Futebol/Supercopa da Espanha - ( - Atualizado )

Vilanova e Mascherano defendem Valdés após falha na decisão

Barcelona (Espanha)

A vida de Tito Vilanova como técnico do Barcelona começa com altos níveis de adrenalina. Além da dura missão de substituir o vitorioso Pep Guardiola, o ex-auxiliar encarou um clássico na decisão da Supercopa da Espanha logo em sua segunda partida no comando do clube.

Depois de golear a Real Sociedad por 5 a 1 na estreia do Campeonato Espanhol, o time catalão suou para vencer o Real Madrid de virada e abriu vantagem para o jogo de volta da fina. Mas a situação poderia estar mais tranquila.

Com um 3 a 1 a favor no placar do Camp Nou, o Barça fazia mais uma grande apresentação, com destaque para Xavi Hernández. Restando cinco minutos, além dos acréscimos, para o apito final, o goleiro Victor Valdés se atrapalhou com uma bola recuada pelo lateral esquerdo Adriano e facilitou a vida de Ángel Di María, que roubou a bola e descontou com tranquilidade, recolocando o Real na briga pelo título.

AFP
Na primeira decisão como técnico do Barça, Vilanova se vingou da agressão de Mourinho com virada emocionante
Em entrevista coletiva concedida após o triunfo, Vilanova defendeu seu jogador para a imprensa. “Muitas vezes ele nos ajuda. Se ele sempre rifasse a bola, não teríamos o jogo de passes que temos. Vamos incentivá-lo a continuar fazendo isso, pois é um jogo coletivo. Um dia pode falhar um e, depois, um outro jogador”, ressaltou.

Autor de um belo lançamento para o gol de empate marcado por Pdero Rodríguez, o volante Javier Mascherano, que atuou improvisado na zaga, também defendeu o goleiro. “Foi um jogo muito bom, seguimos sendo nós mesmos com a bola. Pecamos com tanta animação, mas eu gosto assim, prefiro ficar temeroso. É normal que Victor (Valdés) fique irritado, mas tem de correr riscos. Somos admirados por jogar desta maneira”, analisou.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade