Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

No sufoco, Fluminense faz o dever de casa, vence Timbu e segue líder

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense teve um jogo complicado na tarde deste sábado em Volta Redonda (RJ), mas acabou por confirmar seu favoritismo e venceu o Náutico por 2 a 1, com gols de Leandro Eusébio e Fred. Kim descontou para os pernambucanos.

Depois de perder para o Atlético-GO, o time carioca se recuperou e a vitória garante o Tricolor na ponta da tabela por mais uma rodada do Brasileirão. Isto porque o time foi a 56 pontos e abriu cinco pontos do vice-líder Atlético Mineiro, que enfrenta o terceiro colocado Grêmio neste domingo.

O próximo compromisso do Fluminense será no próximo domingo, dia 30, no clássico diante do Flamengo, no Engenhão. Já o Náutico, que não está longe da Zona do Rebaixamento com 31 pontos, recebe o Atlético-GO nos Aflitos, no sábado, em duelo importante para a permanência na Série A em 2013.

Photocamera
Apesar das dificuldades, o Fluminense conseguiu vencer o Náutico por 2 a 1 e segue na liderança do Brasileiro
O jogo - O Náutico entrou em campo diante do líder do Brasileirão no Raulino de Oliveira com uma missão clara: jogar fechado e explorar os contra-ataques para tentar surpreender. A estratégia de Gallo esteve muito perto de funcionar, já que sua equipe conseguiu segurar o Tricolor carioca até os quarenta minutos, e teve pelo menos duas excelentes chances de marcar antes disso.

O Fluminense começou o jogo dando a impressão de que chegaria rapidamente ao primeiro gol. Logo aos dois minutos, o lateral Bruno cruzou da ponta direita e Wellington Nem quase alcança de cabeça de frente para o gol, mas a bola passa a sua frente e sai pela linha de fundo.

A marcação do Náutico, porém, dificultou muito para os comandados de Abel, que assistiram os pernambucanos quase abrirem o placar aos 11: cruzamento da direita pelo alto, a zaga afasta de cabeça mas Kim aproveita o rebote na altura da marca do pênalti, mata no peito e chuta por cima do gol de Cavalieri.

A segunda grande chance do Náutico no primeiro tempo foi aos 30. Elicarlos faz lançamento longo para Rogério na ponta direita, o atacante entra na área, se livra de Thiago Carleto e, no bico da pequena área, chuta em cima do goleiro.

O sufoco Tricolor acabou aos 41, numa falha coletiva da defesa do Náutico, principalmente do goleiro Gideão. Escanteio cobrado pela esquerda, a defesa não corta, Gideão se atrapalha, Fred falha na cabeçada, mas Leandro Euzébio aparece no segundo pau para empurrar para à rede.

O gol desarmou o esquema do Náutico, e o segundo gol só demorou quatro minutos para sair. Deco acionou Thiago Neves na ponta direita, ele cruzou rasteiro e Fred apareceu na marca do pênalti para mandar de primeira e ampliar o placar.

Com dois a zero, o Fluminense voltou dos vestiários mais tranquilo, e podendo cadenciar mais o jogo, e buscar o terceiro gol. Aos sete, Fred teve ótima oportunidade no escanteio cobrado por Thiago Neves pela direita. O atacante subiu sozinho no meio da área e testou, obrigando a Gideão espalmar de reflexo pela linha de fundo.

O Náutico, mesmo com a notável desvantagem técnica, não desistia, e aos 16 levou perigo na cobrança de uma falta. Souza cobrou da intermediária e levantou na área, a bola passou da linha da zaga e Kim apareceu para dividir com Cavalieri, que foi mais rápido e salvou o Flu.

A partir da metade do segundo tempo, Abel começou a poupar seus principais jogadores, tirando Thiago Neves e Deco de campo. O Flu teve outra boa chance de marcar aos 26, em jogada protagonizada por dois jogadores que entraram durante a partida: Marcos Júnior cruzou e achou Digão na pequena área. Ele cabeceou mas Gideão salvou o terceiro.

O Tricolor diminuiu o ritmo e começou a complicar um jogo que estava na mão. Aos 36, Douglas Santos toca para Kim na grande área, e o atacante acerta um chute que venceu Cavalieri, descontando para o Náutico. O final do jogo se tornou dramático para o líder do brasileiro. Aos 42, Diego Cavalieri salvou novamente os cariocas numa cabeçada de Kim após levantamento de Souza cobrando falta.

Nos acréscimos, Patric recebeu na área, mas chutou para fora e desperdiçou a última chance do empate. Final: 2 a 1 para o Fluminense.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade