Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Verdão enfrenta Bahia para embalar e ganhar folga de zona perigosa

Barueri (SP)

Depois do título da Copa do Brasil, o Palmeiras acumula três jogos sem derrota no Campeonato Brasileiro: são dois empates e a recente vitória contra o Náutico. A sequência já foi o suficiente para tirar a equipe da incômoda zona de rebaixamento por um ponto, mas agora a ordem é ganhar uma folga da região da degola e pensar em voos mais altos no torneio nacional a partir do jogo desta quinta-feira contra o Bahia, às 21 horas, na Arena Barueri.

“O mais importante é sairmos da situação em que estamos. Temos de nos afastar ao máximo da parte de baixo e ter mais vitórias para respirar no Brasileiro. Já conquistamos um título importante e difícil, mas temos de seguir firmes”, destaca o volante Márcio Araújo.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico Luiz Felipe Scolari espera ganhar uma gordura no Palmeiras para evitar sustos no Brasileirão.

Por enquanto, pensar no topo do Campeonato Brasileiro é uma utopia aos palmeirenses. A diferença em relação ao líder Atlético-MG é de 18 pontos. Por isso, o Verdão se concentra em dar um passo de cada vez na competição e faz um planejamento para ter a chance de brigar futuramente pelo titulo da Copa Sul-americana.

“Está mais difícil no Brasileiro (de alcançar título), mas precisamos conquistar pontos para ter uma gordura lá na frente e disputar também a Sul-americana”, concorda o lateral esquerdo Juninho.

Para enfrentar o Bahia, a escalação alviverde é um mistério. A principal novidade é a volta do centroavante Barcos, recuperado de uma crise de apendicite que o tirou das finais da Copa do Brasil contra o Coritiba. Ele irá formar a dupla de ataque com Obina.

De qualquer forma, o Verdão segue com muitos desfalques. Os zagueiros Maurício Ramos, Thiago Heleno e Román e o volante Marcos Assunção estão entregues ao departamento médico, enquanto o lateral direito Cicinho cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Por fim, Valdívia foi mantido pela diretoria no grupo, mas alegou dores na coxa esquerda e acabou cortado.

No Bahia, a situação é ainda pior para a estreia do técnico Caio Júnior, substituto de Paulo Roberto Falcão. A lista de desfalques contém oito nomes: Madson, Coelho, Ávine, Gerley, Mancini, Vander, Gabriel e Elias não ficam à disposição.

Divulgação
Caio Júnior estreina no comando do Bahia

No principal coletivo da semana, Caio Júnior testou novidades. A dupla Ciro e Souza formou o ataque, enquanto Zé Roberto ganhou mais obrigações no setor de criação do meio-campo. O treinador ainda testou Gil na lateral, com a presença de Fabinho como volante.

Para Caio Júnior, o Bahia deve acreditar na formação de uma estrutura para reagir e sair da zona de rebaixamento do Brasileiro. “É uma satisfação grande dirigir um clube de tradição, campeão brasileiro. É um time com pessoas sérias, tem coisas boas para acontecer aqui, um projeto de Centro de Treinamento, temos um caminho bom para ser um dos grandes clubes do Brasil”, avisa o novo comandante.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x BAHIA

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 26 de julho de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Antonio Frederico de Carvalho Schneider (RJ)
Assistentes: Janette Mara Arcanjo e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (ambos do RJ)

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Wellington, Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Márcio Araújo, João Vitor e Daniel Carvalho (Mazinho); Obina e Barcos.
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BAHIA: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Titi e Hélder; Fahel, Kleberson, Diones e Zé Roberto; Ciro e Souza
Técnico: Caio Júnior.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade