alto de Vítor, pela direita, Iarley subiu para evitar a saída de bola, mas praticamente ajeitou a bola para Ricardo Goulart, que cabeceou forte, no meio da área, para o fundo das redes do Vitória.

Sem Dinei, que se lesionou e não pôde ser substituído porque Carpegiani já havia feito três alterações, o Vitória contou com a sorte para evitar o empate do Goiás, mas acabou sem levar a melhor. E contando com o brilho da estrela de Renan Oliveira na própria estreia, o Esmeraldino empatou aos 31 minutos.

Substituto de Ernando aos 30 minutos, o ex-jogador do Coritiba entrou para definir o empate: após cruzamento de Felipe Amorim quase na linha de fundo, Renan Oliveira deu seu primeiro toque na bola direto para o fundo das redes do xará do Vitória.

Com um a mais, o Goiás pressionou até o apito final e foi recompensado com gol de pênalti de Rafael Tolói, aos 42 minutos. Dúvida antes do jogo, Victor Ramos se precipitou e dividiu muito forte com Felipe Amorim, que caiu na área e viu o árbitro Leandro Vuaden marcar pênalti. Na cobrança rasteira, o camisa 3 virou o placar para o time da casa.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade