Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Presidente do Villareal também fecha as suas portas para Riquelme

Villareal (Espanha)

Com 34 anos e a vontade de deixar o Boca Juniors, o meia Juan Román Riquelme parece não despertar o interesse de clubes europeus. O Villareal, que disputará a Segunda Divisão da Espanha na próxima temporada, não quer trazer de volta o argentino, que teve grande passagem pelo clube entre 2003 e 2006 e, depois, em 2008.

“O Riquelme teve a sua etapa aqui e nós estamos muito agradecidos, mas agora os tempos são outros e não há nada”, afirmou o presidente do Villareal, Francisco Roig, ao El Periódico Mediterráneo.

Desta forma, o futuro de Riquelme segue indefinido. Flamengo e Cruzeiro tentaram a sua contratação, mas não tiveram sucesso. A janela de transferências internacinais já está fechada desde a última sexta-feira, e o interesse de algum clube europeu, após esta recusa, fica cada vez mais duvidoso.

AFP
Após perda do título da Copa Libertadores da América, Riquelme afirmou que quer deixar o Boca Juniorss
 Uma alternativa seria procurar o mercado asiático, que conta com nomes como Didier Drogba, Nicolas Anelka, Darío Conca etc.. No entanto, pessoas próximas ao argentino afirmaram que ele não quer ser visto como um atleta em fim de carreira que quer apenas ganhar dinheiro. Com isto, a opção que resta é a de atuar no próprio futebol argentino.

Mesmo depois do apelo dos dirigentes e da torcida do Boca pela sua permanência, Riquelme não quer permanecer no Buenos Aires. O presidente do clube xeneize afirmou que só irá liberá-lo mediante o pagamento de R$ 4,2 milhões. O Rosário Central, clube tradicional, da Segunda Divisão Argentina, pode ser o destino do meia.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade