Olimpíadas 2012/Tênis - ( - Atualizado )

Nadal desiste de disputar os Jogos Olímpicos de Londres-2012

Londres (Inglaterra)

O tenista Rafael Nadal, número três do mundo, não participará dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. O espanhol informou a decisão em comunicado oficial emitido nesta quinta-feira, justificando a desistência por conta da tendinite que causa dores em seu joelho há certo tempo, lesão que prejudicou, inclusive, o seu desempenho no torneio de Wimbledon, onde foi eliminado precocemente. Atual campeão olímpico, o tenista seria o porta-bandeira da Espanha na cerimônia de aberturas.

Nadal sofre com uma tendinite no joelho esquerdo que se acentuou neste ano. A lesão, que já havia o tirado da semifinal do Masters 1000 de Miami, diante de Andy Murray, foi também o motivo pelo baixo rendimento do número três do mundo no torneio de Wimbledon, em junho deste ano, quando foi eliminado ainda na segunda rodada do Grand Slam pelo tcheco Lukas Rosol, modesto centésimo colocado no ranking mundial.

AFP
Nadal sagrou-se campeão olímpico em Pequim-2008, quando bateu o chileno Fernando González na final
“Não me encontro em condições de competir. É um dos momentos mais tristes de minha carreira. Não estou em condições de competir nos Jogos Olímpicos de Londres e portanto não viajarei, como havia previsto com a delegação espanhola”, lamenta, em seu comunicado oficial.

Após a queda no All England Club, Nadal passou a realizar sessões de tratamento diárias na clínica La Esperanza, na cidade de Vitoria-Gasteiz, na Espanha. Lá, ouviu dos médicos que teria que parar por duas semanas, caso quisesse entrar em condições de disputar o torneio olímpico, fato que o fez cancelar partida amistosa beneficiente diante de Novak Djokovic, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid.

O repouso, porém, não surtiu efeito. Apesar das últimas declarações de Nadal em suas redes sociais – o espanhol chegou a postar uma foto em seu facebook alongando justamente sobre o joelho esquerdo, no último dia 17 –, o atual número três do mundo anunciou a desistência do torneio olímpico de Londres-2012 nesta quinta, argumentando não estar em plenas condições de representar o seu país da melhor forma possível.

AFP
"Alongando depois do treinamento físico, cada vez mais com vontade de chegar a Londres", postou Nadal em seu Facebook, no último dia 17
“Tenho que pensar em meus companheiros, não posso ser egoísta, e tenho que pensar no bem do esporte espanhol, especialmente do tênis espanhol, e deixar que jogue um companheiro meu com melhor preparação e que esteja em condições de competir”, afirma. “Insisti até o último momento em minha preparação, em meus treinamentos, mas não consegui”, garante.

Campeão em Pequim-2008, Nadal seria o porta-bandeira espanhol na cerimônia de aberturas dos Jogos, no dia 28 de julho. O Comitê Olímpico Espanhol ainda não decidiu o seu substituto, bem como a Federação Espanhola de Tênis segue sem anunciar o tenista que ocupará a sua vaga – o nome mais cotado é Feliciano López, número 30 do mundo.

“Hoje é um dos dias mais tristes de minha carreira, já que um dos maiores delírios e o momento mais especial seria carregar a bandeira da Espanha na cerimônia de abertura do Jogos em Londres. Assim, podem imaginar o quão difícil foi tomar esta decisão”, conclui.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade