Olimpíadas 2012/Bastidores - ( - Atualizado )

Presidente do Comitê minimiza falhas no transporte de atletas

Londres (Inglaterra)

A abertura oficial da Vila Olímpica, nesta segunda, não foi tão tranquila quanto o esperado. Declarações como a do velocista norte-americano Kerron Clement, bicampeão dos 400m, e do jogador de beisebol Nick Green, da Austrália, reclamando da demora no trajeto entre o Aeroporto de Heathrow e os alojamentos, causada por erros dos motoristas responsáveis por levar as delegações até a Vila, causaram desconforto entre atletas e organizadores do evento. Presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Sebastian Coe fez questão de botar panos quentes na polêmica criada em torno das falhas.

De acordo com Clement, o trajeto de 45 minutos foi realizado em quatro horas, fato que irritou o grupo de atletas que se encontravam com ele. “Os atletas estão com sono, com fome e precisam fazer xixi. Podemos ir logo para a Vila, por favor?”, escreveu em seu twitter, antes de completar. “Ficamos perdidos por 4 horas. A primeira impressão de Londres não foi boa”, relatou.

Quem também demorou mais que o esperado para chegar à Vila Olímpica foi a delegação australiana. De acordo com os atletas, o motorista do veículo desconhecia o percurso entre o aeroporto e o alojamento, também não sabendo fazer uso do GPS disponível. O problema só foi solucionado quando um membro da equipe médica presente no veículo localizou o endereço da Vila Olímpica no GPS de seu telefone, após constatar que esse ainda não havia sido cadastrado no aparelho do motorista.

AFP
Delegações chegam ao Aeroporto de Heathrow: americanos e australianos tiveram problema no trajeto até a Vila Olímpica
Diferente de Clement, porém, Nick Green, jogador de beisebol australiano, comentou o ocorrido com bom humor. “No fim, acabou virando um tour por Londres”, brincou. “O Comitê Organizador se desculpou pelo ocorrido. É melhor que isso aconteça agora do que durante a competição”, completou.

Nesta terça, Sebastian Coe, presidente do Comitê Organizador dos Jogos, pediu desculpas às delegações prejudicadas, mas ressaltou que os casos foram tratados como isolados, já que foram realizadas mais de 100 viagens no primeiro dia de desembarque de atletas na capital inglesa.

“Não acho que podemos tirar as coisas do contexto: 98% dos traslados entre Heathrow e a Vila ocorreram sem o menor problema. Tivemos um tweet falando sobre um atraso de quatro horas, que na verdade foi de 2h30. Tivemos um motorista que perdeu um retorno, em mais de 100 viagens que fizemos na segunda-feira”, argumenta.

“A maioria dos atletas chegou ao seu destino no horário. Depois de se encontrarem com o chefe-executivo da Vila, passaram o dia tweetando sobre como estavam gostando de tudo”, completa, ironizando o fato de apenas a reclamação de Clement na rede social ter ganho tanta repercussão.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade