Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

No Mundial, Timão busca ‘bi inédito’ contra domínio europeu

Marcelo Belpiede São Paulo (SP)

Campeão da Libertadores 2012, o Corinthians pode se tornar o primeiro brasileiro com dois títulos do Campeonato Mundial organizado pela Fifa. No fim do ano, o Timão tentará repetir título do torneio iniciado em 2000 e que teve uma interrupção até 2005.

“Esses são títulos que só aqueles que vencem sabem a sensação”, recorda o ex-centroavante Luizão, campeão da Libertadores por Vasco e São Paulo e do Mundial pelo próprio Alvinegro de Parque São Jorge.

O Corinthians é o quarto classificação para a edição 2012 do Mundial, prevista novamente para o Japão. Anteriormente, já estavam definidos na competição o Monterrey, do México, o Auckland City, da Nova Zelândia, e o Chelsea, da Inglaterra. Ainda restam as definições das vagas da Ásia, África e um representante do país-sede.

Acervo/Gazeta Press
Elenco cheio de estrelas garantiu o título da primeira edição do Campeonato Mundial de Clubes da Fifa

Até o momento, o Mundial com a chancela da Fifa tem apenas um clube com duas conquistas. A geração comandada pelo Messi faturou duas vezes a taça pelo Barcelona, em 2009 e 2011. No Brasil, São Paulo e Internacional comemoraram em uma oportunidade como o Corinthians.

Contudo, os brasileiros também consideram como título mundial as conquistas da disputa intercontinental com os europeus, realizada até 2004. Neste caso, o São Paulo lidera a lista dos brasileiros, com três taças, seguido pelo Santos, com duas.

Ao Corinthians, retornar ao Mundial pela “porta da frente” é o grande mérito do elenco comandado pelo técnico Tite. Em 2000, o clube entrou na competição como representante do país-sede, por ser detentor do título brasileiro.

Acervo/Gazeta Press
Marcelinho vibra com conquista alvinegra
Na primeira edição do Mundial da Fifa, o Corinthians ainda carregou a vantagem de jogar em casa. Na primeira fase, disputada no Morumbi, derrotou Raja Casablanca, do Marrocos, e Al Nassr, da Arábia Saudita, além de empatar com o Real Madrid, da Espanha. A classificação veio no saldo de gols.

Na decisão, um encontro contra o Vasco, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, com a presença de mais de 73 mil torcedores. Depois do empate por 0 a 0 em 120 minutos, o Timão faturou a taça com um triunfo nos pênaltis por 4 a 3.

O próprio técnico Tite traz um sentimento especial com a vaga no Mundial de Clubes. Em 2010, ele estava na direção do Al Wahda, dos Emirados Árabes, e tinha a classificação assegurada para o torneio, mas desistiu justamente para assumir o Corinthians. “O momento mais marcante desta trajetória é o início, quando fui convidado para vir para o Corinthians e abri mão do Mundial de Clubes. Agora estou de volta ao Mundial”, recordou o treinador.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade