Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Valdívia sai do banco e garante classificação do Palmeiras à final

Barueri (SP)

O meia Valdívia teve um retorno triunfal ao Palmeiras após ser vítima de um sequestro relâmpago e se aproximar de uma saída da equipe. Em seu primeiro jogo após o incidente, o chileno saiu do banco para garantir um empate por 1 a 1 contra o Grêmio pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil e, assim, classificar o alviverde paulista à final da competição.

O Tricolor Gaúcho saiu na frente no segundo tempo com um gol de Fernando após rebote de Bruno em levantamento de Edílson, mas Valdívia empatou em oito minutos em um belo gol, finalizando de primeira após tabela com Juninho. O meia ainda acertou a trave em cobrança de falta.

A partida de diversos lances duros, chegando a contar com a expulsão de Rondinelly, Edílson e Henrique, selou a primeira participação do Palmeiras em uma final de Copa do Brasil desde 1998, quando se sagrou campeão contra o Cruzeiro. Por ter conquistado a vitória agregada de 3 a 1 após vencer por 2 a 0 no primeiro jogo, o Verdão encara o Coritiba, que eliminou o São Paulo, na decisão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Valdivia marcou o gol do empate nesta quinta-feira e comemorou depois com o atacante Barcos
O jogo - O Verdão levou perigo logo no início do jogo, com Mazinho arrancando pela esquerda do ataque e cruzando por entre as pernas de Edílson aos três minutos. Daniel Carvalho, porém, perdeu a oportunidade desviar a bola em excelente posição na pequena área.

A segunda grande chance do jogo também foi alviverde, com uma cobrança curta de falta de Daniel Carvalho aos 17 minutos levando a um cruzamento de Artur e um cabeceio à queima-roupa de Maurício Ramos, que parou em grande defesa de Victor.

A partir da segunda metade do primeiro tempo, porém, as maiores chances passaram a ser do Grêmio. Aos 34, Pará avançou pela esquerda e ajeitou para finalização perigosa de primeira de Marco Antônio, defendida por Bruno. O lateral esquerdo voltou a aparecer bem e, aos 43, recebeu passe de Marco Antônio para cruzar, mas Marcelo Moreno e Kleber não conseguiram cabecear na pequena área.

Precisando do resultado, o Tricolor Gaúcho gerou uma pressão no final da primeira etapa. Aos 45 minutos, Juninho bobeou e perdeu a bola para Souza pela esquerda defesa. O volante cruzou para domínio de Kleber, que foi parado por um bote providencial de Artur quando preparava a posição. Dois minutos depois, Bruno saiu bem do gol para chegar numa bola lançada para Marcelo Moreno antes do atacante.

Na segunda etapa, o Grêmio passou a ficar mais tempo com a bola, mas se limitava a cruzamentos na área e criava poucas oportunidades. Foi justamente numa bola alçada, porém, que saiu o gol da equipe: aos 20 minutos, Edílson levantou a bola em cobrança de falta, Bruno deu rebote e Fernando aproveitou para abrir o placar.

A vantagem no placar, porém, não durou muito tempo. Valdívia, que havia entrado no lugar de Daniel Carvalho no segundo tempo, empatou oito minutos depois após arrancar com a bola, tabelar com Juninho e, da entrada da área, finalizar de primeira, com categoria.

O jogo ficou ainda mais tenso após o gol do chileno e, aos 33 minutos, Barcos arrancou com a bola em direção à área, passou por dois marcadores e caiu após carrinho por trás de Rondinelly, que foi expulso. O cartão vermelho motivou uma confusão entre os atletas das duas equipes que terminou ainda na expulsão de Henrique e Edílson.

Após uma paralisação de cerca de cinco minutos por conta da confusão e da fumaça gerada por sinalizadores da arquibancada, Valdívia cobrou a falta aos 41 minutos e carimbou a trave, quase causando a virada de sua equipe. O tento não seria necessário, porém, já que o placar por 1 a 1 bastou para a classificação após a vitória por 2 a 0 no primeiro jogo.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade