Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Próximo da final, Gobbi diz ter dado "pit stop" em venda de Castán

Thiago Bastos Ferri, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Finalista da Copa Libertadores, o Corinthians sofre com o assédio da Roma, da Itália, pela contratação de Leandro Castán, titular da defesa alvinegra. Nesta quarta-feira, durante evento da patrocinadora da competição internacional, o presidente do clube paulista, Mário Gobbi, confirmou as conversas pelo jogador. Estas, porém, estão paradas por conta da decisão no torneio continental.

“Existe a proposta sim, mas demos um ‘pit-stop’, por causa da Libertadores. Não podemos misturar uma fase final de campeonato com negociação, compra e venda de jogadores. Teremos conversas novamente a partir de quinta-feira”, explicou o dirigente.

Na imprensa italiana, o acordo é considerado certo. O jornal Corriere Dello Sport revelou no início desta semana que a Roma irá pagar aproximadamente R$ 13 milhões pelo jogador, apelidado de “novo Lúcio”. O próprio defensor, disse não pensar no interesse do clube europeu, uma vez que está próximo de realizar o ‘jogo de sua vida’.

Diante da primeira final de Libertadores em sua história, o Corinthians adota um discurso de concentração total na segunda partida com o Boca Juniors – na ida, realizada na Argentina, as duas equipes ficaram no empate, por 1 a 1. Os times voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Pacaembu, e o Timão depende apenas de uma simples vitória para chegar ao seu inédito título na competição.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade