Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Giovanni revela ameaças nas redes sociais e deseja sorte a Victor

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O goleiro Giovanni, que começou o Brasileiro como titular do Atlético-MG, revelou que chegou a sofrer ameaças nas redes sociais, caso não tivesse uma boa atuação diante do Grêmio. O jogo contra os gaúchos foi o último dele com a camisa 1 do Galo, que passa para Victor, contratado na última semana para acabar com a pressão que existe em cima dos goleiros do time mineiro.

Giovanni deixou claro que, mesmo com as ameaças, decidiu entrar em campo e completar a sétima partida com a camisa do Galo, o que inviabiliza a saída do arqueiro para outro clube da Série A do Brasileiro. Mesmo pressionado, o jogador conseguiu mostrar serviço e foi um dos melhores em campo.

"Nas redes sociais estavam ameaçando 'me pegar' se não jogasse bem. O meu pai me pediu para não jogar. Foi uma decisão minha, só minha. Não foi fácil. O time nunca me deixou na mão e eu decidi jogar pelo grupo", afirmou Giovanni, antes de desejar sorte para Victor, que passa a ser seu companheiro e concorrente na meta atleticana.

"Do modo como as coisas vinham acontecendo, não foi uma surpresa. Cabe a mim respeitar a decisão do clube, que investiu muito dinheiro nele. Ele tem que ser recebido e temos que torcer para que faça um bom trabalho", disse o goleiro sobre a chegada de Victor, que deve ser apresentado nesta terça-feira.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade