Tênis/Masters 1000 de Cincinnati - ( - Atualizado )

Com pneu e tie-break, Federer bate Djokovic e é penta em Cincinnati

Cincinnati (EUA)

O suíço Roger Federer conquistou o pentacampeonato do Masters 1000 de Cincinnati com uma vitória de características pouco comuns sobre o sérvio Novak Djokovic. Depois de encontrar muitas facilidades no primeiro set e vencer com direito a pneu, o suíço teve que mostrar seu melhor jogo para triunfar na segunda parcial e fechar o jogo com parciais de 6/0 e 7/6 (8-6).

Foi a primeira vez em 28 duelos entre os dois tenistas que um consegue aplicar um pneu em seu adversário, ou seja, vencer uma parcial por 6/0.

Djokovic, que chegou a Cincinnati sonhando em reassumir a liderança do ranking, começou o duelo irreconhecível. Apático e cometendo erros no fundo de quadra e quatro duplas faltas, o sérvio virou presa fácil para Federer. O suíço aproveitou a falta de consistência de seu adversário e em 20 minutos marcou 6/0.

O segundo set foi mais disputado. O sérvio deixou a apatia de lado e equilibrou o confronto, que sem quebras de serviço foi para o tie-break. No desempate, Federer abriu 3-0 e deu impressões de que venceria com facilidade, mas Djokovic requilibrou o duelo e chegou a salvar um match point. Na segunda oportunidade, o suíço não vacilou e fechou o jogo com uma direita na paralela.

É a quinta vez que Federer conquista o Masters 1000 de Cincinatti. Ele venceu o torneio pela primeira vez em 2005, derrotando na final Andy Roddick, e dois anos depois triunfou sobre James Blake na final. Em 2009, ele foi campeão com vitória justamente sobre Djokovic e uma temporada depois voltou a levantar o troféu superando Mardy Fish na decisão.

AFP
Suíço manteve alto nível no primeiro e no segundo set para vencer a final sobre Djokovic

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade