Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Alonso domina GP da Alemanha e abre vantagem na ponta do Mundial

Hockenheim (Alemanha)

O espanhol Fernando Alonso ampliou sua liderança no Mundial da Fórmula 1, neste domingo. O piloto da Ferrari largou da pole position no Grande Prêmio da Alemanha da categoria, liderou toda a corrida e conquistou sua terceira vitória em dez provas na temporada.

Na pista, a segunda colocação em Hockenheim foi do alemão Sebastian Vettel, seguido pelo britânico Jenson Button. A ultrapassagem do piloto da Red Bull sobre o da McLaren, no entanto, foi considerada irregular pela direção de prova e ele recebeu 20s de punição, caindo da segunda para a quinta posição. 
 

O finlandês Kimi Raikkonen herdou a terceira colocação da corrida, seguido pelo japonês Kamui Kobayashi. Após a punição, Vettel aparece em quinto, à frente do mexicano Sergio Pérez, ambos da Sauber. Michael Schumacher, Mark Webber, Nico Hulkenberg e Nico Rosberg completaram a zona de pontuação da corrida alemã.

Os brasileiros Felipe Massa e Bruno Senna tiveram uma prova repleta de problemas em Hockenheim, neste domingo. Eles se envolveram em incidentes já na primeira volta da corrida, foram obrigados a fazer pit-stops emergenciais ainda na volta inicial e tiveram as estratégias prejudicadas. O piloto da Ferrari acabou a prova na 12ª colocação, cinco postos à frente do da Williams.

Com sua terceira vitória no ano, Alonso passa a ter 154 pontos na liderança do Mundial, com 34 de vantagem para o australiano Mark Webber, dono da segunda posição, com 120. Sebastian Vettel é o terceiro, com 108. Felipe Massa soma 23 pontos, cinco a mais do que Bruno Senna.

A próxima prova da Fórmula 1 é o Grande Prêmio da Hungria, no domingo dia 29 de julho. Na temporada passada, a vitória ficou nas mãos de Jenson Button, seguido por Vettel e Alonso.

AFP
Ferando Alonso liderou toda a corrida em Hockenheim e venceu seguido por Sebastian Vettel
A corrida - Fernando Alonso conseguiu boa largada e nem chegou a ser ameaçado por Sebastian Vettel nos momentos iniciais de prova. O alemão da Red Bull, no entanto, precisou se defender bastante dos ataques de seu compatriota Michael Schumacher nos dois primeiros giros da corrida.

Os brasileiros se envolveram em incidentes já no início. Na briga por posições, Felipe Massa tocou no carro de Daniel Ricciardo, perdeu o bico de sua Ferrari e precisou voltar aos boxes para recolocar a peça. Já Bruno Senna cinco curvas depois encostou em Romain Grosjean na largada e também fez um pit-stop emergencial, para trocar um pneu de e o nariz de sua Williams.

O começo de prova foi duro ainda para Lewis Hamilton, da McLaren, que teve um pneu furado na terceira volta.

Não demorou para os dois primeiros colocados se destacarem do restante do pelotão, com o espanhol mantendo vantagem confortável sobre o alemão. Na 11ª volta, Jenson Button realizou bela manobra para tomar a terceira colocação de Michael Schumacher.

Alonso foi aos boxes na 19ª volta e colocou pneus médios, deixando Vettel temporariamente na primeira colocação. Quando o alemão voltou de sua parada para a troca de pneus, dois giros depois e também com compostos médios, estava 3s3 atrás do espanhol, que novamente ocupava a liderança da corrida em Hockenheim.

O ritmo do piloto da Red Bull, no entanto, se mostrou melhor que o da Ferrari com os novos pneus e a diferença começou a cair rapidamente, chegando a 0s9 na 28ª volta. Ao mesmo tempo, Jenson Button levava sua McLaren cada vez mais perto dos dois ponteiros.

Mas o ímpeto de Vettel diminuiu e Alonso conseguiu abrir vantagem novamente, sabendo utilizar as ultrapassagens sobre retardatários para ganhar tempo sobre seus adversários. Os dois líderes pararam juntos para a segunda troca de pneus na 42ª volta e fizeram pit-stops eficientes, mas o alemão se deu mal e voltou à pista atrás de Button, que foi aos boxes uma volta antes.

O bom ritmo do piloto da McLaren logo fez com que ele se aproximasse de Alonso, mas o espanhol não deixou que o britânico o atacasse e controlou bem sua vantagem até conseguir a vitória. Faltando duas voltas, Vettel aproveitou a melhor condição de seus pneus, se aproximou rapidamente de Button e utilizou a parte de fora da pista para realizar a ultrapassagem retomar a segunda colocação.

Após o fim da prova, o movimento foi considerado irregular pela direção de prova e Vettel foi punido com acréscimo de 20s a seu tempo total de corrida, caindo da segunda para a quinta posição.

Veja a nova classificação do Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1:
1: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
2: Jenson Button (ING/McLaren)
3: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
4: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)
5: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
6: Sergio Pérez (MEX/Sauber)
7: Michael Schumacher (ALE/Mercedes)
8: Mark Webber (AUS/Red Bull)
9: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
10: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
11: Paul Di Resta (ESC/Force India)
12: Felipe Massa (BRA/Ferrari)
13: Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
14: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
15: Pastor Maldonado (VEN/Williams)
16: Vitaly Petrov (RUS/Caterham)
17: Bruno Senna (BRA/Williams)
18: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
19: Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)
20: Charles Pic (FRA/Marussia)
21: Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)
22: Timo Glock (ALE/Marussia)
23: Narain Karthikeyan (IND/Hispania)

Não completou:
Lewis Hamilton (ING/McLaren)

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade