Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

"Aliviado", Joel diz que não era para Bottinelli cobrar o pênalti

Rio de Janeiro (RJ)

Autor do gol que deu a vitória ao Flamengo, aos 42 minutos do segundo tempo, Bottinelli desrespeitou a ordem de Joel Santana, que determinara Renato Abreu como o cobrador daquele pênalti. O treinador admitiu alívio pelo fato de o argentino ter convertido o lance.

"Fiquei muito nervoso na hora. Não costumo ter sorte em cobranças de pênalti dos meus jogadores e isso me preocupa. Além disso, o Aranha é bom goleiro e costuma ir bem nessas bolas. Foi um alívio. Não poderíamos deixar a vitória escapar", declarou Joel Santana.

Renato era o determinado para bater. Contudo, o meia estava sendo bastante vaiado pela torcida, o que inclusive o deixou revoltado ao final do jogo, chamando "meia dúzia de otários".

"O Renato tinha que bater, mas a verdade é que o Bottinelli também pode fazer a cobrança. Eles dois e o Love sempre treinam. Achei legal que mesmo com tantas vaias e um ambiente extremamente nervoso ele não se abalou. Vamos respirar e evitar as polêmicas agora", pediu o treinador.

"O Bottinelle estava confiante, pediu para bater, bateu e fez", resumiu Ibson, na mesma linha de seu comandante, também tentando fugir de polêmicas. O resultado foi o segundo positivo do Flamengo na competição. O time volta a campo no próximo domingo, para enfrentar o Grêmio, do desafeto Vanderlei Luxemburgo, em Porto Alegre.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade